Graz e sua capacidade de mostrar do que é feita a Áustria

Quando você ouve a respeito de turismo na Áustria, provavelmente a primeira cidade que vem à sua cabeça é Viena. Não lhe culpo por isso… além de ser a capital do país, é um lugar extremamente atraente por vários e vários motivos. O ponto negativo disso é que na maioria das vezes as pessoas reservam apenas alguns poucos dias para conhecer a Áustria e dedicam seu tempo todo pra lá, quando existe uma cidade mais ao sul, chamada Graz que pode ser um dos pontos altos de qualquer mochilão ou viagem pelo continente europeu.

Graz, na Áustria: o que fazer, como chegar e onde ficar. Créditos: Jakob Hürner / Fonte: Flickr

Clique na imagem acima para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Jakob Hürner / Fonte: Flickr

Com uma população de quase 300.000 habitantes, Graz ainda é considerada a segunda maior cidade austríaca, mas não se assuste… as cidades por lá são realmente pequenas. E daí você pensa que uma cidade pequena tem pouco a oferecer… não é? Está cometendo um erro gravíssimo. A impressão que dá é que alguém pegou a cultura austríaca, a educação das pessoas, a arquitetura tradicional da Áustria, o frio e os pubs pra juntar tudo e transformar em uma cidade.

Pra começar a falar de Graz, já chego tocando no assunto que atingiu meu ponto fraco nos primeiros passos fora da estação de trem: eles respeitam os cães como respeitam os próprios seres humanos. É incrível ver o quanto eles são apegados aos cachorros e contam com a colaboração da prefeitura e dos comerciantes. Você pode andar tranquilamente com seu animal nos ônibus, trens, shoppings, restaurantes etc. E não falo apenas de cachorrinhos que se carregam no colo, mas de raças grandes como labradores e pastores alemães. Alguns donos são ciumentos, por isso não saia querendo passar a mão em todos que você vir, pois poderá ouvir alguns resmungos em alemão, mas do dono, não do pastor!

Ciclovias

Assim como em várias cidades europeias, Graz tem um excelente sistema de trânsito que favorece aos ciclistas, que têm preferência em praticamente todas as ruas, quando não há ciclovias espaçosas e muito seguras. A cidade realmente investe no transporte alternativo e será muito comum você ver vários estacionamentos de bicicleta nos principais pontos. E isso é levado tão a sério que até mesmo a polícia está preparada para montar blitz e multar ciclistas que possam estar dirigindo embriagados.

Como grande parte da cidade é plana, vale muito mais a pena investir em uma bicicleta do que em um carro. Óbvio, nos dias em que o frio aperta você pode querer deixá-la em casa e ir de ônibus, mas não preciso nem dizer que o sistema de transporte público por lá é excelente, não é? Não vou nem entrar nesse assunto, pois precisaria de um artigo inteiro só pra elogiá-lo.

O vídeo abaixo eu gravei enquanto passava por algumas ruas do centro. As imagens estão tremendo muito, pois eu estava com a câmera pendurada no pescoço, mas se você não embrulha o estômago facilmente com movimentos semelhantes ao de um navio em meio à tempestade, poderá ter um gostinho do que é andar de bicicleta por Graz. Repare nos sinais de braço ao entrar nas curvas… é obrigatório e você pode ser multado se não os fizer.

Schloßberg

Um ponto turístico bem conhecido de Graz e que pode ser um excelente ponto pra se tirar várias fotos panorâmicas da cidade é o Schloßberg: uma colina e onde se estabeleceu uma antiga fortaleza, cujo castelo foi demolido por Napoleão em 1809.

Se você está no centro da cidade, poderá ir facilmente caminhando até o topo. Com uns quarenta minutos você já estará no ponto mais alto da colina, onde poderá se abastecer de cervejas, cafés ou água nos restaurantes e suas maravilhosas vistas.

Pontos interessantes

Ao andar por Graz você constantemente vai se deparar com pontos turísticos pouco conhecidos e simples, mas que ao mesmo tempo podem ser muito interessantes, principalmente se estiver com alguém que conheça a cidade pra lhe explicar um pouco da história. Há vários deles, mas dois dos que me chamaram mais atenção foram a Hauptbrücke e a Double Spiral Staircase.

O primeiro deles é uma ponte sob o Rio Mur repleta de cadeados com nomes de casais e trancados ali há vários anos. A proposta é simples: você escreve seu nome e o da pessoa amada em um cadeado, trava-o na grade que protege a ponte, joga a chave no rio e elas ficarão juntas para sempre. Se você não tem certeza de que ama a pessoa é só guardar uma cópia da chave no bolso… fica a dica de um morador!

Durante o verão, as pessoas amarram cordas na ponte e se jogam no rio para “surfar” na correnteza. Detalhe: o rio é limpo! Estranho ver um rio cortando uma cidade que não é utilizado para o despejo de esgoto. Ah sim! Estamos falando da Áustria.

Double Spiral Staircase

Explicar o que é a Double Spiral Staircase dá um nó no cérebro do mesmo jeito que tentar subi-la faz. Basicamente, o local é uma torre que pode ser escalada através de duas escadas, uma à direita e a outra à esquerda, mas em vários pontos elas se cruzam. Não tem dificuldade nenhuma, mas é aquele tipo de coisa que faz você pensar por alguns segundos antes de se decidir por qual direção tomar.

Mas o melhor está guardado para o topo… no final do artigo eu conto o que há lá em cima. Ahá! Agora vocês vão ter que ler tudo! Ou descer a página, mas isso seria trapacear.

Double Spiral Staircase em Graz, Áustria

Double Spiral Staircase em Graz, Áustria. Créditos: Adriano Castro

Schloss Eggenberg

Pra quem curte história, um passeio que remete à arquitetura barroca é a visita a Schloss Eggenberg, um complexo palaciano com extensos jardins, um museu arqueológico, cafés e vários caminhos para caminhadas. Enquanto você percorre os jardins do palácio, será comum encontrar pavões e outros animais como patos nadando em um lago.

Há muita história interessante envolvendo essa atração turística que não faz parte do propósito do artigo, mas você pode ler mais na própria Wikipedia e em vários outros recursos disponíveis na internet. Sem dúvida, conhecer mais a respeito de Schloss Eggenberg antes de visitá-lo é extremamente recomendável… uma pena eu não ter feito isso.

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

Vida noturna

Graz tem uma vida noturna muito interessante… um pouco diferente do que experimentei na Bratislava e em Budapeste. Há muitos pubs e restaurantes com os mais diversos cardápios, mas os bares mais undergrounds você encontra se estiver com alguém que conhece bem a cidade… e vá por mim, estes são os melhores.

Ao invés de estruturar minhas anotações sobre a vida noturna de Graz, preferi colá-las diretamente no artigo, que já está ficando um pouco extenso até o momento! Então vamos lá… o que você precisa saber sobre a vida noturna de Graz:

  • A cerveja não é tão barata quanto nas capitais de países do leste europeu, mas é levada a sério tanto quanto;
  • Se estiver nevando, cuidado pra não cair de bêbado na rua… pessoas morrem congeladas dessa forma todo ano… é sério;
  • Slipknot e Rammstein tocam nos bares com a mesma frequência que sertanejo universitário no Brasil;
  • Não há brigas nos bares de Graz… não vá pra lá achando que você está num pub irlandês;
  • Use suas roupas mais sujas ao sair à noite, pois você sempre voltará com cheiro de cigarro;
  • Evite cantar embriagado na rua durante a madrugada… a cidade é muito silenciosa e você vai acordar todo mundo;

Onde se hospedar

B&B Greiner

Grabenstraße 64

Descrição obtida de Booking

Não há descrição disponível.

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

De volta à Áustria em breve

O destino de meu mochilão após Graz foi Berlim para o réveillon. A viagem foi extremamente interessante e me arrependi dos dez minutos de cochilada que eu tirei no início. Quer saber por quê? Então veja o vídeo abaixo (recomendo assistir em alta resolução).

De qualquer forma, eu gostei tanto da Áustria que estou voltando pra lá em breve… próxima etapa: uma rápida parada em Salzburg e Viena, mas que não terão artigos aqui… não por enquanto.

Um grande abraço e até o próximo post!

Ahhhh! Você deve estar curioso a respeito do que há no topo da Double Spiral Staircase, não é? Bom, chega de suspense… lá em cima há… nada! Pelo menos pra nós não havia nada… somente uma janela pequena cuja vista era para o pátio da construção onde se encontra a torre. Mas não se decepcione… você está viajando… tudo é festa!

Prepare-se para sua viagem

Em Graz, nossa sugestão de hospedagem é o B&B Greiner. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostel World.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Compacto em Graz é de aproximadamente R$540,00 por diária pela Europcar (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF.

Os países europeus exigem que os viajantes tenham contratado seguro viagem, geralmente com valores mínimos estabelecidos para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Leia também o que escrevemos sobre seguro viagem para a Europa. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Em Graz, o almoço simples sai por volta de R$32,35, já o fast-food sairá por mais ou menos R$25,88. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$10,13. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$3,88, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$7,44 e o pint de cerveja R$12,94.

Descubra quanto custa viajar para Graz.

Com base em cotações atualizadas do Yahoo Finance a cada duas horas, a proporção entre o Euro e o Real é de 1 EUR para 3,7128 BRL. Você pode simular o valor que deseja converter com os preços das casas de câmbio clicando aqui.

Adriano Castro

Formado em Ciência da Computação pela UFJF, trabalhou durante 10 anos como analista de sistemas até chutar o balde e tocar a vida como freelancer, carregando seus projetos para onde quer que vá. Créditos da imagem de capa: Adriano Castro