Cemitério Monumental, uma obra de arte pouco visitada em Milão

Muitas vezes, ao viajar, nos prendemos a roteiros óbvios e famosos, aqueles principais que aparecem quando pesquisamos na hora do planejamento. Infelizmente, deixamos passar lugares incríveis e surpreendentes. É o caso de Milão. Uma das capitais da moda, casa da belíssima Duomo de Milão, a cidade esconde um grande museu ao ar livre, o Cemitério Monumental.

Tivemos a ideia de visitar essa obra prima durante uma conexão de 11 horas em Milão, enquanto voltávamos da Rússia para o Brasil. O Adriano nunca tinha ido a Milão e depois que saímos do Duomo, ele disse que preferiria ir a algum lugar menos turístico para aproveitar as poucas horas em solo italiano. A escolha não poderia ter sido mais acertada.

Projetado por Carlo Maciachini e inaugurado em 1866, o Cimitero Monumentale di Milano guarda representações artísticas, imagens representativas da cidade e tem em suas lápides nomes importantes nos campos das artes, do esporte e da política. Quer exemplos? O campeão olímpico Antonio Maspes, o ganhador do Prêmio Nobel, Salvatore Quasimodo, o fundador do Milan, Herbert Kilpin, assim como o jornalista e crítico musical Filippo Filippi e até Evita Peron, enterrada clandestinamente no Monumentale em 1957, retornando a Buenos Aires 20 anos depois, na década de 1970, onde permanece enterrado até hoje, no cemitério da Recoleta.

Entre as famílias mais prósperas de Milão, ter um jazigo no Monumental é sinônimo de riqueza e poder. Até hoje as alas são rigorosamente divididas entre os diferentes grupos religiosos que são basicamente católicos, protestantes e judeus.

Logo na entrada você se impressionará com o Famedio, nome que deriva do termo em latim famae aedes, que em português significa “templo da fama”. O lugar que foi construído para ser uma capela, desde 1870 é a morada eterna de cidadãos honorários de Milão. A fachada e a escadaria, construídas em mármore e tijolos vermelhos impressiona pela beleza. O interior é ainda mais bonito, predominando uma cor azul bem intensa, com desenhos, estátuas de mármore e de cobre.

Além de lindo, o Cemitério Monumental de Milão tem entrada gratuita, o que deixa a visita ainda mais atrativa. Na portaria nos deram um mapa, também gratuito, listando as alas e os nomes importantes ali sepultados. Para melhorar a situação, dentro do Monumental tem água potável, direto de várias fontes naturais, para enchermos as nossas garrafinhas e matarmos a sede. Ótimo para recargar as energias e continuar o passeio.

Visitar o Cemitério Monumental de Milão é passear pela cidade italiana, seus eventos históricos e a vida de seus principais moradores. É ver de perto obras de arte decorando jazidos importantes e anônimos. Dentro dele é possível encontrar o Civico Mausoleo Palanti, monumento dedicado às personalidades mais ilustres de Milão.

Um museu a céu aberto, encravado no meio da cidade e pouco conhecido, o Cemitério Monumental consegue o que várias outras coleções se propõem a fazer, mas não conseguem: contar a história de um povo, de uma cidade, através da arte. Imperdível!

Como chegar ao Cemitério Monumental de Milão

Nosso ponto de partida foi a estação Duomo, onde pegamos a linha 3 do metrô (amarela). A partir daí contamos 6 paradas até a estação Zara, onde fizemos a troca para a linha 5 (roxa). Pronto, apenas 3 estações até a Monumentale, localizada em frente ao cemitério. Uma viagem de apenas 20 minutos de transporte público.

Cemitério Monumental, uma obra de arte pouco visitada em Milão

Prepare-se para viajar

Use o cupom SAUDE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom MULHER50 e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

13 pensou em “Cemitério Monumental, uma obra de arte pouco visitada em Milão

  1. Esculturas belíssimas. Adorei. Apesar de não ser muito fã de visitas a cemitérios, é bom dar um tempo no turistão, né?! Adorei a galeria! 😉

    1. Com certeza, Alessandra. Eu gosto mto de cemitérios, principalmente porque são silenciosos, sem aglomerações e sem extorsão, como a maioria dos lugares turísticos.

  2. Puxa que obras lindas! Eu não era nada fã de turismo de cemitério até conhecer o da Recoleta em BsAs, depois dele mudei de ideia. Eu não sabia que o cemitério de Milão era uma atração turística, se um dia eu voltar para Milão vou seguir sua dica e visitá-lo. 😉

  3. Tem alguns cemitérios que são mesmo um deleite para os olhos com tantas obras de artes e belos jazigos e esse de Milão me parece um exemplo e tanto disto. Se deixarmos de lado o fato de que estamos em um cemitério, podemos apreciar, e muito, uma visita assim. Já fui em alguns (nem sempre para visitar, infelizmente), mas até um monólogo eu já assisti em um cemitério. 🙂

  4. Adorei essa dica em Milão. As fotos também ficaram fantásticas, muito interessante ter colocado todas em preto e branco, passou uma linda mensagem. Eu, pessoalmente, adoro visitar cemitérios, e agora já vou incluir esse também na “to do list” em Milão. Obrigada por compartilhar :)) Beijjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo