O que fazer em Aguas Calientes, Peru

Se você estiver planejando uma viagem a Machu Picchu, já deve saber que Aguas Calientes (também conhecida como Machupicchu Pueblo) é a última parada antes de chegar até a Cidade Sagrada dos Incas. Muita gente passa pelo povoado apenas para pernoitar antes de conhecer o principal cartão postal peruano, e embora Aguas Calientes seja só a coadjuvante do passeio, vale a pena prorrogar a estadia por mais um ou dois dias, já que há muito o que ver e fazer nos arredores da cidadezinha.

Pontos turísticos de Aguas Calientes, a cidade-base para Machu Picchu. Veja o que fazer, onde ficar e o que comer. Créditos: Diego Delso
/ Fonte: Wikimedia Commons

Clique na imagem acima para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Diego Delso / Fonte: Wikimedia Commons

1 Plaza Manco Capac e arredores

Estátua de Pachacútec na praça principal de Aguas Calientes, no Peru

Estátua de Pachacútec na praça principal de Aguas Calientes, no Peru. Créditos: Diego Delso
/ Fonte: Wikimedia Commons

Apesar de simples, a Plaza Manco Capac é parada obrigatória para os turistas que queiram tirar aquela foto clássica com a placa “Bienvenidos a Machupicchu”. Invariavelmente você vai acabar passando por ela no caminho para o hostel ou para o ponto de ônibus, então vale dar uma paradinha.

Depois de fotografar a placa, que tal aproveitar para comer alguma coisa ou tomar uma birita? Ao redor da Plaza Manco Capac há um tanto de restaurantes e bares para aproveitar a estadia em Aguas Calientes. Só não abuse do álcool. Você não vai querer ir a Machu Picchu com ressaca, pode apostar.

2 Museo de Sitio Manuel Chávez Ballón

Já mencionei o Museo de Sitio Manuel Chávez Ballon no post sobre os segredos de Machu Picchu (um guia exclusivo feito pelo Viajei Bonito). Pouca gente se permite visitar um dos acervos mais valiosos sobre a cultura inca, seja por pressa ou por desconhecimento.

Esse museu que fica entre Aguas Calientes e Machu Picchu, está aos pés da cidade sagrada. Lá você terá a chance de ver peças produzidas pelos povos pré-colombianos, como joias, ferramentas, espelhos e agulhas, além de poder entender melhor a maravilhosa arquitetura Inca e a habilidade daquele povo em fazer construções de pedras. Todo o acervo está disponível em plataformas multimídias, deixando o museu menos massante e mais dinâmico.

Para deixar o passeio ainda mais interessante, do lado de fora existe um jardim botânico com espécies da região.

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 16h.
Preço: 20 soles (R$19,49). Menores de 12 não pagam.

3 Banhos termais

Você já deve ter deduzido que o nome Aguas Calientes tem a ver com as termas da região e eu juro que não há nada mais relaxante que um banho nessas águas morninhas que, segundo dizem, tem propriedades medicinais, capazes de tratar problemas musculares e nervosos, regular a pressão arterial, aliviar o estresse e até acelerar o metabolismo. O cheiro de enxofre e a cor da água espantam no primeiro momento, mas dá para acostumar.

Baños Termales estão a uma curta caminhada de 10 minutos a partir da praça. Leve roupa de banho, toalha e chinelos! É possível alugar, mas você teria coragem de vestir biquínis ou sunga que já foram usados por um monte de gente, sem nem saber como/se foram lavados? Eu tô fora!

Horário de funcionamento: todos os dias, entre 5h da manhã e 8h da noite.
Preço: 10 soles (R$9,74).

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

4 Mercado de artesanatos

Pertinho da estação ferroviária está o Mercado de Artesanias de Aguas Calientes. Sinceramente, não é o lugar mais barato para comprar souvenires e artesanatos. Nas feiras de Cusco e adjacências pode sair mais em conta, no entanto, a variedade de produtos é grande e se você não tem muito tempo para bater perna nas duas cidades, vale a pena investir em algum item desse mercado. Apesar de a maioria dos produtos ser industrializada, é possível achar peças artesanais e feitas pelos próprios moradores de Aguas Calientes. Pedir descontos é uma prática comum e os vendedores já estão acostumados com isso, não se intimide quando eles torcerem o nariz.

5 Los Jardines de Mandor

Ainda desconhecido pela maioria dos turistas, os Jardines de Mandor são um lugar de descanso em meio à mata, onde se pode avistar várias espécies de pássaros, mamíferos e répteis, além de plantas típicas da região. O ponto alto do parque certamente é a Cascata de Mandor, que além de ser belíssima, proporciona banhos deliciosos, mas muito gelados.

Para acessar os jardins é preciso caminhar cerca de 1h às margens da linha do trem. A estrada é plana e não exige preparo físico. No caminho, temos a vista das ruínas de Machu Picchu de um lado e do outro a mata nativa, praticamente intocada. Antes mesmo de chegar ao destino, já vale a aventura. Uma oportunidade para se conectar com a energia da natureza e sair do roteiro comum.

Você pode optar por levar os seus próprios lanches ou se deliciar com os pratos servidos no restaurante Mamá Angélica. O menu completo (com entrada, prato principal, sobremesa e bebida) sai por míseros 15 soles (R$14,61). Há também uma área de camping e um lodge para quem quiser pernoitar ali.

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 6h às 17h; sábados e domingos, das 10h às 21h.
Preços: 10 soles

Leia mais sobre Machu Picchu

Prepare-se para sua viagem

Andino Hotel

Calle Wiñaywayna urb las orquideas M-c L Lt 16

Descrição obtida de Booking

Não há descrição disponível.

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Machu Picchu e Águas Calientes, nossa sugestão de hospedagem é o Andino Hotel. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostel World.

Vai alugar um carro? Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Com base em cotações atualizadas do Yahoo Finance a cada duas horas, a proporção entre o Novo sol peruano e o Real é de 1 PEN para 0,9743 BRL. Você pode simular o valor que deseja converter com os preços das casas de câmbio clicando aqui.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo. Créditos da imagem de capa: Diego Delso / Fonte: Wikimedia Commons
  • Paula

    Adorei as termas, eu acho extremamente relaxante tirar um dia pra esse tipo de coisa, principalmente que quem chega lá geralmente vem de outros lugares e já está viajando faz algum tempo, excelente lugar para fazer uma aparada!

  • Christian Gutierrez

    Nossa que viagem legal que vocês fizeram né, o post está bem detalhado parabéns

  • Gisele Rocha

    Essa viagem aconteceu há bastante tempo, mas o Peru sempre rende muito assunto. Todos os lugares são mágicos e lindíssimos.

  • Gisele Rocha

    Concordo, Paula. Os pés e as costas imploram por descanso depois da trilha.

  • Leo Sv

    Quando for de novo para o Peru quero conseguir aproveitar mais Águas Calientes e seguir as dicas que você enviou. Fiquei apenas uma noite e nem aproveitei direito o hotel. Boas dicas.

  • Mariana Bueno

    Adorei as dicas. Peru é um país que está na minha lista e com certeza vou colocar pelo menos um dia em Águas Calientes!

  • Carolina Belo

    Pois é Gisele, eu queria ter ficado em Águas Calientes, mas ela foi só uma passagem na vez em que fui a Machu Picchu. Quem sabe em uma próxima. Parabéns pelo post! Abraços.

  • Adorei as dicas. Nunca visitei o Perú, mas tá na minha lista!

  • Diego Cabraitz Arena

    Muito bom o relato. Estou pensando em ir pro Peru final do ano e já salvei as dicas aqui.
    Obrigado por compartilhar

  • Gê Azevedo

    Não consegui visitar as águas termais! Ficou para a próxima!

  • Gisele Rocha

    Já tem um bom motivo pra voltar la, Gê.

  • Gisele Rocha

    Diego, até agora já escrevemos sobre 8 cidades e demos várias dicas sobre Machu Picchu, que vão desde 7 formas para chegar lá até identificar dinheiro falso. Depois dá uma sacada aqui: http://viajeibonito.com.br/tag/peru/.
    Abraço!

  • Gisele Rocha

    Quando vc for, vai se perguntar por que demorou tanto.

  • Gisele Rocha

    Vale a pena voltar e conhecer o resto, Carolina. Obrigada pelo comentário.

  • Gisele Rocha

    Mariana, vai ser a viagem da sua vida. O Peru é um país fascinante!

  • Gisele Rocha

    Vale a pena, Leo! Aproveite para conhecer Choquequirao também.

  • Catarina Leonardo

    O Peru é um destino que ainda não conheço e que é muito falado. Penso que ainda não tinha lido nada sobre Aguas Calientes…. Gostei de saber!

  • Gisele Rocha

    Catarina, o Peru é um país muito rico em cultura e belezas naturais. Vale a pena dedicar uns 20 ou 30 dias para desbravá-lo. Abraços.

  • Edson Amorina Jr

    Que saudades do Peru, foi nosso primeiro mochilão lááá atrás… muito bom rever com vocês.