Hospedagem é um dos principais itens que compõem o orçamento de todo viajante. Por ser extremamente essencial – a não ser que você esteja disposto a dormir na rua ou em um aeroporto – não é possível planejar uma viagem sem considerar o teto necessário a uma boa noite de sono.

Praticamente todo mochileiro ou nômade digital que se preze tem o orçamento reduzido e é necessário levá-lo a sério para que esses estilos de vida possam ser mantidos. Infelizmente nem todo mundo consegue um couchsurfing, e isso varia de acordo com o país, sua reputação no sistema, boa vontade dos anfitriões, além de vários outros fatores. Uma coisa é certa: albergues e hotéis são as garantias mais seguras de hospedagem para um viajante.

Antes de ensinar a você como economizar na hora de fazer as reservas, reduzindo drasticamente os custos com hospedagem, veja a lista abaixo, que mostra os preços médios de hospedagem em hotéis de dez cidades da América do Sul, calculados de janeiro a agosto de 2015.

Cidade Preço médio
Bariloche R$ 567,75
Bogotá R$ 309,00
Buenos Aires R$ 349,50
Cartagena R$ 473,63
Cusco R$ 320,50
Punta Del Este R$ 507,88
Quito R$ 378,00
Rio de Janeiro R$ 467,88
São Paulo R$ 367,50
Santiago R$ 401,00

Fonte: Trivago

Isto é, até a data de publicação deste artigo, considere o preço médio de uma diária na América do Sul custando R$ 414,26. Salgado, não?

Sim, muito salgado! Então vou tentar abrir a cabeça de quem ainda tem preconceito com os albergues. É o seu caso? A economia perante os hotéis convencionais é enorme, e tudo isso será mostrado nos próximos parágrafos. Para dar uma amostra do quanto é possível economizar, usarei como base preços praticados na América do Sul. Assim, podemos comparar com a tabela que acabei de apresentar.

Vale a pena compartilhar um quarto?

Quarto compartilhado em Tânger, Marrocos

Quarto compartilhado em Tânger, Marrocos. Créditos: Adriano Castro

Felizmente existem alternativas aos altos preços dos hotéis, e essas alternativas estão nos vários albergues espalhados pelo mundo.

O termo quarto compartilhado pode soar assustador quando pensamos na infinita gama de pessoas com quem poderemos dividir o mesmo espaço sagrado de descanso. E se eu ficar no mesmo quarto que um assassino? Já pensou se no meio da noite um hóspede resolve roubar todo mundo? E se o cara da cama ao lado é um tarado?

  • Acredite, tudo não passa de puro preconceito. Filmes como O Albergue, de Eli Roth ajudam a criar essa ideia formada sem fundamento. Na verdade, quando você arrisca uma viagem se hospedando em albergues, percebe o quanto a experiência é enriquecedora:
  • Contato com pessoas do mundo todo;
    Maior interação entre culturas, visto que o próprio quarto já é um ambiente que facilita a quebra do gelo entre os hóspedes, afinal de contas, elas estão dividindo o mesmo espaço;
  • Prática do exercício de viver em sociedade: quando você divide um quarto, é necessário estar constantemente pensando no outro, como por exemplo, respeitando os horários de silêncio e os espaços de cada um dos seus colegas. E cá pra nós, as pessoas hoje em dia precisam muito desses exercícios.
Quarto compartilhado na Bratislava, Eslováquia, com novos amigos

Quarto compartilhado na Bratislava, Eslováquia, com novos amigos. Créditos: Adriano Castro

Se você parar pra pensar, há vários outros motivos que fazem valer a pena se hospedar em um albergue. Um mochilão que se preze precisa agregar valores humanos, que muitas vezes são deixados de lado por conta das rotinas estressantes da vida cotidiana.

Repare que ainda nem falamos no quanto é possível economizar se hospedando em albergues e já foi possível encontrar vários motivos que fazem valer a pena.

É interessante apontar também que em várias ocasiões, principalmente em baixa temporada, os quartos compartilhados estão praticamente vazios. Ou seja, é muito provável que viajando nessas épocas de pouco movimento em seu país de destino, você acabará dormindo sozinho várias vezes, pagando uma mixaria por um quarto compartilhado que no final das contas acaba sendo privado.

Quarto com 8 camas em Praga, República Tcheca, totalmente vazio por estar na baixa temporada

Quarto com 8 camas em Praga, República Tcheca, totalmente vazio por estar na baixa temporada. Créditos: Adriano Castro

Continua após a publicidade

O quanto é possível economizar?

Se os motivos citados anteriormente já tocaram você de alguma forma, aqui vão alguns dados pra bater o martelo no pouco que falta pra você optar por albergues em sua próxima viagem.

Se lembra dos valores exibidos no começo deste artigo quando eu ainda estava falando sobre hotéis? Agora veja qual é o preço médio das diárias levando-se em consideração o número de camas em quartos compartilhados de vários albergues pesquisados na América do Sul.

Tipo de quarto Preço médio da diária
3 camas R$ 74,68
4 camas R$ 67,19
6 camas R$ 52,28
8 camas R$ 40,94
10 camas R$ 43,65
12 camas R$ 42,47
14 camas R$ 33,92

Dados obtidos e consolidados do Hostelworld em agosto de 2015

Não necessariamente quanto maior for o número de camas, menor será o preço a se pagar. Na verdade a tabela acima foi baseada em albergues de vários países, e os preços não são uniformes. Vou considerar aqui o valor médio de R$ 50,73 por diária. Levando em consideração o valor médio das diárias em um hotel (R$ 414,26), perceba que quando você opta por albergues, sua economia pode girar em torno de 87%! É ou não é um caso a se pensar?

Bônus: preços por países

Vamos supor que seu roteiro pela América do Sul ainda não esteja fechado e você queira experimentar alguns albergues e quartos compartilhados. Aqui vai uma compilação de preços feita pelo Viajei Bonito levando-se em consideração os tipos de quartos e países do nosso continente. Com a tabela abaixo, é possível ter uma visão ampla dos preços praticados nos vizinhos do Brasil

Tipo de Quarto Argentina Chile Colombia Equador Peru Uruguai
3 camas R$ 86,07 R$ 103,44 R$ 92,22 R$ 72,04 R$ 66,81 -
4 camas R$ 74,94 R$ 96,15 - R$ 63,33 R$ 38,03 -
6 camas R$ 56,33 R$ 57,93 - R$ 37,36 R$ 42,00 R$ 69,99
8 camas R$ 45,04 R$ 42,00 R$ 35,00 R$ 36,47 R$ 38,50 -
10 camas - - R$ 52,50 - R$ 37,22 -
12 camas - - - - R$ 31,50 R$ 62,99
14 camas - - - - R$ 28,00 R$ 45,50

Dados obtidos e consolidados do Hostelworld em agosto de 2015

Se você tem interesse em ler mais sobre albergues, comparar preços e dar uma olhada nas fotos, pode utilizar as ferramentas disponibilizadas no Viajei Bonito. Não somos uma agência de viagens, mas quando sua reserva parte de nossa página, recebemos uma pequena comissão, e é essa comissão que mantém nosso blog no ar. Você não paga nada a mais por isso e de quebra nos ajuda a manter o trabalho de inspirar pessoas a viajar mais.

O que você achou do artigo e dos dados compilados? Eles foram úteis? Compartilhe sua opinião conosco. Assim conseguiremos nos comunicar de verdade com você, com nossos leitores e transmitir com clareza todas as ideias que temos a respeito do propósito de nosso blog.

Viaje mais, gaste menos e viva mais! Até o próximo artigo!

Prepare-se para sua viagem

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

É altamente recomendável contratar um seguro viagem para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adriano Castro

Formado em Ciência da Computação pela UFJF, trabalhou durante 10 anos como analista de sistemas até chutar o balde e tocar a vida como freelancer, carregando seus projetos para onde quer que vá.

Ver mais artigos de Adriano Castro

Créditos da imagem de capa: macronix / Fonte: Flickr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *