O que fazer em Chuy e Barra del Chuy, no Uruguai

Chuy e Barra del Chuy são duas cidades localizadas na fronteira entre Brasil e Uruguai que estão a 9 km de distância entre si. A primeira é conhecida por ser uma área de zona franca, onde é possível adquirir produtos com impostos reduzidos. Já a segunda é um balneário com paisagens surpreendentes, com opções de lazer para todas as idades.

Montamos um roteiro de um dia para aproveitar o que as duas cidades têm a oferecer. Se der vontade de ficar mais tempo, aqui você encontra uma seleção com excelentes pousadas.

Como chegar ao Chuy, no Uruguai

Saindo do Brasil

De carro

O caminho de quem sai do Brasil em direção ao Chuí é a BR-471. É importante lembrar que carros alugados não podem cruzar a fronteira e que mesmo os veículos próprios precisam de um seguro especial – a Carta Verde – além da CNH e documento do veículo em nome de um dos condutores. Se o carro não estiver no nome de um dos viajantes, será necessário levar uma procuração assinada pelo proprietário com firma reconhecida em cartório.

De ônibus

A Planalto, TTL e EGA têm rotas saindo de várias cidades do sul do país. Use o site da ClickBus para traçar rotas e comprar as passagens com desconto. Leia também o artigo sobre como ir de ônibus para o Uruguai.

Saindo de cidades uruguaias

De carro

Quem está com o veículo próprio ou decidiu alugar um carro no Uruguai pode seguir pela Ruta 9 ou 19. As estradas estão em boas condições e são bem sinalizadas.

De ônibus

Rutal del Sol, COT e Cynsa são empresas de ônibus que viajam até Chuy a partir de diversas cidades no Uruguai. Visite os sites das respectivas agências para se informar sobre rotas e horários.

Do Chuy para Barra del Chuy

Há ônibus coletivos e intermunicipais que passam várias vezes ao dia. Recomendo o uso do aplicativo Moovit para traçar rotas a partir da parada de ônibus mais próxima. Se você estiver sem chip de internet, é melhor ir direto ao terminal de ônibus, que aí não tem erro.

Compras no Chuy

Duty Free Americas, Chuy, Uruguai
Duty Free Americas, Chuy, Uruguai. Créditos: Gisele Rocha

Chuy é uma cidade que cresce em torno do turismo de compras. A oferta de produtos é inesgotável, atraindo tanto uruguaios quanto brasileiros que se dispõem a atravessar a fronteira em busca de preços mais baixos.

Mas é preciso estar atento, pois nem tudo vale a pena. Perfumes e cosméticos, por exemplo, estavam mais caros que em lojas brasileiras. Por outro lado, bebidas alcoólicas, roupas de marcas estrangeiras e alguns eletrônicos estavam com preços convenientes. 

A dica é fazer uma lista dos produtos que você precisa ou quer comprar, pesquisar preços na internet e comparar com os da zona franca, sem se esquecer de adicionar o IOF de 6,38% ao valor final da compra.

As maiores lojas para compras no Chuy são:

  • Neutral Duty Free
  • DFA – Duty Free Americas
  • Ceter Free Shop
  • Portal Free Shop
  • Laser Free Shop
  • The Place Free Shop
  • Free Shop Saint Honoré
  • Six Free Shop
  • Free Shop Omega

Todas as lojas funcionam de segunda a domingo, durante todo o ano, incluindo feriados, das 9h30 às 19h30.

⚠️ ATENÇÃO AOS LIMITES!

Antes de se render à tentação de encher o carrinho de compras, é importante ficar ligado nos limites estipulados pela Receita Federal.

A cota de isenção da bagagem para compras no exterior é de US$ 500 (R$2.691,05). Há também um limite quantitativo:

• 12 litros de bebidas alcoólicas
• 10 maços de cigarro com 20 unidades cada
• 25 unidades de charutos ou cigarrilhas
• 20 unidades de outros produtos até US$ 5 cada (no máximo dez itens iguais)
• 20 unidades de outros produtos acima de US$ 5 cada (no máximo três itens iguais).

Na volta ao Brasil, cada viajante ainda tem direito a uma cota adicional de isenção de US$ 1.000,00 (R$5.382,10) para compras nas lojas free shop do aeroporto de desembarque.

Turismo no Chuy

Há muito o que fazer no Chuy além de ir às compras! A fronteira entre Brasil e Uruguai é marcada por construções históricas e natureza abundante. Começando o passeio bem cedinho, é possível visitar tudo em apenas um dia.

Placas da fronteira Uruguai – Brasil 

Placa de chegada na fronteira entre Brasil e Uruguai
Placa de chegada na fronteira entre Brasil e Uruguai. Créditos: Guilherme Morisson

Ainda que não sejam pontos turísticos, as placas da fronteira são um marco simbólico que merecem uma foto. 

Elas ficam na Ruta 9, quase na esquina com a Avenida Brasil. Você pode estacionar o carro nas ruas paralelas e se posicionar nos canteiros para fotografar em segurança, sem colocar a sua vida em risco ou causar acidentes.

Forte de San Miguel 

Para quem tem interesse em história, a visita ao Museu Forte de San Miguel é obrigatória! Ele está a 7 km do centro de Chuy, basta seguir pela Ruta 19. 

A título de curiosidade, o forte foi construído pelos espanhóis em 1734, mas de maneira precária, com pau a pique e barro. Em 1737 a área foi tomada pelos portugueses e a estrutura foi aprimorada, ganhando muralhas de pedra. A versão final ficou pronta apenas em 1750, com estrutura de 300m² e quatro baluartes, que são aquelas torres nas extremidades.

Lá dentro todos os ambientes estão preservados e são utilizados como salas para exibição do acervo. Você pode ver a sala de comando, escritório geral, alojamentos, refeitórios, a capela e até o banheiro da época.

O Forte faz parte de uma área florestal protegida e quem tiver tempo e disposição pode seguir por uma trilha de 35 minutos que leva ao Cerro Picudo. Para os amantes do ecoturismo, essa é uma oportunidade única de observar a flora e a fauna locais.

Horário de funcionamento: de dezembro a março o forte fica aberto para visitação todos os dias, das 10h às 19h. No restante do ano o horário de funcionamento é de 10h às 17h, de quarta a domingo. 

Preço: 50 pesos (R$6,32).

Laguna Merín

A Laguna Merín é uma grande bacia binacional com aproximadamente 3749 km². No Brasil ela ganha o nome de Lagoa Mirim e fica em uma área de reserva ambiental, protegida pelos dois países.

Cinco departamentos são banhados pela lagoa: Cerro Largo, Lavalleja, Treinta e Tres Rocha e Maldonado, portanto, é possível acessá-la a partir de diversas cidades. Saindo do Chuy são 28 km seguindo pela rodovia Elias Lizardo.

As praias de águas doces, tranquilas, rasas e mornas são ótimas para quem viaja com crianças pequenas. A lagoa também é propícia à prática de esportes aquáticos, como kitesurf, stand up paddle e caiaque. 

Nos arredores é possível encontrar restaurantes e barraquinhas, mas se você estiver viajando na baixa temporada, é melhor levar algo para comer, pois nem todos os estabelecimentos funcionam o ano inteiro.

Marcos da Ruta 19

Canteiros centrais dividem a Ruta 19 entre os dois países. Ao longo da rodovia você poderá ver diversos marcos de concreto que mostram de um lado o nome Uruguai e do outro Brasil. 

Cassino

Cassino no Chuy, Uruguai
Cassino no Chuy, Uruguai. Créditos: Gisele Rocha

A proibição dos cassinos no Brasil acaba aguçando a nossa curiosidade sobre como eles funcionam. No Uruguai, dezenas de salas são administradas pelo Estado, uma delas fica no Chuy.

O cassino do Chuy fica na Avenida Brasil, a poucos passos do Neutral Free Shop, e conta com mais de 80 slots com jogos diversificados, cujas apostas mínimas são de US$ 0,10. 

Barra del Chuy

Dunas de um lado, o mar do outro e um riacho no fim, demarcando a fronteira entre Uruguai e Brasil. Barra del Chuy é uma área de grande biodiversidade marinha, por onde passam centenas de espécies de aves migratórias e mamíferos aquáticos, como baleia e golfinhos. Aqui você encontra o que fazer em qualquer época do ano.

Playa de la Barra

Com uma faixa de areia de 4 km de extensão, o balneário permanece tranquilo até mesmo na alta temporada, pois não falta espaço pra ninguém. Não é raro ver pessoas correndo na areia, se exercitando, jogando bola ou praticando ioga e meditação no alto das dunas. O mar agitado também atrai surfistas e praticantes de kitesurf.

Algumas áreas possuem salva-vidas, banheiros e lanchonetes. Como não há lixeiras, então lembre-se de levar uma sacolinha e recolher o seu próprio lixo. A natureza agradece!

La Mano de Alberti

La Mano de Alberti, Barra del Chuy, Uruguai
La Mano de Alberti, Barra del Chuy, Uruguai. Créditos: Gisele Rocha

Na década de 1970, o artista uruguaio Ruben Alberti instalou a escultura de uma mão na praia de La Barra para que ela servisse como ponto de referência, já que ali não havia nada além de dunas e era comum que as pessoas ficassem perdidas.

Durante a ditadura civil-militar no Uruguai o monumento foi destruído por se tratar de uma mão esquerda, o que poderia ser um símbolo contra o regime vigente. Passado o período sombrio, a escultura foi refeita e continua exercendo o seu papel de ponto de referência. Ao seu redor foi construída uma praça com mirante, barraquinhas e estacionamento.

Mirador La Mano

Mirador La Mano, Barra del Chuy, Uruguai
Mirador La Mano, Barra del Chuy, Uruguai. Créditos: Gisele Rocha

De julho a outubro as baleias dão o ar da graça no litoral de Rocha e neste mirante você pode assisti-las de camarote. Golfinhos também aparecem por aqui durante todo o ano, com sorte você conseguirá vê-los.

No mais, o mirante é um ótimo lugar para relaxar ouvindo o barulho do mar. Dizem que o nascer do sol é lindo visto daqui. Se você viver essa experiência, volte para nos contar o que achou.

Parque de Águas

O Parque Temático de Aguas del Barra del Chuy fica no km 330 da Ruta 9 e oferece opções de lazer para todas as idades. Suas maiores atrações são a rampa de 15 metros de altura e o tobogã com 45 metros de comprimento. Todos os brinquedos são monitorados para conferir segurança aos banhistas.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 10h às 18h.
Preço: 420 pesos uruguaios (R$53,05)

Onde ficar: Chuy ou Barra del Chuy?

A decisão é simples! Se você estiver de passagem apenas para fazer compras e seguir viagem pelo Uruguai ou voltar para o Brasil, é melhor ficar no Chuy. A pousada Descanso al Paso Chuy fica pertinho do terminal de ônibus, tem instalações novas, wi-fi e estacionamento gratuito.

Agora, se o seu objetivo for passar alguns dias na praia, é melhor se hospedar em Barra del Chuy. A pousada Enjoy tem a estrutura perfeita para tornar qualquer viagem inesquecível. Os quartos são equipados com frigobar e televisão com Canais pay-per-view, enquanto a área externa conta com parquinho, piscina climatizada e churrasqueira.

Conheça outros destinos no Uruguai

Cabo Polônio Chuy Colonia del Sacramento Punta del Este Valizas Vídeos
O que fazer em Chuy e Barra del Chuy, no Uruguai

Prepare-se para viajar

Use o cupom FERIAS para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

2 pensou em “O que fazer em Chuy e Barra del Chuy, no Uruguai

  1. Oi, amigos! Nunca imaginei que houvesse tantas coisas para fazer em Chuy. Minha concepção sobre a fronteira entre Brasil e Uruguai se restringia a compras. Adorei o post de vocês. Continuem viajando bonito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo