Bangkok, a capital da Tailândia, tem tudo o que um turista pode querer: custo de vida baixo, incontáveis atrações turísticas, templos religiosos deslumbrantes, vida noturna agitada e vários mercados de rua. Entre populares, luxuosos, flutuantes e noturnos, os mercados de Bangkok merecem um roteiro a parte. Alguns são bem turísticos, outros ainda quase que exclusivamente frequentado pela população local, mas todos guardam muito da culinária e da cultura tailandesa. Veja o que vale a pena comprar lá e trazer para o Brasil e fique por dentro dos itens proibidos.

Para ler em seguida

Onde ficar em Bangkok

Em Bangkok, indicamos o Nitan Hostel Khaosan. É um albergue de excelente localização, situado no centro histórico. Próximo dele, a poucos minutos a pé, estão localizados alguns pontos turísticos da cidade, como o Templo do Amanhecer e o Grande Palácio. Há quartos mistos ou privativos. Os banheiros são compartilhados. O hostel dispõe de wi-fi gratuito, recepção 24 horas e ar-condicionado. O custo-benefício é muito interessante.

Khao San Road

Khao San Road, a rua de Bangkok que não dorme

Khao San Road, a rua de Bangkok que não dorme. Créditos: Gisele Rocha

A rua da doideira é também a rua das compras em Bangkok. Ali é possível encontrar um pouco de tudo. De tudo mesmo. Se precisar de uma calça para ir ao templo, vai achar lá. Camisas, biquínis, vestidos, bermudas, chapéus, pulseiras e braceletes, short de muay thai, sandálias, bolsas, mochilas, mala com ou sem rodinhas, pashiminas, ternos sob medida, tapetes de meditação, quadros, desenhos, artigos para casa, produtos de beleza, além de comidas exóticas, estúdios da tatuagem, passeios de tuk-tuk, enfim, de tudo! Você pode conferir todas as dicas sobre esse lugar para lá de diferente na postagem 15 coisas para fazer na Khao San Road. É imperdível!

Horário de funcionamento: as barraquinhas da Khao San Road costumam ser montadas por volta das 10h da manhã e desmontadas à noite, por volta das 21h, mas a noitada não tem hora pra acabar.

Chatuchak Weekend Market

Assim como a Khao San Road, no Chatuchak Market a variedade de produtos é infinita. O mercado é um dos maiores do mundo e ocupa uma área de cerca de 109m², com mais de 8 mil barracas. Logo na entrada o visitante recebe um mapa, o que facilita muito o passeio por lá. Dividido em 27 seções, o Chatuchak tem preços ótimos para a compra de lembrancinhas, roupas e objetos de decoração, mais baratos que na Khao San Road. Por lá também tem uma seção de comidas para quando a fome bater. Ah, todo cuidado é pouco. Se for de mochila, use-a na frente. Não dê mole com dinheiro, nem carteiras. Todo lugar que acumula muita gente, rola de ficar de esperto, né?

Horário de funcionamento: O Chatuchak só funciona aos sábados e domingos, das 6h às 18h.

Pratunam Market

Outro lugar bom para barganhar e comprar coisas baratas é o Pratunam Market. Localizado próximo à estação Kamphaeng Phet, o mercado está espalhado por dezenas de vielas e vende de tudo, principalmente roupas. De réplicas à marcas de luxo, é possível encontrar todo o tipo de roupa no Pratunam, das mais caras até as incrivelmente baratas. Como todo bom mercado de rua, o lugar atrai muita gente, então é sempre bom ter cuidado com mochilas, bolsas e carteiras. Nunca aceite o primeiro preço e abuse da simpatia!

Horário de funcionamento: O Pratunam Market abre todos dias, 24h, mas o melhor horário para o turista é das 9h às 20h.

Bobae Market

Se você acha que já não viu o suficiente, visite o Bobae Market, um dos muitos mercados de Bangkok destinados à venda de roupas, calçados e acessórios. As peças são extremamente baratas, mas é bom avaliar com cuidado a qualidade dos tecidos, costuras e acabamentos. Para as grávidas, o Bobae Market é o lugar mais indicado para as compras do enxoval.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 4h às 18h.

Pak Khlong Talat (Flower Market)

Flower Market, o mercado de flores em Bangkok, Tailândia

Flower Market, o mercado de flores em Bangkok, Tailândia. Créditos: Olivier Ortelpa / Fonte: Flickr

Ao sul do Tempo do Buda Reclinado está o Pak Khlong Talat, ou Flower Market, como também é conhecido. Ele é o maior mercado de flores em Bangkok e lá você encontra incontáveis espécies de… flores, como rosas, lírios, orquídeas, jasmim, crisântemos, calêndulas amarelas, além de frutas e legumes.

As flores são vendidas por peso e também em arranjos criativos que podem ser colocados em templos como oferta a Buda, todos a preços bem baixos. O passeio vale pela variedade de plantas, cores e aromas do mercado. É bem legal conhecer toda a dinâmica dos vendedores que, inclusive, moram nos andares superiores do prédio.

Horário de funcionamento: o Mercado das Flores funciona 24h, todos os dias. Dizem que o melhor horário para visitá-lo é no início da manhã, quando as flores chegam ao local e são preparadas para a venda. Nós preferimos evitar a fadiga.

Maeklong Railway Market

Maeklong Railway Market, um mercado construído às margens de uma linha de trem que ainda está ativa nos arredores de Bangkok, Tailândia

Maeklong Railway Market, um mercado construído às margens de uma linha de trem que ainda está ativa nos arredores de Bangkok, Tailândia. Créditos: 威翰 陳 / Fonte: Flickr

Quando a gente pensa que não falta mais nada, Bangkok nos surpreende com um mercado feito em cima dos trilhos do trem. Na verdade, ele acontece em Maeklong, a 80 km da capital, mas tá valendo. Aí você vai pra lá achando que a linha foi desativada e que por isso os feirantes ocupam aquele lugar, mas NÃO! O trem ainda passa lá, os caras juntam as coisas num canto rapidinho e depois tudo volta ao normal em questão de segundos. É doideira! Dá para curtir a feira vendo essa loucura toda e depois pegar o trem para ver tudo em outra perspectiva. Veja horários e preços no site Train36.

Os tailandeses vão a esse mercado em busca de peixes, frutas, legumes, verduras e flores, mas também é possível encontrar artesanatos, roupas e calçados baratinhos, mas de baixa qualidade. A Ester do blog Mapa na Mão foi ao Maeklong de excursão, o que é outra possibilidade para quem não quer perder tempo se virando para fazer o passeio por conta própria.

Dica importante! Mesmo com as mercadorias espalhadas pela linha do trem, não saia “pulando” os recipientes. Isso é muito mal visto pelos tailandeses e você acabará sendo xingado. Desvie dos objetos e peça licença.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 6h às 17h30.

Mercados flutuantes de Bangkok

Bangkok conta com dezenas de marcados flutuantes em sua zona metropolitana

Bangkok conta com dezenas de marcados flutuantes em sua zona metropolitana. Créditos: Yeoh Thean Kheng / Fonte: Flickr

Bangkok é a cidade dos mercados flutuantes. De cabeça, nós nos lembramos de cinco nomes: Damnoen Saduak, Amphawa Floating Market, Khlong Lat Mayom, Taling ChanTha Kha. Muita gente só conhece o primeiro, o difamado Damnoen Saduak, que com o passar dos anos virou uma tremenda cilada para pegar dinheiro de turistas. Ali você não encontra nenhum morador local fazendo compras e os motivos são óbvios: preços elevados, produtos de baixa qualidade e muito tumulto. Todas as agências da cidade oferecem passeios para lá, mas caia fora porque é furada. Escolha qualquer outro, mas o Damnoen Saduak não!

O Amphawa Floating Market é o segundo mercado flutuante mais popular de Bangkok. Perde em tamanho para o Damnoem Saduak, mas ganha em autenticidade. Esse também fica lotado, mas ali já é possível encontrar alguns moradores locais, o que para nós é um sinal de que o lugar não é tão cilada assim. Se quiser ir por conta própria, pegue uma van que sai do Victory Monument, a passagem custa menos que o equivalente a 1 real. Não é bom para comprar roupas e lembrancinhas, mas é sensacional para quem quer encher a barriga com comidas saborosas pagando quase nada. O Amphawa funciona às sextas, sábados e domingo, das 8h às 21h.

Já o Khlong Lat Mayom fica a 20km de Bangkok, e é um mercado bem interessante, com uma parte flutuante e outra fixa. Em geral, os tailandeses vão ao Khlong Lat Mayom para comprar hortaliças e flores. Tem comida para todo lado e só de chegar ali a barriga já começa a roncar. Como é tudo muito barato, não há nada de errado em sair comendo um espetinho aqui, um peixinho ali, uma massa acolá, acompanhada de uma bebida e de um docinho depois. Melhor ainda se você for com alguém para dividir as porções maiores. Não deixe de fazer o passeio de barco pelos canais. Dá um soninho depois da comilança, mas é bem legal. É bom lembrar que esse mercado só funciona aos sábados e domingos, das 9h às 18h.

Quer uma experiência ainda mais autêntica? Vá ao Taling Chan, que é o mercado favorito dos tailandeses, talvez porque seja o mais próximo do centro da cidade. Para chegar lá, basta pegar o BTS até a estação Bang Wa e depois pegar um táxi. Se tiver com mais pessoas, faça o percurso todo de taxi que o trampo é menor. Só é bom chegar cedo, pois na hora do almoço o mercado fica lotado! Também só abre aos finais de semana, das 8h às 17h.

Por fim, existe o Tha Kha Floating Market, que não fica exatamente em Bangkok, mas na província de Samut Songkhram, a uma hora e meia de carro da capital. Para chegar até lá, a melhor opção é combinar com algum motorista de taxi, tuk-tuk ou Uber, mas feche o preço antes e pague a metade na ida e a outra na volta. Se preferir, use o transporte público, pegando uma van no Terminal Sul de Bangkok. Por ser muito afastado da cidade, não há aglomerações, tampouco exploração turística. Dá para comer muito bem gastando cerca de 25 baht (R$2,25). A especialidade dos mercados flutuantes são pratos feitos à base de frutos do mar, mas no Tha Kha é possível encontrar camarões de água doce cozidos no vapor com legumes, macarrão vietnamita, sorvete de coco e outros docinhos típicos da Tailândia. O Tha Kha também só funciona nas sextas, sábados e domingos.

Mercados noturnos

On Nut Market em Bangkok, um dos mercados noturnos da capital tailandesa

On Nut Market em Bangkok, um dos mercados noturnos da capital tailandesa. Créditos: 威翰 陳 / Fonte: Flickr

Você já está careca de saber que a noite é uma criança em Bangkok, mas nem só de farra e biritas no balde se faz a night na capital da Tailândia. Os mercados continuam firmes e fortes para aqueles que passearam o dia inteiro e não tiveram tempo de ir às compras.

O mais conhecido entre os mercados noturnos e Bangkok é o JJ Green Vintage Market, que fica no parque ao lado do Chatuchak Weekend Market. Como o nome já sugere, esse mercado é voltado para peças vintage, não só de roupas, mas também acessórios e artigos de decoração. Dá vontade de sair comprando tudo, até que a gente cai em si e se lembra que pagar por excesso de bagagem é caro. Além de um mercado de pulgas, o JJ Green tem espaço para bares e restaurantes, configurando um ambiente bem democrático. Enquanto uns torram dinheiro com roupas e bibelôs, outros gastam com bebidas e comidas. Funciona de quinta a domingo, das 18h à meia-noite (às vezes até um pouco mais tarde, dependendo da movimentação).

Entre os mercados de Bangkok que funcionam à noite, encontramos também o W Market é um mercado noturno mais sofisticado, bem diferente de todos que já citamos até agora. Sua principal atividade é a gastronômica. Com mais de 50 restaurantes internacionais, lá você encontra bebidas e pratos típicos dos quatro cantos do mundo. Além da comilança, é possível encontrar lojas e galerias de arte, além de um mercado de pulgas. O W Market abre todos os dias das 16h à meia-noite.

Para quem quer fugir da bagunça da Khao San Road (e perder a melhor parte da noitada de Bangkok), mas não dispensa música ao vivo e petiscos, o On Nut é a melhor opção. O lugar é de fácil acesso, as comidas são boas e as roupas vendidas no mercado são semelhantes àquelas comercializadas em outras feiras da cidade. Funciona diariamente, das 16h às 22h.

Continua após a publicidade

O que vale a pena comprar nos mercados de Bangkok

Agora que você já conhece os principais mercados de Bangkok e o que cada um deles oferece, é hora de saber o que vale a pena comprar na Tailândia e o que é proibido trazer de lá.

Roupas e acessórios

Baseado em nossa própria experiência, podemos dizer que as pashiminascamisas que compramos em Bangkok são de ótima qualidade. Já se passaram quase dois anos e todas elas continuam intactas, com cores vivas e tecido sem bolinhas. O mesmo vale para as bijuterias que a Gisele comprou, nenhuma delas escureceu nem descascou, embora tenham precisado de reparo nos fechos que soltaram com o tempo.

Cosméticos e produtos de farmácia

Se tem um lugar na Tailândia que salva a vida dos viajantes, esse lugar se chama 7-Eleven. É uma franquia internacional de lojas de conveniência que estão presentes em cada esquina de Bangkok e vende tudo que uma pessoa precisa para sobreviver: água, comida, remédios, produtos de higiene pessoal e até joguinhos para passar o tempo. Tem wi-fi e caixas eletrônicos também!

É lá que você vai encontrar várias coisas bacanas para trazer para o Brasil, seja de presente ou para si mesmo. Os cosméticos fazem a alegria da mulherada (e dos homens também, por que não?) e custam uma mixaria. Os mais usados pelos tailandeses são: Srichand (maquiagem que trata a pele), Bath & Bloom (essências para banho), Tiger Balm (tipo um Gelol, para massagear e aliviar as dores do corpo), talco Snake Brand (excelente para passar na pele queimada de sol ou pra colocar nos sapatos), Por fim, tem umas pastilhas para tosse que tem umas lacraias desenhadas na embalagem e um cara no meio, chamam Takabb. Dizem que é bom para a voz e para aliviar a tosse. São bem gostosas e mal não fazem.

Produtos de spa e banho

Você já deve ter ouvido falar sobre as massagens tailandesas, né? E deve saber que sem os óleos essenciais e as velas aromáticas elas não teriam o mesmo efeito relaxante. Pois é, você pode levar os cremes, sais de banho, incensos, sabonetes e toda sorte de artigos de spa que possa imaginar. Custam entre 50 (R$4,51)e uns 500 baht (R$45,05), dependendo do produto e da marca que você escolher.

Objetos de decoração

Porcelanas e cerâmicas estão presentes nos principais mercados de Bangkok e são boas opções de presentes para quem valoriza objetos decorativos. Embale bem, coloque no meio das roupas da mala e traga sem medo.

Artigos esportivos

Praticantes de muay thai e boxe vão poder renovar o arsenal de shorts, luvas e faixas, que na Tailândia custam muito pouco. Os shorts custam em média 350 baht (R$31,54) até o infinito, a depender do material. Os preços das luvas vão de 1500 (R$135,15) a 2500 baht (R$225,25) e não há restrições para trazê-las na mala.

Luvas, faixas e shorts de muay thai custam muito pouco nos mercados de Bangkok, Tailândia

Luvas, faixas e shorts de muay thai custam muito pouco nos mercados de Bangkok, Tailândia. Créditos: Gisele Rocha

Docinhos e biscoitos

Quem não fica feliz ao ganhar um docinho? Melhor ainda quando é um produto típico, especial, que não encontramos em qualquer lugar. Nos mercados e supermercados de Bangkok é possível encontrar bandejas e pacotes de quitutes exclusivos da Tailândia, guardados em embalagens bonitinhas e muito, muito baratos mesmo.

O que é proibido trazer da Tailândia

Frutas, sementes, grãos e carnes não podem viajar na mala de jeito nenhum e você poderá pagar uma multa estratosférica se alguma dessas coisas for encontrada na sua bagagem. Mas na Tailândia, existe um item em especial que muita gente quer trazer como objeto decorativo, que além de mau gosto, demonstra a ignorância de quem viaja e nem procura se inteirar sobre a cultura e os costumes locais. Comprar cabeça de Buda é crime e você pode acabar preso na Tailândia!

Agora que você já conhece os principais mercados de Bangkok, já sabe o que trazer e o que não trazer de lá, é só partir para as compras. Boa sorte!

Ler mais sobre o nosso Mochilão Asiático

Se você gostou deste artigo e gostaria de ler outros sobre o nosso mochilão pela Ásia, veja abaixo por onde passamos e boa leitura.

Estados Unidos

Tailândia

Outras notícias sobre a Tailândia

Vietnã

Malásia

Singapura

Prepare-se para sua viagem

Nitan Hostel Khaosan

190/09-10 Khaosan Road, Talad Yod, Phra Nakorn

Descrição baseada em avaliações do Booking

As revisões deste estabelecimento não estão disponíveis.

Diárias a partir de R$51,00 (preço atualizado em 14 de maio de 2019)

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Bangkok, nossa sugestão de hospedagem é o Nitan Hostel Khaosan. Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Vai alugar um carro? Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$195,25. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Comidas exóticas, fenômenos climáticos e furtos: veja alguns dos motivos pelos quais recomendamos o seguro viagem para os países da Ásia. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Em Bangkok, o almoço simples sai por volta de R$8,78, já o fast-food sairá por mais ou menos R$22,58. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$9,34. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$1,16, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$2,18 e o pint de cerveja R$10,04.

Descubra quanto custa viajar para Bangkok.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Bangkok. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quanto custam os voos para Bangkok, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Passagens Promo.

Com base em cotações atualizadas diariamente do Alpha Vantage, a proporção entre o Baht tailandês e o Real é de 1 THB para 0,0909 BRL. Utilizando o voucher VIAJEIBONITO você garante em sua primeira compra 10% de desconto no spread da BeeCâmbio e 25% de desconto no spread da Remessa Online, além de garantir as melhores taxas para câmbio de moeda. Confira nosso passo-a-passo para enviar e receber dinheiro do exterior durante uma viagem.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: i viewfinder / Fonte: Shutterstock

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

Ver mais artigos de Viajei Bonito

Créditos da imagem de capa: 威翰 陳 / Fonte: Flickr

19 comentários em “Os principais mercados de Bangkok e o que vale a pena comprar neles”

    1. Adriano e eu renovamos o estoque de camisetas lá. Custavam entre R$8 e R$15, malha excelente, que não deu bolinha até hoje. Fora o carregamento de cosméticos que eu comprava pela embalagem e só depois descobria para o que servia. 😛

  1. Excelentes dicas! Adorei saber mais dos tipos de mercados. Que loucura esse mercado em cima da linha do trem, hein? Caramba!
    Tenho especial curiosidade com os mercados flutuantes… e, claro, com as comidas maravilhosas!! haha <3
    Obrigada por compartilhar! 🙂
    bjs

  2. Deve ser uma loucura visitar estes mercados por serem diferentes… O mercado flutuante eu tenho muita vontade de conhecer, mas fiquei impressionada mesmo com o Maeklong Railway Market!! O que é aquilo?! rsrsrsrsrs O ser humano é mesmo surpreendente!!!

  3. Fazer compras em Bangkok é bom demais! Achamos os preços de lá super baratos. Voltei com várias camisas, bermudas, e bugigangas de BKK. Tive até que comprar uma mala extra pra trazer tudo haha

  4. Tá demais esse post. Eu amei os mercados tailandeses, mas confesso que evitei os flutuantes de Bangkok porque pensei que eram todos turísticos. Marquei varios para conhecer em uma próxima visita a cidade 😉

    1. São vários mercados flutuantes. Não recomendo o Damnoen Saduak porque fica lotado e rola até um “engarrafamento” de barcos, mas os outros são bem interessantes.

  5. Já sei que quando eu for a Tailândia precisarei de uma mala só para os cosméticos e produtos de spa e banho hahaha
    Eu já fico louca quando entro em lojas caras e tem coisinhas cheirosas.. imagina ver isso por 50 baht?! <3

    1. Quando for, não vai querer voltar. Eu já tô aqui planejando uma estadia prolongada na Tailândia, porque em um mês não deu pra ver tudo que queria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *