Como ir para os alpes suíços gastando o mínimo possível

Com trilhas e lagos cinematográficos, montanhas com neves até mesmo no verão, vaquinhas fofinhas com sininhos no pescoço, os melhores queijos do mundo e chocolates que derretem na boca, os Alpes Suíços habitam um incrível espaço no imaginário dos viajantes. Apesar do turismo nos Alpes ser considerado muito caro, existem várias alternativas para desbravar cenários deslumbrantes e paisagens de tirar o fôlego sem ter que “vender as calças”. Mesmo rebolando, ainda assim não é um destino muito barato, mas alternativas econômicas são capazes de tornar o destino mais acessível.

Esquiando nos alpes suíços
Esquiando nos alpes suíços. Créditos: kaveman743 / Fonte: Flickr

* Em 3 de dezembro de 2019, identificamos que o The Tent Village – albergue camping citado neste artigo – não estava mais disponível para reservas através do Booking.

Hospedagens

Viajar barato pelos alpes suíços não é tarefa fácil, portanto, seja cauteloso na escolha da hospedagem. Se você nunca dormiu em um hostel, essa é a hora de superar seus receios, pois não encontrará nada mais econômico. Só não deixe de fazer as reservas com antecedência, as vagas se esgotam rápido.

Albergues estilo camping

A opção mais barata pra se hospedar nos alpes suíços é em barracas e áreas de camping. Vá no verão porque eu nem consigo imaginar como seria no inverno. Se você como eu não tiver como transportar barraca de camping, uma alternativa é você se hospedar na opção barata da região que é um “albergue camping”, o The Tent Village, em Interlaken.

São várias barracas com quartos compartilhados em áreas verdes com uma vista incrível para os Alpes e estrutura para churrascos, jacuzzi e área esportiva. Na época eu paguei o equivalente a R$80 reais ficando em quarto compartilhado com 6 pessoas (sim, mesmo ficando em barraca de plástico e dividindo quarto, tomando banho desconfortavelmente, ainda assim é caro). Detalhe que tinha um pequeno furo no teto e quando chovia entrava um pouco de água na barraca. Enfim, acho que todo esse esforço vale a pena. Lembrando que o The Tent Village é a versão countryside da Balmers Hostel, uma das mais premiadas companhias de albergues do mundo.

Albuergues com badalação

Em Interlaken você encontra um dos albergues mais premiados e festeiros da Europa, o Balmers Hostel. O albergue oferece uma discoteca interna, salão de jogos, bares, festas todas as noites e passeios especializados pra quem curtes esportes radicias. A hospedagem é mais cara do que na The Tent Village (cerca de R$130,00 quarto feminino compartilhado com 6 pessoas), mas se você curte uma balada, o valor do vale night está incluído na hospedagem. Você só tem que pagar o que consumir.

Alimentação

Monte seu lanche e cozinhe no albergue. Por incrível que pareça o McDonalds na Suíça é bem carinho também. (Paguei entre R$20,00 e R$25,00 em uma promoção). Uma saída mais econômica é fazer compras em mercadinhos, cozinhar e montar seu próprio lanche. Os dois albergues recomendados tem áreas de cozinha e o The Tent Village tem área para churrasco (claro que é economicamente inviável fazer um churrasco completo num lugar tão caro desses, mas dá pra fazer umas salsinhas na grelha, comer com pão e economizar).

E um luxo de vez em quando?

Claro. Você não vai querer sair da suíça sem comer queijo e chocolate. Os reconhecidíssmos queijos suíços são caros até mesmo no seu país de origem. Pra quem curte, tem que desembolsar uns 4 francos suíços (uns R$14,00) para comprar algumas fatias das iguarias nos supermercados locais. Já os chocolates você encontra alguns menos famosos por 2 francos suíços a barra (uns R$6,50/ 7,00). Pode comprar o mais barato que você encontrar no mercado mesmo (não se limite à Lindt). Qualquer chocolate produzido lá vai te levar ao delírio.

Transporte e deslocamento

Se locomova à pé ou de bicicleta

Sempre que for possível, faça as trilhas à pé ou de bicicleta ou utilize transporte local. Utilize o bondinho o mínimo possível porque eles são um pouco caros. Uma dica é pegar o bondinho de Lauterbrunnen até Mürren e fazer toda a descida à pé, caminhando por Gimmelwald. Os cenários são deslumbrantes!

Intercale a viagem dos Alpes Suíços na Europa com alguma outra mais em conta

Dificilmente uma pessoa viaja a Europa só para visitar os Alpes Suíços. Então caso queira fazer uma combinação de destinos, opte por juntar a Suíçacom países mais em conta como Budapeste, República Tcheca ou Itália ao invés de fazer Alpes Suíços + Inglaterra, França ou países nórdicos para dar uma equilibrada no montante financeiro total da viagem.

O que fazer nos alpes suíços?

Desfrutar de trilhas, vilarejos e paisagens naturais incríveis como:

Interlaken

Localizada entre lagos, Interlaken serve como suporte de acesso aos Alpes. Além de ser a opção mais barata de hospedagem, é possível encontrar uma maior infraestrutura, lanchonetes e mercados mais acessíveis. É possível ir de Interlaken para os Alpes de trem ou de ônibus até Lauterbrunnen, que seria o próximo destino.

Lauterbrunnen

Vilarejo fofinho (por conta das vaquinhas) e com uma cachoeira deslumbrante, Lauterbrunnen é uma espécie de vale de contos de fadas. Passar por ali é se sentir no interior de um livro de histórias infantis.

Jungfraujoch

Só se você estiver podendo ($$$). Esse passeio é caro, mas dizem que completa uma viagem aos Alpes. Jungfraujoch é a estação de trem mais alta da Europa com 3.454 metros acima do nível do mar. Existem várias opções de programações no local como vista panorâmica dos Alpes, esportes radicais e trilhas em um local onde tem neve praticamente o ano inteiro em passeio de um dia inteiro. Para ir a Jungfrau você terá que desembolsar no mínimo 140 francos suíços (quase R$500,00 hoje). Pra quem tá com o orçamento apertado não vale a pena.

Já visitou os alpes suíços? Tem mais dicas de como viajar barato por lá? Escreva aqui nos comentários.

Como ir para os alpes suíços gastando o mínimo possível

Prepare-se para viajar

Use o cupom SEGURANCA para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Lívia Machado

Jornalista por formação, Livinha Machado adotou desde 2011 a filosofia mochileira. Já morou na China e Alemanha e conhece mais de 20 países. Atualmente mora no Rio de Janeiro (uma de suas cidades favoritas), trabalha em uma produtora cultural, estuda para doutorado e planeja sua próxima viagem para o sudeste asiático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo