Turismo em Rondônia: 5 cidades imperdíveis

Você sabe o que o turismo em Rondônia tem a oferecer? O estado tem o ecoturismo como a principal oferta de lazer aos visitantes, sendo o destino perfeito para os amantes da natureza. Além disso, as construções históricas também atraem muitos viajantes, especialmente no que concerne à origem da região.

Com uma história muito diversa, Rondônia é um ponto de encontro entre várias culturas. Os primeiros povoados do estado surgiram devido à construção da estrada de ferro Madeira-Mamoré, que atraiu mão-de-obra de quase todo o Brasil – e até mesmo do exterior. Assim, essa migração foi responsável pela formação do estado em frentes distintas.

Os turistas que visitam o estado, então, encontram um pouco de cada parte do Brasil ao mesmo tempo que desfrutam de experiências típicas rondonenses. Quer saber o que fazer em Rondônia? Neste artigo contamos tudo o que você precisa saber. Acompanhe a leitura e confira.

Rondônia fica na região Norte do Brasil e faz fronteira com os estados do Acre, Amazonas e Mato Grosso e com a Bolívia. Foi constituído em 1943 com o nome Território Federal de Guaporé incorporando áreas de estados vizinhos. Apenas em 1981 tornou-se estado, já com o nome de Rondônia.

Qual a melhor época para ir a Rondônia?

A melhor época para viajar para Rondônia é no inverno, entre os meses de junho e agosto, que corresponde ao período mais seco. Já no verão, entre dezembro e março, as chuvas são severas, prejudicando a população e inviabilizando alguns passeios. Em qualquer época as temperaturas são altas, com média acima dos 25°C.

Como ir a Rondônia?

A melhor forma de chegara a Rondônia é de avião, mas você pode se deslocar entre os municípios viajando de ônibus ou alugando um carro.

Para baratear os custos das passagens aéreas, fique de olho na aba “Quando Viajar” do Viajanet ou use o componente abaixo.

Turismo em Rondônia

Como já mencionamos, Rondônia se tornou estado apenas em 1981 e seu nome é uma homenagem ao Marechal Cândido Rondon, conhecido pelas expedições na Bacia Amazônica e pelo apoio aos povos indígenas brasileiros.

Há muito o que fazer em Rondônia! Graças à localização privilegiada em relação à Amazônia, moradores e visitantes podem fazer trilhas, curtir longos passeios de barco, nadar em rios limpos e se banhar em cachoeiras de diversos tamanhos. Além disso, a troca cultural é muito significativa, uma vez que a população é composta por grupos vindos de diversas regiões do Brasil e de países vizinhos.

A gastronomia de Rondônia é outra experiência única que reflete a diversidade cultural da região. Os turistas encontram pratos típicos de diferentes lugares, mas sempre com um toque rondoniense. Assim, não se espante se você encontrar o pão de queijo mineiro, o chimarrão gaúcho e a polenta paranaense.

O prato mais clássico da região, todavia, é o tacacá — iguaria de origem indígena feita com tucupi, sumo extraído da raiz da mandioca, camarão seco, jambu, goma de mandioca e temperos. O açaí com peixe e o rodízio de peixes a preços inacreditáveis também fazem sucesso na região.

Depois dessa breve apresentação sobre o turismo em Rondônia, é hora de você conhecer alguns lugares apaixonantes para conhecer no estado.

SALVE ESTA IMAGEM NO SEU PINTEREST!

Clique na imagem para adicionar este artigo ao seu Pinterest e viaje pelos nossos painéis.

Turismo em Rondônia, Norte do Brasil

5 cidades para conhecer em Rondônia

Por ser um estado relativamente novo, diversas atividades tiveram um desenvolvimento tardio, incluindo o turismo. Hoje, é possível encontrar uma infraestrutura satisfatória nas principais cidades da região. 

Porto Velho, por exemplo, possui uma grande variedade de estabelecimentos destinados aos turistas, com hotéis e pousadas de qualidade, restaurantes variados e comércios para curtir a vida noturna. Outras cidades, como Ji-Paraná e Guajará-Mirim, têm investido em infraestrutura turística nos últimos anos — o que vem aumentando o fluxo de visitantes. 

Com atrações históricas, eventos culturais e atividades de ecoturismo, Rondônia oferece uma variedade de passeios indescritíveis. Acompanhe a leitura e confira 5 das principais cidades turísticas do estado.

1. Porto Velho

A capital de Rondônia é o destino perfeito para os apaixonados pela História do Brasil ou para os turistas mais aventureiros. As principais atrações que os visitantes encontram são passeios em meio à natureza e construções que celebram a origem do estado e a cultura da região. 

Um dos principais pontos turísticos de Porto Velho é o Museu Ferroviário Madeira-Mamoré, que preserva a história da construção da estrada de ferro que deu origem à cidade. Com início em 1907, a obra atraiu trabalhadores de várias partes do Brasil e do exterior, e hoje é possível encontrar vários objetos da época, como trilhos e a Locomotiva Coronel Church. Este ponto, inclusive, pode ser a sua primeira visita. Assim, você visita a cidade já conhecendo um pouco de sua história.

A Praça das Três Caixas d’Água também é um importante ponto turístico de Porto Velho, tanto que é representado na bandeira do município. Construídos entre 1910 e 1912, os três cilindros abasteciam a cidade até a década de 1950. 

Outra atração bastante popular que celebra a origem de Rondônia é o Palácio Getúlio Vargas, que abriga o Museu da Memória Rondoniense, com obras de arte e um acervo de jornais antigos.

O Memorial Rondon é outra visita indispensável. O local apresenta ao público os detalhes da vida do Marechal Rondon, um grande nome na História do Brasil.

Os turistas também podem curtir boa música e eventos culturais no Mercado Cultural, que conta ainda com praça de alimentação e lojas de artesanato. No Palácio das Artes, o maior teatro da região norte, os visitantes também podem aproveitar diversos espetáculos.

Falando em espetáculo, o passeio de barco pelo rio Madeira é uma atividade turística tradicional da cidade — e, com certeza, um dos preferidos dos viajantes. A viagem é completa, com restaurantes a bordo e uma visão incrível, sendo possível encontrar botos ao longo da viagem.

Por fim, o turismo religioso também está bem representado em Porto Velho com a Catedral do Sagrado Coração de Jesus, considerada o primeiro patrimônio do estado. O Museu Internacional do Presépio é outro atrativo que atrai milhares de turistas, religiosos ou não. O local abriga uma enorme exposição que inclui mais de mil presépios de artistas de todos os estados brasileiros e de 50 países, como Itália, China e Peru.

Onde ficar em Porto Velho

O Golden Plaza Hotel é um dos melhores lugares para se hospedar em Porto Velho, tanto pela localização central em uma área tranquila e segura quanto pela estrutura do estabelecimento, que conta com quartos confortáveis, equipados com frigobar, televisão, ar-condicionado e Wi-Fi. O café da manhã também é muito elogiado pelos hóspedes.

2. Ji-Paraná

Localizada na região central do estado, Ji-Paraná é conhecida como “Coração de Rondônia”. Nas confluências dos rios Machado e Urupá, a cidade possui uma ilha em formato que lembra um coração, o que contribui para que ela recebesse esse “apelido”. Nas águas desses rios, os turistas ainda encontram a oferta de várias atividades, como a pesca, nado, esqui aquático e remo. 

Para um contato intenso com a natureza virgem, os visitantes podem fechar expedições pela selva, onde a fauna e flora local oferecem uma experiência de beleza ímpar. Esse passeio é um dos mais procurados da cidade e permite contemplar diversas espécies animais em seu habitat natural.

O Parque Ecológico Municipal é uma das principais atrações turísticas do centro do estado. O local abriga uma boa porção de mata fechada, lagos e riachos nas quais os turistas podem aproveitar para observar vários animais selvagens. O parque ainda conta com quadras poliesportivas, um mirante, uma bela passarela sobre lagoas naturais, uma trilha e até mesmo duas praças públicas.

Além do turismo ecológico, os atrativos históricos também chamam a atenção dos viajantes. O Museu das Comunicações, que se encontra em uma construção histórica de 1912, é um dos mais importantes pontos turísticos da cidade. Lá, os turistas encontram desde correspondências do Marechal Rondon até fotografias contemporâneas e artesanatos indígenas das etnias Arara, Gavião e Zoró.

O Parque Aquático Tracoá Water Park é outro atrativo bastante visitado em Ji-Paraná. Lá, os turistas encontram uma bela lagoa — que é, inclusive, o cartão postal do parque —, quadra esportiva, espaços para churrasco, um salão de festas, além das diversas piscinas com toboágua. 

Mais próximo à região central da cidade, os turistas não podem deixar de conhecer a Casa do Papai Noel, caso visitem Ji-Paraná no fim de ano, e o Teatro Dominguinhos, que recebe inúmeros espetáculos durante o ano.

Onde ficar em Ji-Paraná

Nossa sugestão de hospedagem em Ji-Paraná é o Maximus Sottile Hotel, que fica a uma curta distância do Centro, tem um ótimo custo-benefício e conta com todas as funcionalidades que um viajante precisa para relaxar: quarto com camas e travesseiros confortáveis, café da manhã com grande variedades de produtos, piscina, sauna e academia.

Antes de continuar lendo este guia de turismo em Rondônia, que tal ver as nossas fotos no Instagram?

3. Ouro Preto do Oeste

Localizado a cerca de 330 km da capital, Ouro Preto do Oeste é uma cidade do interior de Rondônia considerada a primeira estância turística do estado. Diversos atrativos justificam o título, como os banhos de cachoeira, as enormes áreas de preservação e a bela paisagem que rodeia a cidade.

Com muito verde e uma bela arquitetura, a Praça da Liberdade é um dos grandes atrativos da cidade. No local, os turistas podem relaxar e contemplar as várias espécies de aves que sobrevoam a praça. A atração também abriga um lago e grandes rochas, que dão um toque especial ao cenário.

Outro atrativo popular na cidade é o Bosque Municipal, um espaço para prática de esporte em meio à uma área de preservação da vegetação nativa. No local, os turistas encontram quadra de futebol e vôlei de areia, pista de skate, playground, pista de caminhada dupla, quiosques para descansar e duas academias. Tudo isso em meio a um cenário de tirar o fôlego.

O Parque Chico Mendes, por sua vez, talvez seja o ponto turístico mais visitado da cidade, pois é possível ter uma bela vista da região a partir do morro Chico Mendes. O local é coberto de vegetação nativa e oferece, ainda, algumas trilhas e rampas para a prática do voo livre.

O Rancho Coqueiral é outro ponto de confraternização. O local, cercado por árvores nativas e cortado por um rio, possui espaços para festas que reúnem turistas e moradores, sendo assim, é um dos melhores lugares para visitar em Rondônia se você quiser interagir com a população local.

Por fim, sabendo que contato com a natureza é o que Ouro Preto do Oeste tem de melhor a oferecer, o Vale das Cachoeiras é um passeio indispensável. Formada por diversas cachoeiras, a principal delas é a Cachoeira do Rio Mandi, que possui uma queda d’água de 32 metros — a maior do estado. O local ainda conta com piscinas com água corrente e trilhas pela mata. Além disso, na região também se encontra uma pousada com estrutura para confraternizações.

Onde ficar em Ouro Preto do Oeste

Não é difícil escolher onde ficar em Ouro Preto do Oeste justamente porque não existem muitas opções. Nossa sugestão é o Dominique Hotel, um estabelecimento simples, mas muito bem cuidado por funcionários prestativos e simpáticos. 

4. Guajará-Mirim

Guajará-Mirim, cujo nome significa “Cachoeira Pequena” em tupi-guarani, recebeu o título de “Cidade Verde” em 2009, uma vez que mais de 93% de seu território é constituído de Unidades de Conservação e por isso o ecoturismo vem ganhando espaço. 

Localizada na fronteira com a cidade boliviana Guayaramerín, o município mantém uma forte miscigenação cultural, oferecendo aos turistas uma experiência diferenciada. Com efeito, a maior parte dos atrativos de Guajará-Mirim está relacionada às áreas de preservação e à diversidade cultural.

O Parque Nacional de Pacaás Novos é um destino que todo turista em busca de aventura deve conhecer. O local é uma reserva cheia de belezas naturais, como diversas cachoeiras e o Pico do Tracoá, ponto mais elevado de Rondônia. O parque oferece um contato íntimo com a natureza local, graças às diferentes trilhas que encantam os turistas. Além disso, a vista do pico é de tirar o fôlego.

A Serra dos Parecis é outro ponto turístico cuja visita é indispensável. Preferido de muitos visitantes, o local oferece uma bela vista panorâmica de toda a região e, ao longo do caminho, os turistas encontram córregos e pequenas cachoeiras. Um dos programas mais populares da cidade é, inclusive, assistir o sol nascendo ou contemplar o pôr-do-sol.

Na verdade, o que não falta em Guajará-Mirim são belas paisagens, e os turistas adoram observar o encontro das águas dos rios Pacaás e Mamoré — um verdadeiro espetáculo natural.

O município também abriga muita cultura e história. Localizado no prédio da antiga estação final da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, o Museu Histórico Municipal de Guajará-Mirim apresenta um pouco da história da cidade. No local, os visitantes encontram até mesmo coleções de insetos e fósseis de animais regionais.

5. Costa Marques

Localizado a 713 km de Porto Velho, Costa Marques é um dos municípios que fazem parte do Vale do Guaporé, região que vem se destacando no turismo em Rondônia. 

Pôr do sol no Vale do Guaporé, lugar imperdível para quem está a turismo em Rondônia. Créditos: Governo do Estado de Rondônia

Um dos maiores atrativos da cidade são as praias de água doce, nas quais os turistas encontram cenários belíssimos para renovar as energias e se divertirem. Além disso, as praias possuem um espaço de camping e barracas comerciais com artesanatos e pratos típicos da região.

Situada a 2,5 km do centro de Costa Marques, a praia do Curralinho é uma parada incrível e super acessível. O local é conhecido pela presença eventual de alguns animais, especialmente gaivotas e tartarugas. Além disso, a praia recebe milhares de turistas todos os anos para o Festival de Praia de Curralinho, que conta com campeonato de pesca esportiva e atrações musicais.

O turismo histórico também está bem representado, especialmente graças ao Real Forte do Príncipe da Beira. Localizado na fronteira com a Bolívia, ele é o monumento mais antigo do estado de Rondônia e também a maior construção militar feita por portugueses fora da Europa.

Então, qual dos pontos turísticos de Rondônia mais te interessa conhecer? Conta pra gente nos comentários.

Turismo em Rondônia: 5 cidades imperdíveis

Prepare-se para viajar

Use o cupom PAI para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo