Suriname: o país que você vai querer conhecer agora

Dentre tantos países maravilhosos, amplamente difundidos através de revistas, blogs, fotos e campanhas publicitárias, acho que você nunca cogitou ir ao Suriname, estou certa? O que você sabe sobre ele? Nada??

Então você está prestes a conhecer um país com inúmeras belezas naturais, povo acolhedor, multicultural, ainda pouco explorado pelo turismo, sendo possível viajar sem gastar fortunas.

Para início de conversa, nem tente enrolar um portunhol, no Suriname o idioma oficial é o holandês, mas as pessoas falam inglês fluentemente, graças à educação gratuita em escolas de período integral.

Até meados de 1863, os colonizadores holandeses utilizavam mão-de-obra escrava africana. Com a abolição da escravatura, começaram a chegar trabalhadores contratados da Indonésia, China e Índia. O país foi colônia da Holanda até 1975 e hoje pessoas de diversas etnias dividem o mesmo espaço praticando o respeito mútuo.

A capital, Paramaribo, é marcada pela presença de vários povos: indígenas, asiáticos e descendentes de europeus. Essa diversidade se manifesta na arquitetura, na culinária e no folclore surinameses. A partir da capital, faça um bate-e-volta a Braamspunt, onde é possível ver de perto tartarugas, golfinhos e inúmeras espécies de aves. Não deixe de visitar também a pequena cidade de Albina, onde é possível fazer um relaxante passeio de canoa pelo rio, enquanto aprecia a mata e os animais silvestres.

⚠️ Lembre-se do Seguro viagem!

Contratar um Seguro Viagem é uma etapa extremamente importante em qualquer viagem. Esteja protegido de qualquer imprevisto, como extravio de bagagens, problemas de saúde ou pequenos acidentes.

Por um valor diário bem baixo, você estará seguro e poderá aproveitar sua viagem com mais conforto e menos preocupações. A contratação é extremamente simples, veja aqui o nosso passo-a-passo.

Fazer cotação

Chega de conversa! Confira com os seus próprios olhos o que você está perdendo:

Andar sem formalidades e interagir com a natureza no Suriname.

Andar sem formalidades e interagir com a natureza. Créditos: jairvanbrussel / Fonte: Instagram

Arte urbana em Paramaribo, capital do Suriname.

Ver de perto a criatividade dos artistas urbanos em Paramaribo, capital do Suriname. Créditos: ontdeksuriname / Fonte: Instagram

Admirar a visa no alto da Ponte Jules Wijdenbosch, em Paramaribo, Suriname.

Admirar a visa no alto da Ponte Jules Wijdenbosch, em Paramaribo, Suriname. Créditos: kmmamadeus / Fonte: Instagram

Forte Zeelandia, uma relíquia de era colonial.

Forte Zeelandia, uma relíquia de era colonial. Créditos: travelguianas / Fonte: Instagram

Visitar o Surinaams Museum para aprender sobre a história do país.

Visitar o Surinaams Museum para aprender sobre a história do país. Créditos: clickroge / Fonte: Instagram

Passar pelas casas de madeira em estilo europeu, herança da colonização holandesa.

Passar pelas casas de madeira em estilo europeu, herança da colonização holandesa. Créditos: zinna26 / Fonte: Instagram

Se alimentar de frutas frescas no Suriname.

Se alimentar de frutas frescas no Suriname. Créditos: kyle.smithers / Fonte: Instagram

Comer saudável e barato no Suriname.

Comer saudável e barato. Créditos: thatboyivey / Fonte: Instagram

Fazer passeios de barco.

Fazer passeios de barco. Créditos: clovis26 / Fonte: Instagram

Observar as mais diversas paisagens.

Observar as mais diversas paisagens. Créditos: robertojacketie / Fonte: Instagram

Avistar os passarinho no Palm Garden Paramaribo, Suriname.

Avistar os passarinho no Palm Garden Paramaribo, Suriname. Créditos: ontdeksuriname / Fonte: Instagram

Ver várias espécies em seus habitats naturais.

Ver várias espécies em seus habitats naturais. Créditos: surinamevakantiehuisje / Fonte: Instagram

Assistir ao voo dos flamingos em Nickerie, no Suriname.

Assistir ao voo dos flamingos em Nickerie, no Suriname. Créditos: tessaklein1994 / Fonte: Instagram

Observar os macacos capuchinhos brincando nas árvores do Suriname.

Observar os macacos sapajus brincando nas árvores. Créditos: liselotlangephotography / Fonte: Instagram

Observar golfinhos no Rio Commewijne.

Observar golfinhos no Rio Commewijne. Créditos: karamaliraul / Fonte: Instagram

Acompanhar os nativos na pesca e na caça, em Sipaliwini, Suriname.

Acompanhar os nativos na pesca e na caça, em Sipaliwini, Suriname. Créditos: thijsvanluijk / Fonte: Instagram

Cultivo de arroz no Suriname.

Cultivo de arroz é comum no país. Créditos: fabian_vas / Fonte: Instagram

Mais de 90% do território do Suriname é coberto pela Floresta Amazônica.

Mais de 90% do território do Suriname é coberto pela Floresta Amazônica. Créditos: fabian_vas / Fonte: Instagram

Contemplar os fenômenos da natureza.

Contemplar os fenômenos da natureza. Créditos: aarti_xBerg / Fonte: Instagram

Descansar no balanço de uma rede em meio à natureza, no Suriname.

Descansar no balanço de uma rede em meio à natureza. Créditos: femke_alsemgeest / Fonte: Instagram

Contemplar o anoitecer em Braamspunt, no Suriname. Reduto de tartarugas, golfinhos e várias espécies de aves.

Contemplar o anoitecer em Braamspunt, no Suriname. Reduto de tartarugas, golfinhos e várias espécies de aves. Créditos: fadielrashad7 / Fonte: Instagram

Assistir ao pôr do sol na praia de Corantijn, no Suriname.

Assistir ao pôr do sol na praia de Corantijn, no Suriname. Créditos: anoesepoesje / Fonte: Instagram

Ficar em uma casinha no meio do mato.

Ficar em uma casinha no meio do mato. Créditos: surinamevakantiehuisje / Fonte: Instagram

Atravessar de barco até a cidade de St. Laurent, na Guiana Francesa.

Atravessar de barco até a cidade de St. Laurent, na Guiana Francesa. Créditos: prishella / Fonte: Instagram

O que você acha de conhecer Juliana top? Não, não é uma modelo. É a montanha mais alta no Suriname, com 1280 metros de altitude.

Juliana Top, a montanha mais alta do Suriname.

Juliana Top, a montanha mais alta do Suriname. Créditos: Kathy Defino

Em qual outro país você consegue ver várias religiões vivendo de forma harmônica?

Catedral de São Pedro e São Paulo, em Paramaribo, capital do Suriname.

Catedral de São Pedro e São Paulo, em Paramaribo, capital do Suriname. Créditos: savnthecity / Fonte: Instagram

Interior da Basílica de São Pedro e São Paulo, em Paramaribo, Suriname. Toda feita em madeira.

Interior da Basílica de São Pedro e São Paulo, em Paramaribo, Suriname. Toda feita em madeira. Créditos: ytnunez / Fonte: Instagram

Neveh Shalom Synagog, em Paramaribo, Suriname.

Neveh Shalom Synagog, em Paramaribo, Suriname. Créditos: horn207 / Fonte: Instagram

Mesquita Keizerstraat em Paramaribo, no Suriname.

Mesquita Keizerstraat em Paramaribo, no Suriname. Créditos: jenrheaume / Fonte: Instagram

A pequena mesquita verde, em Paramaribo, Suriname.

A pequena mesquita verde, em Paramaribo. Créditos: alexomayo / Fonte: Instagram

Templo Hindu Weg naar Zee.

Templo Hindu Weg naar Zee. Créditos: johannajosten / Fonte: Instagram

Tem como não amar?

Supreenda-se com as maravilhas do Suriname.

Supreenda-se com as maravilhas do Suriname. Créditos: zinna26 / Fonte: Instagram

Não se esqueça de levar o Certificado Internacional de Vacinação.

Onde se hospedar em Paramaribo

Uma boa dica de hotel em Paramaribo é o Q-Inn Boutique Hotel. O local fica a 1.7km do Mercado Central e dispõe de wi-fi gratuito e estacionamento privativo. O aluguel de bicicleta e de carro está disponível neste hotel, já que a área é famosa pelo ciclismo. O buffet de café da manhã é servido diariamente. Com tarifas um pouco mais baixas, a pousada Guesthouse De Kleine Historie é uma opção interessante visando o custo-benefício. Está a menos de 10 minutos a pé do Mercado Central e também dispõe de wi-fi gratuito. O banheiro é compartilhado. Caso seja necessário, a equipe da pousada pode organizar o translado para o aeroporto.

Suriname: o país que você vai querer conhecer agora

Prepare-se para viajar

Use o cupom SAUDE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom MULHER50 e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

4 pensou em “Suriname: o país que você vai querer conhecer agora

  1. Adorei essa dica! Quando fui pra Amsterdã comi comida de um takeaway do Suriname. Lá tem muita gente do Suriname justamente por conta do país ter sido colônia da Holanda e ó… a comida é uma delícia! Um pouco oleosa, mas super saborosa. Já seria um grande incentivo pra mim visitar o país! hahaha

    1. Adoro experimentar pratos típicos de outros países. Acho que até hoje só não me dei bem com os da Índia. Muito picantes!!
      Sobre as Guianas (a Britânica, a Holandesa e a Francesa), são poucos exploradas turisticamente, Isso por um lado é ótimo, pois as coisas não são tão caras, mas pra quem tá acostumado a fazer passeios por pacote, fica mais difícil. Eu sigo mais o estilo desbravador, então tô doida pra ir!
      Obrigada pelo seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo