25 atrações gratuitas e extraordinárias para curtir Buenos Aires

Buenos Aires é escolhida por muitos brasileiros como o primeiro destino internacional. Foi assim comigo em 2009, quando eu ainda era uma estudante universitária. Ao optar pela capital argentina, levei em consideração o preço baixo das passagens, o curto tempo de deslocamento, as maravilhas arquitetônicas e a gastronomia local. Aos 20 anos de idade, nenhum outro país me atraía mais do que aquele onde o vinho custava menos que a água mineral. E para melhorar, havia uma vasta gama de atividades com custo zero, entre museus, feiras de rua, palácios com visitas guiadas, apresentações musicais, tangos e milongas. Oito anos se passaram e hoje trago aos leitores do Viajei Bonito uma lista revisitada com mais de 25 atrações gratuitas em Buenos Aires.

Leia também sobre os melhores albergues e hotéis de Buenos Aires.

Feiras

Feira de San Telmo

Famosa por suas antiguidades, a feira de San Telmo acontece todos os domingos no bairro homônimo. É possível encontrar em suas várias ruas lembrancinhas de viagem, pinturas, lojas de roupas e artesanatos em geral. A feira fica localizada na Praça Dorrego e nas ruas Defensa e Humberto I e funciona todos os domingos das 10h às 17h. Na Praça Dorrego acontecem muitas apresentações musicais, de tango e milongas. Você pode parar para assistir e arriscar alguns passos, se for convidado.

Já que você já está no bairro, que tal aproveitar e visitar a estátua da Mafalda, personagem icônico do cartunista argentino Quino. A simpática e contestadora garotinha está sentada com seus nas esquinas das ruas Chile e Defensa. É só chegar, se acomodar e abrir um sorrisão!

Mafalda, quando ainda estava solitária sem seus amigos

Mafalda, quando ainda estava solitária sem seus amigos. Créditos: Cássia Mota

Feira de Mataderos

Aos domingos também é possível visitar a feira de Mataderos, de abril e dezembro. Em janeiro e fevereiro ela funciona aos sábados. Localizada no que era o antigo mercado público, o bazar é uma grande homenagem à cultura gaúcha, com shows, artesanato e, claro, muita carne. A feira funciona das 11h às 20h, nas avenidas Lisandro de la Torre e De los Corrales, no bairro de Mataderos.

Edifícios oficiais

Casa Rosada

Cercada de história por todos os lados, Buenos Aires oferece visitações gratuitas em construções importantes e edifícios comerciais, caso da Casa Rosada. A emblemática sede do governo argentino abre suas portas aos sábados, domingos e feriados para receber visitantes. Apesar de gratuito, o passeio precisa ser marcado com 15 dias de antecedência no site oficial da casa. As visitas acontecem das 10h às 18h.

Em frente ao palácio presidencial encontra-se a Plaza de Mayo, cenário de várias manifestações populares durante a história da Argentina. Inclusive, a praça leva esse nome por ter começado ali os movimentos de independência dos países da América do Sul. Entretanto, a mais famosa dessas movimentações é o das Mães da Praça de Maio, durante a década de 1970. Na ditadura militar argentina, mães de desaparecidos políticos se reuniam ali com fotos de seus filhos, buscando encontra-los. Estar na Plaza de Mayo é estar no coração de Buenos Aires.

Congreso de la Nación

Uma das construções mais emblemáticas de Buenos Aires é o Congreso de la Nación. Com 80 metros de altura, ele já foi o edifício mais alto da cidade. Sua beleza é singular, começando pela fachada em estilo greco-romano, com incontáveis esculturas em mármore e colunas gigantescas. Para finalizar, uma bela cúpula de cobre. É possível fazer uma visita guiada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 12h30 e às 17h. Apresente-se na entrada lateral, que fica na Calle Hipólito Yrigoyen. Visite também o Museu Parlamentar, que funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h.

Estique o passeio até a Plaza del Congreso, a praça mais bonita de Buenos Aires e marco zero da cidade (as diferentes distâncias dentro da cidade são calculadas a partir desse ponto). Tire um tempo para passear entre as fontes e esculturas e aprecie a vista privilegiada para o Congresso.

A cinco minutos de caminhada da praça está o Palacio Barolo, uma obra incrível que foi inspirada na Divina Comédia do italiano Dante Alighieri. O prédio está dividido em três partes: inferno, purgatório e céu, e tem 100 metros de altura, o número exato de cantos da Divina Comédia, distribuídos em 22 andares, o mesmo número de estrofes dos versos da obra. A visita interna não é gratuita, mas vale a pena passar para admirar a fachada e a entrada do prédio. Veja aqui o preço do tour guiado.

Museus

Museu da Cidade

O Museo de la Ciudad está localizado em uma das principais ruas de San Telmo, abrigado em um belo casarão. O acervo é composto por imagens, fotografias, objetos, materiais de construção e mobiliários que recontam a história e os costumes dos moradores de Buenos Aires. Em dias normais, a entrada custa a ninharia de 5 pesos (80 centavos de real), mas às segundas e quartas a visitação é gratuita. Recomendo ir aos domingos, pois é possível ver a feira de cima e é uma ótima forma de olhar o que cada barraquinha está vendendo.

Museu Nacional de Belas Artes

No bairro da Recoleta é possível visitar o Museu Nacional de Belas Artes e conhecer obras de vários artistas argentinos e internacionais. A Ana do blog Espiando pelo Mundo fez esse passeio e escreveu detalhes de como foi. A entrada é gratuita e o visitante pode conhecer o museu de terça à sexta-feira, das 12h30 às 20h30 e aos sábados e domingos, das 9h30 às 20h30.

Ali pertinho, na rua Junín, é possível visitar o Cemitério da Recoleta. Inaugurado no início do século XIX, o local possui grandes obras de artes em seus túmulos e mausoléus. Além disso, nele estão sepultados membros de famílias ricas de Buenos Aires, artistas, políticos e cientistas. O cemitério é aberto à visitação todos os dias da semana, das 8h às 18h.

Museo del Patrimonio Histórico

Esse museu é sugestão da leitora Jacilene Pereira, que citou o Palacio de las Aguas Corrientes como um dos mais deslumbrantes da cidade. Quem passa pela Avenida Córdoba é atraído pela beleza do edifício, mesmo sem saber o que ele guarda. Isso se deve à riqueza de detalhes da fachada em estilo francês, que ocupa um quarteirão inteiro. Interessante observar que ao lado das janelas foram colocados os brasões de todas as províncias argentinas.

O Museu do Patrimônio Histórico de Buenos Aires está a 10 minutos de caminhada a partir da livraria El Ateneo e está aberto ao público de segunda a sexta das, 9h às 13h. A entrada é feita pela Riobamba, 750.

Museo del Automóvil Club Argentino

Próximo do cemitério também é possível visitar Museo del Automóvil Club Argentino. Fundado em 1904, o museu possui em seus acervos carros históricos, réplicas de veículos esportivos e fotografias da história automobilística argentina. O local fica aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30. Aproveitando ainda a Recoleta, vale a pena visitar a Floralis Generica, uma escultura de aço inoxidável e alumínio em formato de flor, localizada na Praça das Nações Unidas. A obra de arte tem 23 metros de altura e suas pétalas abrem e fecham automaticamente, dependendo da hora do dia.

Museo Casa Carlos Gardel

Apesar de pago todos os outros dias da semana, quarta-feira é o dia de entrada gratuita no Museo Casa Carlos Gardel. A casa, antiga morada de um dos mais famosos cantores de tango da argentina, foi recuperada e hoje é um centro cultural de resgate, difusão e propagação da obra de Gardel. Localizado no bairro de Abasto, as visitas acontecem das 11h às 18h. Já nos finais de semana, é possível conhecer o museu das 10h às 19h. O local não abre às terças-feiras. O valor cobrado fora quarta-feira é de 5 pesos. No site oficial há várias informações como agenda, exposições e visitas guiadas.

Museo Nacional de la Historia del Traje

Na rua Chile, em San Telmo, é possível visitar o Museo Nacional de la Historia del Traje, parada obrigatória para todos os apaixonados por moda. O museu tem em seu acervo peças que data desde o século XVIII até os dias de hoje. Parte do patrimônio foi construído por doações. Apesar de gratuito, o visitante pode ajudar o local com alguma contribuição em dinheiro. O museu recebe visitas de terça a domingo, das 15h às 19h. No site oficial é possível conhecer um pouco sobre o local.

Siga nossa página no Facebook

Igrejas

Catedral Metropolitana de Buenos Aires

A poucos metros da Casa Rosada e da Plaza de Mayo encontra-se a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, de grande beleza arquitetônica. Outro fato interessante é que o Papa Francisco dedicou muitos anos da sua vida sacerdotal nesse templo, quando foi arcebispo da capital.

Ainda dentro da igreja é possível visitar o mausoléu de José de San Martín, líder revolucionário que participou das guerras de independência de Argentina, Chile e Peru. O local está aberto ao público de segunda à sexta-feira das 8h às 19h e sábados e domingos das 9h às 19h30.

Basílica Nuestra Señora del Pilar

Basílica Nuestra Señora del Pilar está localizada ao lado do famoso cemitério da Recoleta e é o segundo templo mais antigo de Buenos Aires. A construção é modesta, feita em estilo colonial, mas guarda um belíssimo altar feito em ouro e prata com motivos incas. Não deixe de visitar o pequeno museu localizado ainda dentro da igreja, onde antes ficavam os claustros dos frades recoletos. O acervo conta com pinturas, imagens, livros e mobiliários antigos. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10h30 às 18h15, e nos domingos, das 14h30 às 18h15.

Iglesia de San Ignacio

Patrimônio Histórico Nacional, a Iglesia de San Ignacio, no bairro de Montserrat, é a mais antiga de Buenos Aires. A primeira parte da igreja foi construída no século XV pela Companhia de Jesus, sendo finalizada no século seguinte.

Livrarias

El Ateneo

Um dos lugares mais famosos de Buenos Aires é a Livraria El Ateneo Grand Splendid. Funcionando em um antigo teatro, a loja é uma das mais bonitas livrarias do mundo. Localizada na bela Avenida Santa Fe, em Palermo, El Ateneo tem um rico acervo e pode ser visitada de segunda a quinta, das 9h às 22h, de sexta a sábado das 9h às 24h e domingo das 12h às 22h.

Biblioteca Nacional da Argentina

Passeando pelo bairro da Recoleta você vai se deparar com um dos prédios mais excêntricos da cidade. Se não tiver consultado nenhum guia ilustrado, dificilmente acertará de primeira que aquele edifício abriga a Biblioteca Nacional da República Argentina. Projetada por Clorindo Testa, arquiteto e artista italiano nacionalizado argentino, a construção passou por diversos impasses e demorou 21 anos para ser concluída, em abril de 1992. Vale a pena fazer uma visita e aproveitar a pausa para um café. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h; sábados e domingos, das 12h às 19h. Visitas guiadas acontecem todas as sextas, pontualmente às 15h.

Jardins

Jardim Botânico

Passeio pelos Bosques de Palermo, em Buenos Aires, Argentina

Passeio pelos Bosques de Palermo, em Buenos Aires, Argentina. Créditos: Cássia Mota

Próximo ao Ateneo, está o Jardim Botânico de Buenos Aires. Inaugurado no final do século XIX, o jardim é Patrimônio Histórico do país e possui mais de 5.500 espécies de plantas de todo o mundo, organizadas por jardins temáticos. O local também possui uma vasta coleção de fontes e esculturas. As estufas, em art nouveau, são uma atração à parte. As visitas ao Jardim Botânico acontecem em horários diferentes durante o verão e o inverno. Na estação mais quente do ano, é possível conhecer o local de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, e sábados, domingos e feriados das 9h30 às 19h. Já no inverno, o Jardim Botânico fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sábados e domingos das 9h30 às 18h e nos feriados das 11h às 18h.

Ainda em Palermo é possível conhecer o Rosedal, localizado no parque Três de Fevereiro. O jardim possui 18 mil roseiras de espécies diferentes, um grande lago, onde é possível fazer passeios de barco, uma área dedicada apenas ao plantio de rosas e um local dedicado aos poetas, chamado de Jardim dos Poetas, onde há bustos e esculturas de escritores famosos. El Rosedal é um dos parques mais visitados pelos moradores de Buenos Aires. Estando ali, ande mais 10 minutos até o Planetario Galileo Galilei. A entrada não é gratuita, mas vale a pena ver ao menos a parte externa.

Passeios a pé

Além de várias atrações gratuitas, Buenos Aires também oferece vários passeios a pé, uma forma de conhecer e absorver cada pedaço da cidade.

Puerto Madero

Puerto Madero é um dos destinos mais famosos da capital argentina. Com uma vida boêmia agitada, casas noturnas e ótimos restaurantes, o bairro foi revitalizado na década de 1990 e hoje é um dos grandes centros econômicos da cidade. No bairro é possível visitar a Puente de la Mujer, obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, passear por suas ruas que levam nomes de mulheres famosas, conhecer a reserva ecológica às margens do rio da Prata, visitar as fontes das Nereidas e terminar um dia saboreando uma bela refeição acompanhada de um ótimo vinho argentino em um dos vários restaurantes do bairro. Se quiser testar a sua sorte, vá ao Casino Flotante de Puerto Madero, o maior da cidade com mais de 130 mesas e 1700 slots. Funciona 24 horas por dia, com entrada permitida apenas para maiores de 18 anos.

Caminito e La Bombonera

La Boca é a casa do tradicional Boca Juniors e da La Bombonera, caldeirão do futebol argentino. Apesar de ser muito visitado, La Boca é um dos bairros mais pobres e violentos de Buenos Aires, por isso é importante ter cuidado para evitar transtornos e dores de cabeça. Caminito é o endereço mais conhecido. Colorida, com várias lojas de artes e artesanato, a rua é famosa por seus conventillos, as casas típicas dos imigrantes italianos que ali chegaram. Muitas dessas casas transformaram-se em lojas e podem ser visitadas pelos turistas.

Calle Lanin

No bairro de Barracas encontra-se uma joia da arte de rua de Buenos Aires, a calle Lanin. Formado, inicialmente, por 35 casas pintadas pelo artista e morador de rua, Marino Santa María, as fachadas ganharam cores, formas e mosaicos. Hoje, duas quadras do bairro receberam novas cores e formam um corredor de arte no meio da cidade.

Barrio Chino

Barrio Chino, ou bairro chinês, é um pedaço da Ásia em Buenos Aires. No local é possível visitar lojas e restaurantes, além de mercados que vendem sementes, especiarias, peixes, temperos, chás e elementos religiosos como amuletos e budas. As lojas do bairro ficam abertas das 10h às 21h. Quem conhece o barrio Chino não pode deixar de visitar o templo budista Tzong Kuan, criado na década de 1980.

Tangos e milongas

À época em que visitei Buenos Aires, era muito fácil encontrar apresentações de tango e milongas gratuitas, mas desde 2015, a burocracia do governo e mudanças no sistema de segurança das casas vêm tornando as coisas mais complicadas. Pesquisei muito e vi que apenas a milonga de La Glorieta, em Belgrano, continua firme, forte e grátis. Não que entrar nas milongas seja caro (nos bailes de tango sim), mas se você estiver com dinheiro contado, essa pode ser uma boa opção.

Ao cair da tarde, as pessoas vão chegando na praça Barrancas e se põem a danças. Isso acontece todos os dias, mas domingo é quando “bomba”. Ali você vai encontrar gente de todas as idades e classes sociais, não é uma atração mascarada como alguns bailes de tango caríssimas oferecidos por agências da cidade.

Se você gostou do que viu e ficou com vontade de assistir a outras apresentações em um salão de verdade, recomendo que consulte a lista do site Mi Buenos Aires Querido, que além de descrever os estabelecimentos, ainda mostra as faixas de preços de cada um.

Concertos musicais

Para quem gosta de boa música, a Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires organiza, desde 1949, concertos gratuitos com orquestras nacionais e juvenis. Os shows acontecem todos os sábados, em dois horários: 16h e 18h. No site da faculdade é possível acessa toda a programação de 2017.

Como se deslocar de graça em Buenos Aires

Como toda grande cidade, Buenos Aires possuem vários sistemas de transporte como ônibus, trens e metrôs, mas se você prefere conhecer a cidade com mais calma e charme, há a opção de deslocamento por bicicletas. Ao contrário do que acontece aqui no Brasil, as bicicletas para aluguel em Buenos Aires são gratuitas, inclusive para turistas e podem ser retiradas e devolvidas em várias estações pela cidade. Todas as informações sobre registro e aluguel estão disponíveis no site do governo da cidade.

Nos finais de semana e feriados acontece no bairro de Caballito, o Tranvía Histórico de Buenos Aires. O passeio é feito a bordo de trens antigos e percorre 20 quadras do bairro. A viagem é gratuita e acontece desde a década de 1970. Os horários variam de acordo com a época do ano: de março a novembro, os passeios acontecem sábados e feriados das 17h às 20h30 e nos domingos das 10h às 13h e das 17h às 20h30. Já de dezembro a fevereiro, os trens saem sábados e feriados das 16h às 19h30 e aos domingos das 10h às 13h e das 16h às 19h30. Os passeios partem da rua Emilio Mitre, de 20 em 20 minutos.

Free tours

Quem prefere passear com guias pela cidade, há dois serviços de caminhadas gratuitas em Buenos Aires: o Buenos Aires Free Walks e o BA Free Tour. São vários circuitos de passeios a pé, mas fica o aviso: as visitas guiadas são todas em inglês, às vezes em espanhol e gorjetas são bem-vindas ao final do passeio.

Prepare-se para sua viagem

Milhouse Hostel Hipo

Hipolito Yrigoyen 959

Descrição baseada em avaliações do Booking

De acordo com revisões retiradas do Booking, a localização do albergue é ótima. Quem já esteve por lá avaliou como ótima a limpeza. Os serviços prestados e as comodidades foram muito bem classificados, chamando atenção também pelo conforto. Os funcionários se destacam pelo excelente atendimento. Podemos dizer que o custo benefício é ótimo.

Diárias a partir de R$51,00 (preço atualizado em 07 de novembro de 2018)

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Buenos Aires, nossa sugestão de hospedagem é o Milhouse Hostel Hipo (86, diárias a partir de R$51,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Buenos Aires é de aproximadamente R$155,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Receba um desconto de R$10 em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom RBBVGRATIS para garantir frete grátis em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$193,59.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 28/02/19 você pode usar o cupom PROTETORSOLAR para garantir 10% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado!

Em Buenos Aires, o almoço simples sai por volta de R$28,61, já o fast-food sairá por mais ou menos R$19,55. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$6,12. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa - e o pint de cerveja R$6,36.

Descubra quanto custa viajar para Buenos Aires.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Buenos Aires. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quanto custam os voos para Buenos Aires, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Passagens Promo.

Com base em cotações atualizadas diariamente do Alpha Vantage, a proporção entre o Peso argentino e o Real é de 1 ARS para 0,0994 BRL. Utilizando o voucher VIAJEIBONITO você garante em sua primeira compra 10% de desconto no spread da BeeCâmbio e 25% de desconto no spread da Remessa Online, além de garantir as melhores taxas para câmbio de moeda. Confira nosso passo-a-passo para enviar e receber dinheiro do exterior durante uma viagem.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo. Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha. Imagem utilizada nas redes sociais: Cássia Mota.