A expedição Off Road 4×4 que fizemos com a All Patagonia em Ushuaia foi do jeito que a gente gosta: muita adrenalina, paisagens deslumbrantes, comidas típicas saborosas e um grupo pequeno de 4 pessoas bem dispostas, nós e mais dois argentinos.

Nosso itinerário foi extenso: passamos pela Ruta 3, paramos nas locações do filme O Regresso, passamos por um centro invernal, depois seguimos para o mirante Paso Garibaldi – que tem a melhor vista para o Lago Escondido e Lago Fagnano, almoçamos um farto banquete com pratos típicos da região e, por fim, visitamos uma castoreira.

Todos os detalhes dessa aventura você lê aqui, no Viajei Bonito.

4x4 off road em Ushuaia
4×4 off road em Ushuaia. Créditos: Gisele Rocha

Para ler em seguida

Onde ficar em Ushuaia

O Viajei Bonito indica o Hotel Albatros (88) por sua ótima localização e por ter muitas avaliações positivas no Booking. Além da indicação, temos também um guia de hospedagem em Ushuaia que vale a leitura caso você ainda não tenha feito sua reserva.

Os nossos guias

Embora muitas agências em Ushuaia ofereçam os mesmos passeios, a gente acredita que gostar ou não de um tour esteja diretamente relacionado à simpatia e nível de conhecimento dos guias em relação aos lugares apresentados, coisas que não faltam aos guias da Baqueanos, Vecky e Jorge.

A Vecky é uma moça adorável que nasceu e cresceu em um vilarejo às margens do Lago Escondido. Mudou-se para Ushuaia para trabalhar e estudar, mas a família ainda possui terras naquela região, que ela conhece como a palma da mão. Deu informações detalhadas sobre os lugares que passamos de forma natural e descontraída, sem aquele script decoradinho que faz a gente bocejar de sono.

Jorge e Vecky, nossos guias no off road 4x4 em Ushuaia
Jorge e Vecky, nossos guias no off road 4×4 em Ushuaia. Créditos: Gisele Rocha

O Jorge, por sua vez, foi nosso condutor e também sabia tudo sobre aquela área, além de ter preparado um almoço delicioso, de lamber os dedos. O cara é ex-piloto de rally e quando o grupo ficou sabendo disso, foi inevitável pedir uma pitada de emoção no nosso off-road, ao que ele atendeu prontamente, dando umas deslizadas na neve e passando com o 4×4 dentro do lago, espirrando água para todos os lados. Não tentem isso em casa, crianças, pois o cara é bem prudente e sabe o que faz. Essa cena você pode conferir no vídeo que fizemos para o canal do Viajei Bonito no YouTube.

Cenários de O Regresso em Ushuaia

Nossa primeira parada durante o passeio de 4×4 em Ushuaia foi em um dos cenários do filme O Regresso, que rendeu o tão aguardado Oscar de melhor ator a Leonardo DiCaprio. Na verdade, o filme começou a ser gravado em Calgary, no Canadá, mas as filmagens demoraram mais que o o previsto e já não havia neve para dar continuidade às cenas. Sendo assim, resolveram prosseguir com as gravações na cidade mais austral do mundo, onde a neve estava garantida no mês de julho.

Não vou dar spoilers, só vou contar que a locação da cena final foi na curva do Rio Olivia, perto da Ruta 3. O Monte Olivia, maior montanha de Ushuaia, também aparece no longa-metragem.

Nossos guias disseram que isso foi ótimo para a economia local, gerou centenas de empregos, principalmente para maquiadores, motoristas, profissionais do ramo hoteleiro e gastronômico.

Mirador del Valle Carbajal

Próximo às locações do filme, paramos em um pequeno mirante onde a Vecky deu algumas informações sobre vegetação, fauna e história local. Mas eu estava tão hipnotizada pela paisagem e tão concentrada tentando caminhar sem deslizar, que não posso dar detalhes sobre o que ela falou.

Diante da evidente dificuldade dessa brasileira que vos escreve em andar sem patinar, a guia deu alguns macetes sobre como caminhar na neve. Pode parecer besteira, mas fazem toda a diferença.

Llanos del Castor

A terceira parada durante o passeio de 4×4 foi no centro invernal Llanos del Castor, onde tive o prazer de voltar na noite seguinte. Ficamos ali em volta à caldeira, tomando café e comendo deliciosas tortas fritas.

Quem quisesse, poderia fazer alguma das atividades características dessa época do ano, como caminhada em raquetes e motoneve, mas é necessário pagar à parte. Como eu voltaria ali em outra ocasião, preferi ficar só enchendo a cara de café mesmo.

Lago Escondido e Lago Fagnano

Continuamos nosso passeio de 4×4 até chegarmos ao Mirador del Paso Garibaldi, outro cenário de cair o queixo. A Vecky explicou que o Lago Escondido recebe este nome porque passa a maior parte do tempo encoberto por neblina. Segundo ela, estávamos com sorte, pois o dia estava bonito e era possível vê-lo tranquilamente.

O Lago Fagnano, por sua vez, fica logo atrás do Lago Escondido (para quem o observa do mirante) e é dividido entre a Argentina e o Chile. É um recurso natural muito importante para os moradores da região, principalmente para aqueles que vivem da pesca.

No verão, o 4×4 desce por uma trilha próxima ao mirante, mas no inverno esse trajeto fica perigoso. Deu só para fazer uma curta caminhada ali. O suficiente para admirar a paisagem em outro ângulo e tirar algumas fotos.

Almuerzo fueguino

Nosso almoço aconteceu em um cenário extraordinário: dentro de um refúgio no meio do bosque, às margens do lago Fagnano. Os nossos guias nos deram a opção de caminharmos um pouco na beira da água enquanto eles seguiriam de carro e preparariam tudo.

A caminhada que segundo eles levaria 15 minutos, para nós durou uns 40. Isso porque aquela vista era deslumbrante. Parávamos muito para contemplar a natureza, tirar fotos, fazer vídeos e stories no Instagram. Estávamos agasalhados e não sentimos frio. Valeu cada passo dado!

Dica: use botas impermeáveis, pois em alguns poucos trechos era necessário pisar na água. Se molhássemos os pés, o passeio acabaria ali, pois congelaríamos os nossos pés.

Chegando à cabana, nos deparamos com o Jorgito cozinhando batatas, linguiças e chouriço na área externa. Lá dentro estava Vecky, com uma mesa muito bem composta com pratos coloridos, pães, patê, salaminho, um creme delicioso de queijo roquefort (o qual eu lamento muito não ter pedido a receita) e para acompanhar… vinho!

Antes de o almoço ser servido, fomos buscar água com a nossa guia, que foi nos mostrou alguns elementos da vegetação local, como o calafate, depois uma orquídea que só dá na região e um líquen que eles chamam de “barba de viejo”, que só aparece em lugares de ar puro, sem nenhum resquício de poluição.

Sobre o almoço, não sei nem o que dizer. Só de pensar já começo a salivar.

IMPORTANTE: Se você for vegetariano ou celíaco, comunique isso quando estiver comprando o pacote para que uma refeição seja preparada especialmente para você, sem custos adicionais. 

Tivemos companhia para a sobremesa. Enquanto saboreávamos alfajores, duas raposas apareceram correndo atrás dos restos de carne que a Vecky deixou para elas. Apareceu também um gavião que já é chegado dos guias, tanto que já tem um nome próprio: Alfredo

Continua após a publicidade

Castoreira

Depois do almoço começamos a tomar o caminho de volta para Ushuaia, mas antes paramos em uma castoreira, área totalmente destruída por castores.

O castor não é um animal típico da Terra do Fogo. Os primeiros casais desses roedores foram trazidos do Canadá com o objetivo de fomentar a indústria de peles. Já começou errado! Como uma vingança da natureza, a pele dos castores criados na região de Ushuaia tinham pelo muito finas, que não serviam para a produção de casacos ou quaisquer outras peças de vestuário. Não dava mais para devolvê-los ao seu ecossistema de origem, então resolveram soltá-los na natureza. O resultado foi desastroso.

Os castores derrubam árvores para represar os rios, devastando a mata e alterando o curso d’água. E uma vez que em Ushuaia não existem ursos ou lobos, que são predadores naturais desses diabinhos, a população de castores cresceu exponencialmente. A situação é alarmante e está fora de controle. Os 50 castores iniciais se multiplicaram em centenas de milhares, se alastrando por toda a Patagônia, ameaçando inclusive a cidade de Bariloche, que está a mais de 2 mil quilômetros de distância.

Para reverter o problema, mais uma ideia de jerico: liberar a caça e a matança dos castores. A troco de nada, porque a pele do bicho não tem serventia e a carne, segundo dizem, apresenta um gosto horrível. Então matavam os animais e deixavam os corpos jogados em qualquer lugar, o que causava mal cheiro e infestação de outros animais que se alimentavam da carcaça do roedor. Mesmo assim, o número de castores capturados era muito baixo em relação à população estimada.

Hoje em dia estuda-se fazer rações para cães usando a carne do castor como base para tentar controlar o problema e assim começar um plano para recuperar as áreas devastadas. Estima-se que esse processo leve ao menos 70 anos para ser concluído.

E assim terminou o nosso passeio de 4×4 em Ushuaia, este que foi o melhor tour que fizemos na cidade. Se voltarmos ao Fim do Mundo um dia, certamente repetiremos a dose com a mesma agência e os mesmos guias.

Informações úteis sobre o off road 4×4 em Ushuaia

Época: o passeio de 4×4 em Ushuaia é feito durante todo o ano, porém as rotas são diferentes no verão e no inverno, devido às condições climáticas. Nós fizemos no inverno e adoramos!
Duração: aproximadamente 7 horas
Almoço: incluso
Opções: consulte valores atualizados dos passeios 4×4 oferecidos pela GetYourGuide*. A Brasileiros em Ushuaia também oferece passeios off road similares* e para ela temos um cupom de desconto que você pode utilizar em seus passeios.

Brasileiros em Ushuaia
VIAJEIBONITO

Cupom que dá direito a 5% de desconto

Ver todos os cupons

Como utilizar este cupom

  1. Acesse o site da Brasileiros em Ushuaia
  2. Escolha o tour que deseja contratar
  3. Preencha a data e os demais campos solicitados
  4. Clique em COMPRAR
  5. Digite ou cole o cupom na tela do Carrinho de Compras
  6. Clique no botão USAR CUPOM

* Os passeios oferecidos pela GetYourGuide e pela Brasileiros em Ushuaia podem ter variações quanto ao roteiro citado neste artigo tanto por serem executados por empresas diferentes quanto pela época do ano que influencia na disponibilidade de atrações.

Leia mais sobre a nossa viagem à Patagônia

Buenos Aires

Ushuaia

Punta Arenas

Puerto Natales

El Calafate

Vídeos

Prepare-se para sua viagem

Em Ushuaia, nossa sugestão de hospedagem é o Hotel Albatros (88, diárias a partir de R$495,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Ushuaia é de aproximadamente R$215,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Tem cupom de desconto rolando! Até o dia 30/09/2019 você garante 6% de desconto ao utilizar o cupom ANIVERSARIORENTCARS (confira as condições aqui). Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$215,70. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Ushuaia. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Ushuaia, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Gisele Rocha

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

10 comentários em “Expedição Off Road 4×4 em Ushuaia”

  1. Fizemos um passeio parecido em Ushuaia e realmente foi fantástico. A região é maravilhosa, cheia de lagos, montanhas e opções de atividades ao ar livre. E esse almocinho que você postou? Fantástico, fiquei com água na boca. Parabéns pelo post mega completo e pelas fotos que estão lindíssimas!

  2. Que passeio fantáástico! Eu adoro esse tipo de passeio, sempre que posso pego o carro e vou pro meio do meto aqui da região. Com certeza um passeio que farei quando visitar Ushuaia!

    1. Fala ae, Beneth! Faz sim, cara! Vale muito a pena! Se a gnt tivesse nosso próprio veículo com certeza teríamos aproveitado muito mais, mas mesmo em um tour (especialmente esse que só levou 4 pessoas) foi possível aproveitar também.

  3. Gisele amei esse passeio 4×4, todas as paradas e atrações que vcs conheceram, tão bom quando conhecemos lugares com guias inspiradores e que amam e conhecem o local, faz toda a diferença. Eu sou fã de carteirinha do Dicaprio e já me apaixonei em saber que o roteiro incluem locações do filme, sobre os castores não sabia que eles estavam causando tanto problemas a região, mas é como vc comentou é meio que um castigo já que levaram eles para causas bem cruéis, mas espero que consigam criar ações que minimizem os impactos na região. As fotos estão lindas, parabéns pela matéria.

    1. Muito obrigado, Deisy! Em todo tour que fazíamos os guias comentavam sobre os castores. Eles realmente consideram o animal uma praga e pelo que nos lembramos eles já fizeram até cálculos para estimar quando os castores estarão próximos da divisa com o Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *