O que fazer em Kuala Lumpur: 20 atrações gratuitas

O que fazer em Kuala Lumpur? Kuala Lumpur é a capital e também a maior cidade da Malásia. Com 1,6 milhões de habitantes, é um lugar vibrante, multicultural, multiétnico e por isso é reconhecido como uma cidade global. Mesmo relativamente nova, Kuala Lumpur tem muita história para contar e muitos lugares incríveis para visitar de graça. São praças, museus, parques, templos e até uma floresta tropical no meio da cidade.

Antes de viajar para a Malásia ou qualquer país do sudeste asiático, é importante que você conheça o calendário das monções, fenômeno provoca chuvas torrenciais e rajadas de ventos em diferentes épocas do ano. Para o seu planejamento financeiro, temos também um post sobre quanto custa viajar pelo sudeste asiático.

Onde se hospedar em Kuala Lumpur

A maior parte dos pontos turísticos de Kuala Lumpur fica concentrada na Chinatown e nos arredores da Merdeka Square, que por sorte são próximas à KL Sentral, principal estação de trens da cidade. Sendo assim, para otimizar o tempo, é melhor se hospedar nessa região, que conta com inúmeros hotéis e hostels.

Entre as opções, recomendamos Amigo Hotel, Adya Hotel, BackHome e Le Apple Boutique Hotel @ KLCC. Todas são excelentes, escolha a que couber no seu orçamento.

Dica de ouro: em Kuala Lumpur é comum que alguns quartos não tenham janela. Na hora de reservar o seu, certifique-se de escolher uma opção com circulação de ar para não correr o risco de encarar um cômodo abafado ou mofado.

Agora sim! Quer saber o que fazer em Kuala Lumpur? Veja 20 atrações gratuitas e imperdíveis na cidade cosmopolita da Malásia.

1 Merdeka Square

A Praça da Independência, ou Merdeka Square, é provavelmente o local mais conhecido em Kuala Lumpur. Ao redor dela estão vários edifícios históricos como o Sultan Abdul Samad, atual Ministério da Informação, Comunicação e Cultura da Malásia, o Royal Selangor Club, local onde a alta sociedade colonial britânica se encontrava, o Museu Nacional de História e a Catedral Anglicana de Santa Maria. A praça é o cenário da Merdeka Parede, comemoração pelo Dia da Independência da Malásia, e também é palco de manifestações políticas. Na Merdeka Square está o mastro mais alto do mundo, com 95 m, de onde balança ao vento a bandeira da Malásia. É lá também que está o famoso letreiro “I ♥ KL”.

2 Museu Nacional Têxtil

O Museu Nacional Têxtil fica na Merdeka Square e foi o primeiro ponto turístico que visitamos em Kuala Lumpur. O espaço foi criado com objetivo de explorar a riqueza e a diversidade na sociedade da Malásia, contando a história do desenvolvimento têxtil do país e como essa evolução moldaram o estilo de vida local até hoje.

O prédio em si já é deslumbrante, mas vale a pena entrar e conhecer o acervo. São quatro galerias que exibem coleções, acessórios e roupas, além de apresentações multimídia que destacam as técnicas de produção têxtil malaia. Um passeio imperdível para os amantes da moda.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 18h.

3 Masjid Jamek Sultan Abdul Samad

A Mesquita Jamek é uma das mais antigas de Kuala Lumpur e está localizada na confluência dos rios Klang e Gombak. Começou a ser construída em 1907 com projeto do arquiteto britânico Arthur Benison Hubback e foi inaugurada em 1907, tendo passado por processo de ampliação ao longo dos anos. Foi a principal da cidade, até a construção da Masjid Negara, a mesquita nacional, em 1965.

Muito mais que um cartão postal, a Mesquita Jamek é um lugar de oração e de aprendizado sobre o Islã. O Centro de Experiência Islâmica, que fica na área externa do templo, abriga uma série de exposições informativas sobre a religião, a cultura e o modo de vida dos mulçumanos. Uma forma inteligente de combater a intolerância e o preconceito.

É importante lembrar que ao visitar a mesquita, homens e mulheres devem cobrir braços e pernas. As mulheres precisam cobrir também a cabeça com um lenço, que pode ser alugado na entrada do templo.

Horário de funcionamento: todos os dias, exceto sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30

4 Free walking tour Kuala Lumpur

Se o tempo for curto e você precisar escolher uma única coisa para fazer em Kuala Lumpur, sugiro o free tour. Ele começa na Merdeka Square e vai passando por 11 pontos turísticos que recontam a história da Malásia. O bacana é além de ver construções magníficas, você vai aprender sobre a importância de cada uma delas.

Horário de funcionamento: segunda, quarta e sábado às 9h.
Agendamento: pelancongan@dbkl.gov.my

5 Central Market 

Um dos pontos turísticos mais populares em Kuala Lumpur é o Central Market, Mercado Central em português. Também chamado de Pasar Seni, o espaço é composto por lojas de roupa, artesanato, objetos decorativos e barracas de lembrancinhas locais. No segundo andar do mercado há vários restaurantes, muitos deles voltados para a culinária asiática.

O prédio em art déco é Patrimônio Nacional e também recebe exposições de artes, uma forma de apoiar os artistas locais da Kuala Lumpur e de toda a Malásia. O site do Central Market é bem completo e lá dá para saber tudo o que é vendido no mercado.

Horário de funcionamento: todos os dias das 10h às 22h.

6 Sri Mahamariamman Temple

 A Malásia é um país multicultural e mesmo sendo declarado oficialmente como uma nação islâmica, respeita e protege a liberdade de religião. Por isso mesmo é comum encontrar em Kuala Lumpur igrejas cristãs, templos budistas e hindus. É o caso do Sri Mahamariamman, o mais antigo templo dedicado a religião Hindu da Malásia.

Fundado em 1873 por K. Thamboosamy Pillai, pertenceu de forma privada à família Pillai até a década de 1920, quando as portas foram abertas ao público. O templo tem a forma de uma pessoa deitada de costas com a cabeça para o oeste e os pés para o leste. No local há imagens dos deuses Sri Maha Mariamman, Ganesh. Subramaniam e Lakshmi.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 6h às 21h.

7 Bank Negara Museum and Gallery

 Projetada para ser um espaço educacional, o Bank Negara Museum and Gallery é o lugar ideal para aprender sobre a economia e a história econômica da Malásia. Além de mostrar a importância do Banco Negara para o desenvolvimento do país, da regulação financeira e também como financiador das artes no país.

Horário de funcionamento: de segundo a domingo, das 10h às 18h, exceto nos três dias após o Ramadã, quando o museu não abre.

8 National Monument

O National Monument, também chamado de Tugu Negara, é uma escultura de bronze de 15 metros de altura criada em homenagem aos guerreiros que perderam suas vidas lutando pela paz e pela independência da Malásia, que foi colônia da Inglaterra até 1957.

O monumento é composto por sete soldados que carregam a bandeira da Malásia. Cada um deles representa uma das sete qualidades inerentes a um bom guerreiro: força, liderança, união, cautela, coragem, sacrifício e tolerância.

O parque onde o monumento se encontra é maravilhoso, bem arborizado e com fontes que dão vontade de mergulhar nos dias de calor.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 7h às 18h.

9 Kuala Lumpur Railway Station

A estação ferroviária é um dos principais cartões postais de Kuala Lumpur, uma joia arquitetônica que soma elementos orientais e ocidentais, compondo um verdadeiro tesouro.

Foi construída em 1910 com projeto criado pelo arquiteto Arthur Benison Hubback, o mesmo que desenhou a Mesquita Jamek. Serviu como principal estação ferroviária de Kuala Lumpur até 2001, quando foi inaugurada a moderna KL Sentral.

10 Planetarium Negara

Outro lugar que valeria a pena ir nem que fosse apenas para admirar a fachada. Para a nossa surpresa, no Planetário de Kuala Lumpur havia uma área para visitação gratuita, onde era possível ver partes do foguete que lançou o primeiro satélite da Malásia para o espaço, além de exibições interativas.

A fachada do Planetário é incrível, com uma escadaria geométrica e uma cúpula metálica azul. Vale a pena ir com tempo sobrando para poder aproveitar tudo com calma, ler as informações disponibilizadas e tirar algumas fotos do lado externo.

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 16h30

11 Little India

A presença dos indianos em Kuala Lumpur é muito forte e pode ser percebida nos inúmeros restaurantes típicos, no cheiro que emana deles, nas roupas coloridas e nos suntuosos templos hindus.

Embora essa presença se faça nítida em todos os cantos da cidade, é no “Brickfields” que a comunidade indiana se concentra com seus comércios, restaurantes e religiosidade e estilo arquitetônico. Quando você se deparar com colunas e arcos coloridos, logo vai se dar conta de que chegou à Little India.

Você precisará controlar o seu impulso consumista diante de tantas camisas, sarees, túnicas, saias longas, tecidos e bijuterias maravilhosas. Mesmo se não quiser comprar nada, o passeio vale a pena.

Horário de funcionamento: diariamente, das 10h às 21h

12 Thean Hou Temple

O Thean Hou Temple está entre os templos mais antigos de todo o sudeste asiático. Sua localização privilegiada, no alto de uma colina, proporciona uma vista fantástica da cidade.

Foi construído em 1989 e dedicado à Tian Hou, deusa dos pescasotes. Os fiés também vão ao templo para orar para Guan Yin, a deusa da misericórdia, entre tantas outras.

Impossível transmitir através de imagens a grandiosidade desse lugar, de suas imagens, painéis, mosaicos e detalhes minuciosos do majestoso altar. Certamente esse é o templo chinês mais bonito de toda a Malásia.

Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 18h

13 Lake Garden Park

 O Tun Abdul Razak Heritage Park, também conhecido como Lake Garden Park, está localizado no meio de Kuala Lumpur e ocupa uma área de 227 hectares. Construído no final do século XIX, o parque urbano é a casa da Carcosa Seri Negara, residência oficial do representante britânico durante a colonização da Malásia.

No parque também há vários jardins, como o Parque das Borboletas, o Jardim Botânico Perdana, o Parque das Aves e das Esculturas. O Lake Garden Park é muito procurado por famílias para fazerem piqueniques.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 7h às 20h

14 KL Book Exchange

A cada primeiro domingo do mês acontece a KL Book Exchange. A ideia é levar um livro usado (em bom estado) para trocar por outra obra. É um programa bem local de Kuala Lumpur, mas se você quiser participar dessa experiência e conhecer pessoas novas, aproveite e leve um livro na mala exclusivamente para isso. Quem sabe você não conhece um amante de livros e também da língua portuguesa e faz um novo amigo?

Horário de funcionamento: primeiro domingo do mês, das 8h45 às 10h45.

15 KLCC Park

Com uma vista privilegiada para as Petronas Twins Towers, as maiores torres gêmeas do mundo, o KLCC Park foi desenhado pelo arquiteto brasileiro Roberto Burle Marx, responsável pelo projeto do Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro e também do projeto paisagista do Eixo Monumental em Brasília, além de vários jardins e prédios pelo Brasil e pelo mundo.

A ideia do KLCC Park é mostrar ao mundo a vegetação tropical da Malásia, integrando natureza e ser humano. Ele está no meio da cidade e mistura árvores, pedras e madeira com design artificial como estruturas construídas com cimento. 1900 árvores e 66 espécies de palmeiras foram plantadas no parque que conta, ainda, com um lago artificial, uma ponte elevada, cachoeiras, fontes, cascatas, pistas para caminhada, parque infantil, piscina pública e ainda a Mesquita As Syakirin.

Horário de funcionamento: o parque abre todos os dias das 7h às 22h.

16 KLCC Lake Symphony Show 

Ainda dentro do KLCC Park acontece o Lake Symphony Show. O lago, que ocupa 10 mil metros quadrados, possui fontes de água cujos jatos podem alcançar até 42 metros de altura. Todos os dias são realizados show de luzes e música, quando a fonte dança no ritmo das canções. A apresentação é muito mais bonita durante a noite.

Horário de funcionamento: durante a semana, os shows acontecem das 12h às 14h e das 18h às 23h. Já aos finais de semana e feriados públicos, o show acontece das 10h às 24h.

17 K.L. Craft Complex

 Se você gosta de artesanato, não pode deixar de visitar o Kuala Lumpur Craft Complex. O local é um ótimo centro de artesanato, bom para comprar peças tradicionais da Malásia e até produtos mais modernos. O mais bacana é que o K.L. Craft Complex usa o artesanato e o marketing para educar crianças e adultos. Além de lembrancinhas, é possível encontrar ainda peças de decoração interna e externa, fantasias, joias, produtos de uso diário e roupas produzidas pelo país.

Onde fica: o Craft está na Jalan Conlay, número 53

Horário de funcionamento: 10h às 18h

18 Galeri Petronas

Localizada no térreo das Petronas Twin Towers, a galeria apresenta obras de arte para todos os gostos. Do tradicional ao contemporâneo, pinturas, esculturas e obras experimentais dividem o espaço e impressionam quem visita a galeria. São 2 mil metros quadrados com obras de artistas malaios e estrangeiros.

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 20h. A galeria também abre aos feriados, exceto na última semana do Ramadã, o Aidilfitri, mês sagrados dos muçulmanos, e no primeiro dia do festival Aidiladha, a Festa do Sacrifício, realizada após a data de peregrinação dos muçulmanos à Meca.

19 Canopy walkway do KL Forest Eco Park

O KL Forest Eco Park, conhecido anteriormente como Reserva Florestal de Bukit Nana, ocupa uma área de 11 hectares quadrados no coração de Kuala Lumpur. Além de árvores, plantas, bambus e várias espécies animais, o espaço conta com trilhas, parque infantil e área para acampamento.

O destaque dessa floresta urbana é o Canopay Walk, uma ponte de madeira e aço com 200 metros de altura. A caminhada pela ponte, entre as árvores e vegetação, oferece uma visão privilegiada da floresta e também do horizonte de Kuala Lumpur. Pegue um mapa no centro de informações antes de iniciar o passeio, pois ele se fará necessário.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 7h às 18h.

20 Batu Caves

As Batu Caves estão localizadas a 13 km do centro de Kuala Lumpur e além de ser o principal templo hindu da Malásia, é também um dos cartões postais mais conhecidos, com suas estatuetas gigantes e templos fixados dentro de cavernas (daí o nome “Batu Caves”).

Dedique ao menos uma tarde inteira para explorar o lugar, ler as informações e analisar cada detalhe das esculturas, que parecem criaturas reais. A caverna principal é alcançada depois de subir uma escadaria de 272 degraus. Se você tem problemas cardíacos, vá sem pressa e leve sombrinha, seja para o sol ou para a chuva.

ATENÇÃO! Macaquinhos esfomeados se apossaram do templo, então não coma nada perto deles, ou terá de dividir a sua refeição. Os bichinhos avançam em qualquer coisa, de pirulito a Coca-Cola, de pão a bananas. Ah! Eles costumam furtar objetos de valor também. Não dê mole com câmeras soltas e celular na mão.

Macaco esfomeado nas Batu Caves, em Kuala Lumpur, Malásia
Macaco esfomeado nas Batu Caves, em Kuala Lumpur, Malásia. Créditos: Gisele Rocha

Para chegar às Batu Caves é muito fácil. Pegue um trem na estação KL Sentral rumo à estação Batu Caves, que fica a poucos passos do templo. O percurso é feito em menos de 1 hora, passando por 8 estações. A passagem custa atualmente RM2 (R$2,66).

Horário de funcionamento: todos os dias, das 7h às 19h.

Transporte público gratuito em Kuala Lumpur

GO KL, serviço de ônibus gratuitos em Kuala Lumpur, Malásia
GO KL, serviço de ônibus gratuitos em Kuala Lumpur, Malásia. Créditos: Gisele Rocha

Além de mostrar o que fazer em Kuala Lumpur em 20 atrações gratuitas, vamos te ensinar a se deslocar dentro da cidade sem pagar nada.

Em Kuala Lumpur existe um serviço de transporte gratuito muito eficiente, que passa por vários pontos turísticos da cidade. São os inconfundíveis ônibus lilás da Go KL, que operam em 4 linhas diferentes: vermelha, roxa, verde e azul. Turistas também podem desfrutar desse benefício, não é necessário apresentar nenhum documento.

No site da Go KL* há um mapa bem explicativo sobre as linhas e locais de parada. O horário de circulação dos ônibus é de 6h às 23h e passa a cada 5 minutos. Já nos finais de semana e feriados, o horário é das 7h às 23h, com frequência de 15 minutos.

* Atualização: em 31 de julho de 2019, identificamos que o site da Go KL não estava mais disponível e por isso seu link foi removido.

Ler mais sobre o nosso Mochilão Asiático

Se você gostou deste artigo e gostaria de ler outros sobre o nosso mochilão pela Ásia, veja abaixo por onde passamos e boa leitura.

Estados Unidos

Tailândia

Outras notícias sobre a Tailândia

Vietnã

Malásia

Singapura

O que fazer em Kuala Lumpur: 20 atrações gratuitas

Prepare-se para viajar

Use o cupom SAUDE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom MULHER50 e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

5 pensou em “O que fazer em Kuala Lumpur: 20 atrações gratuitas

  1. Taí um destino que eu não saberia nem por onde começar para aproveitar. Muito útil o post, adorei as atrações e dicas de economia. Ótimo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo