As principais estradas do Maranhão

As estradas do Maranhão que cortam o estado de norte a sul foram percorridas pelo Viajei Bonito no início de 2018 quando viajamos por São Luís, pelos Lençóis Maranhenses (Barreirinhas e Santo Amaro) e pela Chapada das Mesas. Ao todo foram quase dois mil quilômetros e trinta horas dentro do carro que alugamos. Por mais que isso pareça um absurdo, já que nossa viagem durou apenas quinze dias, digo que não foi tão cansativo.

Nesse meio tempo, conhecemos as rodovias BR-135, BR-402, MA-225, MA-224, BR-222, MA-020, BR-226 e a BR-230. Você pergunta se me lembro de todas elas… difícil, mas as principais sim, e é sobre elas que falarei abaixo.

Os próximos parágrafos foram feitos a partir de nossas observações sobre as estradas do Maranhão pelas quais dirigimos naqueles dias. Caso você esteja em busca de informações mais específicas sobre cada destino, não deixe de conferir nossos outros artigos.

A estrada entre São Luís e Barreirinhas

De São Luís a Barreirinhas são 255 km e, aproximadamente, 3 horas e 40 minutos de viagem, pegando inicialmente a BR-135 e, a partir de Bacabeira, seguindo pela BR-402 até o último trecho que termina pela MA-225.

BR-402 entre São Luís e Barreirinhas, Maranhão

BR-402 entre São Luís e Barreirinhas, Maranhão. Créditos: Adriano Castro

Depois do tumulto que foi sair da capital, dado que o trânsito de lá é denso e movimentado, pegamos um trecho de retas longas e mão dupla. Como fizemos esse percurso durante o dia, tínhamos boa visão que facilitava as ultrapassagens.

Vale apontar que depois que se pega a BR-402,pouquíssimos postos de gasolina até Barreirinhas. Por isso, vale a pena abastecer ainda em São Luís, tanto por precaução quanto pelos preços do combustível que são menores (pelo menos eram quando estávamos lá).

Siga nossa página no Facebook

As condições das três rodovias estavam ótimas, especialmente a BR-402. Pouquíssimos buracos e remendos, com muito acostamento e facilidade de parar o carro quando necessário. Leia-se necessário quando na verdade a gente parava pra fazer as tomadas do vídeo que produzimos sobre o percurso.

A estrada entre Barreirinhas e Santo Amaro

Não há muito o que detalhar nesse trecho, já que grande parte dele é pela BR-402, só que no sentido inverso. Saindo de Barreirinhas pela rodovia, fique atento às placas para entrar para Santo Amaro. Pelo menos na época que fomos, o GPS não ajudou muito, já que ele indicava uma estrada de chão e acabamos nos guiando pela sinalização.

Vale apenas destacar que chegando à Santo Amaro – pelo menos até a época em que este artigo foi redigido, já que uma nova estrada estava sendo construída – era necessário estacionar o veículo se ele não tivesse tração nas quatro rodas e dali seguir viagem com as 4×4 que ficam de prontidão nos arredores. Na época, o preço variava de R$ 10,00 a R$ 20,00 por pessoa e a diária do veículo estacionado saía por R$ 10,00.

Não sei ao certo com que frequência isso acontece nas estradas do Maranhão, mas pudemos observar várias situações onde um carro desse tipo era necessário para seguir viagem.

Se estiver interessado em saber mais sobre onde nos hospedamos em Santo Amaro, leia este artigo.

A estrada entre Santo Amaro e Carolina

A viagem que durou praticamente um dia inteiro variava da água pro vinho e vice-versa um monte de vezes em seus 950 km de distância. Saímos de Santo Amaro às 7 da manhã pra chegar em Carolina no começo da noite.

O pior trecho dentre todas as estradas do Maranhão que pegamos, na minha opinião, é a saída da capital. A título de curiosidade, foi necessário voltar até à BR-135 para então seguir rumo ao sul do estado. Ali se concentra uma infinidade de caminhões, raríssimos pontos de ultrapassagem e dezenas de quebra-molas. Foi necessário ter paciência por quase uma hora andando entre 20 e 40 km/h até que apareceram os primeiros espaços para que pudéssemos cortar os veículos mais lentos e seguir viagem.

BR-135, próximo a Cachucha, uma das principais estradas do Maranhão

BR-135, próximo a Cachucha, uma das principais estradas do Maranhão. Créditos: Adriano Castro

A BR-135 leva até Pres. Dutra (praticamente metade do caminho) e a partir daí pegamos a BR-226, onde começaram a aparecer os primeiros buracos. Esses buracos foram se tornando verdadeiras crateras na altura de Lajeado Novo.

O trecho final da viagem entre Estreito e Carolina é feito pela BR-230 – a famosa Rodovia Transamazônica. Nos 70 km que pegamos até a entrada para Carolina, tudo que vimos eram retas a sumir de vista com bom asfalto. O sono era forte dado que dirigíamos desde o nascer do Sol, mas o revezamento e o café ajudaram. Se for fazer esse percurso sendo o único motorista, tome bastante cuidado.

Trecho da BR-230 (Rodovia Transamazônica) no Maranhão

Trecho da BR-230 (Rodovia Transamazônica) no Maranhão. Créditos: Gisele Rocha

Cuidados ao dirigir nas estradas do Maranhão

Aqui vão alguns pontos que considero importantes ter em mente antes de pegar as estradas do Maranhão:

  • Animais na estrada: especialmente nas proximidades de São Luís (jumentos, cavalos e bois). Mais pro sul vimos alguns animais mortos: bois e tamanduás-bandeiras. Evite dirigir à noite, quando a visibilidade é menor e também quando animais de hábitos noturnos atravessam as estradas.
  • Longas retas e muito sol: a combinação perfeita para o sono. Certifique-se de ter uma boa noite de descanso antes de dirigir pelo Maranhão.
  • Comunidades indígenas: passamos por várias aldeias indígenas e em algumas delas havia crianças pedindo dinheiro atravessando cordas de um lado ao outro da rodovia. Não dirija pelo acostamento e tenha muita atenção para não ser surpreendido após as curvas ou durante a noite.
  • Postos de gasolina: em alguns momentos nos pegávamos com o tanque quase na reserva e longos trechos sem postos de gasolina. Seja cauteloso e mantenha sempre o carro bem abastecido. Se tiver oportunidade de colocar gasolina mesmo com metade do tanque cheio, coloque.

Alugar um carro no Maranhão

Nós e o carro alugado pelas estradas do Maranhão

Nós e o carro alugado pelas estradas do Maranhão. Créditos: Rafael Barletta

Para nossa viagem, optamos por alugar um carro. As estradas do Maranhão são muito bonitas no geral, e queríamos a todo tempo parar para fotografar e produzir as tomadas de nossos vídeos. Nada melhor do que estar com veículo próprio.

Caso opte por um veículo com tração nas quatro rodas, o leque de opções para você aumenta consideravelmente. Em várias ocasiões isso nos fez falta, já que nossa escolha foi por um carro popular de forma a nos manter dentro do orçamento.

4x4 nas Dunas de Santo Amaro do Maranhão

4×4 nas Dunas de Santo Amaro do Maranhão. Créditos: Adriano Castro

De qualquer forma, leia aqui sobre como alugar um carro pela internet ou então clique aqui para fazer sua cotação.

Leia mais sobre nossa viagem pelo Maranhão

Barreirinhas

Carolina / Chapada das Mesas

Santo Amaro do Maranhão

São Luís do Maranhão / Alcântara

Vídeos

Prepare-se para sua viagem

Em São Luís, nossa sugestão de hospedagem é o Guest House (diárias a partir de R$42,00). Já em Santo Amaro do Maranhão, recomendamos a Pousada Bellas Águas (diárias a partir de R$215,00). Em Carolina, nossa recomendação é a Canto das Águas Pousada (diárias a partir de R$240,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em São Luís é de aproximadamente R$90,00 por diária pela Alamo (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro.

Em São Luís, o almoço simples sai por volta de R$22,50, já o fast-food sairá por mais ou menos R$25,00. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$7,50. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$2,00, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$4,25 e o pint de cerveja R$8,00.

Descubra quanto custa viajar para São Luís.

A Viator oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Brasil e Américas Central e do Sul.

Adriano Castro

Formado em Ciência da Computação pela UFJF, trabalhou durante 10 anos como analista de sistemas até chutar o balde e tocar a vida como freelancer, carregando seus projetos para onde quer que vá. Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha