A visita ao Santuário do Caraça é, sem dúvidas, o ponto alto da viagem a Catas Altas e Santa Bárbara, municípios de Minas Gerais. Não só porque está a 1.297 metros de altitude, aos pés da Serra do Espinhaço, mas por ser um local de beleza rara, cercado pela mata nativa, trilhas, grutas, lagos e incontáveis cachoeiras. Merecidamente foi escolhido como uma das Sete Maravilhas da Estrada Real.

Para ler em seguida

A história do Santuário do Caraça

Resumindo brevemente a história do Santuário do Caraça, durante o passeio guiado pela Circuitos Turismo, nosso guia nos contou que tudo começou com o Irmão Lourenço, um homem que veio foragido de Portugal depois que sua família foi aniquilada a mando do Marquês de Pombal por ter encabeçado um atentado contra o Rei D. José I.

Dos 11 filhos, apenas o Irmão Lourenço sobreviveu e assim fugiu imediatamente para o Brasil. Primeiro se estabeleceu em Diamantina, depois peregrinou por vários vilarejos até chegar onde hoje se encontra o complexo do Santuário. Ali deu início à construção do Santuário de Nossa Senhora Mãe dos Homens e abriu uma hospedaria para peregrinos que quisessem seguir a palavra divina. Já idoso e sem recursos financeiros, expressou a vontade de que o espaço abrigasse também uma escola católica.

Esse sonho foi realizado e o Colégio do Caraça funcionou entre 1820 a maio de 1968, contribuindo para a formação de mais de 10 mil meninos. Muitos deles se tornaram figuras importantes, incluindo dois ex-presidentes: Artur Bernardes e Afonso Pena. A história da instituição foi interrompida por um incêndio que devastou o prédio que abrigava a instituição.

Santuário do Caraça em meio à natureza virgem

Santuário do Caraça em meio à natureza virgem. Créditos: Gisele Rocha

Incêndio no colégio

Contam que já era tarde da noite, um aluno estava estudando e caiu no sono, deixando o aparelho aquecedor ligado, o que acabou provocando um incêndio. 15 mil livros foram queimados, restando daquela época 35 mil volumes.

Por ser um lugar de difícil acesso, os bombeiros tiveram um árduo trabalho para conseguir conter as chamas. Vendo que o caminhão não subiria o morro, trataram de carregar a água em recipientes, enquanto o fogo se alastrava por todo o prédio. Felizmente, o incidente não vitimou nenhum aluno, mas o edifício ficou em ruínas e assim o colégio teve suas atividades encerradas.

Parte do edifício foi demolida e o que sobrou dele foi restaurado em 2002, ganhando estruturas de ferro para sustentação e hoje abriga a biblioteca e o museu que conta a história do colégio.

Santuário de Nossa Senhora Mãe dos Homens

A primeira coisa que Irmão Lourenço fez quando chegou ao Caraça foi levantar uma capela. Só que o espaço ficou apertado para tantos fiéis e peregrinos que apareciam por ali, então o pequeno templo foi demolido, dando lugar à primeira igreja em estilo neogótico do Brasil, que permanece muito bem preservada. Da antiga capela foram mantidos apenas os altares.

Para ser considerado um santuário, é necessário que a igreja abrigue as relíquias de um santo. No caso, o Caraça preserva os restos mortais de São Pio Mártir, um soldado romano que segundo dizem, morreu clamando por Jesus. Repare nos dentes, nas unhas e no cabelo. É tudo de verdade! Ao lado do corpo tem um cálice com o sangue do guerreiro.

Um quadro de Mestre Ataíde que antes ficava no refeitório foi transferido para dentro da igreja. O artista retratou a Santa Ceia a seu modo, incluindo mulheres à mesa e um autorretrato, no qual ele mesmo se enquadrava como um dos apóstolos. Outro fato instigante sobre a obra é que Judas parece estar olhando fixamente para os espectadores. Caminhe na frente do quadro mirando os olhos dele e você também perceberá isso. É muito doido!

Quadro "A Santa Ceia" de Mestre Ataíde, na igreja de Nossa Senhora dos Homens, Santuário do Caraça, Minas Gerais

Quadro “A Santa Ceia” de Mestre Ataíde, na igreja de Nossa Senhora dos Homens, Santuário do Caraça, Minas Gerais. Créditos: Gisele Rocha

E os fatos interessantes não acabam por aqui. Você sabia que o disco “Missa do Quilombo”, do Milton Nascimento, foi gravado ao vivo dentro desta igreja?

Jardins

Embora o nosso tempo fosse escasso para explorar todo o Parque Natural do Caraça, deu para curtir os jardins do santuário e observar a natureza por alguns instantes. O lugar é tão bonito que frequentemente vira cenário para fotos de noivas e gestantes.

Calvário

A Via-Sacra está retratada em 14 quadros. Do alto do calvário é possível ver a igreja e os jardins

A Via-Sacra está retratada em 14 quadros. Do alto do calvário é possível ver a igreja e os jardins. Créditos: Gisele Rocha

Na área externa do santuário, do lado esquerdo de quem entra e do direito de quem sai, está situado o calvário, com 14 imagens que retratam a Paixão de Cristo. Lá do alto temos uma vista bem bonita dos jardins e da Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens.

Catacumbas

Durante o nosso passeio pelo Santuário do Caraça, visitamos também as catacumbas, onde repousam os restos mortais de padres, professores, alunos, operários e visitantes.

Curiosamente, alguns visitantes foram sepultados ali ou por terem manifestado essa vontade em vida ou por terem morrido repentinamente. Como o local era de difícil acesso, não era possível remover os cadáveres e eles acabavam sendo enterrados ali mesmo.

Pensávamos que todos eram túmulos antigos, mas não. Alguns são do século XIX, mas existem outros mais recentes. O mais novo que vimos é de 2007.

A visita do lobo-guará

Só quem se hospeda no Santuário do Caraça (91) tem a chance de ver de perto o lobo-guará que vive solto na mata. Nós não tivemos essa oportunidade, mas vamos repassar para vocês o que o nosso guia nos contou.

À noite, depois que os visitantes deixam o Parque do Caraça, o jantar é posto à mesa e enquanto os hóspedes se servem, um padre pega uma bandeja de carne e com ela atrai o animal. Essa prática de alimentar o lobo acontece desde a década de 1980, mas a visita não é garantida. Às vezes ele aparece mais de uma vez por noite, em outras ele some.

Na foto, o Padre Laura Palú alimenta um lobo-guará

Na foto, o Padre Laura Palú alimenta um lobo-guará. Créditos: foto da foto

Nosso guia nos explicou que o lobo-guará é um animal territorialista, então é raro vê-lo acompanhado. A exceção acontece no período de acasalamento, entre abril e maio, quando macho e fêmea andam juntos.

Esporadicamente outros animais silvestres aparecem por ali, como cachorro-do-mato, anta e jaritataca.

As vagas para a Pousada do Caraça são muito concorridas. Se você quiser se hospedar nela, é melhor consultar preços e fazer a reserva com antecedência (91).

Por que Caraça?

Depois de ler isso tudo, você deve estar se perguntando de onde raios saiu o nome Caraça. A foto abaixo explica tudo.

Em uma área da Serra do Espinhaço podemos observar o formato de um rosto deitado, daí o nome "Caraça"

Em uma área da Serra do Espinhaço podemos observar o formato de um rosto deitado, daí o nome “Caraça”. Créditos: foto da foto

Como chegar ao Santuário do Caraça

De ônibus: pegue uma condução até a cidade de Santa Bárbara (Viação Pássaro Verde). A partir desse ponto, não existe transporte público até o santuário, então você tem duas opções: pegar um táxi para percorrer os 30 km ou contratar o passeio guiado da Circuitos Turismo e pedir para fazer o tour no carro deles.

De trem: é possível ir de trem entre Belo Horizonte a Barão de Cocais, uma distância de 120km que é percorrida em mais ou menos 2 horas. A Cyntia Campos da Fragata Surprise fez esse passeio de trem e dá os detalhes neste post.

De carro: essa é a maneira mais cômoda de se deslocar de Catas Altas até o santuário. Ao invés de seguir por Santa Bárbara, faça um desvio por Brumal e conheça a bela igrejinha da cidade. Em certas partes da estrada, acontece um fenômeno parecido com a Ladeira do Amendoim em Belo Horizonte e São Thomé das Letras. O carro desligado começa a subir o morro, ao invés de descer. Inexplicável!

Continua após a publicidade

Informações Úteis

Horário de funcionamento: todos os dias, das 8h às 17h
Ingressos: R$10 durante a semana e R$15 aos sábados, domingos e feriados (valores praticados em julho de 2017)
Almoço self-service: R$25 por pessoa

Leia mais sobre Catas Altas

Prepare-se para sua viagem

Em Catas Altas, nossa sugestão de hospedagem é a Pousada Solar dos Guaras (93, diárias a partir de R$246,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

A ClickBus é uma plataforma para compra de passagens de ônibus no Brasil indicada pela ampla quantidade de itinerários. Utilize o cupom ABUS05 para garantir 5% em sua compra.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Juiz de Fora

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

Ver mais artigos de Viajei Bonito

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *