7 dicas para economizar em Morro de São Paulo

Um dos destinos mais procurados do Brasil, Morro de São Paulo é mesmo um paraíso. Localizado na Ilha de Tinharé, além das seis praias com características completamente diferentes, reúne natureza, gastronomia e baladas em um só lugar. Isso sem falar que divide território com outros dois destinos de tirar o fôlego: Boipeba e Moreré.

No verão, a parte mais badalada da ilha é mesmo Morro. O distrito fica repleto de turistas, entre casais em busca de descanso, jovens com a intenção de curtir e, acreditem, argentinos. Já faz alguns anos que os hermanos descobriram a beleza desse destino e as agências do país vizinho oferecem grandes pacotes de viagem para lá. É tanta gente falando espanhol à sua volta que a sensação é mesmo a de estar fora do país. Garçons muitas vezes vão te abordar em outra língua e os cardápios são quase sempre trilíngues. Só falta mesmo aceitarem o pagamento em pesos.

Descubra quanto custa viajar para Morro de São Paulo

Na ilha não entram carros e não há ruas – que dão lugar a pequenas vielas de areia. Nem por isso é um lugar necessariamente pacato. Há atividades para todos os gostos, daquelas em meio à natureza às baladas agitadíssimas. Com tanto movimento, alguns bolsos podem reclamar dos valores praticados pelo comércio. Por isso, a gente elaborou sete dicas para te ajudar a economizar em Morro de São Paulo e manter a trip dos sonhos dentro do orçamento.

1 Gamboa estilo faça você mesmo

Com uma leve caminhada é possível chegar até a Gamboa sem gastar nad

Com uma leve caminhada é possível chegar até a Gamboa sem gastar nada. Créditos: Juliana Xavier

A Gamboa é uma praia que fica na outra face da ilha. Todos os dias há passeios guiados até o local, que também é conhecido como a praia da lama medicinal. Turistas pagam pela comodidade de chegar até lá em escunas ou lanchas, mas na maré baixa é possível ir até a Gamboa a pé, numa caminhada simples beirando o mar que dura aproximadamente 20 minutos. Vale muito a pena! Só ficar de olho na tabela de marés, que muitos estabelecimentos da ilha disponibilizam aos turistas. Como ela oscila entre alta e baixa a cada 6 horas, é possível ir e voltar a pé nesses intervalos.

Caso a maré esteja baixa pela primeira vez no dia muito cedinho (às vezes é às 5 da manhã…), você pode caminhar só na volta e ir até a praia com os pescadores. No cais, eles oferecem a travessia até a praia por apenas 5 reais durante o dia todo, praticamente.

2 Fuja dos vendedores de ingressos e passeios na praia

Compre os passeios em agências de viagens. Acabam saindo mais em conta

Compre os passeios em agências de viagens. Acabam saindo mais em conta. Créditos: Turismo Bahia / Fonte: Flickr

Pode parecer sacanagem não comprar ingressos para as grandes festas realizadas na ilha ou para os inúmeros passeios oferecidos em Morro de São Paulo na mão dos muitos vendedores que lhe abordam diariamente nas praias. Só que nas agências de turismo ou na porta dos eventos, o valor é bem menor. Isso acontece porque os vendedores autônomos não recebem comissões sobre o valor da venda. Eles retiram os ingressos pelo valor normal e repassam por uma quantia maior, já que vivem apenas dessa diferença. Acontece o mesmo com os guias e pousadas que oferecem esses serviços. Então, se quer economizar, vá direto na fonte!

3 Os carregadores de mala

A ilha não tem carros. Por isso, ao chegar no cais, você precisará andar com a sua bagagem até o hostel/pousada. O trecho inclui apenas uma subida, da íngreme rampa que sai do cais, e o restante do percurso é composto por descidas e retas. As pessoas vão lhe abordar para convencer a pagar um táxi carregador, insistindo que o caminho é longo e puxado. Mas acredite: é tranquilo se você estiver com uma boa mochila, mesmo pesada, e hospedado até a terceira praia. Os carregadores cobram 15 reais por bagagem e levam tudo num carrinho de mão. Somando ida e volta, é um valor que pode ser importante no restante da estadia.

4 Piscinas naturais

Quarta praia tem piscinas naturais ideias para mergulho com snorkel

Quarta praia tem piscinas naturais ideias para mergulho com snorkel. Créditos: Ezarete / Fonte: Wikimedia Commons

Em sua estada em Morro de São Paulo, você verá muitas agências vendendo passeios às piscinas naturais localizadas em alto mar. Porém, você pode mergulhar por conta própria durante a maré baixa no mesmo tipo de arrecifes da quarta praia. Por ser mais deserta, os peixes nadam tranquilamente e não se importam com a presença de um ou outro ser humano. Já nos passeios, a quantidade excessiva de barcos e de turistas durante a alta temporada espanta todos eles. Compramos um desses passeios e não vimos um só peixe…

Para mergulhar na quarta praia, você pode alugar máscara e snorkel por valores acessíveis no início da terceira praia.

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

5 O famoso pôr do sol

Ver o pôr do sol do cais permite economizar em Morro de São Paulo

Ver o pôr do sol do cais permite economizar em Morro de São Paulo. Créditos: Adriano Prado / Fonte: Flickr

Em todo e qualquer site de viagem, a dica para assistir ao melhor pôr do sol de Morro de São Paulo é sempre a mesma: na Toca do Morcego, bar dançante, ou no Restaurante Portaló. No primeiro, paga-se para entrar. No segundo, a entrada é gratuita, mas ninguém vai lhe deixar sentar sem consumir. Se quer evitar a facada, já que em ambos os preços do cardápio são um pouco maiores que os praticados em outros locais, vá até o cais e verá o pôr do sol do mesmíssimo ângulo do Portaló.

Um outro bom lugar para assistir ao anoitecer é na Fortaleza de Tapirandu. Basta descer a rua em frente à igreja da vila e terá acesso a alguns bons mirantes sem gastar nenhum real. Com sorte, ainda verá golfinhos.

6 Conheça um pouco da história

Incluir um passeio histórico no roteiro é uma forma de economizar em Morro de São Paulo

Incluir um passeio histórico no roteiro é uma forma de economizar em Morro de São Paulo. Créditos: Hudson C. S. Souza / Fonte: Wikimedia Commons

As praias são mesmo a grande atração local, mas a ilha também tem pontos turísticos interessantes que contam a sua importância histórica para o país. Morro de São Paulo é um distrito de Cairu, a segunda cidade mais antiga do Brasil. Por isso, vale a pena tirar uma tarde para visitar a Igreja Nossa Senhora da Luz, datada de 1620, a Fonte Grande, a Fortaleza de Tapirandu e o Farol, que fica no alto de um morro, e o Casarão – que já abrigou até Dom Pedro II. Todos esses pontos são gratuitos e remetem a tempos bem remotos.

Quando chegar ou deixar a ilha, no cais, também repare bem no Pórtico de entrada. Pode não parecer, já que passou por reforma recente, mas ele foi construído há quase 400 anos e serviu de ponto de apoio para evitar as invasões holandesas no século 17.

7 Comer bem sem falir

Praias são os principais atrativos de Morro de São Paulo

Praias são os principais atrativos de Morro de São Paulo. Créditos: Juliana Xavier

Tá aí um ponto complicado. Os restaurantes da ilha funcionam quase como um cartel: vendem pratos à la carte e os preços altos variam pouco. Mas encontramos alguns locais que nos ajudaram a economizar em Morro de São Paulo na hora de comer. Existe um self-service na vila, o Tempero Caseiro, que fica bem escondidinho no cantinho da praça principal e serve comida boa no quilo. No centrinho também é possível comer bem com pouca grana no Bodeguinha e no Ponto Restaurante – que vendem pratos prontos bem honestos, além de lanches como sanduíches e pizzas.

Na segunda praia, bem escondidinhos na Rua das Pequenas Pousadas (que é uma vielinha estreita), estão o self-service da Pousada Encanto da Lua e o macarrão ao vivo da Pousada Girassol. Com 15 reais você monta seu prato de massa preparado na hora, com os ingredientes que você quiser. A porção é muito bem servida e salva o jantar.

No caminho entre a segunda e a terceira praia ainda há um quiosque que vende marmitas a 10 reais. É lá que os ambulantes compram o próprio almoço, por isso o preço amigável. A comida é caseira e não deixa a desejar. Por fim, na terceira praia há uma outra viela sem nome com restaurantes mais simples. Vale a pena passar por lá até mesmo para variar nas refeições.

De cara, vai parecer que você não tem opções, mas quanto mais você fugir da orla, melhor será o preço. Dá sim para salvar uma graninha.

Onde ficar em Morro de São Paulo

Opções de onde ficar é o que não falta. Escolhemos a Pousada Girassol pela relação custo x localização, já que está no meio do olho do furacão. Ficamos com receio de escolher algo na vila e ficar longe da praia. Mas não é! Rola super de ficar no centrinho, onde os preços são um pouco mais amigáveis e é possível encontrar albergues, quitinetes e até campings.

Informações úteis

Para chegar até a ilha, as opções mais comuns, saindo de Salvador, são o Catamarã (que sai diariamente e em vários horários do porto próximo ao Mercado Modelo ao valor médio de R$ 100) ou contratar um pacote semi-terrestre, com dois transportes até Valença e uma lancha rápida, ao valor médio de R$ 115. Se quiser economizar, pegue um ônibus intermunicipal na rodoviária até Valença, ao valor médio de R$ 60, e procure pela balsa que atravessa até Morro de São Paulo (R$ 18). Tenha em mente que, embora seja a opção mais barata, não tem ônibus todos os dias, os horários podem não se adequar ao seu roteiro e a viagem dura cerca de 6 horas, mais que o dobro do tempo das outras opções.

Em Morro de São Paulo não tem agência bancária, apenas caixas eletrônicos do Banco do Brasil e do Bradesco. Se você tem conta na Caixa Econômica, também poderá sacar dinheiro na lotérica. Mas recorrentemente falta dinheiro. Então, vá preparado! Quase todos os restaurantes e lanchonetes passam cartão, mas você precisará de cash para pagar os vendedores ambulantes da praia.

Tem mais alguma dica para economizar em Morro de São Paulo? Conta pra gente!

Créditos da imagem de capa: Juliana Xavier

De malas prontas para Morro de São Paulo?

Pousada Girassol

Rua Nova, 156

Descrição obtida de Booking

A Pousada Girassol está localizada no famoso Morro de São Paulo, na Bahia, e dispõe de acesso Wi-Fi gratuito. O alojamento fica a 100 metros da Segunda Praia, a 200 metros da Ilha da Saudade e a 300 metros da Primeira Praia.

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Morro de São Paulo, nossa sugestão de hospedagem é a Pousada Girassol.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Ou então aprenda aqui a contratar um seguro viagem.

Sobre Juliana Xavier

Formada em Comunicação Social, após 10 anos empreendendo seus conhecimentos em grandes empresas, decidiu que era hora de empreender em si mesma e ser livre para criar o que quiser.
  • Nathália Nunes

    Adorei as dicas, e que praia mais linda essa hein!!

  • Mirella Matthiesen

    Que post é esse?! Muito legal … sou louca para conhecer Morro de São Paulo e amei suas dicas!!!
    Valeu!

  • Adorei suas dicas, é sempre bom ficar esperto para não ser passado pra trás nas viagens. Ótimo post!

  • ruthia

    As fotos ficaram maravilhosas e as dicas são fantásticas. Excelente post.
    Abraço

  • KEUL FORTES

    Muito bom esse post. As dicas estão ótimas! Ainda não conheço Morro de São Paulo mas quando eu for essas dicas serão muitooo valiosas. Parabéns pelo post!

  • Turistando.in

    Muito boa todas essas dicas!
    Sei que muita gente gosta de luxo e graças a essas pessoas, a galera que por aì trabalha ganha seu dinheirinho, mas é bom saber que nem para tudo precisamos pagar muito!
    E tuas fotos ficaram fantàsticas!

  • Paula Abud

    Senhor, que pôr do sol lindo e essas piscinas naturais? Coisa mais lindaaaaa!
    Já fiquei encantada, quero ir, como faz? <3 <3
    Beijos.

  • Analuiza

    Adoro essa região: já andei muito por essas bandas. E pensar que Morro já foi lugar super barato e Boipeba não tinha nem lugar para ficar!

    As suas dicas estão muito boas e com certeza vão ajudar muita gente! 🙂 bjus

  • Ana Paula Coutinho

    Parabens pelas dicas, acredito que são de grande valia, principalmente pra quem quer aproveitar o melhor da viagem sem luxos e sem gastar muito. Adorei.

  • Juny Rios

    O post ficou bem completo e informativo! Ótimas dicas para economizar nesse paraíso! <3

  • Naná Coutinho

    Adorei demais as dicas! Fui a Morro de São Paulo há pouco tempo. Se tivesse visto esse post antes, a viagem teria sido ainda melhor. hahha… Mas fica para a próxima!

  • marcelo pereira

    PARABENS PELO POST!
    VOU MES QUE VEM E JÁ VOU ATRAS DAS MARMITAS ENTRE AS PRAIS 2 E 3;