"Vocês são nosso próximo alvo, podemos atacar este país de merda", diz a ameaça feita no Twitter ainda no ano passado