3 roteiros para road trips em Minas Gerais

Minas Gerais é um prato cheio para quem é apaixonado por viajar de carro. Os roteiros são infinitos e a variedade de paisagens é enorme. Há muitos lugares fantásticos para conhecer e nem mesmo a mais esburacada estrada de chão consegue ofuscar o prazer que é dirigir por seus caminhos.

O Viajei Bonito juntamente à Delta Fiat Juiz de Fora montou três roteiros de road trips em Minas Gerais para você pegar o carro e fugir do tumulto que acompanha o Carnaval. Selecionamos cidades em que você poderá descansar, curtir o aconchego de pousadas, cachoeiras, serras e tudo o que a atmosfera mineira tem a oferecer.

Então se liga nos itinerários exclusivos que criamos para você! Escolha o que mais tem a ver com o seu estilo e da sua família e boa viagem!

Roteiro 1 – Road trip pelo Circuito das Águas

Dia 1 – São Lourenço e Soledade de Minas

O Circuito das Águas de Minas Gerais abrange onze cidades em meio à Serra da Mantiqueira, compondo um dos circuitos turísticos mais interessantes do sul do estado. Conhecido pelas relaxantes estâncias hidrominerais, este roteiro oferece opções de lazer para todas as idades.

Escolhemos São Lourenço como a cidade-base para este passeio por ela apresentar melhor infraestrutura turística (veja algumas sugestões de hospedagens). Aqui começa a nossa road trip pelo Sul de Minas.

Aproveite o primeiro dia para conhecer o Parque das Águas, um complexo com área estimada em 430.000 m² que abriga nove fontes de águas minerais, cada uma com suas propriedades terapêuticas que curam problemas respiratórios, digestivos, alergias, infecções e até quadros de depressão e estresse.

Ainda dentro do balneário você encontra spa com ofurô, massagens relaxantes, além de tratamentos para a pele e para o corpo. Para as crianças, um passeio de pedalinho até a Ilha dos Amores é garantia de muita diversão.

De São Lourenço, é possível embarcar no Trem das Águas – uma legítima Maria Fumaça – e partir para Soledade de Minas, cidade que também faz parte do Circuito das Águas. Aproveite para comprar alguns produtos regionais, como queijos, doces em compotas, vinhos e garapas. São ótimas recordações que você pode dar de presente ou degustar em casa depois que a viagem acabar.

Dia 2 – Caxambu

Saia cedo do hotel e coloque o pé na estrada. Pegando a BR-383, dentro de meia hora você chegará a Caxambu.

Visite o Parque das Águas, considerado o local com maior concentração de águas carbogasosas do mundo, com alto poder diurético e desintoxicante. Suas águas medicinais ajudam no controle da pressão arterial, combatem problemas no sistema digestivo, curam sequelas deixadas por reumatismos e até melhoram a pele.

Ainda dentro do parque, crianças e adultos podem usufruir das quadras poliesportivas, banhos de piscina e passeios de pedalinho. Se sobrar tempo, suba de teleférico para ver a cidade no topo do Morro Caxambu. A vista é espetacular!

Dia 3 – Baependi

Tome um café reforçado, prepare alguns lanches para o resto do dia e caia na estrada. Pegue a BR-383 no sentido oposto ao dia anterior e percorra 33 km até chegar a Baependi.

A cidade faz parte do Parque Estadual da Serra do Papagaio e é o paraíso dos amantes do ecoturismo. Aqui você encontra mais de 50 cachoeiras, algumas delas só é possível conhecer com ajuda de um guia, pois não há sinalizações que indicam o caminho (clique aqui para ver o mapa). O ambiente também é favorável à prática de esportes de aventura, como trekking, bóia-cross, escalada e rapel. Se o negócio for acampar, aqui é o lugar certo.

O turismo religioso também é forte em Baependi, cidade natal de Nhá Chica, beatificada pelo Vaticano em 2013. O Santuário da Serva de Deus – criado em homenagem a ela – atrai fiéis do Brasil inteiro, que chegam em busca de um milagre ou para agradecer graças alcançadas.

Dia 4 – Lambari e Heliodora

No quarto dia, faça a casadinha Lambari + Heliodora para aproveitar o melhor das duas cidades.

Comece o dia com um passeio às margens do Lago Guanabara em Lambari. Você se encantará com a fachada do Cassino e com o Farol. Depois dessa breve caminhada, siga em direção à Paróquia Nossa Senhora da Saúde, cercada por um belo jardim. Ambos ficam no caminho para o Parque das Águas, onde você passará a maior parte do dia.

Para quem gosta de fazer trekking, recomendamos um passeio pelo Parque Estadual Nova Baden, que fica dentro de uma reserva natural, possibilitando intensas caminhadas em meio à natureza. Há também um museu, que você pode visitar ainda que não esteja a fim de percorrer as trilhas.

Almoce em Lambari e siga para Heliodora, uma cidadezinha tranquila que abriga cachoeiras deliciosas com quedas que chegam a 40 metros de altura.

A primeira delas é a Cachoeira do Altair. Para chegar até ela, percorra a Rodovia Renato Nascimento por 14 km. Você verá uma estrada de terra à esquerda e deverá seguir por ela até uma área que serve como estacionamento. A partir daí o acesso é feito por uma trilha de aproximadamente 300 metros. A estrada é mal sinalizada, então utilize o GPS como guia.

A segunda cachoeira é a do Pedrão, em referência ao paredão rochoso que forma uma queda d’água de 40 metros. Para quem não sabe nadar ou viaja com crianças pequenas, banhar-se na piscina formada com água da serra é mais apropriado.

Ainda em Heliodora, outra opção é ir direto para o Rancho Choupana, que fica a 2,5 km do centro da cidade. A estrutura é melhor para quem procura um passeio menos roots porque conta com piscina, sauna, quadras poliesportivas, campo de futebol, área para churrasco e restaurante.

Dia 5 – Cambuquira e Campanha + Volta para Juiz de Fora

Aproveite o último dia de passeio para explorar a pequena Cambuquira, passando pelo Parque das Águas e Pico do Piripau, um dos melhores pontos para a prática de vôo livre no Brasil. Faça a visita com calma, mas não se estenda muito. O objetivo é chegar a Campanha antes do almoço.

Siga pela BR-267 e em menos de 40 minutos você estará em Campanha. A estrada é estreita, com muitas curvas e poucos pontos de ultrapassagem. Por isso, dirija com atenção e sem pressa.

Campanha é conhecida como “a mãe do Sul de Minas”, pois foi uma cidade muito próspera durante o século XVIII, ocupando um extenso território que ultrapassava a fronteira do estado de São Paulo. Hoje é uma cidadezinha pacata, de povo hospitaleiro e clima ameno durante a maior parte do ano.

Além das cachoeiras, a cidade preserva casarões em estilo colonial e ruas de paralelepípedo, que nos fazem sentir como se estivéssemos voltando na máquina do tempo. Não deixe de visitar o Museu Vital Brasil e o Lago da Barragem, cenário para belas fotos em meio à natureza.

A volta para Juiz de Fora começa na BR-267 e termina na BR-040. A viagem dura cerca de 4 horas.

Roteiro 2 – Road trip pela Estrada Real

Dias 1 e 2 – Lavras Novas

Saindo de Juiz de Fora no sentido Belo Horizonte pela BR-040, vá até Conselheiro Lafaiete e depois pela Estrada Real (conhecida nesse trecho como Estrada de Carreiras) siga para Ouro Branco, cortando a cidade em direção a Ouro Preto. No caminho você verá placas para Lavras Novas à direita. Em menos de 10 km você chegará à primeira cidade do roteiro.

A estrada é um tapete, em quase sua totalidade. Até janeiro de 2018 apenas um trecho de aproximadamente 2 km se encontra sem asfalto, logo na entrada da cidade, mas nada que vá aborrecer sua viagem. Muito pelo contrário, um pouco de poeira no carro dá o charme de uma road trip pela Estrada Real.

Vale destacar ainda que esse trecho de estrada de chão possui alguns mirantes que rendem boas fotografias.

Lavras Novas é famosa por suas cachoeiras e sua atmosfera única quando o assunto é natureza e tranquilidade. São muitas as trilhas para diversas quedas d’água e passeios que você poderá fazer por conta própria em seu carro. A cidade ainda conta com uma infinidade de pousadas, uma mais charmosa que a outra.

Dias 2 e 3 – Catas Altas

Saia de Lavras Novas pela manhã em direção à Ouro Preto e bem na chegada da cidade, pegue a direita no sentido Mariana, passando por ela para então continuar em direção a Catas Altas.

A estrada tem bom asfalto nesse trecho, mas você deverá estar atento já que essa região é muito explorada por indústrias do setor mineral, logo, caminhões serão constantes em vias de mão única com curvas acentuadas. Além de atenção será necessário ter paciência.

Catas Altas é um destino com ótimas opções de passeios históricos, como por exemplo o Bicame de Pedra. Além de visitar igrejas centenárias, você poderá provar o tradicional vinho de jabuticaba, pegar cachoeiras e conhecer o Santuário do Caraça, cartão postal da região.

Dia 4 – Cocais

Saindo de Catas Altas, pegue a MG-129 na direção Norte, sentido BR-381 (famosa por ligar Vitória e Belo Horizonte). Ao passar por Barão de Cocais, a rodovia passa a se chamar MG-436. Fique atento às placas para Cocais à esquerda.

A estrada é boa mas conta com os mesmos problemas do trecho entre Lavras Novas e Catas Altas.

Sossego, casarões, uma bela serra ao fundo e bons restaurantes. O centro do vilarejo, que pertence à Barão de Cocais, é um charme, com igrejas barrocas e construções tombadas que vão fechar com chave de ouro o feriado do carnaval. É uma ótima opção para passeios a pé por conta própria, especialmente para famílias.

Dia 5 – Volta para Juiz de Fora

A volta para Juiz de Fora pode ser feita pelas mesmas estradas, e, por mais que você tenha a tentação de ir até Belo Horizonte pegar a BR-040 sentido Juiz de Fora, recomendamos que não o faça. A BR-381 é muito perigosa e parece estar em obras há séculos. Em outras palavras, vale a pena fazer o mesmo caminho da vinda, mesmo que ele seja mais demorado.

Aproveite para fazer pequenas pausas em outras cidades e vilarejos que você possa ter passado direto anteriormente, como por exemplo Santa Bárbara, Mariana, Ouro Preto (fora do feriado de Carnaval) e Congonhas. Assim você ocupa o último dia do roteiro e chega em casa com muita história pra contar.

Roteiro 3 – Road trip pelas Vilas e Fazendas de Minas

Dia 1 – Conselheiro Lafaiete e Santana dos Montes

Esta é uma vertente da Estrada Real conhecida como Circuito Turístico Villas e Fazendas de Minas, ideal para quem quer se desligar do mundo e imergir na natureza.

O caminho entre Juiz de Fora e Conselheiro Lafaiete você já conhece. O percurso é feito em menos de três horas de viagem, então saia de casa cedo para aproveitar o dia.

Visite a Matriz de São Sebastião e o Museu Ferroviário antes de partir para as fazendas. Entre as de maior destaque, sugerimos a Fazenda da Água Limpa, Fazenda dos Macacos e Fazenda Paraopeba.

Siga para Santana dos Montes, onde você irá pernoitar durante a sua road trip (veja sugestões de hospedagens aqui). As estradas são sinuosas, porém estão muito bem sinalizadas. Basta dirigir com cautela.

Dia 2 – Santana dos Montes e Itaverava

Santana dos Montes é um reduto de paz que teve seus dias de glória durante o Ciclo do Ouro. Daquele tempo, restam fazendas imponentes que atualmente funcionam como hotéis, com opções de lazer bastante variadas, contemplando principalmente as crianças. Destacamos as fazendas Guarará, Fonte Limpa e Fazenda do Tanque. Para conhecer as especificidades de cada estabelecimento, leia o nosso artigo exclusivo sobre a cidade.

Aproveite o fim da tarde para fazer um breve passeio por Itaverava, que fica a 25 quilômetros de Santana. Aqui morou Marília de Dirceu, musa inspiradora de Tomás Antônio Gonzaga. Não deixe de visitar a majestosa Matriz de Santo Antônio, o mais belo exemplo do estilo Rococó em Minas Gerais, com pinturas internas atribuídas a Mestre Athaíde.

A cidade é muito tranquila, com pouco trânsito. É comum ver crianças brincando nas ruas e se você tiver filhos, pode incentivá-los a fazer o mesmo. Depois de aproveitar o dia à moda antiga, abra o seu GPS e volte para Santana dos Montes.

Dia 3 – Senhora de Oliveira e Rio Espera

O terceiro dia de road trip promete passeios por lindas cachoeiras e fazendas centenárias. Após o café da manhã, siga para a cidade de Senhora de Oliveira, cidade que surpreende todos os seus visitantes por suas belezas naturais, rica gastronomia e patrimônio histórico bem conservado. O acesso é feito pela BR-275, com trechos em estradas de terra.

Depois do almoço, passe o resto da tarde em Rio Espera. O deslocamento entre as duas cidades dura menos de meia-hora em estrada parcialmente pavimentada. Aleijadinho morou durante alguns anos aqui e a ele é atribuída a Pietá presente no interior da bela Matriz de Nossa Senhora da Piedade.

Rio Espera é também a cidade das cachaças (que você só vai poder experimentar quando não estiver dirigindo). São mais de 60 alambiques registrados!

Além de cachoeiras de tirar o fôlego, a cidade mantém inúmeras fazendas de onde saíam os alimentos que abasteciam os sítios mineradores. Merecem uma visita as fazendas São Lourenço, Monte Líbano e Ponte Alta.

A volta para Santana dos Montes dura cerca de 1 hora e 20 minutos passando por estradas tortuosas e com pouca sinalização. Use o seu GPS.

Dia 4 – Queluzito e Casa Grande

Saia de Santana dos Montes cedo se quiser aproveitar o dia, tendo em vista que a viagem até Queluzito dura cerca de 1 hora e meia. A estrada é de chão e tem curvas perigosas, mas dá para fazer perfeitamente com carros populares.

Rodeada de fazendas seculares, Queluzito presenteia os turistas com deliciosas cachoeiras, algumas pertencem a antigas fazendas, mas a visitação é liberada, a exemplo da Fazenda da Cachoeira e da Fazenda Vieira. A Cachoeira Maciel também é de fácil acesso e é a mais frequentada pelos moradores locais.

À tarde, siga pela Rua dos Andradas e em menos de 20 minutos você estará na cidade de Casa Grande. Nela, visite a Igreja de São Sebastião, a Cachoeira do Adão e a Gruta do Morcego.

Dia 5 – Cristiano Otoni e Caranaíba + volta para Juiz de Fora

Depois de tomar o café da manhã e fazer o check-out na pousada, é hora de cair na estrada rumo a Cristiano Otoni, uma cidade sossegada, dona de natureza exuberante e muitas construções de alto valor histórico, a começar pelo prédio da antiga Estação Ferroviária da Estrada de Ferro Central do Brasil, tombado como Patrimônio Histórico e Cultural.

Visite também a Capela de Nossa Senhora da Guia, conhecida localmente como Capelinha. Foi a primeira construção com laje em formato oval na região. O que a princípio causou insegurança nos cristianenses, hoje é motivo de orgulho por seu pioneirismo.

Entre as antigas fazendas, recomendamos que você conheça a Fazenda Santa Clara, Fazenda Paraíso e a Casa Velha, que possuem agradáveis cachoeiras nos arredores à disposição dos visitantes.

Uma dica importante: prepare lanches reforçados antes de sair de casa para consumir ao longo do dia, pois nas proximidades das cachoeiras e fazendas as opções de restaurantes são bastante restritas.

Depois do almoço, siga para Caranaíba, a última parada desta road trip. Essa é uma daquelas cidades sobre as quais a gente nunca ouviu falar, mas depois se pergunta porque demorou tanto tempo para conhecê-la.

Caranaíba abriga as nascentes do Rio Paraopeba, um dos principais afluentes do Rio São Francisco. É cercada por serras de matas verdejantes, que escondem cachoeiras e riachos belíssimos.

Comece o passeio pela Praça e Igreja de Nossa Senhora da Glória, que é muito parecida com a Matriz de Santana dos Montes. Em seguida, conheça a Fazenda Cachoeira e depois renda-se a um último mergulho antes de voltar para casa. Entre as cachoeiras mais conhecidas, recomendamos a Cachoeira do Benjamim, do Cruzeiro, da Caatinga e do Abelard.

Depois de visitar tantas fazendas e lavar a alma em revigorantes banhos de cachoeira, é hora de voltar para casa. Siga em direção a Cristiano Otoni e pegue a BR-040 até Juiz de Fora. A viagem dura aproximadamente 2 horas e meia.

Siga nossa página no Facebook

Dicas para fazer uma road trip tranquila

Roteiros de road trips em Minas Gerais

Roteiros de road trips em Minas Gerais. Créditos: Wilkernet / Fonte: Pixabay

  • Em primeiro lugar, faça a revisão do veículo. Aqui você encontra um checklist de segurança que reúne todos os cuidados a serem tomados antes da viagem.
  • Trace todas as rotas no GPS e baixe-as para usar offline, isso pode otimizar o seu tempo e evitar que você se perca em rodovias onde a sinalização é falha.
  • Certifique-se de levar cabo USB ou recarregador portátil para o celular, pois manter o GPS ligado consome toda a bateria do dispositivo em um piscar de olhos.
  • Fique de olho no nível de combustível e não ande com o tanque vazio. Você nunca sabe a quantos quilômetros está o próximo posto e ficar parado na estrada por distração pode arruinar a sua viagem. Veja aqui algumas dicas para economizar combustível.
  • Leve água e comida no carro, assim você evita que a viagem seja interrompida constantemente para saciar a fome de alguém. Deixe para parar quando encontrar algo interessante pelo caminho.
  • Programe-se para dormir ao menos 8 horas ininterruptas por noite, mas se ainda assim você se sentir sonolento ao volante, pare para tomar um café e jogar água no rosto. Se isso não bastar para resolver o problema, procure um lugar seguro para tirar um cochilo. Música e vento no rosto também ajudam a espantar o sono.
  • Se estiver viajando com crianças, cuide do “entretenimento a bordo” para que a road trip seja prazerosa para elas também. Tablets e celulares oferecem opções ilimitadas de jogos, desenhos, e filmes, mas também é interessante estimular os pequenos a participarem ativamente da viagem. Mostre fotos dos destinos escolhidos, pergunte o que eles esperam da viagem, peça a eles que façam vídeos e imagens para registrar o passeio. Isso estimula a criatividade e rende excelentes recordações.

Prepare-se para sua viagem

Em Ouro Preto, nossa sugestão de hospedagem é o Hostel Imperial (diárias a partir de R$98,00). Já em Catas Altas, recomendamos a Pousada Solar dos Guaras (diárias a partir de R$235,00). Em Lavras Novas, nossa recomendação é a Pousada Provincia (diárias a partir de R$295,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Ouro Preto é de aproximadamente R$90,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Receba um desconto de R$10 em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Se a sua viagem for de 18/12/18 até 04/02/19 você pode usar o cupom FERIAS para garantir 10% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado!

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Passagens Promo.

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando! Créditos da imagem de capa: Wilkernet / Fonte: Pixabay. Imagem utilizada nas redes sociais: Erik Odiin.