Onde ficar na Ilha de Marajó: Por que escolhi Salvaterra?

Escolher onde ficar na Ilha de Marajó não é uma tarefa trivial. A ilha – que na verdade é um arquipélago – possui 40.100 km² de extensão territorial, quase o mesmo tamanho de todo o estado do Rio de Janeiro e duas vezes o de Sergipe.

A área é distribuída em 12 municípios, sendo eles: Santa Cruz do Arari, Afuá, Anajás, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, São Sebastião da Boa Vista e Soure, mas apenas dois deles concentram os principais pontos turísticos: Soure e Salvaterra.

Neste artigo você verá o que ambos os municípios oferecem em termos de pontos turísticos e infraestrutura. Leia também o nosso guia completo da Ilha do Marajó para descobrir a melhor forma de chegar, quando ir, o que fazer e como se deslocar.

Tipos de hospedagens na Ilha de Marajó

Tipos de hospedagens na Ilha de Marajó
Tipos de hospedagens na Ilha de Marajó. Créditos: Gisele Rocha

Antes de dividir minha opinião sobre onde ficar na Ilha de Marajó, acho necessário explicar sobre cada tipo de hospedagem que a região oferece, assim você alinha suas expectativas com o orçamento que dispõe para a viagem.

Pousadas

Não espere por luxo e sofisticação nas pousadas da Ilha de Marajó. Os estabelecimentos são simples, geralmente administrados por famílias, e oferecem o básico. Em compensação, a hospitalidade é muito mais afetuosa que em qualquer hotel grã-fino em que porventura você já tenha se hospedado.

Hostels

Hostels podem ser uma boa alternativa para quem deseja economizar e não se importa com dividir o quarto com pessoas desconhecidas. Na Ilha do Marajó ainda não há muitas opções de albergues e as existentes são bastante simples, porém bem avaliadas por hóspedes anteriores. Ver as fotos de cada estabelecimento e ler os comentários no Booking é essencial para evitar frustrações.

Redários

Algumas pousadas e hostels possuem redários, opções ainda mais econômicas para quem procura onde ficar na Ilha de Marajó gastando pouco. Esses são espaços coletivos sem qualquer conforto, uma vez que as redes são penduradas em estruturas de madeira, sem ar-condicionado ou banheiro privativo.

Tenha em mente que você precisará levar sua própria rede e mosquiteiro. Evite os redários durante o verão amazônico, quando o calor extremo pode tornar a experiência um tanto traumática.

Casas de temporada

Aos poucos o Airbnb começa a ganhar adeptos na Ilha de Marajó. Já estão disponíveis chalés, quartos em casas de nativos ou até uma casa inteira para alugar. Fique atento à localização para ter certeza de que o imóvel escolhido está no centro de Soure ou Salvaterra.

Airbnb
giseler55
Cupom que dá direito a até R$200 para sua primeira viagem Ver todos os cupons Enviar por e-mail

Como utilizar este cupom
  1. Acesse o convite clicando aqui
  2. Cadastre-se na plataforma a partir do link
  3. Siga as instruções e restrições do convite presentes na página do Airbnb

Informe abaixo seu e-mail para receber este cupom em sua caixa postal. Ele não será armazenado, nem utilizado para enviar campanhas de marketing.

Onde ficar na Ilha de Marajó: Soure ou Salvaterra?

Soure e Salvaterra são os dois municípios que concentram os principais pontos turísticos e as melhores praias da Ilha de Marajó. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas antes de escolher onde ficar.

Soure

Soure é tida como a “capital da Ilha de Marajó”. Sua estrutura faz jus ao título, uma vez que o município possui um pequeno porto que o conecta à capital e a outras vilas da ilha, além de ter ruas pavimentadas, bons restaurantes de comidas regionais, pousadas aconchegantes, bancos e um bom número de mototaxistas à disposição dos visitantes.

A cidade apresenta um potencial ecoturístico notável, com praias de beleza exuberante, manguezais e fauna diversificada. As noites costumam ser animadas, com feirinhas, música e carimbó. Não há um lugar fixo para o agito acontecer, tente se informar com os mototaxistas ou com funcionários do seu hotel.

Vantagens:

  • Porto de lanchas expressas
  • Bons restaurantes
  • Pequeno comércio
  • Proximidade das praias mais visitadas da ilha, como a Praia do Pesqueiro e a Praia da Barra Velha.

Desvantagens: 

  • Preços mais altos
  • Hospedagens concorridas
  • Distância do porto de Camará e das ruínas jesuítas.

Onde ficar em Soure

A pousada O Canto do Francês é certamente a mais conhecida em Soure e em toda a Ilha de Marajó. Está um pouco afastada do centrinho, sendo uma boa opção para quem estiver de carro ou não se importar de pedalar alguns quarteirões. Os quartos são básicos, mas o atendimento é majestoso. Destaque para o café da manhã, preparado com muito capricho.

Hospedando-se no Casarão da Amazônia você terá a oportunidade de conhecer uma fazenda colonial restaurada e adaptada para oferecer aos hóspedes conforto e privacidade. É perfeita para os viajantes mais exigentes. Os quartos são equipados com ar-condicionado, TV de tela plana, frigobar, chuveiro elétrico (raridade na ilha) e colchões ortopédicos. Há piscina na área externa, o que também não é comum no Marajó.

Indo ao outro extremo, o Hostel Tucupi e perfeito para quem gosta de conhecer gente nova, se sente bem dividindo espaços pequenos e enxerga a beleza das coisas simples. Hóspedes anteriores disseram que foram bem acolhidos pelos anfitriões, que estavam sempre dispostos a compartilhar dicas de passeios e programações locais. O café da manhã também foi muito elogiado por oferecer alimentos regionais diversificados.Pesquise hospedagens em Soure

Salvaterra

Salvaterra é pitoresca, tranquila e transpira arte. Ao caminhar pelas ruas você verá inúmeras intervenções artísticas, como a de um orelhão que sem telefone deu espaço ao desenho de um búfalo, ou do bar de mentira improvisado com garrafas vazias e mesas de madeira (que têm até tomadas de verdade).

A estrutura é muito parecida com a de Soure: tem bons restaurantes, lojas de artesanatos, bancos, pousadas arrumadinhas, vida noturna animada, postos de mototáxi e dois pequenos portos para embarque e desembarque de passageiros. As praias daqui não são tão bonitas quanto às de Soure, mas há igarapés que proporcionam banhos revigorantes! Não deixe de visitar as ruínas da igreja construída pelos jesuítas no povoado de Joanes.

Vantagens:

  • Boa infraestrutura
  • Cidade mais bonita
  • Preços mais baixos
  • Proximidade das praias, igarapés e construções históricas

Desvantagens:

  • Distância das praias turísticas
  • Opções limitadas de restaurantes

Onde ficar em Salvaterra

A Pousada Boto foi a minha escolha de hospedagem na Ilha do Marajó. Fui atraída pelas fotos dos chalés decorados com arte marajoara e da área verde repleta de árvores frutíferas. O encantamento só aumentou quando cheguei ao lugar. Fui alocada em um chalé espaçoso, com cama confortável, frigobar, ar-condicionado, televisão e armário para acomodar minhas coisas. Tudo perfeito! O café da manhã também não deixa a desejar!

Já a Pousada Bosque dos Aruãs apresenta instalações mais modestas, mas com a vantagem de estar a poucos passos da praia. Os chalés são de madeira, equipados com televisão, frigobar, ar-condicionado e banheiros privativos. Alguns oferecem vista para a Baía de Marajó.

Por fim, o Marajó Hostel é uma opção de hospedagem barata na Ilha do Marajó que oferece toda estrutura básica para os viajantes menos exigentes. A localização é ótima, próxima ao Porto da Prainha, de onde sai um dos barcos que leva a Soure. Tem piscina, área de convivência e jardim. Os dormitórios são mistos e comportam até seis pessoas.

Pesquise hospedagens em Salvaterra

Por que escolhi Salvaterra?

Todos os sites e fóruns de viajantes que consultei antes de viajar indicavam Soure como o melhor lugar para ficar na Ilha de Marajó. Curiosamente, a grande maioria se hospedou no O Canto do Francês. Parece que um seguiu a dica do outro e ficou estabelecido que esse é o melhor caminho a seguir.

Eu gosto de ir no contrafluxo para trazer a vocês, meus amados leitores, uma nova perspectiva sobre os lugares. Às vezes dá certo, em outras passo por alguns perrengues, mas no fim das contas o que vale são as experiências que eu vivo e compartilho com vocês.

Dessa vez eu me dei bem! Escolhi Salvaterra e não me arrependo! A cidade é encantadora, agradável para caminhar, com espaços frequentados por moradores locais, sem exploração turística. Fiquei na Pousada Boto que, como eu disse, é encantadora.

Troquei as fazendas que exploram animais por passeios em meio à natureza. Visitei as praias da Água Boa, Jubim e Pescador, que são pouco conhecidas. Além de fazer um passeio guiado pelas ruínas históricas de Joanes, que se prorrogou para igarapés próximos.

Como se deslocar entre Soure e Salvaterra

Popopô, transporte entre Salvaterra e Soure, na Ilha de Marajó
Popopô, transporte entre Salvaterra e Soure, na Ilha de Marajó. Créditos: Gisele Rocha

Independentemente de qual seja a sua escolha de onde ficar na Ilha de Marajó, mais cedo ou mais tarde você vai precisar fazer a travessia entre Soure e Salvaterra e vice-versa.

Atualmente existem três opções de deslocamento. Os preços foram apurados em setembro de 2019.

Transporte Preço Tempo
Balsa grátis 20 min
Rabeta R$ 2,50 10 min
Popopô R$ 4 25 min

Atenção! Em Salvaterra, os embarques e desembarques do popopô acontecem no porto da Prainha, no centro da cidade, próximo à Igreja de Nossa Senhora das Dores. Embora o bilhete seja mais caro que o da rabeta, no fim das contas o custo é menor, uma vez que o outro porto é mais distante e para chegar até ele a corrida de mototáxi sai a R$ 7.

Como se deslocar dentro da Ilha de Marajó

A forma mais fácil de se deslocar na Ilha de Marajó é alugando um carro. Mas também existe a possibilidade de alugar bicicletas a R$ 15 por dia ou usar os serviços dos mototaxistas da região. Consulte aqui os preços das corridas.

Mototáxi na Ilha de Marajó, Pará
Mototáxi na Ilha de Marajó, Pará. Créditos: Gisele Rocha

Seguro viagem para a Ilha de Marajó

A situação da saúde pública na Ilha do Marajó é calamitosa. As filas nos postos de saúde são gigantescas, não há médicos e remédios suficientes para a população local, quem dirá para visitantes. Uma simples diarreia, uma torção ou ferroada de arraias sem atendimento corretos podem arruinar toda a viagem.

É por isso que recomendo a todos viajantes que façam o seguro viagem nacional. Ele custa apenas R$3,57 por dia e oferece transfer para clínicas particulares credenciadas, atendimento odontológico e reembolso de gastos com remédios prescritos após a consulta. Também oferece cobertura para bagagens extraviadas ou danificadas, bem como reembolso de despesas causadas por atraso ou cancelamento de voo.

Faça uma simulação e uso os nossos cupons para pagar ainda menos!

Seguros Promo
VIAJEIBONITO5
Cupom que dá direito a 5% de desconto Ver todos os cupons Enviar por e-mail

Como utilizar este cupom
  1. Acesse a página da Seguros Promo
  2. Preencha as datas de sua viagem e escolha um destino
  3. Selecione a apólice
  4. Utilize o cupom na etapa de pagamento

Informe abaixo seu e-mail para receber este cupom em sua caixa postal. Ele não será armazenado, nem utilizado para enviar campanhas de marketing.
Real Seguro Viagem
PROMO10
Cupom que dá direito a 10% de desconto Ver todos os cupons Enviar por e-mail

Como utilizar este cupom
  1. Basta utilizar este link
  2. No momento da conclusão da compra, o valor do desconto será automaticamente aplicado ao total

Informe abaixo seu e-mail para receber este cupom em sua caixa postal. Ele não será armazenado, nem utilizado para enviar campanhas de marketing.

Leia mais sobre Alter do Chão e o Pará

Onde ficar na Ilha de Marajó: Por que escolhi Salvaterra?

Prepare-se para viajar

Use o cupom CLIENTE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus, a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

2 pensou em “Onde ficar na Ilha de Marajó: Por que escolhi Salvaterra?

  1. Taí Gisele, gostei da forma como vc descreve suas experiências em viagens. Você consegue criar um clima que desperta o interesse do leitor. Bem legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo