7 bate e voltas a partir de Dublin

A Irlanda é um país relativamente pequeno. A capital, Dublin, está na costa leste e, até Galway, na costa oeste, são apenas 210 quilômetros. De norte a sul não é muito diferente. São cerca de 450 quilômetros de um extremo a outro. É como ir de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro. A pouca distância acaba favorecendo os viajantes que querem explorar a ilha da Esmeralda, mas não têm muito tempo para viagens longas. E é no interior que estão mesmo as melhores paisagens, daquelas de tirar o fôlego da gente. Por isso o Viajei Bonito trouxe uma lista com 7 bate e voltas a partir de Dublin que vão fazer você repensar seu roteiro. Cada lugar tem suas particularidades e vale muito a pena reservar uns dias para conhecer alguns deles.

7 bate e voltas a partir de Dublin, Irlanda. Day trips from Dublin, Ireland. Skerries, Belfast,  Kilkenny, Limerick, Cork,  Galway, Cliffs of Moher, Wicklow. Eurotrip. Mochilão pela Europa. Créditos: Heaton Johnson V / Fonte: Flickr

Clique na imagem acima para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Heaton Johnson V / Fonte: Flickr

Wicklow

Powerscourt Waterfalls, em Wicklow, cidade que pode ser vista em um bate e volta a partir de Dublin

Powerscourt Waterfalls, em Wicklow, cidade que pode ser vista em um bate e volta a partir de Dublin. Créditos: wombatkio / Fonte: Flickr

É um condado que parece ter saído de filme tamanha a beleza natural. Wicklow tem praias, parques, grandes jardins, lagos e montanhas e está a apenas 40 minutos de Dublin. As atrações mais visitadas são o vilarejo de Bray, o Powerscourt Garden e a Powerscourt Waterfalls, a cachoeira mais alta da Irlanda, e o lago Guiness – que parece uma pint da cerveja. Não deixe de visitar também o mosteiro de Glendalough, com seus vales glaciais e lagos.

Como chegar: Empresas de turismo fazem a rota por cerca de 20 euros. Para ir por conta própria, o ideal é alugar um carro caso queira conhecer todos os principais pontos, pois nem todos são servidos pelo transporte público. Para Bray, basta pegar o trem no centro de Dublin. Para o Powerscourt Garden, pegue o ônibus 44 na Merrion Square sentido Enniskerry e desça no ponto final.

Onde se hospedar em Wiclow: Se encantou pela cidade e quer passar mais tempo nela? Recomendamos a Halpins Town House, que está localizada bem no Centro da cidade e tem uma atmosfera excelente, com mobiliário novo e camas confortáveis. Café da manhã incluído no valor da diária.

Galway

Cliffs of Moher, cartão postal que é possível conhecer em um bate e volta a partir de Dublin, na Irlanda

Cliffs of Moher, cartão postal que é possível conhecer em um bate e volta a partir de Dublin, na Irlanda. Créditos: Ocskay Bence / Fonte: Shutterstock

Sinônimo de diversão e cultura, Galway é a cidade universitária da Irlanda. O que lhe falta em belezas naturais, sobra em charme e arquitetura. Um dia por lá é um mergulho na história irlandesa, contada pelas ruas, fachadas, monumentos e praças, como a Eyre Square. No verão, é até possível ver cardumes de salmão nadarem no rio da ponte Salmon Weir. De lá também se avista a imponente Catedral de Galway, a maior edificação da cidade. É ainda próximo a Galway que estão os famosos penhascos Cliffs of Moher, com 8 km de extensão pela costa do oceano atlântico.

Como chegar: De trem, a viagem dura em média 2h30 e custa cerca de 18 euros. Os horários variam e podem ser verificados no site da Irish Rail. De ônibus, o preço gira em torno de 10 euros e os horários podem ser consultados no site da Bus Eireann.

Onde se hospedar em Galway: A cidade é apaixonante, então tudo bem se você quiser prolongar a sua estadia para além de um bate e volta. O Bunk Boutique Hostel Galway, apesar do nome, está entre os mais acessíveis da cidade. E não falo só de preço, o hostel possui escada rolante, ótimo para quem está com malas ou equipamentos fotográficos pesados. As instalações são modernas, com cozinha equipada e banheiro impecável, com duchas quentes e secadores de cabelo. O café da manhã é gratuito.

Cork

Pôr do sol no Rio Lee em Cork, Irlanda

Pôr do sol no Rio Lee em Cork, Irlanda. Créditos: Vincent Moschetti / Fonte: Flickr

A cidade de ruas estreitas é a segunda maior do país. Um bate e volta a partir de Dublin demora cerca de 3 horas, mas vale a pena se você acordar bem cedinho e voltar no último busão ou alugar um carro. Da igreja St. Anne e sua torre de 30 metros aos castelos, tudo chama a atenção em Cork. É lá também que está o Cork Butter, museu da manteiga, e o Bishop Lucey Park, cercado por muralhas descobertas durante escavações.

Como chegar: De trem, a partir da Heuston Station, são 2h30 até Cork. O valor da passagem varia de acordo com a data e antecedência de compra no site da Irish Rail. De ônibus, a partir da Busaras, são cerca de 3h30 e os preços variam de 11 a 27 euros.

Onde se hospedar em Cork: Já que a cidade fica longe da capital, talvez você queira pernoitar ali antes de seguir viagem. Sendo assim, recomendamos o Hotel Isaacs Cork, que fica no coração de Cork e é bem abastecido pelo transporte público. Instalações limpas e confortáveis.

Limerick

King John's Castle é uma das atrações de Limerick, cidade irlandesa que pode ser conhecida em um bate e volta a partir de Dublin

King John’s Castle é uma das atrações de Limerick, cidade irlandesa que pode ser conhecida em um bate e volta a partir de Dublin. Créditos: Marion Wacker / Fonte: Flickr

É só o lugar considerado Cidade Nacional da Cultura. Limerick está a 170 km de Dublin e é também um grande centro econômico do país e referência em esporte. Como todo bom destino irlandês, tem inúmeros castelos e valem a visita o King John’s e o Bunratty Castle. Com entrada gratuita, o Hunt Museum guarda um dos mais riscos acervos de antiguidades do país e, quem gosta de arte, não pode perder o Limerick City Gallery of Art. Se sobrar tempo livre, aproveite o tempo livre para caminhar e tomar um café na Bedford Row ou visitar o The Milk Market.

Como chegar: São 2h15 de trem da estação Dublin Heuston até a Limerick Corbett Station. De ônibus, a partir da Connolly Luas Stop, são 2h45 e os valores giram em torno de 25 euros, ida e volta.

Onde se hospedar em Limerick: Para finalizar o passeio com chave de ouro, você pode se hospedar no Greenhills Hotel Limerick, que é muito bem localizado, próximo à Ponte do Pedágio de Limerick, sendo possível ir a pé para o Parque Thomond, o Instituto de Tecnologia de Limerick e o Gaelic Grounds.

Se você está gostando do artigo até o momento, que tal curtir nossa página no Facebook?

Kilkenny

Castelo de Kilkenny, principal atração da cidade homônima

Castelo de Kilkenny, principal atração da cidade homônima. Créditos: yykkaa / Fonte: Shutterstock

A cerca de 130 km de Dublin está a cidade medieval de Kilkenny que pode ser explorada em um bate e volta a partir de Dublin. Uma das mais charmosas do interior, é também rica em artesanato de alta qualidade. Andar pelas ruas é fascinante e como mergulhar em um filme antigo. As duas principais atrações da cidade são o Kilkenny Castle, construção do século 12, e a St Canice’s Cathedral, com torre redonda e bela vista da cidade. É lá também que está a fábrica da famosa cerveja Smithwick’s, mais antiga que a Guiness. Se estiver de carro, ainda é possível visitar a Dunmore Cave, que fica a 10 quilômetros da cidade.

Como chegar: De ônibus, pegue a linha 7 da Busaras e desembarque na Mcdonagh Station. De trem, basta pegar o Irish Rail na Iarnrod Eireann Station com destino a Kildare/Waterford.

Onde se hospedar em Kilkenny: Se resolver passar mais de um dia na cidade, hospede-se no MacGabhainns Backpackers Hostel, que oferece o melhor preço e está muito bem localizado.

Skerries

Skerries é uma vila de pescadores a 30 quilômetros de Dublin, na Irlanda

Skerries é uma vila de pescadores a 30 quilômetros de Dublin, na Irlanda. Créditos: Vaidotas Maneikis / Fonte: Shutterstock

A apenas 30 quilômetros de Dublin está a vila de pescadores Skerries. Embora pacata, tem um litoral invejado e é considerada uma das melhores e mais frequentadas praias da Irlanda. As casinhas coloridas, os barquinhos a vela e as fazendas e plantações fazem a cidade parecer de brinquedo. Se for verão, inclua a cidade no seu roteiro porque vai dar praia! Se não for, conheça a orla, o moinho do século 16 e o Ardgillan Castle, com vista para o mar.

Como chegar: Basta pegar o ônibus 33 na Dorset Street Lower ou na Abbey Street, com direção a Balbriggan. O desembarque é na Strand Street.

Belfast

Observando bem, você verá que a fachada do edifício faz referência à proa do Titanic. Atração de Belfast, capital da Irlanda do Norte que pode ser conhecida em um bate e volta a partir de Dublin

Observando bem, você verá que a fachada do edifício faz referência à proa do Titanic. Atração de Belfast, capital da Irlanda do Norte que pode ser conhecida em um bate e volta a partir de Dublin. Créditos: Michael Foley / Fonte: Flickr

Dá para conhecer outro país em um bate e volta a partir de Dublin? É um pouco mais caro, mas dá sim. E perder a chance de conhecer Belfast, a capital da Irlanda do Norte, é dar bobeira no roteiro. A cidade respira história e guarda até hoje resquícios dos tempos de guerra entre as Irlandas. Os murais pintados nas laterais das casas são um dos mais importantes desse período, pois demarcavam territórios, dividindo o lado protestante do lado católico da cidade. Belfast é também a terra do Titanic, e o museu que conta a história do navio é inexplicável. Se tiver tempo, visite o Botanic Garden e, se for fim de semana, dê um pulo também no George’s Market. Só não se esqueça que, muda o país, muda também a moeda. A Irlanda do Norte pertence ao Reino Unido e todas as transações financeiras são feitas em libras.

Como chegar: De trem, pela Rail Europe, são 2h10 de viagem. Também há excursões de um dia para a cidade que custam, em média, 35 euros.

Onde se hospedar em Belfast: Se ao invés de voltar para Dublin você decidir viajar pela Irlanda do Norte, poderá pernoitar no Windermere Guest House, localizado próximo aos principais pontos turísticos da cidade.

Gostou do post? Tem algum(a) amigo(a) que está de passagem pela cidade? Mande este texto para ele(a)! 

Prepare-se para sua viagem

Isaacs Hostel

2 Frenchman's Lane

Descrição obtida de Booking

Situado numa antiga loja de vinhos do século XIX, o Isaacs Hostel dispõe de acomodações económicas no coração de Dublin.

Quando você utiliza o botão abaixo para procurar sua hospedagem, o Viajei Bonito ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. É uma forma de ajudar nosso blog a continuar vivo, trazendo informações valiosas para sua viagem.

Verificar disponibilidade

Em Dublin, nossa sugestão de hospedagem é o Isaacs Hostel. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostel World.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Dublin é de aproximadamente R$145,00 por diária pela Alamo (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF.

Os países europeus exigem que os viajantes tenham contratado seguro viagem, geralmente com valores mínimos estabelecidos para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Leia também o que escrevemos sobre seguro viagem para a Europa. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Em Dublin, o almoço simples sai por volta de R$56,64, já o fast-food sairá por mais ou menos R$30,21. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$10,97. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$5,17, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$6,13 e o pint de cerveja R$18,88.

Descubra quanto custa viajar para Dublin.

Para quem está na Europa, o voo mais barato para Dublin sai de Londres no dia 12/09/17 com volta em 15/09/17 e custa R$637,11 (ver também outras datas). Do Brasil, o voo mais barato para Dublin sai de São Paulo no dia 14/02/18 com volta em 21/02/18 e custa R$2.883,29 (ver as datas). Confira todas as opções de voo para Dublin.

Com base em cotações atualizadas do Yahoo Finance a cada duas horas, a proporção entre o Euro e o Real é de 1 EUR para 3,7006 BRL. Você pode simular o valor que deseja converter com os preços das casas de câmbio clicando aqui.

Juliana Xavier

Formada em Comunicação Social, após 10 anos empreendendo seus conhecimentos em grandes empresas, decidiu que era hora de empreender em si mesma e ser livre para criar o que quiser. Créditos da imagem de capa: Vincent Moschetti / Fonte: Flickr