Localizada em uma área remota da Costa Verde, no sul estado do Rio de Janeiro, o grande atrativo da Praia do Sono é sua calmaria, com mar de cor vibrante, margeado por areia fina e vegetação nativa que formam um cenário digno de filme.

Dizem que a praia tem esse nome porque as altas montanhas ao seu redor fazem o sol nascer mais tarde e se pôr mais cedo, dando à noite um período mais longo. Essa explicação faz todo sentido!

Mas levante-se! Há muito o que fazer na Praia do Sono! Neste guia apresentamos algumas praias e cachoeiras imperdíveis, acompanhadas de dicas de segurança para desbravá-las de maneira responsável. Vamos nessa?

Para ler em seguida

Onde fica a Praia do Sono

A Praia do Sono fica no sul do estado do Rio de Janeiro, mais precisamente a 270 km de distância da capital. Faz parte da vila de Trindade, que por sua vez pertence à Paraty, cidade que está a 30 km do Sono e serve como base para os viajantes que procuram melhor infraestrutura.

Este doce refúgio integra a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu, unidades de conservação ligada ao ICMBio que trabalham para equilibrar a integração do ser humano com a natureza. 

A melhor época para ir à Praia do Sono

A melhor época para ir à Praia do Sono é durante os meses de inverno
A melhor época para ir à Praia do Sono é durante os meses de inverno. Créditos: Gisele Rocha

A Praia do Sono apresenta clima tropical úmido, caracterizado por verão chuvoso e inverno seco. A temperatura média no verão é de 26°C, enquanto no inverno a média oscila entre 18°C e 20°C. 

Sendo assim, a melhor época para ir à Praia do Sono é justamente no inverno, entre junho e setembro, quando as temperaturas estão mais amenas e chove menos, criando assim condições favoráveis para percorrer as trilhas da reserva, que ficam escorregadias e lamacentas no período chuvoso. 

A pior época para ir à Praia do Sono é durante o Réveillon, pois é alta temporada e a área fica superlotada, o abastecimento de água não é suficiente para o contingente de turistas que chegam ao local e o fornecimento de energia é frequentemente interrompido pela sobrecarga de uso.

A situação é ainda pior do que a que relatei sobre Trindade! Imagine um vilarejo que normalmente tem 300 habitantes fixos recebendo mais de 10 mil turistas de uma hora para a outra. Não há espaço e nem comida para todos! A fila da van que leva ao barco se estende por vários quilômetros, com tempo de espera ultrapassando 6 horas! Há fila para usar o banheiro, cozinhar no camping e até para usar tomadas para carregar dispositivos eletrônicos. 

Se você busca tranquilidade e imersão na natureza, é melhor programar a sua viagem para a Praia do Sono em outra época.

Como chegar à Praia do Sono

Descubra como chegar à Praia do Sono, em Paraty
Descubra como chegar à Praia do Sono, em Paraty. Créditos: Gisele Rocha

De carro

Se você resolveu alugar um carro ou veio com o seu próprio veículo, saia de Paraty pela BR-101 seguindo as placas que levam à Trindade.

Depois de percorrer aproximadamente 16 km na BR-101, você chegará à rotatória que antecede a Estrada de Trindade. Vire à esquerda para entrar nela e continue até a próxima bifurcação, onde novamente você deve entrar à esquerda.

Observe as placas que apontam para a Vila Oratório e Condomínio das Laranjeiras. Você encontrará estacionamentos pelo caminho que cobram diárias entre R$ 20 e R$ 25 (preços de agosto/2019), mas moradores locais oferecem vagas a partir de R$ 15, vale a pena negociar.

Tempo de deslocamento: 35 minutos.
Preço: estacionamento de R$ 15 a R$ 25 por dia. (agosto/2019)

De ônibus

Ir de ônibus para a Praia do Sono é muito fácil! Você entrará na linha Vila Oratório, número 1040 (consulte horário abaixo) e pedirá ao trocador para informá-lo onde descer para fazer a trilha ou pegar a van que leva ao barco. 

Aqui perto é possível encontrar lojas e mercadinhos que vendem águas e quitutes. Se você não veio munido de alimentos para a trilha, essa é a sua última chance antes de chegar à praia.

Tempo de deslocamento: 40 minutos.
Preço: R$ 5. (agosto/2019)

Horários de ônibus Paraty x Vila Oratório (Praia do Sono)
Horários de ônibus Paraty x Vila Oratório (Praia do Sono). Créditos: Colitur

⚠️ ATENÇÃO! A partir deste ponto você precisará se decidir quanto a ir de barco ou de trilha. Leia os detalhes sobre cada opção.

Por trilha

Eu não fiz a trilha para a Praia do Sono e não posso falar sobre ela com conhecimento de causa, mas troquei ideia com quem fez e todos me disseram que a trilha não é difícil, porém é feita de subidas e descidas, não sendo indicada para quem viaja com bagagem pesada ou crianças de colo.

Disseram também que a trilha é bem demarcada e tem sinalização indicando o caminho. Por se tratar de trilha de terra, ela pode ficar escorregadia em períodos chuvosos, então esqueça o chinelo e calce uma bota apropriada.

Distância: 3 km
Nível: moderado
Tempo de deslocamento: de 45 minutos a 1h20.
Preço: entrada gratuita

De barco

Uma vez que comecei o passeio tarde, por volta das 11h da manhã, escolhi seguir para a Praia do Sono de barco para ganhar tempo. A van fica esperando na parada de ônibus e nos leva gratuitamente até o deque pertencente ao luxuoso Condomínio Laranjeiras.

Eram cinco pessoas a bordo, contando com o barqueiro. Cada passageiro pode levar apenas uma mochila de mão, o restante é cobrado à parte. Colocamos os coletes salva-vidas e cruzamos paisagens deslumbrantes. 

Se você pretende voltar de barco, combine com o barqueiro um horário e negocie o valor. O serviço não funciona 24 horas por dia.

Tempo de deslocamento: 5 minutos de van + 10 minutos de barco.
Horário de funcionamento: das 8h às 18h, indo até às 19h durante o verão.
Preço: R$ 35 ida e R$ 70 ida e volta. Chorei um desconto e paguei R$ 60. (agosto/2019)

Hospedagem e camping na Praia do Sono

Por se tratar de uma área de proteção ambiental, não é permitido acampar em qualquer lugar, é necessário escolher um camping na Praia do Sono que seja credenciado. Para aqueles que buscam um pouco mais de conforto e privacidade, a melhor opção é se hospedar em casas de temporada

Quanto às hospedagens na Praia do Sono, estas podem ser reservadas através da internet.

💡 Se estiver planejando ficar na Praia do Sono durante a alta temporada, é recomendável reservar hospedagem com antecedência para garantir um lugar para dormir. A vila é pequena e os espaços são limitados.

Praia do Sono: o que fazer

A Praia do Sono é a de maior extensão entre as praias da Reserva Ecológica Estadual da Juatinga. Suas águas translúcidas e areias finas são um convite ao descanso. Melhor ainda se você tiver a sorte de conseguir se acomodar na sombra de uma amendoeira!

Este também é o lar da maior comunidade caiçara da região, um grupo de rica cultura formado a partir da miscigenação entre índios, brancos e negros. Atualmente, os caiçaras que habitam a reserva vivem da pesca, do artesanato e principalmente do ecoturismo, seja atuando como guias, barqueiros ou alugando suas casas para os visitantes.

Daqui partem trilhas para praias paradisíacas e cachoeiras deliciosas. Continue lendo para ter mais informações. 

Antigos

A trilha para a Praia de Antigos tem início no lado esquerdo da Praia do Sono e à primeira vista espanta pela escadaria íngreme e cansativa. Já foi pior, até pouco tempo atrás esses degraus nem existiam. A primeira recompensa vem com o mirante no topo do morro, com uma vista panorâmica da baía.

Aprecie a vista, hidrate-se e recupere o fôlego. O pior já passou! 

Vista do mirante da trilha da Praia do Sono
Vista do mirante da trilha da Praia do Sono. Créditos: Gisele Rocha

Ao todo, a trilha tem 600 metros e pode ser tranquilamente percorrida em 25 minutos, já contando a pausa no mirante. Chegando à Praia de Antigos a primeira vista que se tem é de uma placa informando que é proibido acampar aqui e outra avisando sobre o perigo de correntezas.

No dia em que estive na Praia de Antigos o mar estava mais tranquilo e mesmo não sabendo nadar eu me senti segura para entrar. Banho de mar mais que merecido!

Antiguinhos

Após percorrermos 150 metros de trilha que perpassa a Mata Atlântica, chegamos à praia de Antiguinhos, uma cópia perfeita da praia de Antigos, porém em menor escala e ainda mais deserta. 

Aqui o mar estava mais agitado e então preferi ficar de fora apenas admirando a beleza da paisagem. Não há salva-vidas em nenhuma das praias da reserva, é melhor não abusar da sorte.

Sol e mar na praia de Antiguinhos, Paraty, Rio de Janeiro
Sol e mar na praia de Antiguinhos, Paraty, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Cachoeira das Galhetas

A foto capturada sob a sombra de um fim de tarde não reproduz com exatidão a cristalinidade das águas da Cachoeira das Galhetas, com duas pequenas quedas que funcionam como hidromassagens naturais e um poço perfeito para um banho energizante.

A trilha de Antiguinhos para a Cachoeira das Galhetas é de nível moderado, com subidas cansativas e descidas bruscas. Faça no seu ritmo, pare o tempo que for necessário para tomar fôlego e siga em frente. Eu demorei aproximadamente 40 minutos porque sou sedentária e não havia me alimentado direito, acabei ficando fraca. 

Não cometa o mesmo erro e leve alimentos que deem energia, como amendoins, castanhas, grão de bico torrado e até um sanduíche. Se eu tivesse sido mais esperta, teria passado no Subway de Paraty antes de embarcar para a Praia do Sono, mas fiquei à base de barrinhas de cereais e biscoitinhos de arroz. Dei mole!

Veja outras sugestões de lanches práticos para mochileiros e prepare o seu antes de se aventurar pelas trilhas da Praia do Sono.

Praia da Ponta Negra

Caminhando por mais 800 metros chegamos à Praia da Ponta Negra, outra vila de pescadores caiçaras, ainda mais remota que a da Praia do Sono. É o lugar ideal para quem procura um refúgio com clima de paraíso perdido, longe de aglomerações.

Chegando aqui você tem três opções: 

  1. Voltar para a Praia do Sono pela mesma trilha (o que não considero prudente perto do anoitecer). 
  2. Pegar um barco no valor de R$ 35 para a Praia do Sono ou para o Condomínio das Laranjeiras.
  3. Pernoitar na Praia da Ponta Negra e partir para a Cachoeira do Saco Bravo na manhã seguinte.

Se você escolheu a terceira opção, pode reservar hospedagem com antecedência através do Booking ou pelo Airbnb.

Cachoeira do Saco Bravo

A minha maior frustração dessa viagem a Paraty foi não ter conseguido ir à Cachoeira do Saco Bravo, uma bela piscina natural banhada por uma fina queda d’água a poucos metros do mar. Me falaram que o início na trilha é muito puxado, mas depois de ter subido e descido 16 km na trilha da Janela do Céu, no Parque Estadual do Ibitipoca, nada me abala.

O que faltou foi tempo, só de caminhada são aproximadamente 5 horas, 2 horas e meia para ir e outras 2 horas e meia para voltar. Fora o tempo que se gasta lá. 

Para quem se interessar, o Rafael do blog Seu Mochilão escreveu um relato detalhado com informações preciosas sobre a trilha e cachoeira. Leia o post completo “Saco Bravo: uma piscina natural na Juatinga“.

Cachoeira do Saco Bravo, Paraty
Cachoeira do Saco Bravo, Paraty. Créditos: Daniela Lopes Segadilha / Fonte: Wikimedia Commons

Poço do Jacaré

Por fim (mas poderia ter sido no começo), se você tiver tempo sobrando na Praia do Sono, não deixe de dar um mergulho no Poço do Jacaré, uma deliciosa piscina de águas translúcidas acessível através de uma curta caminhada que parte ao lado da igreja do povoado.

Bônus: Praia das Laranjeiras

Ninguém contesta a ideia de que a Praia do Sono é um doce paraíso, mas existe uma praia tão bonita quanto ela ali nas redondezas que pouca gente conhece: a Praia das Laranjeiras, que fica ao lado do condomínio de mesmo nome. Para chegar até ela é preciso pegar uma trilha suave que começa ao lado da portaria e tem duração de aproximada de 20 minutos. 

O caminho é bem sinalizado, com placas informando quantos metros faltam para chegar à praia ou à portaria. Possui degraus e corrimãos para facilitar a caminhada. Tenha em mente que lá não há banheiro e nem quiosques para comprar comida. Leve tudo o que precisar e desfrute desse paraíso imaculado em plena  Reserva Ecológica da Juatinga.

🗺️ Outras opções de passeios em Paraty.

Além de conhecer a Praia do Sono, você pode se interessar por outros passeios em Paraty. Nós recomendamos o tour guiado no Centro Histórico, o passeio de barco e o Jeep Tour nas cachoeiras e alambiques da cidade.

Dicas essenciais sobre a Praia do Sono

  • Sinal de celular e conexão 3G são praticamente inexistentes. Às vezes no meio das trilhas chegavam mensagens acumuladas, mas não conte com internet. É tempo de se desligar!
  • O índice pluviométrico é mais alto no verão, mas também chove no inverno. Pense nisso quando for acampar e leve equipamentos apropriados.
  • Não há caixas eletrônicos nas redondezas e pela falta de conexão, não dá para contar com cartões de crédito e débito. Os bancos mais próximos ficam em Paraty, é lá que você deverá sacar a quantia necessária para os seus dias de descanso na Praia do Sono.
  • Durante os feriados nacionais a praia fica superlotada. Se você não pode ir em outra data, ao menos reserve hospedagem com antecedência para não correr o risco de ficar desabrigado.
  • Pode haver queda de luz e rompimento no abastecimento de água durante os períodos mais movimentados. Previna-se levando bebidas e lanches que não precisem de refrigeração.
  • Na baixa temporada as trilhas de Antigos, Antiguinhos, Cachoeira das Galhetas e Praia da Ponta Negra ficam desertas. Por mais que o percurso seja bem sinalizado, não recomendo que ninguém o faça desacompanhado. Você corre o risco de se perder, virar o pé ou se deparar com pessoas mal-intencionadas pelo caminho. Mulherada, escolha a dedo quem lhe fará companhia.
  • Não deixe produtos de valor no carro e nem em sua barraca. A Praia do Sono é um lugar seguro, com moradores cordiais, mas recebe gente do mundo inteiro e nem todo mundo que visita um lugar roots é good vibes

Seguro viagem para a Praia do Sono

Se a cobertura do seu plano de saúde não abrange todo o território brasileiro, pense com carinho na possibilidade de contratar um seguro viagem, que no plano nacional custa apenas R$3,57 por dia.

Digo isso porque algumas trilha são escorregadias e as condições dos hospitais públicos não são favoráveis a atendimentos de emergência. Como contei em outras ocasiões, um colega nosso torceu o pé em uma trilha de Trindade e precisou ser resgatado de barco em pleno feriado de Carnaval! O seguro o salvou!

Seguros Promo
VIAJEIBONITO5

Cupom que dá direito a 5% de desconto

Ver todos os cupons

Como utilizar este cupom

  1. Acesse a página da Seguros Promo
  2. Preencha as datas de sua viagem e escolha um destino
  3. Selecione a apólice
  4. Utilize o cupom na etapa de pagamento
Seguros Promo
BLACK

Cupom que dá direito a 15% de desconto

Ver todos os cupons

Cupom temporário válido entre 05/11/2019 e 21/11/2019

Os passos são os mesmos do nosso cupom

Leia mais sobre Paraty

Prepare-se para sua viagem

Em Paraty, nossa sugestão de hospedagem é o Che Lagarto Hostel Paraty. Já em Rio de Janeiro, recomendamos o Hoshtel (94, diárias a partir de R$85,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, casas e quartos no Airbnb ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 21/11/19 você pode usar o cupom BLACK para garantir 15% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado! Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Rio de Janeiro é de aproximadamente R$55,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Tem cupom de desconto rolando! Até o dia 30/11/2019 você garante 5% de desconto ao utilizar o cupom ESQUENTA5OFF (confira as condições aqui). Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Rio de Janeiro. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Rio de Janeiro, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak. Aprenda a criar um alerta de passagens aéreas em promoção.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

A ClickBus é uma plataforma para compra de passagens de ônibus no Brasil indicada pela ampla quantidade de itinerários. Utilize o cupom ABUS5 para garantir 5% em sua compra.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

No Rio de Janeiro, o almoço simples sai por volta de R$30,00, já o fast-food sairá por mais ou menos R$25,25. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$6,79. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$3,40, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$5,37 e o pint de cerveja R$8,00. Descubra quanto custa viajar para Rio de Janeiro.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

10 comentários em “Praia do Sono sem estresse: o que fazer, como chegar e onde ficar”

  1. Um super paraíso! Deve ser maravilhoso esse lugar (na verdade pelas fotos dá pra ver bem que é). Parabéns pela matéria e obrigado pelas dicas, espero conhecer em breve

  2. Que linda é a praia do sonho! quero demais conhecer Paraty e explorar todas as belezas naturais dos seus arredores… Não sou muito de camping, mas num paraíso desse eu encararia uma noite!

  3. Um verdadeiro paraíso e com uma boa estrutura para se ter o minimo de conforto! Adorei! Já sabia da existência da Praia do Sono pois meu sobrinho foi algumas vezes. Quem sabe na próxima vez que foir ao Brasil não dou uma fugidinha pra lá?

  4. êta RJ que dá espetáculo de lindeza né não?! Quero muito conhecer essa região de Trindade, ainda não tive oportunidade, mas com o tempo a gente vai conquistando o planeta hehehe abração!

  5. O nome é bem interessante… mas a praia é ainda mais LINDA!! Paraty está em primeiro lugar na minha wish-list de destinos no Brasil. A ver se é em 2018… este post deixou-me ainda mais tentado…

  6. Que praia linda! Deve ser mágico visitar um paraíso desses e ficar assim tão pertinho do mar. Não tinha ideia que ficava tão perto de Paraty. Amo esse lugar. Já anotei a dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *