Buenos Aires não era o destino final desta viagem, tampouco era a minha primeira vez por aqui. Já tinha estado na capital da Argentina muitos anos antes, visitei as melhores feiras de antiguidades e artesanato, descobri inúmeras atrações gratuitas, dancei uns tangos e ainda sobrou tempo para fazer alguns bate e voltas. Mesmo depois de cumprir todo esse itinerário intenso, ainda tinha muito o que conhecer, principalmente em Palermo, o bairro mais colorido da cidade.

Aproveitei uma conexão de 19 horas que faria em Buenos Aires a caminho de Ushuaia para passear sem roteiro e sem compromisso, fotografando grafites e o que mais saltasse aos olhos. Como cheguei pelo Aeroparque Jorge Newbery e pegaria um voo no mesmo lugar na manhã do dia seguinte, resolvi me hospedar em Palermo mesmo, no aconchegante Palermo Viejo B&B (89), que tinha a localização perfeita para que eu pudesse fazer o meu próprio walking tour da arte urbana, que divido com vocês agora.

Para ler em seguida

A Arte Urbana em Buenos Aires

A arte urbana deu seus primeiros passos em Buenos Aires ainda na década de 1960, com propagandas políticas e frases-respostas, que reproduziam toda a rebeldia daquela época. Nas duas décadas seguintes, foi abafada pela ditadura, que reprimia todas as formas de protesto. Depois voltou com força total nos anos 1990 e ganhou cada vez mais espaço e admiradores, que hoje não classificam mais os desenhos como atos de vandalismo, mas como expressões artísticas.

As construções antigas de Palermo, projetadas com influência da arquitetura europeia, foram repaginadas com desenhos diversos. Quase não há mais espaços em branco. Artistas renomados e amadores cobriram os muros com obras de arte urbana que expressam os sentimentos da comunidade, que vão desde raiva pela corrupção e desinteresse por parte dos governantes do povo, frustração por amores não correspondidos, frases de empoderamento feminino, igualdade de direitos para a população LGBT e fim do preconceito contra as minorias. Nenhum grafite está ali para enfeite.

Estes são os meus favoritos:

1 Likes don’t feed

Arte urbana exercendo o seu papel social em Palermo, Buenos Aires, Argentina

Arte urbana exercendo o seu papel social em Palermo, Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Uma clara crítica aos “engajados do Facebook”, que se mobilizam apenas a curtir e compartilhar fotos de pessoas em situações vulneráveis, mas não se movem para ajudá-las de verdade. Na imagem, uma criança está sentada em uma montanha de likes tentando comer um deles, sem sucesso. A obra é de um (ou uma) artista de origem e nome desconhecidos, que embora trabalhe no anonimato, já deixou a sua marca nos quatro cantos do mundo, incluindo cidades como Buenos Aires, Berlim, Munique, Hamburgo, Colônia, Svendborg, entre outras cidades na Nova Zelândia, Canadá, Suécia, e por aí vai.

 Calle Nicaragua, 5176

2 Ni una menos

Grafite expondo a vulnerabilidade das mulheres diante da onda de feminicídios na América do Sul. Mural pintado em Palermo, Buenos Aires

Grafite expondo a vulnerabilidade das mulheres diante da onda de feminicídios na América do Sul. Mural pintado em Palermo, Buenos Aires. Créditos: Gisele Rocha

Impactante e perturbadora. Assim podemos classificar esta obra de Juan Iesari, um grito de repúdio contra a violência de gênero.

Ni una menos é o nome de uma marcha que aconteceu de protesto contra o feminicídio (assassinato de mulheres) e proteção às vítimas de violência em várias cidades da Argentin, Chile e Uruguai em junho de 2015. Voltou a se repetir em 2016 depois do assassinato de Chiara Páez, de 14 anos, grávida, e de Lucía Pérez, de 16 anos, que foi drogada, estuprada e empalada. A marcha foi amplamente divulgada inclusive na mídia internacional.

 Esquina entre Calle Nicaragua e Fray Justo Sta. Maria de Oro

3 Greenpeace Artico

Grafite Greenpeace Artico em Palermo, Buenos Aires, Argentina

Grafite Greenpeace Artico em Palermo, Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Obra de Alfredo Segatori executada por um grupo de mais de 100 pessoas que retrata o dano ambiental no Ártico causado por empresas petrolíferas. Na imagem, um urso polar e uma plataforma de petróleo.

Avenida Juan B. Justo

4 Abrí los Ojos

Grafite protesto contra a Shell em Palermo, Buenos Aires, Argentina

Grafite protesto contra a Shell em Palermo, Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Entre os artistas convocados pelo Greenpeace está Ale Acuña, que fez uma crítica muito clara a Shell, empresa petrolífera que está fazendo mudanças devastadoras no Ártico. O objetivo dos artistas é “tornar visível o invisível” e assim o desenho faz um apelo: “abra os olhos”. Na imagem, um esquimó chora petróleo.

Avenida Juan B. Justo

Continua após a publicidade

5 Buda de la Abundancia

Arte urbana em Palermo, Buenos Aires, Argentina

Arte urbana em Palermo, Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Pouco antes de chegar ao Mercado de Pulgas encontrei esse Buda sorridente feito pelo Gualicho. Em entrevista ao site BA Street Art o artista disse que a obra tem como objetivo trazer sorte e abundância, mas que cada um pode interpretar de uma forma, de acordo com suas crenças.

Esquina entre Niceto Vega e Avenida Dorrego

6 Snoop Dogg

Grafite do rapper Snoop Dogg em Palermo, Buenos Aires, Argentina

Grafite do rapper Snoop Dogg em Palermo, Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Os artistas Byga Rey e Emiliano Franco conseguiram convergir duas formas de expressão em uma quando retratou o movimento hip hop em um grafite. O ritmo que já foi tão marginalizado quanto o ato de grafitar, hoje alcança todos os tipos de público, servindo como canal de comunicação entre a periferia e a elite. A riqueza de detalhes é impressionante! Na imagem, o rapper Snoop Dogg e um carrão tunado.

 Esquina entre Avenida Coronel Niceto Vega e Uriarte

7 Cosmos

Graffiti em Palermo Hollywood, Buenos Aires

Graffiti em Palermo Hollywood, Buenos Aires. Créditos: Gisele Rocha

Uma boate em Palermo quis provar que todo o Universo cabelo em um lugar só. Essa foi a mensagem que tirei do grafite feito por Tekaz. A obra de arte foi toda feita em aerosol e foi concluída em junho de 2015.

Calle Honduras, 5916

8 Frida em flores

Mural de 9 metros de altura e 7 metros de largura feito por Campos Jesses ilustrando a artista mexicana Frida Kahlo, símbolo da mulher guerreira. Foram necessárias três semanas para finalizá-lo.

 Avenida Dorrego, 1735

Gosta de fotografar arte urbana e outros elementos cotidianos? Então confira outros posts da nossa blogagem coletiva temática.

Família ViagemArte Urbana em São Paulo
Diário de PollyElementos urbanos de Tbilisi, na Geórgia
Quarto de viagemElementos urbanos diversos
Mulher Casada Viaja8 pontes mais lindas

Leia mais sobre nossa viagem ao extremo sul das Américas

Esse passeio por Palermo foi parte da viagem que fizemos a Ushuaia, Punta Arenas, Puerto Natales, Torres del Paine e El Calafate. Que tal conhecer um pouco mais sobre essas cidades?

Buenos Aires

Ushuaia

Punta Arenas

Puerto Natales

El Calafate

Vídeos

Prepare-se para sua viagem

Em Buenos Aires, nossa sugestão de hospedagem é o Milhouse Hostel Hipo (77, diárias a partir de R$39,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Buenos Aires é de aproximadamente R$95,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Tem cupom de desconto rolando! Até o dia 30/09/2019 você garante 6% de desconto ao utilizar o cupom ANIVERSARIORENTCARS (confira as condições aqui). Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$215,33. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Buenos Aires. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Buenos Aires, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Em Buenos Aires, o almoço simples sai por volta de R$21,92, já o fast-food sairá por mais ou menos R$18,27. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$5,64. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$3,07, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$3,96 e o pint de cerveja R$7,31. Descubra quanto custa viajar para Buenos Aires.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Adriano Castro

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

7 comentários em “O melhor da arte urbana em Palermo, Buenos Aires”

  1. Muito bom o post. Amo arte de rua de paixão e Buenos Aires é mesmo um caldeirão de inspiração pra quem curte esse tipo de expressão. Adorei a lista de vocês!

  2. Muito legal!! Dentre os murais que você compartilhou o da Frida Kahlo foi o que eu mais gostei.
    Apesar de controverso em muitos lugares o street art é uma manifestação artística repleta de crítica social e que diz muito sobre o cotidiano de um lugar. Obrigado por compartilhar

  3. Adoro arte urbana e esses murais são lindos demais! Que bom que conseguiu aproveitar o tempo de uma conexão para passear na cidade sem compromisso. Ótima estratégia.

  4. Gostei demais desse post Gisele, ainda mais porque sou fã da cidade, e sempre que posso gosto de ir a Buenos Aires, quando morava no Brasil sempre dava um jeito pra ir a um show de rock argentino ou até mesmo ir às feiras locais, gosto muito do estilo das ruas, principalmente em San Telmo e Palermo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *