Considerada uma das atrações mais visadas de Bonito, a Gruta do Lago Azul faz jus à fama. Mesmo se tratando apenas de uma contemplação, sem mergulho ou flutuação, as obras da natureza observadas durante o sobe e desce de suas longas escadarias é algo do qual nos lembraremos para sempre.

Gruta do Lago Azul em Bonito, Mato Grosso do Sul

Gruta do Lago Azul em Bonito, Mato Grosso do Sul. Créditos: Gisele Rocha

Esqueça tudo o que você sabe sobre a cor azul! Azul de verdade é o que se vê nas águas da Gruta do Lago Azul.

Para ler em seguida

A recepção e a trilha

Tudo começa na recepção indicada pela agência que realizou nossa reserva. Lembre-se, assim como praticamente todo passeio em Bonito, é necessário realizar a contratação do pacote junto à uma agência credenciada. Nenhum turista está autorizado a entrar na gruta sem o acompanhamento de um guia.

Os visitantes são separados em grupos, uma vez que há um limite de pessoas a descer até as águas por vez. Por isso, assim que chegar ao receptivo, trate de obter a sua senha. Quando ela é anunciada, você é levado a uma espécie de sala de aula, onde recebe instruções a respeito do roteiro.

No dia em que estivemos por lá chovia muito. Mas os passeios não são interrompidos por conta disso e capas de chuva podem cair bem nessa hora, além de roupas que não absorvam tanto a água. Bolsas impermeáveis para guardar seus equipamentos são essenciais se você estará carregando câmeras fotográficas, celulares e outros dispositivos eletrônicos.

Chuva que caía na recepção da Gruta do Lago Azul, em Bonito, Mato Grosso do Sul

Chuva que caía na recepção da Gruta do Lago Azul, em Bonito, Mato Grosso do Sul. Créditos: Adriano Castro

Na imagem acima é possível ver um caminho entrando na floresta, logo após a última mesa. É ali que a caminhada começa e vai até a entrada da gruta. Apenas alguns metros separam a recepção do início das escadarias, mas são suficiente pra que você chegue encharcado de água se não for preparado para uma eventual chuva (como nós).

Antes de continuar a leitura, o que você acha de nos presentear com uma curtida em nossa página do Facebook?

As escadarias

A entrada da gruta é uma grande “boca”. A abertura na pedra parece querer engolir os turistas que aos poucos vão chegando das trilhas e as estalactites existem aos montes, como dentes pontiagudos. Felizmente é tudo rocha! Até onde sabemos, rochas não se alimentam de humanos.

Estalactites na entrada da Gruta do Lago Azul, em Bonito, Mato Grosso do Sul

Estalactites na entrada da Gruta do Lago Azul, em Bonito, Mato Grosso do Sul. Créditos: Gisele Rocha

Nesse momento, o guia pede a todos que aguardem até que o grupo de visitantes que se encontra subindo as escadas saia completamente da gruta. Dessa forma poderíamos descer em segurança, respeitando o limite máximo de pessoas ocupando o espaço. Enquanto isso, várias informações são dadas por ele.

  • Há vários anos atrás, antes da regularização, havia muita depredação na gruta. Fazendeiros disparavam tiros para espantar as onças pintadas que habitavam o local;
  • O passeio passou a ser restrito na década de 90, após a descoberta de um sítio arqueológico submerso contendo fósseis de centenas de espécies extintas;
    • Dentre as várias ossadas, encontram-se as de dois animais já extintos. Um deles tem sido alvo de estudos recentes por paleontólogos: a preguiça gigante. O outro é o famoso Tigre Dente de Sabre;
  • A partir da restrição imposta pelo estado com relação às visitações na Gruta do Lago Azul, regras foram introduzidas para a exploração turística do local (informações obtidas do guia):
    • Limite diário de 305 visitantes;
    • Permissão de, no máximo, 4 grupos simultâneos dentro da gruta;
    • Proibição do mergulhomesmo por turistas capacitados, visando a preservação ambiental;
  • A prefeitura tem concessão para usar o local;
    • Desde que o proprietário faça um projeto de exploração que preze pela preservação e tenha licença, ele pode usar o espaço para o turismo, desde que siga as regras impostas pela união;
  • O máximo que um mergulhador já atingiu foram 87 metros de profundidade até a data de publicação deste artigo (Fonte: Fantástico, Rede Globo)

A explicação por trás do forte azul observado nas águas do local também foi dada. Segundo o guia, a composição rica em cálcio e magnésio é a principal responsável pelo reflexo azul da luz solar que entra pela boca da gruta.

Essa concentração química não proporciona apenas belezas naturais, como também tem suas vantagens e desvantagens para nós, seres humanos:

  • As altas concentrações do magnésio na água acabam fazendo com que ela tenha efeito laxante natural;
    • Ou seja, se você beber água demais, seu intestino trabalhará melhor (sabemos que nem sempre isso é vantajoso);
    • O guia ainda fez uma piada dizendo que a água da região é o melhor remédio pra tosse… segundo ele: “se você bebe essa água, duvido que você vá tossir em seguida”;
  • O xampu e o sabonete custam a fazer espuma por causa da alcalinidade da água;
  • Há vários problemas com entupimento de chuveiro e de canos por causa do cálcio;
    • A cada 20 dias é necessária a manutenção do chuveiro;

Após as aulas de geografia e história, iniciamos a descida pelas escadas.

Não importa a quantidade de degraus a serem descidos ou subidos, a visão que você tem do lago no final da gruta é espetacular. O azul do lago é muito forte, mesmo com a pouca quantidade de luz incidente.

Primeiro contato com as águas da Gruta do Lago Azul

Primeiro contato com as águas da Gruta do Lago Azul. Créditos: Adriano Castro

Fotografias na gruta

Segundos depois de se espantar e de apreciar os degradês que vão de azuis escuros nas partes mais profudas aos azuis claros nos trechos próximos à borda, é hora de tirar fotos. Entretanto, se você não tem um bom equipamento ou noções básicas de fotografia, pode ser uma perda de tempo, por isso preste atenção nas dicas a seguir.

  • Não há muita luz na gruta. Fotos tiradas com celular ficarão ou granuladas demais ou borradas, a não ser que você saiba como ajustar a ISO e tenha um mini-tripé para escorar seu aparelho no chão;
  • As grandes rochas que ficam ao final da escada podem servir de suporte para sua câmera ou celular, porém elas não são planas. Um tripé com nivelagem de bolha será muito útil;
  • A imagem no início deste artigo foi tirada com as seguintes configurações em uma Canon EOS REBEL T3i:
    • Diafragma: f/3.5
    • Tempo de exposição:6 s
    • ISO: 1600
    • Sem flash
  • As imagens acima foram tiradas com o mesmo equipamento, porém com as seguintes configurações:
    • Diafragma: f/3.5
    • Tempo de exposição: 1/2 s
    • ISO: 3200
    • Sem flash

Vale lembrar que nem sempre você precisa de um bom equipamento para boas fotos mesmo em condições de baixa luminosidade. Sabendo configurá-lo adequadamente e procurando soluções que mantenham a câmera intacta, as chances de você conseguir boas imagens são altas.

A volta

Depois de quase uma hora dentro da gruta, iniciamos a subida de volta à entrada da gruta. Nada como algumas pausas pra apreciar um pouquinho mais e dar adeus a uma das mais belas obras da natureza que veríamos durante nossa visita à Bonito.

Esperamos que o artigo sobre a Gruta do Lago Azul se torne um incentivo para que você também considere incluí-la durante seu roteiro de Bonito. As dicas de fotografia foram dadas apenas por meros amadores nesse ramo, então se você é fotógrafo profissional, compartilhe suas ideias. Caso você não seja fotógrafo, compartilhe suas experiências ou expectativas nos comentários abaixo.

Boa viagem, e até o próximo artigo!

Leia mais sobre nossa viagem por Bonito e pelo Pantanal

Prepare-se para sua viagem

Em Bonito, nossa sugestão de hospedagem é o Che Lagarto Bonito. Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, casas e quartos no Airbnb ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 19/12/19 você pode usar o cupom FERIAS para garantir 15% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado! Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Bonito é de aproximadamente R$80,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Descubra quando viajar para Bonito, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak. Aprenda a criar um alerta de passagens aéreas em promoção.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

A ClickBus é uma plataforma para compra de passagens de ônibus no Brasil indicada pela ampla quantidade de itinerários. Utilize o cupom ABUS5 para garantir 5% em sua compra.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Gisele Rocha

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

Ver mais artigos de Viajei Bonito

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

Um comentário em “A misteriosa Gruta do Lago Azul e o mergulho proibido”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *