Ficar descalço no controle de segurança dos aeroportos pode não ser uma boa ideia

Viajar de avião inclui momentos não muito divertidos no aeroporto como cadeiras desconfortáveis, às vezes um voo atrasado e algo que acontece muito na hora de passar pelo raio-x do controle de segurança, principalmente em viagens internacionais, ter que ficar descalço. Não é uma situação das mais agradáveis, convenhamos. Além do chão gelado sempre fica aquela sensação de que algo está errado.

Sabe o que era? Você estava descalço e provavelmente era melhor estar, pelo menos, usando meias. De acordo com a Ph.D e professora de epidemiologia e saúde global da George Mason University, em Virginia, Kathryn Jacobsen “toda superfície do piso – seja aeroporto, shopping center, academia, etc – é coberta por bactérias como escherichia coli , staphylococcus e outros patogênicos”. E, se alguma dessas bactérias conseguir entrar na sua pele, você estará correndo risco de infecção.

Pessoas com imunidade baixa ou machucado nos pés têm mais chances de contrair uma infecção.

Pessoas com imunidade baixa ou machucado nos pés têm mais chances de contrair uma infecção. Créditos: Lucas Jackson / Reuters

Em entrevista à Fox News, Kathryn explica que geralmente as áreas de segurança dos aeroportos são bem ventiladas e faxineiros secam o piso a todo instante, por isso os riscos de contrair uma infecção por estar descalço são baixos. Aliás, é mais fácil pegar pé de atleta num vestiário de clube, por exemplo, do que no piso do aeroporto.

Mas ela ainda completa dizendo que há exceções, claro. Pessoas com imunidade baixa – como problemas nos pés ocasionados por diabetes – ou com algum machucado, corte nos pés são um prato cheio para as bactérias.

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

Se você é daqueles que gosta de usar sandálias, não se preocupe, basta limpar os pés com álcool em gel ou lenço umedecido antibacteriano depois de passar descalço pelo controle de segurança do aeroporto (mas em hipótese alguma use meia com sandália, é muito feio). Vale lembrar que também é importante manter as mãos limpas.

Como sabemos que é melhor prevenir do que remediar, é bom manter os pés sempre cobertos.

Guylherme Morais

Formado em Comunicação Social, amante do futebol e do esporte da bola laranja, viajar é literalmente a sua vida. Em 25 anos morou em seis cidades diferentes e não sabe se um dia vai simplesmente ficar em uma pra sempre. Créditos da imagem de capa: Erik S. Lesser