O que fazer no Acre: 5 lugares para conhecer

Embora tenha uma cultura muito rica e diversos atrativos naturais, poucos turistas sabem o que fazer no Acre. O estado possui diversos atrativos turísticos, muitos deles ligados ao ecoturismo, à História do Brasil e à cultura da região.

A região tem uma origem bastante peculiar, pois pertencia à Bolívia e sua aquisição ocorreu depois de muitos conflitos. Em 1903, foi firmado o Tratado de Petrópolis entre o Brasil e a Bolívia, que cedeu o território por 2 milhões de libras esterlinas. A negociação foi feita pelo Barão do Rio Branco, que daria nome à capital do estado anos depois.

Apesar da compra no início do século XX, o território só foi emancipado enquanto estado no ano de 1962. Por isso, o desenvolvimento de algumas atividades, incluindo o turismo, levaram um tempo para prosperar.

Hoje, no entanto, o ecoturismo está em alta, especialmente por conta da Floresta Amazônica e da cultura da região. Apesar de estar cada vez mais em evidência, no entanto, o Acre ainda é um mistério para muitos – e os turistas que decidem ir para o estado sempre voltam completamente encantados.

Quer saber o que a região tem a oferecer? Acompanhe o artigo e conheça 5 lugares para conhecer no Acre e outras dicas práticas para visitar o estado.

A melhor época para viajar para o Acre a turismo é entre os meses de maio a setembro. Além de ser um período com temperaturas mais baixas, o volume de chuva também é menor — sendo a única época do ano em que não chove todos os dias. 

Os meses de verão, por outro lado, correspondem ao período mais chuvoso e quente do ano. As chuvas são tão intensas que, muitas vezes, chegam a bloquear estradas e a temperatura atinge 40ºC quase todos os dias. Desse modo, quem deseja curtir ao máximo as belezas do Acre deve programar a viagem em outras estações.

O que fazer no Acre

O Acre oferece uma experiência única aos turistas, diferente do que encontramos em outras regiões do país. Além das belezas naturais, o estado possui atrativos históricos que apresentam a origem do Brasil de uma nova perspectiva.

A história do país também está muito bem representada pelas construções históricas e sítios arqueológicos que atraem milhares de visitantes todos os anos. Os turistas ainda podem fazer  passeios pela Selva Amazônica e visitar algumas reservas indígenas, conhecendo melhor a cultura dos povos originários. 

Hoje, uma das atrações de maior sucesso é o Festival Yawanawá, um evento anual que resgata e celebra as tradições indígenas. A festa tem como foco o reencontro das comunidades indígenas Yawanawá entre si e com suas tradições  — e é aberta ao público.

A gastronomia local também não deixa a desejar, sendo um dos grandes atrativos do estado. A região recebeu muitos imigrantes durante o Ciclo da Borracha, o que se reflete na culinária, que tem influências indígena, boliviana, peruana e portuguesa.

Lugares para visitar no Acre

Deu para perceber que o turismo no Acre é uma experiência diferenciada e única de contato com a natureza, né? Além do clima e das paisagens, o estado também oferece atividades turísticas bem diferentes dos destinos brasileiros mais comuns.

Embora tenha uma infraestrutura menos desenvolvida quando comparada a outros locais, a região apresenta atrativos incomparáveis. Confira alguns deles.

1. Rio Branco

Rio Branco conta com um setor turístico diversificado e uma boa infraestrutura para receber visitantes. Grande parte dos atrativos da capital acreana são voltados para a história da região, que está completamente ligada à natureza.

O Marco Zero da cidade é um ótimo local para começar o passeio. Hoje chamado de Calçadão da Gameleira, a primeira rua de Rio Branco surgiu após o cearense Neutel Maia se encantar com a majestosa árvore Gameleira enquanto navegava pelo rio Acre. Hoje, o calçadão é uma das principais atrações turísticas e conta com diversos estabelecimentos culinários, onde vários turistas aproveitam para conhecer a diversificada gastronomia acreana e descansar para os passeios.

Calçadão da Gameleira, um dos principais pontos turísticos de Rio Branco, Acre
Calçadão da Gameleira, um dos principais pontos turísticos de Rio Branco, Acre. Créditos: Eduardo Fonseca Arraes / Fonte: Getty Images

Assim como a gastronomia, a arquitetura do Acre também recebeu diferentes influências. Construído em 1930, o Palácio Rio Branco,  foi inspirado pelas construções gregas. O local, que já foi sede do governo, hoje funciona como um museu que conta a história da Revolução Acreana e dos povos originários que viviam ou que ainda vivem na região.

Um dos passeios mais queridos pelos turistas, é a visita ao Parque Ambiental Chico Mendes, um centro de preservação ambiental com 57 hectares de área. O local conta com 33 espécies de animais nativos da região, o que proporciona um passeio perfeito para quem curte o contato com a natureza.

O Parque da Maternidade também é bastante visitado pelos turistas. Lá, os visitantes encontram a Biblioteca da Floresta — um local tranquilo para ler as histórias sobre a origem do estado — e a Casa dos Povos da Floresta — que conta a história dos povos tradicionais da Amazônia. O parque ainda conta com playground para práticas esportivas de skate, ciclismo e até jogos de mesa, além de restaurantes e espaços para eventos.

Lazer, inclusive, é algo que não falta em Rio Branco. O Novo Mercado Velho é um tradicional ponto de encontro na cidade, onde pessoas se reúnem às margens do rio Acre. O Horto Florestal também proporciona bons momentos com suas academias, trilhas, galpões de eventos e parque infantil.  

Conheça, agora, outros passeios imperdíveis para fazer em Rio Branco.

  • Parque Capitão Ciríaco: chamado de “Museu Seringal”, também é um parque famoso de Rio Branco, sendo o único seringal urbano do mundo.
  • Passarela Joaquim Macedo: ponte de 200 metros que liga o centro de Rio Branco ao Segundo Distrito. Além da enorme faixa para ciclistas, o local também oferece Saltos Pêndulo, em que os turistas pulam da ponte amarrados por cordas e balançam de um lado para o outro.
  • Sítio Arqueológico Jacó Sá: localizado em Senador Guiomard, a 50 km da capital, o local atrai muitos turistas que desejam ver seus geoglifos e aproveitar os passeios de balão.

Além de tudo isso, dezenas de grupos indígenas vivem a poucos quilômetros da capital e os turistas podem visitar algumas delas. Contudo, é necessário contratar um guia turístico credenciado na Prefeitura para todas as atividades em reservas.

Para ficar bem instalado, recomendamos o Amazônia Palace Hotel e o Villa Rio Branco Concept Hotel. Se você quer economizar e ficar em um ambiente mais jovem, o Hostel Vivacre é a melhor pedida.

Antes de continuar lendo este guia de turismo no Acre, que tal ver as nossas fotos no Instagram?

2. Xapuri

Localizada no meio da Estrada do Pacífico, o município de Xapuri tem sua história marcada por lutas importantes — sendo, inclusive, palco da Revolução Acreana. Um dos grandes atrativos da cidade é o circuito Passos de Chico Mendes, que conta a história dos conflitos na região. A rota abrange a Casa de Chico Mendes, o Centro de Memória Chico Mendes, além do Centro Histórico e do Museu Xapuri.

A Igreja São Sebastião é outro ponto importante para os moradores, mas que também encanta os turistas — especialmente nas épocas de festividades que enchem Xapuri.

Igreja de São Sebastião, em Xapuri, Acre
Igreja de São Sebastião, em Xapuri, Acre. Créditos: Prefeitura Municipal de Xapuri

Para os adeptos do ecoturismo, a Reserva Extrativista Chico Mendes é o atrativo perfeito. O roteiro oferece trilhas e circuitos de arvorismo na mata amazônica, onde também é possível conhecer os seringais e ver alguns animais em seu habitat natural.

Xapuri ainda conta com duas praias do rio Acre, as praias do Inferno e Zaire, localizadas próximas ao centro da cidade. Além de proporcionar banho de sol, diversos eventos acontecem no local ao longo do ano, como o Festival de Praia. 

A Cachoeira dos Padres é outro atrativo para quem curte o contato com a natureza, e o único caminho para chegar até lá é por meio de uma viagem de barco — que, aliás, também é super divertido.

3. Brasiléia

O grande cartão-postal do município é, com certeza, a Ponte Binacional Wilson Pinheiro, construída com o intuito de estreitar as relações turísticas entre as cidades de Brasiléia e Cobija, na Bolívia. Com uma arquitetura moderna e luzes noturnas que refletem nas águas do rio Acre, a ponte é, na verdade, a fronteira entre os territórios brasileiro e boliviano.

Brasiléia, entretanto, tem muito mais a oferecer. Construído para celebrar os 100 anos da cidade, o Parque Centenário foi construído pensando no lazer da população e na prática de esportes. O local conta com 1,2 km de pista para caminhadas, duas quadras esportivas, playground e área para piquenique.

Os turistas ainda podem aproveitar uma visita no Balneário Jarinal, que conta com 5 hectares de área verde e uma boa infraestrutura para receber os viajantes. O local possui restaurantes com comida típica, bar, piscinas infantil e adulta, queda d’água e quadra para esportes.

4. Assis Brasil

A cidade fica localizada na tríplice fronteira entre o Brasil, a Bolívia e o Peru — e muitos de seus atrativos envolvem os países vizinhos.

Embora não tenha uma super infraestrutura turística, Assis Brasil atrai muitos viajantes que passam pela Estrada do Pacífico. O turismo histórico e o ecoturismo são as principais modalidades do setor, e oferecem experiências únicas aos visitantes. 

Assis Brasil, cidade acreana na fronteira entre Brasil, a Bolívia e o Peru
Assis Brasil, cidade acreana na fronteira entre Brasil, a Bolívia e o Peru. Créditos: Agência de Notícias do Acre / Fonte: Flickr

O Santuário Alma de Bom Sucesso é um templo dedicado à Santa Raimunda, a quem seringueiros dos três países creditam vários milagres. O atrativo é um ótimo passeio para quem deseja conhecer melhor a cultura local e aproveitar o contato com a natureza.

Assis Brasil também conta com o Marco Rondon, um monumento histórico de 6 metros de altura erguido em 1929 para marcar a fronteira brasileira com a Bolívia. A Fronteira Trinacional é outro grande atrativo. O local oferece um belo visual das florestas ao redor — nas quais é possível realizar trilhas guiadas em algumas áreas.

Embora seja um município pequeno, Assis Brasil apresenta diversos eventos festivos ao longo do ano, dos quais dois se destacam:

  • Carnavassis: em meados de maio, próximo ao aniversário da cidade, os moradores realizam um carnaval fora de época, que dura até três dias, e atrai vários visitantes.
  • Festival de Praia: com a baixa no rio Acre, em julho, a população aproveita a faixa de areia para celebrar o Festival de Praia. O evento atrai muitos visitantes e tem duração de 3 dias.

5. Cruzeiro do Sul

Considerada a cidade mais desenvolvida do estado, Cruzeiro do Sul é um grande polo turístico e econômico do Acre. A oferta turística do município é bem diversificada, contando com trilhas na selva amazônica, igarapés perfeitos para banhos tranquilos, além de monumentos que contam a história da região. 

A Catedral de Nossa Senhora da Glória é a principal construção histórica da cidade e encanta pela estrutura em estilo Germânico e pelas pinturas em seu interior, mas a parte preferida de muitos é o mirante que oferece um belo cenário da região.

Quem curte visitar construções históricas também pode contemplar a arquitetura colonial do Instituto Santa Terezinha e o Cais do Porto, tombado como Patrimônio Histórico do Acre. O local se destaca pela arquitetura em estilo colonial inglês, parecida com uma estação férrea.

Enquanto alguns turistas se encantam pela parte histórica da cidade, outros só querem saber dos passeios em meio à natureza. Localizado na fronteira entre o Brasil e o Peru, o Parque Nacional da Serra do Divisor é o atrativo mais popular entre os turistas. Por ser um local isolado, o parque oferece uma experiência indescritível de contato com a natureza.

As trilhas dentro da selva amazônica permitem a contemplação da vegetação intocada e das inúmeras espécies de animais em seu habitat natural. Ao longo do passeio, os visitantes podem aproveitar as cachoeiras e quedas d’água para um banho relaxante em um cenário deslumbrante. Quem deseja aproveitar as belezas desse atrativo, deve marcar com antecedência, pois a entrada no parque exige a autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Mais próximo ao centro de Cruzeiro do Sul, o Igarapé Preto é outra opção perfeita para banhos de rio durante o dia. Com águas escuras e limpas, o cenário é complementado por uma grande faixa de areia branca e uma vegetação espessa ao fundo. Próximo ao aeroporto da cidade, esse pode ser o seu primeiro e último passeio. Com certeza, não irá se arrepender.

E aí? Gostou dessas opções de turismo no Acre? Conhece mais algum lugar que ainda não é famoso? Conta para a gente!

SALVE ESTA IMAGEM NO SEU PINTEREST!

Clique na imagem para adicionar este artigo ao seu Pinterest e viaje pelos nossos painéis.

Turismo no Acre
O que fazer no Acre: 5 lugares para conhecer

Prepare-se para viajar

Use o cupom MAE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

7 pensou em “O que fazer no Acre: 5 lugares para conhecer

  1. O Brasil realmente tem atrações incríveis ainda pouco exploradas, não é mesmo? Não imaginava que o Acre tivesse uma história tão rica e que houvesse tantas opções turísticas no estado. Adorei o post e aprendi um pouco mais sobre o nosso lindo país (além de ficar com muita vontade de conhecer o estado!)

    1. O Norte do Brasil ainda é muito pouco explorado pelos turistas brasileiros. Uma pena, pois é uma região muito rica em natureza, cultura e história.
      Coloque mesmo nos seus planos de viagem pós-pandemia. Você não vai se arrepender!

  2. Nossa, adorei o texto sobre o que fazer no Acre. Adoro saber das histórias dos locais, e gostei muito de saber que o Acre já fez parte da Bolívia, no passado. Muito legal mesmo, vou incluir esse Estado brasileiro nos meus roteiros de viagem, qdo a pandemia passar. Parabéns pelo post, obrigada por compartilhar. Beijos

  3. Caramba, quanta coisa bacana que tem para fazer no Acre!

    Infelizmente eu ainda não conheci nenhum destino da região Norte do Brasil, mas será a minha prioridade quando a pandemia passar!

    Adorei saber que há vários destinos para incluir no roteiro, além da capital do estado!

    Obrigado!

  4. Olha, sinto muito ter saído do Brasil jovem e quando ainda não tinha tanta grana para viajar. Mas estou programando um mochilão pelo Brasil para os meus 50 anos e espero poder conhecer o Acre e suas maravilhas. Fiquei encantada e surpreendida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo