Escrevo esse guia sobre estudar em Portugal no dia em que completo uma quinzena vivendo na cidade do Porto. A aventura mal começou, mas os preparativos e planejamentos já fizeram alguns aniversários. 

Encarar o desafio de passar uma temporada fora do país exige um bocado de disposição, paciência e, claro, otimismo. Antes de desembarcar e dar início à jornada, um pouco de burocracia é inevitável, e sabemos que as informações divulgadas podem ser bastante duvidosas.

Para te ajudar a tornar o processo um pouco menos confuso e angustiante, compartilho, agora, algumas dicas para estudar em Portugal e cuidar de todos os detalhes necessários sem perder a calma.

Para ler em seguida

Por onde começar a se planejar?

Como se planejar para estudar em Portugal
Como se planejar para estudar em Portugal. Créditos: You X Ventures / Fonte: Unsplash

Uma mudança de grande porte como essa exige um planejamento muito bem feito. E um ingrediente essencial para que a receita tenha sucesso é a convicção na hora da escolha.

Antes de bater o martelo e dar início à parte prática do processo, algumas horinhas devem ser gastas com pesquisa.

Portugal, por exemplo, possui 13 universidades públicas, além da Universidade Aberta, única instituição pública de ensino à distância do país. Vale gastar um tempo conhecendo cada uma delas, seus diferenciais e suas avaliações.

Assim como no Brasil, os cursos superiores de Mestrado e Doutorado possuem linhas específicas de pesquisa. Consulte nas universidades aquelas que mais se aproximam do que você gostaria de estudar, e lembre-se sempre de que essa escolha te guiará durante todo o seu percurso acadêmico.

Estudar de graça em Portugal é possível?

Livraria Lello, no Porto. Uma das bibliotecas mais bonitas do mundo
Livraria Lello, no Porto. Uma das bibliotecas mais bonitas do mundo. Créditos: Ivo Rainha / Fonte: Unsplash

É importante saber, de cara, que as instituições públicas no país são pagas. Há um valor destinado à propina (mensalidade), que, em geral, é reduzido, em comparação às instituições particulares, mas deve ser levado em conta na hora da tomada de decisão.

Algumas das universidades públicas oferecem bolsas para estudantes internacionais; outras, não. Fique de olho nesse detalhe para cortar um gasto no orçamento mensal!

Processo seletivo para estudar em Portugal

A Faculdade de Letras da Universidade do Porto é uma opção para brasileiros que querem estudar em Portugal
A Faculdade de Letras da Universidade do Porto é uma opção para brasileiros que querem estudar em Portugal. Créditos: Divulgação

A partir daqui, conto mais especificamente como foi o meu processo para vir estudar em Portugal. As informações que fornecerei daqui em diante podem variar de caso a caso, então, é sempre importante tirar as dúvidas com as autoridades competentes para garantir que tudo dê certo por aí também, ok?

Depois de pesquisar um bocado (não apenas em universidades de Portugal, mas do Brasil também), encontrei a linha de pesquisa que deu aquele quentinho no coração: Comunicação e Gestão de Indústrias Criativas, curso de Mestrado oferecido pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

O calendário acadêmico europeu funciona com uma lógica diferente da nossa, então, foi preciso ficar bem atenta às divulgações no site deles para não perder as datas importantes. Em geral, as candidaturas acontecem entre os meses de janeiro e março. Para facilitar a vida dos estudantes internacionais, esse prazo é inicialmente disponibilizado de forma exclusiva a este público, que precisa de um tempo maior para se regularizar e garantir que seja viável a realização do ciclo de estudos. 

A primeira dica que eu dou é: revire de cabo a rabo o site da sua faculdade. De imediato, percebi que os sites de instituições de ensino em Portugal não são tão intuitivos quanto os nossos, então é preciso fuçar mesmo para encontrar as informações buscadas. 

Meu curso faz parte da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (carinhosamente chamada de Flup), portanto, essa foi minha página mais acessada dos últimos tempos, sem exageros.

O processo seletivo em si foi bastante simples: criei um perfil temporário no site da faculdade para imputar meus dados pessoais e profissionais numa página específica para a candidatura. 

Ali, também era possível inserir, além dos documentos obrigatórios (foto do passaporte, currículo, diploma e histórico escolar etc.) outros documentos que eu julgasse importantes para a minha candidatura (portfólio, cartas de recomendação e intenção, e por aí vai). 

Dica 1: carregue preferencialmente arquivos em PDF. Em casos em que haja espaço para apenas um documento e você deseje/precise inserir mais de um – como acontece no campo Diploma + Histórico -, salve os dois no mesmo .pdf e mande brasa!

Dica 2: aproveite a chance de dizer o quanto você quer fazer parte do curso! Use o espaço destinado aos documentos extras para enviar uma bela carta de intenções e bote a emoção para falar!

Logo na inscrição já é necessário pagar uma taxa (na minha época, de 55 euros) para efetuar sua participação no processo seletivo. Isso pode ser feito via cartão de crédito, mas, no meu caso, foi feito via Correios, por meio de um Vale Postal (converse na sua faculdade para saber mais sobre as possibilidades!).

Aprovação e os próximos passos

Primeiro dia de aula na Universidade do Porto, em Portugal
Primeiro dia de aula na Universidade do Porto, em Portugal. Créditos: Roney Gonçalves

Logo depois do pagamento do emolumento inicial, sua candidatura muda de status e passa a estar válida. 

No meu caso, essa etapa única não foi suficiente. Alguns dias depois da inscrição, recebi um e-mail do diretor do curso com um pequeno questionário de perguntas sobre minha trajetória profissional, razões para desejar o curso e informações sobre o que eu gostaria de desenvolver como projeto (Aqui, o projeto de pesquisa não precisa estar pronto antes da entrada do aluno no curso. A ideia é que ele vá sendo desenvolvido/pensado conforme a evolução dos ciclos de estudo, o que nos ajuda a escolher um tema que se encaixe melhor nos nossos interesses, né?).

Mais algumas semanas à frente e, surpresa! Está lá o resultado, enviado por e-mail e divulgado no site do curso. Agora sim, é hora de respirar fundo, tomar fôlego e partir para a parte prática da coisa.

Visto para estudar em Portugal

Emissão de passaporte brasileiro pela Polícia Federal
Emissão de passaporte brasileiro pela Polícia Federal. Créditos: Agência Brasília / Fonte: Flickr

Uma das coisas que mais me trouxe dúvida e insegurança foi a obtenção do visto. Justo nesse ano, em abril, mudaram as regras do processo e, por isso, automaticamente, todos os textos e relatos que estavam disponíveis na rede sobre o tema se tornaram obsoletos

A partir dessa data, todo o trâmite para retirada do visto passou a ser feito por uma empresa terceirizada, a VFS Global, que seria a responsável por “intermediar” o contato entre o solicitante e o consulado. 

Entrou na jogada, então, um segundo site para revirar de ponta-cabeça. Também este não estava totalmente atualizado, e, por isso, me fiz valer novamente de um velho amigo que muito me auxiliou no contato com a faculdade: o e-mail! 

Acredito que, por tratarem de um volume muito grande de pedidos (em especial no período que antecede o início das aulas, já que só cresce o número de estudantes desejando uma experiência fora do país!), a periodicidade de retornos não era das melhores. De toda forma, se sua dúvida não foi respondida, envie novamente e não desista de tentar! 

O visto ao qual me apliquei foi o D4 – Residência para fins de estudos. No portal da VFS está disponível a documentação necessária para a obtenção da permissão (cada estado possui uma lista diferente, então, atente-se a isso antes de organizar sua papelada!) e algumas dúvidas frequentes que podem dar uma força. Também no site, está disponível o sistema de agendamento, que bomba e esgota suas datas bem rapidamente, então, o pulo do gato é tentar marcar seu horário tão logo conseguir obter da universidade os documentos que comprovem sua matrícula no curso. 

Uma das etapas é presencial, e exige o deslocamento até a capital onde fica a sede da VFS. A minha, no caso, foi em Belo Horizonte. Num bate-volta cheio de adrenalina e ansiedade, fomos, eu e meus pais (que fizeram questão de me acompanhar e dar uma força nessa etapa), entregar a documentação.

⚠️ Seguro viagem é obrigatório na Europa!

Todos os países-membros do Tratado de Schengen exigem seguro viagem. A opção mais vantajosa para intercambistas é o seguro internacional Mult Trip, válido por um ano inteiro. Com ele você gasta menos e não precisa fazer uma apólice diferente a cada vez que visitar um país.

Informe-se sobre o assunto no nosso post sobre seguro viagem anual.

Fazer cotação

Sobre a documentação para morar em Portugal

Morar em Portugal é o sonho de muitos brasileiros
Morar em Portugal é o sonho de muitos brasileiros. Créditos: Nathalia Segato / Fonte: Unsplash

Felizmente, minha ida à VFS correu tranquilamente. Os documentos (conferidos por mim antes alguns milhares de vezes) estavam todos corretos, e seguiram sem problemas para o consulado. No entanto, ao meu lado nos guichês, pessoas enfrentavam todo tipo de dificuldade: formulários desatualizados, declarações incompletas emitidas pela faculdade, documentos sem a devida autenticação (saiba mais sobre ela no Portal do Ministério Público de Portugal). 

Para evitar que isso aconteça e você perca a viagem, confira as orientações disponíveis no site e não deixe de tirar suas dúvidas antes de chegar ao local. 

Passagens aéreas para Portugal: quando comprar?

Avião sobrevoando Faro, em Portugal
Avião sobrevoando Faro, em Portugal. Créditos: Reiseuhu / Fonte: Unsplash

A espera pelo visto é a parte mais sofrida. Afirmo isso porque, além de reterem seu passaporte (que volta com um selo que atesta sua permissão para estudar em Portugal), nada é concreto o suficiente até que ele chegue às suas mãos. 

Uma das recomendações da empresa terceirizada para a emissão do visto é que você só compre sua passagem após a chegada do passaporte, via correios, à sua casa. Possivelmente isso é dito em razão dos atrasos que podem acontecer em períodos de grande movimentação e que podem ocasionar na perda dos bilhetes. 

No meu caso, esperei pela chegada do visto e, para minha alegria, ele estava em minhas mãos quase 15 dias antes do prazo final estipulado (60 dias). Assim, pude me organizar e, enfim, adquirir minhas passagens para começar a realizar esse sonho. 

Nosso voo levou cerca de 9h40 até Lisboa, onde fizemos uma conexão e seguimos, enfim, até o Porto. Se você quiser ou precisar pernoitar na cidade, aqui no Viajei Bonito tem um post com muitas informações úteis sobre onde se hospedar em Lisboa.

💡 Crie alertas de passagens aéreas!

Para quem quiser economizar uma boa quantia em passagens aéreas, recomendo criar um alerta no Kayak ou consultar a seção Quando Viajar da Viajanet.

Próximos passos

Chegada ao aeroporto de Lisboa, em Portugal
Chegada ao aeroporto de Lisboa, em Portugal. Créditos: Humphrey Muleba / Fonte: Unsplash

Se você acha que, após se matricular na universidade, conseguir o visto e comprar as passagens, já solucionou toda a burocracia envolvida no processo de estudar em Portugal, tenho uma notícia pra você: na verdade, isso tudo é só o começo!

Nos próximos posts, passamos à segunda fase dessa aventura: o que fazer quando se chega ao destino que, em breve, se tornará seu novo lar? 

Por enquanto, se ficou alguma dúvida sobre como se organizar para estudar em Portugal, estarei à disposição para responder nos comentários!

Leia mais sobre Portugal

Prepare-se para sua viagem

Conheça o tour de 7 dias começando em Marrakech e indo até o Deserto do Saara no sul do Marrocos! Nesta viagem você conhecerá também Ouarzazate, o Kasbah de Telouet, o Ksar UNESCO de Ait Benhaddou e o incrível Gorges du Todra. Clique aqui para maiores informações.

Em Porto, nossa sugestão de hospedagem é o OportoHouse (88, diárias a partir de R$191,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, casas e quartos no Airbnb ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Os países europeus exigem que os viajantes tenham contratado seguro viagem, geralmente com valores mínimos estabelecidos para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Leia também o que escrevemos sobre seguro viagem para a Europa. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 19/12/19 você pode usar o cupom FERIAS para garantir 15% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado! Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Viajar pela Europa de trem é uma experiência que serve bem a qualquer tipo de viajante, é fácil e em muitos casos mais barato até mesmo que os voos low cost. Você pode pesquisar preços para uma infinidade de destinos na Omio. Aprenda aqui a comprar passagens de trem na Europa pela internet.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Mini em Porto é de aproximadamente R$40,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada nos planos Dados Mundi e 4G Europa que saem a partir de R$216,46 e R$228,95 respectivamente. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Porto. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Porto, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak. Aprenda a criar um alerta de passagens aéreas em promoção.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

TransferWise é o serviço de transferência de moedas para dentro e para fora do Brasil que utilizamos sempre que precisamos efetuar ou receber pagamentos internacionais. De todos no mercado, ele é o que garante até o momento a taxa de câmbio mais próxima da conversão atual.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Em Porto, o almoço simples sai por volta de R$37,27, já o fast-food sairá por mais ou menos R$27,95. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$7,57. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$4,48, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$6,04 e o pint de cerveja R$9,32. Descubra quanto custa viajar para Porto.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Kinga Cichewicz / Fonte: Unsplash

Isabella Brando

Jornalista por paixão e curiosa por natureza, aposta na simplicidade para fazer grandes descobertas. Divide as horas do dia entre o trabalho, numa agência de comunicação, e constantes pesquisas sobre possíveis-próximos-destinos para desbravar.

Ver mais artigos de Isabella Brando

Créditos da imagem de capa: roya ann miller / Fonte: Unsplash. Imagem utilizada nas redes sociais: Daniel Seßler / Fonte: Unsplash.

Um comentário em “Estudar em Portugal 2020: guia atualizado com dicas que ninguém dá!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *