Você já viu por aqui no Viajei Bonito diversas formas de chegar a Machu Picchu, a Cidade Perdida dos Incas, no Peru. Excluindo o valor do ingresso, um transporte até lá pode custar entre 26 e 480 dólares – de acordo com a rota e meio de transporte escolhidos. Mas quando a gente acha que já viu de tudo, vem um mochileiro e mostra que sempre é possível baratear até as alternativas mais em conta. Foi o que provou o casal londrino Andrew e Emily, do blog Along Dusty Roads, que chegou até lá num trajeto que custou apenas 1 dólar!

A solução para os orçamentos apertados, porém, não serve para qualquer viajante, pois exige cerca de dez horas de uma caminhada puxada, uma certa preparação física e envolve alguns riscos. O casal garante que vale a pena, por isso fizemos um apanhado geral para você se decidir, baseado na sua disposição e no seu bolso. Vai encarar?

Para ler em seguida

As trilhas de Ollantaytambo

É no quilômetro 82 que começa a trilha entre Ollayntaytambo e Machu Picchu

É no quilômetro 82 que começa a trilha entre
Ollayntaytambo e Machu Picchu. Créditos: iheartpandas / Fonte: Flickr

É por ela que você terá que caminhar para chegar ao seu destino final gastando pouco mais de R$ 3. Esse é o valor do ônibus que lhe deixa na cara do gol, ou no ponto de partida da trilha: o quilômetro 82. O busão sai diariamente da cidade de Ollantaytambo a partir das 5h30. E o lance é sair bem cedo mesmo, entre 5h30 e 6h, para não correr o risco de anoitecer ou algum imprevisto atrapalhar os planos. São 28 quilômetros de caminhada, que levam entre 9 e 11 horas, a depender do seu ritmo!

Peça ajuda ao motorista para descer no ponto certo e o início da trilha é fácil de ser encontrado. Na dúvida, sempre há moradores locais por perto que podem confirmar o caminho. A demarcação também é clara e evidente durante todo o tempo. É importante seguir a linha do trem com o vale sempre à sua esquerda, até ver o primeiro conjunto de ruínas incas à direita.

De acordo com o relato dos mochileiros que já encararam a aventura, esse inicinho da caminhada merece um alerta, já que, por questões de segurança, não é permitido caminhar ao longo da faixa do trem. Vigias da linha férrea fazem rondas em alguns momentos e o conselho dado por Emily é: “caso cruze com algum, diga que se perdeu do seu grupo Inca Trail e o ponto de encontro combinado é numa ponte logo abaixo da linha”.

Metade da viagem margeia os trilhos, o que exige atenção e cuidado. Há espaço suficiente para caminhar ao lado da linha e não correr o risco de ser atropelado pelo trem, já que o trajeto está ativo em ambos os sentidos. E um alento para os aventureiros que optarem pela trilha de Ollantaytambo é que, a cada quilômetro do caminho, há sinalização. Você começa no km 82 e termina no km 110, já em Águas Calientes.

O mais impressionante do caminho é a mudança de paisagem, ora montanhosa com vegetação exuberante, ora de pequenos povoados ou ruínas. Outros dois pontos de atenção são os sete túneis do caminho e os inúmeros cachorros que vagam pela região. Emily ganhou uma mordida de presente. Logo, tome cuidado! E nunca deixe de fazer o seguro saúde! Veja os motivos pelos quais recomendamos o seguro-viagem para viagens na América do Sul.

Continua após a publicidade

Em Águas Calientes

Aguas Calientes é a cidade mais próxima a Machu Picchu

Aguas Calientes é a cidade mais próxima a Machu Picchu. Créditos: aloys_dharambure / Fonte: Flickr

A partir do Km 109 já é possível avistar Águas Calientes. Na cidade, procure um hostel bem em conta para descansar e preparar a caminhada até Machu Picchu no dia seguinte. Nós recomendamos o Pakarina.

Há um ônibus que faz o trajeto até a Cidade Sagrada, mas o itinerário leva 20 minutos e custa 12 dólares. Valor alto para quem tem um baixo orçamento. Com no máximo 1h30 de caminhada (bem puxada, é verdade), é possível chegar até lá. Para quem já andou cerca de dez horas, não será grande sacrifício após boa noite de sono.

Os portões de Machu Picchu abrem às 6h. Logo, faça como no dia anterior e comece a trilha bem cedo. Siga a mesma estrada usada pelo ônibus por cerca de 20 minutos. Após a ponte, vire à direita e siga por uma passagem estreita e bem demarcada. Em algum momento, o caminho se tornará íngreme e de pedra. Não duvide que o visual da chegada vai valer a pena!

Como chegar em Ollantaytambo?

A partir de Cusco, há ônibus coletivos que saem da Calle Pavitos. Em grupos maiores, pode até valer a pena combinar um valor bem em conta com um taxista. A cidade é a única da era inca ainda habitada e tem tantos encantos que Andrew e Emily até recomendam passar ao menos um dia inteiro conhecendo as ruínas e o sítio arqueológico antes de iniciar a caminhada para Machu Picchu.

O que levar na mochila para fazer a trilha?

Para a caminhada, Andrew e Emily sugerem a compra de suprimentos em Ollantaytambo em quantidade suficiente para todo o período do trekking. O ideal é levar frutas e sanduíches, evitando tudo o que precise ser preparado posteriormente, pois a estrutura é ruim. Além disso, uma ou duas mudas de roupa, kit de primeiros socorros, produtos de higiene pessoal, dinheiro e documento são ideais.

Atenção: a rota só é recomendada para quem está acostumado a percorrer longas distâncias a pé.

Onde se hospedar próximo a Machu Picchu

A cidade mais próxima a Machu Picchu é Aguas Calientes. É lá que os aventureiros pernoitam antes do grande dia de conhecer a Cidade Perdida dos Incas.

A minha sugestão para quem quer pagar pouco e ficar em um hotel bem localizado é o Andino Hotel (87). Estão a poucos passos da estação e do ponto de onde saem os microônibus para Machu Picchu, além disso, oferecem café da manhã gratuito.

Leia mais sobre Machu Picchu

Prepare-se para sua viagem

Em Machu Picchu, nossa sugestão de hospedagem é o Andino Hotel (87, diárias a partir de R$150,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$215,70. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Machu Picchu. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Viajei Bonito

Somos duas pessoas apaixonadas por movimento. Para nós, cair na estrada é mais importante do que um projeto futuro de estabilidade e quaisquer oportunidades de novas viagens, por mais remotas e loucas que pareçam ser, a gente tá pegando!

Ver mais artigos de Viajei Bonito

Créditos da imagem de capa: Scott Umstattd / Fonte: Unsplash. Imagem utilizada nas redes sociais: Scott Umstattd / Fonte: Unsplash.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *