Aprenda a pedir encomendas para viajantes sem ser inconveniente

Traz um iPhone pra mim?“, “Sabe quanto custa um Nike aí?“, “Tem como comprar um perfume? Chegando aqui eu te pago“. Se você já viajou ao exterior, já deve ter ouvido frases similares a essas vindas de parentes, amigos e até de pessoas desconhecidas.

Comprar aqueles produtos gringos a preço de custo, sem impostos e sem frete é um sonho! Para você, apenas. Para o viajante pode ser um tormento sem fim. Há maneiras de fazer o seu pedido sem se tornar inconveniente e é isso que venho mostrar neste artigo.

Como viajante frequente, sei que nem todos os pedidos descabidos são feitos por pessoas sem noção ou folgadas, mas por falta de vivência. Algumas coisas a gente só aprende com a experiência e foi através das minhas que desenvolvi esse pequeno “guia de etiqueta”.

Se você conhece alguém que viaja com frequência, reflita sobre os tópicos seguir antes de fazer o próximo pedido.

1 Qual é o nível de proximidade entre vocês?

Pode pedir encomendas, mas não abuse

Pode pedir encomendas, mas não abuse. Créditos: Viajei Bonito

Vocês são amigos ou conhecidos? São parentes, mas se encontram sempre ou só se esbarram em casamentos e velórios? Você se sentiria confortável se essa pessoa aparecesse do nada e pedisse um favor?

Eu mesma já recebi pedidos de gente que olha pra bolsa quando me vê na rua. Por que cargas d’água eu ocuparia meu tempo e espaço na mala para levar livros para ela? Sem chances! Uma cartela de “Semancol” seria mais conveniente.

Também já recebi encomendas para terceiros, pessoas que nem conheço. Não preciso dizer que a mensagem está marcada como “não lida” até hoje na minha caixa de entrada.

2 Não ocupe o tempo do outro

Viajar para fora do país não significa que a pessoa está nadando no dinheiro

Viajar para fora do país não significa que a pessoa está nadando no dinheiro. Créditos: gshow

A grande maioria das pessoas já tem um roteiro definido sobre o que fazer em cada cidade, então não pense que só porque ela está viajando que terá todo tempo do mundo para bater perna, checar preços e fazer compras.

Respeite o tempo e a programação do outro. Procure você mesmo pelo produto do seu interesse e mande entregar onde a pessoa está hospedada. Assim você também evita equívocos. Imagine esperar tanto por uma coisa e receber outra!

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

3 Pense no peso e espaço

É assim que a gente chegaria ao Brasil se resolvesse atender a todos os pedidos

É assim que a gente chegaria ao Brasil se resolvesse atender a todos os pedidos. Créditos: Weibo

Há pessoas que viajam leve, só com a bagagem de mão para poupar tempo e evitar taxas extras em companhias low cost. Existem aqueles que viajam de mochila e não querem sobrecarregar a coluna. Há ainda quem viaje com malas enormes, sempre lotadas de coisas que eventualmente possam vir a precisar.

Independentemente do estilo de viagem do seu amigo ou parente, pergunte a ele sobre o que cabe na bagagem antes de pedir objetos que ocupem muito espaço. Casacos, sapatos e aquele box de Friends que você tanto queria ficarão para trás, a não ser que já tudo tenha sido previamente combinado. As taxas cobradas por excesso de bagagem são altíssimas, você vai arcar com elas?

4 Em hipótese alguma diga que pagará depois

Cobrar devedores é ainda mais chato que fazer compras para os outros

Cobrar devedores é ainda mais chato que fazer compras para os outros. Créditos: YouTube

Compra aí e me fala quanto custou“, “Tem como passar no seu cartão e eu deposito pra você?“. N-Ã-O!

Não é porque a pessoa viaja frequentemente para o exterior que ela está nadando na grana. É certo que ela tem um planejamento financeiro bem calculado para cobrir as despesas das viagens sem se endividar.

Você pode achar que ninguém vai ficar sem comer por causa de uma encomenda de 10 dólares, ou que seu amigo pode esperar para receber aqueles 50 reais quando chegar, mas já imaginou se todo mundo resolvesse fazer o mesmo?

Vou contar para vocês que quando voltei do meu intercâmbio na Itália eu tinha DOIS REAIS na conta (na carteira eu tinha zero). Se eu tivesse atendido aos fiados que me pediram, eu teria que dormir no aeroporto ou improvisar ainda mais nos lanches baratos para mochileiros.

5 Calcule os impostos

Não se esqueça de acrescentar as taxas e impostos

Não se esqueça de acrescentar as taxas e impostos. Créditos: SBT

Nossa, aquele notebook custa ⅓ do preço nos Estados Unidos! E aquela câmera digital fodástica pelo preço de uma Tekpix? Olha só o Playstation, que pechincha!

Será que vai continuar com precinho camarada se o seu amigo viajante for parado na Receita Federal e tiver de pagar as taxas de importação? Você não está pensando em deixar esse gasto por conta dele, ou está?

6 Esteja preparado para danos e extravios

Você já viu como as malas despachadas são tratadas nos aeroportos? Eu mesma já tive malas danificadas por duas vezes e mesmo que tenha sido ressarcida, parte do que estava lá dentro foi para o espaço.

Lembre-se: seu amigo/parente não é o Papai Noel e não existe gênio da lâmpada para realizar três desejos. Se você não quer correr riscos, contrate uma empresa para fazer o frete. Sairá pelo dobro do preço, mas se acontecer alguma coisa, você poderá pedir o reembolso do produto.

Você tem sinal verde para pedir produtos do exterior quando:

  • O viajante se oferece para levá-los.
  • Forem pagos antecipadamente.
  • Forem entregues onde o sujeito está hospedado.
  • Puderem ser retirados no free shop sem comprometer a conexão da pessoa.

Se você é visto como o Papai Noel da turma, mostre para os seus amigos que trazer coisas do exterior não é tão simples quanto parece ser. Agora, se é você quem faz os pedidos, reflita sobre os tópicos acima antes da próxima encomenda.

Qual foi o pedido mais escabroso que você já recebeu? Conte para mim aqui na caixa de comentários.

Créditos da imagem de capa: elwynn / Fonte: Shutterstock

Sobre Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.