6 bate e voltas a partir de Buenos Aires

A região metropolitana de Buenos Aires é a segunda maior da América do Sul, perdendo apenas para São Paulo. Por isso, nos arredores da capital argentina é possível encontrar diversas alternativas de passeios superinteressantes que podem ser efeitos em apenas um dia. As opções variam entre viagem de barco no Rio Paraná, visita a fazendas e casas de figuras ilustres e até uma passada rápida em uma charmosa cidade uruguaia. Apresentamo-lhes 6 opções de bate e voltas a partir de Buenos Aires (e algumas sugestões de hospedagens, caso você decida ficar mais tempo em alguma delas).

A propósito, se você vai pernoitar em Buenos Aires, precisa conferir o Milhouse Hostel Hipo, que é a nossa indicação de estadia. Ele fica a 5 minutos a pé do Obelisco e também está muito próximo à estação de metrô: perfeito para dormir bem e turistar pela cidade por conta de sua localização.

1 Tigre

Passeio pela bucólica cidade de Tigre, nas proximidades de Buenos Aires, Argentina
Passeio pela bucólica cidade de Tigre, nas proximidades de Buenos Aires, Argentina. Créditos: Gisele Rocha

Localizada a 33 km de Buenos Aires, Tigre está em um delta do rio Paraná e possui vários passeios fluviais ao redor das ilhas e igarapés. Muitas das ilhas possuem parques perfeitos para piqueniques, uma ótima pedida os dias ensolarados. Para quem vai passar o dia na cidade, Tigre oferece aos visitantes algumas atrações bem interessantes, como o Porto de Frutos, de onde partem alguns passeios pelo delta. Para quem pretende passear pelo rio, da Estação Fluvial partem a maior parte dos barcos e catamarãs. Os preços variam de acordo com a duração dos passeios, que podem ter de 45 minutos a 2h de duração.

Conheça também o mercado local, onde são vendidos produtos e peças artesanais que fazem a festa dos turistas. Ele funciona entre às 10h e 18h. Se possível, inclua no seu roteiro ao menos um dos três museus mais importantes da cidade. No Museo Naval de la Nación há vários modelos de armas e réplicas de embarcações, algumas delas foram usadas durante a Guerra das Malvinas. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 8h30 às 17h30, e sábados e domingos, das 10h30 às 18h30. A entrada custa 20 pesos (R$1,21).

O Museo de Arte Tigre (MAT) é um espaço reservado para contar a história da arte argentina e também da cidade de Tigre, principalmente nas primeiras décadas do século XX. O MAT abre de segunda a sexta, das 9h às 19h, sábados, domingos e feriados das 12h às 19h e a entrada custa 50 pesos (R$3,02).

O último museu da lista é o da Reconquista. Com entrada gratuita, o Museo de La Reconquista está em uma casa colonial e conta a história da marcha até Buenos Aires que pôs fim a conquista britânica na cidade. Para visitar o museu, basta ir de quarta a domingo, das 10h às 18h. Um dos maiores atrativos de Tigre é o Cassino Trilenium, um dos maiores da região metropolitana de Buenos Aires. Ele funcionada praticamente o dia todo, de segunda a quarta, das 11h às 6h e de quinta a domingo, 24h. A entrada é de graça.

Como chegar: você pode fazer um bate e volta para Tigre de trem ou de ônibus. Se a opção for por trem, são duas alternativas: a primeira é pela linha Mitre. Basta ir até a Estação Retiro e tomar o trem para Estação Tigre nas plataformas 1 ou 2. Nos dias de semana os trens partem a cada 10 minutos, já nos finais de semana, o intervalo é mais longo, 30 minutos. A segunda opção é pelo Trem da Costa. Ao lado da Estação Retiro saem das plataformas 3 ou 4 o trem que faz conexão com o Trem da Costa. É preciso descer na Estação Bartolomé Mitre e atravessar uma ponte até Estação Maipu, de onde saem os trens da Costa. Para chegar a Tigre, basta saltar na Estação Delta. Se você escolher ir de ônibus, a linha 60 liga Buenos Aires a Tigres.

Tempo de deslocamento: de trem a viagem dura 50 minutos; já de ônibus o deslocamento é de 1h30.

Preço do transporte: o trem Mitre custa 24 pesos ida e volta (R$1,45); já o Trem de La Costa custa 20 pesos (R$1,21). O valor do ônibus é de 7 pesos (R$0,42).

Onde se hospedar: caso você decida ficar mais de um dia em Tigre, as Cabañas Burdeos se mostram uma boa alternativa. São chalés localizados às margens do rio Tigre. Inclui confortáveis áreas de estar, banheiros completos, cozinha bem equipada, um jardim encantador e estacionamento gratuito. Além disso, há diversas atividades naturais para serem praticadas, como pesca, trilhas a pé e canoagem.

2 San Isidro

San Isidro é uma cidadezinha bem bonita e tranquila que está a 21 km da capital argentina, às margens do Rio da Prata. Perfeita para um bate e volta! O destaque fica para a Catedral de San Isidro, erguida no século XIX, em estilo neogótico e com 68 metros de altura.

A cidade ainda guarda outras atrações como a Villa Ocampo, casa de campo da família da escritora argentina Victória Ocampo. O local é patrimônio da Unesco e conta com mobiliários e objetos da família, além de um lindo jardim externo. Esse museu funciona de quarta a sexta, das 16h30 às 22h e sábados e domingos, das 16h30 às 23h. A entrada custa 50 pesos (R$3,02).

Para quem quer conhecer um pouco da história de San Isidro, o destino é a Quinta Los Ombues. O museu é bem simples e apresenta móveis, objetos e roupas históricas de pessoas que viveram no local e na cidade. A casa está próxima a Catedral de San Isidro e funciona em horários diferenciados, de acordo com a época do ano. De abril a outubro, o museu abre de terça a quinta, das 10h às 18h, e sábados e domingos das 14h às 18h; já de novembro a março, a Quinta abre de terça a quinta, das 10h às 18h, e sábados e domingos, das 15h às 19h. A entrada é gratuita.

⚠️ Se liga! O seguro viagem é muito importante!

Imprevistos em viagens acontecem a todo momento. E quanto mais viagens (como os bate-e-voltas) você fizer, maiores são as chances de acontecer algo inesperado. Por isso, você DEVE contratar um seguro viagem na América do Sul para viajar com segurança e com tranquilidade.

Você estará pagando um valor consideravelmente baixo por dia e estará protegido de várias formas. Leia nosso compilado de tudo o que você precisa saber sobre o seguro viagem.

Na hora de fazer a cotação, clique no botão abaixo.

Contratar o seguro viagem

Para os aficionados por games, o ponto alto de San Isidro é o Museo del Juguete, com brinquedos e videogames de todas as épocas. Os mais nostálgicos poderão também recordar algumas brincadeiras da infância antes da popularização dos jogos eletrônicos. O espaço fica aberto ao público de quarta a sexta-feira, das 11h às 17h; sábados e domingos, das 13 às 17 horas.

Se você ainda tiver tempo, conheça o Hipódromo de San Isidro, um dos maiores da América do Sul. O local também recebe a edição argentina do festival Lollapalooza.

Como chegar: para chegar a San Isidro há duas opções, basicamente as mesmas de Tigre. A primeira é pegar um trem na Estação Retiro, pelo ramal Mitre até a Estação San Isidro. A segunda opção é o Trem da Costa, na Estação Maipu e desembarcar na Estação San Isidro. A linha de ônibus 60, a mesma para Tigre, também passa por San Isidro.

Tempo de deslocamento: 45 minutos

Preço do transporte: O trem Mitre custa 24 pesos ida e volta (R$1,45); já o Trem de La Costa custa 20 pesos (R$1,21), e o valor do ônibus é de 6,75 pesos (R$0,41).

3 La Plata

La Plata é a capital da Província de Buenos Aires e pode ser desbravada em um bate e volta
La Plata é a capital da Província de Buenos Aires e pode ser desbravada em um bate e volta. Créditos: Carlos Amato / Fonte: Flickr

Se Buenos Aires é o Distrito Federal da Argentina, La Plata é a capital da Província de Buenos Aires. Localizada a 56 km de Buenos Aires, La Plata foi construída após a elevação de Buenos Aires à capital federal em 1880. O município foi fundado em 1882 e a cidade foi toda projetada para que os seus blocos formem um quadrado atravessado por avenidas em diagonal. A cidade em si já é uma atração à parte, mas se você pretende fazer mais do que andar pelas ruas, há em La Plata algumas atrações imperdíveis.

Uma delas é o Museo de La Plata, um museu de Ciências Naturais, o maior do tipo na América Latina. O acervo conta mais de 2 milhões de objetos, sendo os mais famosos a coleção de mamíferos e fósseis. O espaço está aberto para visitação de terça a domingo, das 10h às 18h e a entrada custa 10 pesos (R$0,12).

A maior catedral de estilo gótico da América Latina também está em La Plata, a Catedral de Imaculada Conceição, mais conhecida como Catedral de La Plata. A igreja tem 112 metros de altura e foi erguida no século XIX. Ela fica aberta ao público todos os dias, das 9h às 19h.

Como chegar: duas linhas de ônibus fazem o trajeto até La Plata: Costera e Plaza. Ambas saem da Estação Retiro. Outra opção para chegar a cidade é por trem, saindo da Estação Constituicion, no ramal General Roca.

Tempo de deslocamento: de trem a viagem leva cerca de 1h20. Já de ônibus a viagem leva um pouco mais de 1h, mas o trajeto pode levar mais tempo por causa do trânsito.

Preço do transporte: o trem custa 16 pesos ida e volta (R$0,97). O ônibus, por sua vezm custa 7 pesos (R$0,42).

Onde se hospedar: caso você pretenda ficar mais de um dia em La Plata, uma opção de hospedagem com excelente custo-benefício é o Unico Eco Hostel Boutique. O albergue é bem localizado e fica a 1 minuto de caminhada da praia. O centro da cidade está a 800m de distância. Oferece wi-fi e café da manhã, ambos gratuitos. Os quartos dispõem de banheiro privativo.

4 San Antonio de Areco

Um bate e volta em San Antoni de Areco, nas proximidades de Buenos Aires, é uma imersão nas tradições gaúchas
Um bate e volta em San Antoni de Areco, nas proximidades de Buenos Aires, é uma imersão nas tradições gaúchas. Créditos: Carlos Adampol / Fonte: Flickr

Um pouco mais distante da capital está San Antonio de Areco. Mesmo com 113 km de distância, é possível visitar a cidade em um bate e volta a partir de Buenos Aires. San Antonio de Areco foi declarada em 2015 como a “Capital Nacional da Tradição” graças a manutenção das tradições gaúchas argentinas.

Dentre as várias atrações de Areco, está o Museo Gauchesco y Parque Criolla Ricardo Guiraldes. Nele há objetos, construções, roupas e costumes da vida nos pampas. O museu mostra aos visitantes como era a vida por ali, suas dificuldades diárias e toda a construção da identidade do gaúcho. O local funciona todos os dias, das 10h às 17h. A entrada é gratuita.

Não deixe de conhecer também a Igreja de Santo Antônio de Pádua, tombada como Patrimônio Histórico da Argentina. A atual construção é do século XIX e lembra muito as igrejinhas das cidades pequenas. Outro lugar que a vale a pena visitar na cidade é o Museo Draghi. Dedicado a história da fabricação de objetos em prata, o museu expõe várias ferramentas, além de alguns tipos de facas gaúchas. O local funciona todos os dias das 10h às 12h30 e das 16h30 às 19h30. Se perder pelas ruas também é um programão, já que San Antonio de Areco ainda preserva várias características coloniais e é muito bonita.

Como chegar: para chegar a San Antonio de Areco basta pegar o ônibus no Terminal Retiro. Duas empresas fazem a linha até a cidade: Nueva Chevallier e Pullman General Belgrano.

Tempo de deslocamento: cerca de 2h.

Preço do transporte: os valores variam de acordo com a empresa. As passagens pela Pullman General Belgrano custam 117 pesos só ida (R$7,07); já pela Nueva Chavallier, há três tipos de passagens com preços de 117, 130 e 148 pesos só ida.

Onde se hospedar: como a cidade é um pouco mais afastada da capital, talvez você opte por passar mais de um dia lá, para aproveitar tudo sem correria. Nossa sugestão de hospedagem é o Hotel Agro. Localizado a 100 metros do Casco Historico Feira, o hotel oferece bicicletas gratuitas, piscina sazonal ao ar livre, lounge compartilhado e jardim.

5 Carlos Keen

Antiga estação ferroviária em Carlos Keen, na Argentina. Um bate e volta a partir de Buenos Aires
Antiga estação ferroviária em Carlos Keen, na Argentina. Um bate e volta a partir de Buenos Aires. Créditos: Fernando Bonsembiante / Fonte: Wikimedia Commons

A pequena Carlos Keen está a 75 km de Buenos Aires e a 16 km da cidade de Luján. A aldeia tem apenas 500 habitantes e preserva as características do século XIX, podendo ser vistas em seus casarões na área central da localidade. É praticamente uma viagem pelo túnel do tempo.

Apesar de pequena, Carlos Keen tem algumas atrações bem interessantes como a Estação Barn, onde atualmente funciona o centro de informações turísticas. A antiga estação ferroviária recebe hoje várias atividades culturais todos os finais de semana. A Capela San Carlos de Borromeo, o Museu Rural e o Antigo Correio também são atrações imperdíveis. Mas uma em especial não pode passar em branco ao visitar a aldeia: a Fundación Camino Abierto. A fundação abriga crianças e adolescentes até os 21 anos e oferece educação, música, arte e teatro para os abrigados. Entre tantos projetos, está também a produção de uma horta orgânica. As verduras colhidas ali são vendidas para o público externo e também estão presentes nos pratos do restaurante Los Girasoles.

Como chegar: Para chegar a Carlos Keen a partir de Buenos Aires é preciso ir primeiro a Luján. Para isso, pegue a linha 57 na Plaza Italia. Em Luján basta entrar no ônibus da linha 503 até Carlos Keen.

Tempo de deslocamento: a viagem dura cerca de 2h

Preço do transporte: Até Luján a passagem custa 7 pesos (R$0,42). De Luján até Carlos Keen, a tarifa é de 6,75 pesos (R$0,41).

6 Colonia Del Sacramento

Calle de los Suspiros, em Colonia del Sacramento, Uruguai
Calle de los Suspiros, em Colonia del Sacramento, Uruguai. Créditos: Gisele Rocha

Não dava para encerrar a lista de bate e voltas a partir de Buenos Aires sem citar Colonia del Sacramento, que fica no Uruguai, mas está separada da Argentina apenas pelo Rio da Prata. O balneário oferece várias praias fluviais de águas calmas, mas esse não é o ponto forte de Colonia. O Barrio Historico sim merece mais atenção. Suas construções refletem uma mistura de influências espanholas, portuguesas, indígenas e africanas. A primeira foto que você vai tirar na cidade será na Puerta de la Ciudadela, a segunda talvez seja na Calle de los Suspiros e de lá você descobre o resto. Não deixe de subir no Farol, mas tenha cuidado nas escadas, que são muito estreitas e em formato de caracol. A Plaza de Toros também é um dos cartões postais de Colonia e merece uma visita.

Na hora do almoço, escolha algum dos restaurantes à beira-rio, os cardápios e preços ficam do lado de fora do estabelecimento e assim você não leva uma facada quando chegar a conta.

Como chegar: para chegar a Colonia Del Sacramento, três empresas de navio fazem o trajeto pelo Rio da Prata: Buquebus, Colonia Express e SeaCat. A Buquebus sai de Puerto Madero, já a Colonia Express e SeaCat partem da região de La Boca.

Tempo de deslocamento: depende do navio. O mais rápido faz o trajeto em 1h; já o mais lento em 2h30.

Preço do transporte: o passeio até Colonia Del Sacramento não é barato e varia de acordo com a empresa e tipo de passagem, custando de 550 pesos (R$33,22) , até 1341 pesos (R$81,00). É sempre bom comprar as passagens com antecedência, principalmente na época de alta temporada.

Onde se hospedar: em Colonia é possível visitar tudo a pé, por isso é importante ficar em um hotel ou hostel bem localizado. Para viajantes econômicos eu recomendo o El Viajero Colonia Hostel & Suites. Ele fica a 100m do centro histórico e oferece wi-fi gratuito, quartos com banheiros privativos e um buffet completo de café da manhã. Já a Posada del Angel é para aqueles viajantes que buscam conforto, sofisticação e atendimento de primeira classe.

Leia mais sobre Buenos Aires

6 bate e voltas a partir de Buenos Aires

Prepare-se para viajar

Use o cupom MAE para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Economize em passagens aéreas usando o comparador de preços ou a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus,  a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

3 pensou em “6 bate e voltas a partir de Buenos Aires

  1. Acredita que ontem mesmo o meu dentista estava comentando que quando foi pra Buenos Aires reservou uma semana e no fim das contas já não tinha mais o que fazer? Esse post teria sido muito útil para ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo