Conheça os encantos de Chanchamayo, na selva peruana

O Viajei Bonito tem te mostrado quantas cidades legais existem no Peru além da deslumbrante Machu Picchu. Apesar de o Peru ser um país bem menor que o Brasil, a diversidade de paisagem é imensa e deslumbrante. Já mostramos que o país abriga desde desertos como a Huacachina, até picos nevados como Huaraz. Agora chegou a hora de você conhecer Chanchamayo, um pedaço da selva peruana.

Fui ao Peru em julho, no inverno. Como trabalhava a semana toda em um voluntariado com adolescentes, os fins de semana eram livres para turismo. Para fugir do friozinho de Lima, resolvi me juntar a alguns amigos na selva peruana. Saímos no sábado à noite e retornamos domingo no mesmo horário. Um dia foi suficiente para desfrutar de um bom sol e conhecer paisagens estonteantes.

Chanchamayo é uma das províncias localizada na região de Junín que fica entre a serra peruana e a floresta amazônica do país. O distrito conta com 8 províncias, incluindo o destino sobre o qual falarei neste artigo. O que dá nome a cidade é rio que a corta.

Ponte Kimiri em La Merced, capital da província Chanchamayo, no Peru

Ponte Kimiri em La Merced, capital da província Chanchamayo, no Peru. Créditos: TDmax Luis Gustavo / Fonte: Wikimedia

Como chegar a Chanchamayo

Para chegar a Chanchamayo os ônibus e veículos passam pela Ticle Pass/Carratera Central que é uma estrada muito perigosa, estreita e com muitas curvas. Muitos ônibus se acidentam a noite nessa estrada e quando chove fica pior ainda, por isso orientamos a você escolher muito bem o ônibus que você vai viajar. Confira no artigo sobre viajar de ônibus no Peru as empresas que recomendo por serem seguras.

Ticlio, caminho para Chanchamayo, fica a 4,818 metros de altitude e é o ponto mais alto da estrada chamada carretera central. Aconselho que você compre pastilhas para soroche, que são medicamentos para amenizar os sintomas do mal de atitude. Quando o ônibus passa por Ticlio, que é a parte alta, realmente o corpo sente. Eu senti muita falta de ar e suador.

Eu dormi a viagem toda e todos diziam que o ônibus passaria beirando o precipício e eu achava exagero. Quando acordei na viagem e o ônibus ainda estava na estrada, eu abri os olhos lentamente e espreguicei. Quando olhei pela janela e vi aquele abismo, quase infartei. Sim, literalmente um precipício e às vezes parte da roda do ônibus sai da estrada.

A viagem, saindo de Lima, durou em torno de 7 horas. Partindo de Cusco ela dura aproximadamente 20h de carro ou apenas 3h até o aeroporto de Jauja.

Embora perigosas, as estradas do Peru oferecem vistas incríveis

Embora perigosas, as estradas do Peru oferecem vistas incríveis. Créditos: Jonathan / Fonte: Flickr

Passeios em Chanchamayo

Como ficamos um dia em Chanchamayo, ao invés de optarmos por tours de esportes radicais que nos cansaria (tínhamos que trabalhar no outro dia), escolhemos o tour Indiana Jones. Nesse passeio os guias nos levariam para fazermos uma trilha de aproximadamente 3 horas, onde conheceríamos algumas cachoeiras e o deslumbrante rio Chanchamayo.

Nosso passeio custou 25 soles! Os guias foram muito simpáticos e tiravam fotos de todo mundo, eles quem levavam nossas câmeras para que elas não molhassem na cachoeira.

Conhecemos algumas plantações de frutas, comemos muita carambola e nos jogamos nas quedas d’água. Eu particularmente me superei, nunca imaginava aguentar andar 3 horas em seguida em meio a pedras, cachoeiras e sob um sol causticante.

Conhecendo uma tribo indígena

Se você não quiser fazer trilha, você tem a opção de conhecer uma tribo indígena da região. O tour te leva até o local onde você terá contato com a tribo Asháninka, índios que habitam o Peru, Bolívia e o Brasil. Nesse passeio você poderá comer da comida dos índios, se pintar como eles, visitar seu povoado, dançar com eles e até participar de uma caça noturna se quiser.

Recomendo que você compre o pacote na cidade, pois os tours vendidos pela internet chegam a 700 soles, fique atento! A duração de cada passeio vai depender da agência de turismo e do itinerário que você escolher. Algumas agências vendem passeios caros de 3 dias dizendo estar incluindo tudo no pacote, mas não vale a pena, porque além de serem caríssimos você não precisa mais do que um dia para conhecer um local na selva. Eles colocam muitos dias para “encher linguiça” e te cobrarem caro. Não pague mais do que 40 soles nesse passeio! Meus amigos que foram pagaram 25 soles.

Em Chanchamayo é possível visitar a tribo Asháninka e aprender um pouco sobre a vida e a cultura dos índios

Em Chanchamayo é possível visitar a tribo Asháninka e aprender um pouco sobre a vida e a cultura dos índios. Créditos: junincultura

Observando quedas d’água

A selva peruana tem quedas d’água incríveis e para chegar até elas é necessário caminhar um pouco, já outras requerem transporte. Sugerimos que você pegue um moto táxi que é mais barato. Veja as cataratas mais bonitas:

Cataratas Bayoz

 Para chegar até lá você deverá pegar um transporte, pois a queda d’água se encontra a 55 km de La Merced, capital de Chanchamayo.

Cataratas Velo de la novia

Dá para ir a pé das cataratas Bayoz até a Velo de la novia, o que dá mais ou menos uns 15 minutos de caminhada.

Praticando rappel

Meu tour incluía um “rappel”, mas não eram escaladas muito altas, o que não cansava tanto como um verdadeiro esporte radical. Verifique os equipamentos de segurança antes, nunca aceite praticar algum esporte que não te dê segurança.

Fim do dia

No fim do dia você pode assistir ao pôr do sol no rio Chanchamayo, que é um rio bem clarinho. Nunca vi um rio tão verde, parece um lago. Pessoas costumam nadar nele e há partes do rio que são bem tranquilas e calmas.

Se você quer fazer trilhas em Chanchamayo, aqui vai algumas dicas:

  • Leve água e comida leve

A menos que você queira dar uma de caçador da selva, leve sua comida! Não tem comida no mato gente e fruta não sustenta uma longa caminhada!

  • Use meias longas

“Es necesario medias largas”. Largo em português é diferente de largo em espanhol, então me lasquei. Coloquei meias bem largas e a bota feriu parte da minha perna e eu mal conseguia andar depois. Quando disseram meias largas, isso significava meias longas em português. 

  • Use protetor solar e repelente

 Muita exposição ao sol machuca a nossa pele, então leve sempre seu protetor solar com você em uma bolsa leve em que você possa carregar sem incômodo. Leve repelente também, pois estamos falando de trilha na selva, onde existem muitos mosquitos e pernilongos.

  • Não se arrisque

Infelizmente muitas agências não se preocupam com a segurança. Sabe aquele jeitinho brasileiro? Agora triplica isso, é assim que funciona no Peru. Nesse passeio havia uma pedra que tinha o formato de um tobogã e muitas pessoas escorregavam por ela, mas não havia capacete e nenhum equipamento de segurança. Acidentes acontecem, então imagina se alguém desce de mau jeito e bate a cabeça na pedra? Bom senso é preciso.

Luana saindo do sedentarismo e praticando rappel na selva peruana

Luana saindo do sedentarismo e praticando rappel na selva peruana. Créditos: Luana Alencar / Viajei Bonito

Onde comer em Chanchamayo

Chanchamayo, assim como em todo o Peru, vende comida barata. Em La Merced, capital da província e local onde ficamos, existe umas feirinhas com muita comida a preço baixo. Tomamos café lá e compramos algumas frutas para o dia.

Um tamale (uma espécie de bolinho feito de milho e recheado com frango) e um suco sai por menos de 3 soles, o equivalente a 2,80 reais. Almoçamos o meu prato predileto peruano, o pollo a la brasa e ficou 8 soles para cada um, mais ou menos 6 reais.

Na praça da cidade você encontra restaurantes baratos, mas se você está a fim de comer comida típica e puder pagar um pouco mais, indicamos o Mishaja Restaurante, lugar famoso por servir pratos típicos da selva peruana.

Café

A marca registrada na cidade é o café que eles produzem de alta qualidade. Falar em Chanchamayo sem falar em café é impossível. A altitude ajuda na produção de um café mais gostoso e de qualidade, você não pode ir embora sem experimentar um! Eles produzem o café mais caro e exótico do mundo, o Café Misha. O café é ingerido por alguns animais silvestres que não digerem todo o grão e os eliminam nas fezes, especialmente o mamífero chamado mishasho (coatí), que dá origem ao nome do café. Esses grãos expelidos são lavados e moídos para consumo. Parece nojento, mas o kg desse café custa em média de 1400 dólares o kilo! Alguns tours passam pela fazenda em que o café é processado e você pode visitar. E aí, vai um cafezinho?

Tamale é um prato muito apreciado na região de Chanchamayo. É uma espécie de bolinho de milho recheado com frango

Tamale é um prato muito apreciado na região de Chanchamayo. É uma espécie de bolinho de milho recheado com frango. Créditos: Greg Holland / Fonte: Flickr

Onde ficar em Chanchamayo

Para descansar dos passeios, nada melhor que hospedar-se em um hotel confortável sem ter de gastar uma nota por isso. O Chanchamayo Inn Hotel* oferece café da manhã gratuito e piscina por preços acessíveis. Recomendo!

Atualização: em 15 de outubro de 2018 identificamos que o Chanchamayo Inn Hotel não estava mais disponível no Booking. Você pode ver outras sugestões de hospedagem em Chanchamayo aqui.

Bom, que tal conhecer a selva peruana e tomar um cafezinho no fim da tarde? Chame seus amigos e faça suas malas, mas antes compartilhe com eles esse artigo!

Conheça os encantos de Chanchamayo, na selva peruana

Prepare-se para viajar

Use o cupom FERIAS para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Luana Alencar

Luana Alencar, jornalista pela UFJF, apaixonada por livros, violão e viagens. Morou dois meses no Peru, ensinando adolescentes sobre consciência ecológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo