A Síndrome de Florença foi relatada em 1817 pelo escritor francês Stendhal após uma visita a Basílica de Santa Croce