Como é viver em Cuba: nossas primeiras impressões sobre o país

Nunca tivemos uma interação tão grande com os nossos seguidores quanto durante a nossa viagem a Cuba, justamente onde a internet é mais precária. Todo mundo queria saber como é viver em Cuba, se é um país seguro para viajantes, se pessoas de fora são tratadas bem, se é necessário algum tipo de visto especial… enfim, foram muitas as perguntas recebidas relacionadas à ilha e isso nos levou a escrever este post contanto sobre as nossas primeiras impressões sobre o país.

Ao ler este artigo, tenha em mente que ele foi escrito com base nas nossas próprias observações enquanto turistas. Durante os 14 dias que passamos em Cuba, buscamos interagir com os moradores locais e dialogar de maneira leve, sem debates calorosos e sem invadir o espaço de ninguém. No geral os cubanos são muito falantes e gostam de contar sobre a vida do povo. Isso deixa a viagem ainda mais interessante.

Para facilitar a leitura, dividimos as nossas observações em temas. Boa leitura!

Cuba pra cubanos x Cuba para turistas

Como é viver em Cuba. Nossas impressões sobre o país

Como é viver em Cuba. Nossas impressões sobre o país. Créditos: Gisele Rocha

Um amigo me perguntou se era verdade que há lugares em Cuba que turistas não podem visitar. Não, isso é mentira. Existem sim lugares que cubanos não podem frequentar, mas não por proibição do Estado, as barreiras são econômicas, tendo em vista que o salário da população equivale ao que um estrangeiro gasta em uma tarde de passeio.

Percebemos também que os serviços oferecidos aos turistas são melhores do que aqueles que atendem à população. Um exemplo muito evidente diz respeito ao serviço de transporte intermunicipais. Os turistas podem comprar as passagens pela internet ou no guichê meia hora antes do embarque e ficar esperando numa salinha refrigerada. Já os cubanos precisam chegar cedo, colocar o nome em uma lista de espera e ficar torcendo para serem chamados. A sala deles é caótica, com cadeiras mais velhas e, quando muito, com um ventilador capenga para refrescar o ambiente.

Dinheiro

Notas e moedas de pesos cubanos conversíveis, dinheiro de Cuba

Notas e moedas de pesos cubanos conversíveis, dinheiro de Cuba. Créditos: Gisele Rocha

Desde 1994 existem duas moedas em Cuba: o peso cubano (CUP), que é usado apenas pelos locais, e o peso conversível (CUC), mais usado pelos turistas. 1 CUC = 25 CUP. Para não tornar este texto muito longo e tedioso, explicamos como isso funciona no post sobre qual moeda levar para Cuba.

Salário em Cuba

Ficamos boquiabertos quando nos disseram que o salário-base em Cuba é de 20 CUC (R$74,95) por mês. Embora eles recebam uma cesta básica e tenham direito à educação e saúde gratuitas, todos os outros gastos do dia a dia são por conta de cada um e já dá para imaginar que com esse salário as contas não fecham.

Não vimos moradores de rua, mas vimos muita gente miserável, que nos parava para pedir comida, produtos de higiene pessoal e roupas usadas.

Para fazer o dinheiro entrar em casa, muitos cubanos altamente qualificados abandonam carreiras consolidadas e começam a trabalhar com o turismo, seja recebendo hóspedes em casa, trabalhando como guia ou taxista. Todos esses serviços precisam ser credenciados e parte dos lucros são repassados ao governo, mas ainda assim fica mais fácil “tirar um por fora”.

Segurança

Policiais dentro de uma viatura em Havana, Cuba

Policiais dentro de uma viatura em Havana, Cuba. Créditos: James Offer / Fonte: Flickr

Cuba é um país muito seguro e de acordo com uma das nossas anfitriãs: “É mais seguro para os turistas do que para cubanos”. Ela nos contou que as leis são muito severas para quem furta ou se envolve em brigas com estrangeiros. É que o turismo é a principal fonte de renda do país, então ninguém quer manchar a reputação da ilha. Mulheres que viajam sozinhas para Cuba também não precisam se preocupar.

Andamos por becos escuros durante a noite e ninguém nos abordou. Durante o dia fomos abordados por jeniteros, pessoas que tentam passar a lábia nos visitantes e conseguir um extra, mas em nenhum momento são agressivos. Conheça os principais golpes aplicados contra turistas em Cuba e saiba como se esquivar desse tipo de gente.

Comida

Comer bem em Cuba é barato sim

Comer bem em Cuba é barato sim. Créditos: jpellgen / Fonte: Flickr

Comer em Cuba é barato, principalmente para quem viaja acompanhado. As refeições são fartas e duas pessoas podem dividir um único prato. No geral, restaurantes servem pães, depois sopa, seguida da refeição principal, sobremesa (flan ou sorvete) e bebida (suco, refrigerante ou cerveja nacional). O sorvete separado custava apenas 1 CUC (R$3,75), geralmente com duas bolas, granulado e calda.

O pulo do gato: demoramos um pouco para descobrir que os preços em restaurantes mais chiques são praticamente iguais aos dos estabelecimentos duvidosos. No geral, as refeições custam entre 4 CUC (R$14,99) e 7 CUC (R$26,23, dependendo da cidade.

Para os cubanos a situação é mais difícil. Eles recebem uma quantidade fixa de alimentos que é controlada pelo Estado através de um caderninho. A lista é composta basicamente por açúcar, café, óleo, arroz, feijão, alguns pães e um peixe ou o equivalente em carne processada. Só que as porções estão longe de durar o mês inteiro e aí eles precisam se virar.

Eles não podem pegar uma quantidade grande de cada coisa para não revenderem mais caro e conseguirem lucro, apenas cigarros e rum podem ser comprados sem restrições. Se precisarem de uma quantia extra de alimentos, terão de comprar nos mercados convencionais, com preços acessíveis apenas a estrangeiros.

Outra curiosidade: Em Cuba dificilmente a gente encontra um mercado que venda de tudo um pouco, parece que eles são mais “especializados”. Um vende água, o outro vende óleo, farinha e açúcar, o outro vende produtos para a casa e assim por diante.

Educação

Estudantes uniformizadas em Havana, Cuba

Estudantes uniformizadas em Havana, Cuba. Créditos: Jonathan Potts / Fonte: Flickr

Todos os cubanos têm direito à educação pública do primário até a universidade. Tudo é gratuito, incluindo aulas, materiais e uniformes. A propósito, notamos que os uniformes são iguais em todas as cidades e pensamos que talvez eles sejam reaproveitados por outros alunos à medida em que as crianças vão crescendo.

Transporte

Cocotaxi, um meio de transporte muito conhecido em Cuba

Cocotaxi, um meio de transporte muito conhecido em Cuba. Créditos: Gisele Rocha

Não existe metrô em Cuba. O transporte urbano é composto por ônibus (baratos, mas superlotados), táxi comuns, cocotaxis e os curiosos táxis compartilhados, veículos muito antigos que seguem rotas pré-estabelecidas e são dirigidos por taxistas pagos pelo governo. Não são aqueles carros bonitões que ficam ao aguardo dos turistas, são carros muito deteriorados, usados como meio de transporte por moradores locais. Não vou entrar em detalhes aqui porque há um post dedicado ao transporte público em Havana, onde explico as diferenças entre cada meio e os preços médios de cada um. Para transporte entre cidades, leia o artigo sobre como se locomover em Cuba.

Agora, em relação às estradas cubanas, ao contrário do que lemos em outros sites, elas se encontram em ótimo estado. Talvez tenham passado por melhorias recentemente e por isso estão tinindo. O problema é quando chove e elas fechadas por conta do alagamento. Foi o que aconteceu quando estivemos lá.

Dica importante: nunca deixe para voltar para Havana nas vésperas de pegar o voo de volta pra casa. Ficamos ilhados durante três dias em Cienfuegos e mesmo ainda tendo uma margem de segurança, tivemos que fretar um táxi para chegar à capital. Isso nos custou 120 CUC (R$449,72) e muito estresse! Continue lendo para entender a história.

Prestação de serviços

Prestação de serviços em Cuba

Prestação de serviços em Cuba. Créditos: Ban Yido / Fonte: Unsplash

Em Cuba, 90% das pessoas são funcionárias do governo (dados não-oficiais, talvez seja só uma forma de expressão dos próprios cubanos). O médico, o balconista, o cozinheiro, o faxineiro, o recepcionista, o motorista do ônibus… todos eles são empregados do Miguel Díaz-Canel. Os salários são baixos e as jornadas são longas, então não espere ser recepcionado com um sorrisão no rosto.

Essa má vontade incomoda, a gente se pergunta o que está fazendo de errado, mas aos poucos vai aprendendo que o bom humor contagiante e que se a gente não desfizer o sorriso que está na nossa cara, a expressão no rosto da pessoa que do outro lado do balcão logo vai mudando e tudo fica mais leve.

Outra coisa que nos aborreceu nessa relação com prestadores de serviços é que eles não se dão ao trabalho de nos comunicar quando há mudanças de horários ou cancelamento do serviço.

Em Havana perdemos um dia de passeio porque os fotógrafos do nosso ensaio de casamento simplesmente sumiram e não nos disseram a que horas deveríamos estar no estúdio deles. Em Cienfuegos, dois taxistas cancelaram as respectivas corridas por não conseguirem encher o carro e não falaram nada, ficamos esperando à toa. Em ambos os casos as pessoas envolvidas tinham os números de telefone das casas onde estávamos hospedados.

Higiene

Poças de águas sujas, acúmulo de lixo e fezes de animais tiram a beleza das ruas de Cuba

Poças de águas sujas, acúmulo de lixo e fezes de animais tiram a beleza das ruas de Cuba. Créditos: da-holledauer / Fonte: Pixabay

Todas as casas particulares que escolhemos através do Airbnb (cadastre-se para ganhar desconto na sua primeira estadia) eram impecáveis, as ruas é que viviam cheias de detritos e fezes de animais.

Em Trinidad vimos uma mulher abrir a porta de casa e jogar duas sacolas de lixo na rua. A chuva carregou tudo e quando o sol voltou pudemos ver bueiros entupidos por materiais de plástico, restos de comida e até roupas.

Em relação ao preparo dos alimentos, recomendamos que você seja criterioso ao escolher onde vai comer ou então fechar os olhos e entregar para Deus. No nosso primeiro dia em Havana, compramos dois pedaços de pizza na casa de uma mulher e, adivinhem! Fui premiada com um fio de cabelo na massa. Dias depois, vi um dos cozinheiros “limpando o salão” enquanto recebia os pedidos da garçonete. Só alegria!

Saúde

Falar de higiene também nos leva a falar de saúde pública. Cuba é mundialmente reconhecida por seu sistema de saúde universal e gratuito, com médicos altamente qualificados. Isso é motivo de orgulho nacional!

No entanto, turistas não têm direitos a consultas, nem mesmo a medicamentos. Por isso o seguro viagem é obrigatório. Aliás, usando o nosso código você consegue desconto com a Seguros Promo.

VIAJEIBONITO5

Internet

Cartão Etecsa para uso de internet no celular e no computador em Cuba

Cartão Etecsa para uso de internet no celular e no computador em Cuba. Créditos: Gisele Rocha

Em relação à internet, Cuba nos lembrou o Brasil no final da década de 1990, quando ainda engatinhávamos com a conexão discada e não dava para passar o dia inteiro online, pois a conta saía cara.

A internet em Cuba não é discada, mas é cara. Custa 1 CUC por hora e como poucas casas tem roteador, é necessário ir a parques ou hotéis chiques para conseguir se conectar. Em raríssimos lugares é possível usá-la sem gastar nada, mas não espere alta velocidade. Explico melhor no post sobre como consegui internet de graça em Cuba.

Relação dos cubanos com os brasileiros

Adriano curtindo a praia de Varadero com Reinaldo, seu novo amigo cubano

Adriano curtindo a praia de Varadero com Reinaldo, seu novo amigo cubano. Créditos: Gisele Rocha

No geral, os cubanos são bastante extrovertidos, falantes e receptivos. Eles conhecem o nosso país através das novelas da Globo, que são exibidas três vezes por semana. Quando estivemos lá, em maio/junho de 2018, o folhetim que estava no ar era Fina Estampa e todo mundo parava na frente da TV para assistir com a família e os vizinhos. Isso também nos remeteu ao Brasil de antigamente.

Cubanos podem sair do país?

Propaganda política em Santa Clara, Cuba

Propaganda política em Santa Clara, Cuba. Créditos: nikkiprice / Fonte: Flickr

Essa foi uma das perguntas mais frequentes entre os seguidores do nosso Instagram. A resposta é sim, cubanos podem sair do país. Uma reforma lançada em 2012 eliminou a necessidade de autorização para quem quer viajar, mas ainda é necessário que eles tenham uma carta-convite na qual o cidadão do outro país se responsabiliza pelas despesas do viajante cubano. Apenas Rússia, Haiti e Trinidad e Tobago são exceção à regra.

Cubanos que moram fora do país e desejam se repatriar também podem fazê-lo, menos aqueles que estiveram envolvidos em “ações hostis contra os fundamentos políticos, econômicos e sociais do Estado”.

Siga nossa página no Facebook

Quer saber mais sobre como é viver em Cuba?

Acredito que a gente tenha conseguido responder a todas as dúvidas através desses tópicos, mas se ainda houver algo que você queira saber ou se tiver alguma informação que deseje compartilhar, escreva aqui na caixa de comentários. Ficaremos felizes em responder cada mensagem. 🙂

Leia mais sobre nossa viagem por Cuba

Cuba flag
Cuba

Panama flag
Cidade do Panamá

Vídeos

Prepare-se para sua viagem

Havana's Heart - 1883 House

Lealtad No. 206 bajos entre calles Virtudes y Concordia

Descrição obtida de Booking

Boasting a terrace, Havana's Heart - 1883 House in Havana is set 1.3 km from Castillo de San Salvador de la Punta. This property is situated a short distance from attractions such as La Bodeguita del Medio. All rooms have a terrace. The units at the guest house come with a seating area and a TV. Each room includes air conditioning, and some units at Havana's Heart - 1883 House have a patio. All rooms include a wardrobe. An American breakfast is served each morning at the property. Old Square is 1.7 km from the accommodation. The nearest airport is José Martí International Airport, 16 km from the property.

Diárias a partir de R$158,00 (preço atualizado em 05 de junho de 2018)

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Havana, nossa sugestão de hospedagem é o Havana's Heart - 1883 House (diárias a partir de R$158,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Vai alugar um carro? Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Descubra aqui → 15 Roteiros Surpreendentes pela América Central.

É altamente recomendável contratar um seguro viagem para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Em Havana, o almoço simples sai por volta de R$18,54, já o fast-food sairá por mais ou menos R$18,54. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$5,35. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$3,10, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$4,78 e o pint de cerveja R$3,97.

Descubra quanto custa viajar para Havana.

Do Brasil, o voo mais barato para Havana sai de São Paulo no dia 14/08/18 com volta em 21/08/18 e custa R$2.059,86 (ver as datas). Confira todas as opções de voo para Havana.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo. Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha