Roteiro de 30 dias pela América do Sul com 6 mil reais

Desde que publicamos as três opções de roteiros para desbravar a Europa com 5 mil reais, muita gente, mas muita gente mesmo, veio nos perguntar se tínhamos um roteiro de mochilão pela América do Sul que coubesse em um orçamento aproximado. Viajar pelos países vizinhos tende a ser muito barato e descomplicado, não é necessário sequer ter passaporte, e por essas razões são frequentemente escolhidos pelos brasileiros como destinos para a primeira viagem internacional.

Pois bem, antes de apresentar o meu roteiro para um mochilão de 30 dias pela América do Sul, é importante deixar claro que seria impossível visitar todos os lugares legais em tão pouco tempo e com grana limitada. Sendo assim, escolhi as cidades mais visitadas, priorizando atrações gratuitas e passeios baratos. Se você já visitou essas cidades e quer adaptar o itinerário, sugiro que utilize o site Rome2Rio para traçar a nova rota. Ele mostra as melhores formas de deslocamento e ainda aponta a duração de cada viagem. É bem útil, embora os preços apontados por eles não sejam fiéis aqueles praticados pelas empresas de ônibus e companhias aéreas

Agora chega de explicações e vamos ao que interessa!

Roteiro de 30 dias pela América do Sul

Uruguai

Montevidéu – 3 dias
Colonia del Sacramento – 1 dia

Argentina

Buenos Aires – 3 dias
Mendoza – 2 dias

Chile

Santiago – 3 dias
Valparaíso e Viña del Mar – 1 dia
Atacama – 4 dias (sendo um dia inteiro de deslocamento, passando por estradas de tirar o fôlego)

Bolívia

Salar Uyuni – 3 dias
La Paz – 2 dias
Chacaltaya e Valle de la Luna – 1 dia
Tiahuanaco – 1 dia

Peru

Puno – 1 dia
Cusco – 3 dias
Valle Sagrado – 1 dia
Machu Picchu – 1 dia

Passagens aéreas

Para este roteiro de 30 dias pela América do Sul, escolhi comprar as passagens de ida e volta em cidades diferentes. Acaba saindo mais barato que retornar ao ponto inicial para enfim pegar um voo de volta ao Brasil. Em alguns casos, fica mais em conta comprar o combo de ida e volta e “jogar fora” a passagem de retorno. Faça algumas simulações e descubra a opção mais vantajosa para o período que você pretende viajar.

Saída Destino Preço
Ida Rio de Janeiro Montevidéu R$349
Volta Cusco Rio de Janeiro R$525
Total R$874
*consulte preços atualizados aqui

Dica importante: ir de Porto Alegre para Montevidéu de ônibus é uma opção barata e cômoda para sair do Brasil. Aqui no Viajei Bonito tem um post explicando como se faz.

Hospedagens

Não é necessário gastar muito para encontrar um hostel bom, limpo e bem localizado durante um mochilão pela América do Sul

Não é necessário gastar muito para encontrar um hostel bom, limpo e bem localizado durante um mochilão pela América do Sul. Créditos: Gisele Rocha

Para minimizar gastos com transporte público, escolha hotéis e albergues bem localizados. Prefira também aqueles que oferecem café da manhã gratuito, assim você economiza em alimentação.

Cidade Albergue Diárias Valor dia Valor total
Montevidéu La Tatucera* 3 R$35 R$105
Buenos Aires Waikiki 4 R$25 R$100
Mendoza Hostel de Los Artistas 2 R$26 R$52
Santiago Hostal Providencia 3 R$29 R$87
Valparaíso Hostal Cerro Alegre 1 R$43 R$43
San Pedro de Atacama Mantra Desert 4 R$41 R$164
La Paz Wild Rover 4 R$33 R$132
Cusco Pariwana 4 R$43 R$172
Aguas Calientes Casa Paz Hostel 1 R$29 R$29
Total R$884

* Atualização: em 15 de outubro de 2018 identificamos que o La Tatucera não estava mais disponível no Booking. Hotel America é a nossa sugestão para Montevidéu.

Deslocamentos

Viajar de ônibus é a forma mais barata de deslocamento entre os países da América do Sul

Viajar de ônibus é a forma mais barata de deslocamento entre os países da América do Sul. Créditos: ephotographythemes / Fonte: Pixabay

Para viagens longas, procure fazer o deslocamento à noite em ônibus confortáveis (poltrona cama ou semi-cama), assim você economiza em hostel e não perde tempo que poderia ser aproveitado em passeios.

Muito importante: os fiscais da imigração no Chile são muito rigorosos na inspeção das bagagens. Sabendo disso, não leve frutas ou alimentos de origem animal, pois todos eles serão confiscados e você pagará multa por cada item encontrado. Não sai barato!

Origem Destino Transporte Empresa Duração ValorR$
Montevidéu Colonia Ônibus COT ou Turil 2h50 R$40
Colonia del Sacramento Buenos Aires Ferry Buquebus 1h15 R$123
Buenos Aires Mendoza Ônibus Via TAC 14H45 R$152
Mendoza Santiago Ônibus Coitram 7h R$61
Santiago Viña del Mar Ônibus Turbus ou Condor 1h25 R$9,75
Viña del Mar Valparaiso Ônibus transporte urbano 15 min R$1,65
Valparaiso Atacama Ônibus Turbus 22h R$110
Atacama Uyuni Agência - 7h30 R$600**
Uyuni La Paz Ônibus Trans Omar 10h R$70
La Paz Chacaltaya e Valle de la Luna Agência - 2h R$42,50*
La Paz Tiahuanaco Van - 1h10 R$9,50*
La Paz Puno Ônibus NC Internacional 5h R$38
Puno Cusco Ônibus Cruz del Sur 6h30 R$40
Cusco Valle Sagrado Agência - 11h R$85*
Ollantaytambo Aguas Calientes Trem Inca Rail 1h30 R$202
Aguas Calientes Machu Picchu Micro-ônibus Consettur 30 min R$75*
Aguas Calientes Ollantaytambo Trem Peru Rail 1h30 R$195
Ollantaytambo Cusco Van - 2h R$10
Total R$1864,40

*ida e volta
**pacote inclui transporte, acomodação e refeições.
***existem muitas formas de ir a Machu Picchu. Conheça todas elas aqui.

Alimentação

Em alguns países da América do Sul é possível ter uma refeição completa por menos do equivalente a R$20. Vinhos costumam ser muito baratos também

Em alguns países da América do Sul é possível ter uma refeição completa por menos do equivalente a R$20. Vinhos costumam ser muito baratos também. Créditos: Cássia Mota

Média de R$35 com refeições por dia, totalizando R$1050 por 30 dias de mochilão. Leve em consideração que os hostels escolhidos oferecem café da manhã e que em alguns passeios as refeições já estão incluídas. Para os lanches, selecionei algumas opções rápidas e baratas.

Atrações turísticas

Monte Chacaltaya, nos arredores de La Paz, Bolívia

Monte Chacaltaya, nos arredores de La Paz, Bolívia. Créditos: Laura Almeida

Tendo em vista que cada país tem a sua moeda, optei por converter todos os valores em Real a fim de facilitar os cálculos.

No Uruguai é possível conhecer as principais atrações de Montevidéu sem gastar nada. Já em Colônia, meu único gasto foi de R$2,85 para subir até o topo do farol. Em Buenos Aires também optei pelas atrações gratuitas, me informando sobre os dias de entradas livres nos principais museus da capital argentina. Em Mendoza os gastos também foram baixos, R$20 com aluguel de bicicleta + R$15 tour guiado Museu do Vinho San Felipe.

Visitando Santiago, a capital do Chile, mais uma vez encontrei muita coisa para fazer de graça. Em Valparaíso me permiti desembolsar R$28,80 no ingresso da La Sebastiana, casa de Pablo Neruda que hoje abriga um museu em homenagem a ele. Em Viña del Mar o passeio também não custou nada.

Toda economia vale a pena, tendo em vista que no Deserto do Atacama o dinheiro vai embora em dois tempos. O tour imperdível pelo Salar de Tara custa atualmente R$241. O passeio pela Laguna Cejar sai por R$144,50 (R$82 o tour + R$62,50 do ingresso); Valle de da Luna custa R$48 (R$34 o tour + R$14 do ingresso); Geysers del Tatio R$168 (120 o tour + R$48 do ingresso) e Baños de Puritama (R$72,25 a entrada).

No Salar do Uyuni todos os passeios e deslocamentos já estão incluídos no pacote de R$600 que mencionei no subtítulo “deslocamentos”. Depois de tanto dinheiro voando pelos ares, optei por visitar somente atrações gratuitas em La Paz, mas não abri mão de conhecer o Monte Chacaltaya e o Valle de la Luna. Os passeios custaram singelos. R$14. O de Tiahuanaco custou R$50, mas valeu a pena.

Chegando ao Peru, gastei R$45 para visitar as Islas Flotoantes de Uros e Taquille em Puno. Em Cusco foram R$130 com o boleto turístico, válido por 10 dias, abrangendo inclusive o Valle Sagrado. Ótimo investimento!! Para encerrar com chave de ouro, veio Machu Picchu. O ingresso custa atualmente R$152.

Através dos links abaixo você pode reservar com antecedência as atrações citadas anteriormente. Vale ressaltar que os preços não são os mesmos. Deixamos aqui para você como opções oferecidas pela GetYourGuide, empresa parceira do Viajei Bonito.

Seguro viagem

Embora não seja obrigatório, o seguro viagem faz-se mais que necessário. Consultas médicas não costumam ser baratas, sobretudo em casos de acidentes e internações. Para um mochilão de 30 dias pela América do Sul, gasta-se apenas R$224,44. Faça a sua cotação e use o código abaixo para conseguir um desconto camarada.

Seguros Promo
VIAJEIBONITO5
Cupom que dá direito a 5% de desconto Ver todos os cupons Enviar por e-mail

Como utilizar este cupom
  1. Acesse a página da Seguros Promo
  2. Preencha as datas de sua viagem e escolha um destino
  3. Selecione a apólice
  4. Utilize o cupom na etapa de pagamento

Informe abaixo seu e-mail para receber este cupom em sua caixa postal. Ele não será armazenado, nem utilizado para enviar campanhas de marketing.

Total estimado

Despesa ValorR$
Passagens aéreas R$874
Hospedagens R$884
Alimentação R$1050
Deslocamentos R$1864,40
Atrações turísticas R$1059,15
Seguro viagem R$244,44
Total R$5975,99

Vale ressaltar que o artigo foi concebido em maio de 2017, e por conta da inflação e das constantes mudanças do câmbio, o que hoje custa R$ 6.000,00 pode custar um pouquinho mais no futuro, ou menos se você tiver sorte. Entretanto, se você quiser saber quanto custa viajar por cada país da América do Sul com informações atualizadas, acesse nossa página de quanto custa.

Roteiro de 30 dias pela América do Sul com 6 mil reais

Prepare-se para viajar

Ícone seguro viagem

Use o cupom CRIANCA para adquirir o seguro viagem com até 20% de desconto, pagando via PIX ou boleto bancário. Além da cobertura médico-hospitalar, você também estará protegido em casos de cancelamento de viagem, extravio ou danos à bagagem.

Ícone hotel

Reserve hospedagem com antecedência através do Booking e Hostelworld para garantir preços promocionais. Parcelamento sem juros no cartão de crédito e possibilidade de cancelamento reembolsável.

Garanta internet em mais de 210 países utilizando o chip da Easysim4u, que nós já testamos na Europa e do norte ao extremo sul das Américas. Use o cupom SPRING e garanta 50% de desconto.

Compre passagens aéreas com até 35% de desconto usando o comparador de preços ou utilize a ferramenta quando viajar, um calendário que mostra as tarifas mais baixas para o destino que você escolher.

Tenha liberdade para ir aonde quiser alugando um carro através da Rentcars, que atua em parceria com locadoras renomadas do mundo todo. Parcele sem IOF em até 12x ou cancele sem custos.

Pague menos comprando suas passagens de ônibus com a ClickBus, a empresa líder em vendas online de passagens rodoviárias, trabalhando em parceria com mais de 140 empresas em mais de 4 mil destinos!

Faça passeios guiados em qualquer lugar do mundo e fure a fila comprando ingressos com antecedência através da GetYourGuide. Cancele sua reserva até 24 horas antes do início de sua atividade e obtenha reembolso integral.

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

33 pensou em “Roteiro de 30 dias pela América do Sul com 6 mil reais

      1. Olá, você recomendaria esse roteiro para que época do ano e em que ordem de cidades? Vejo muito roteiros indicando fazer no sentido norte-sul (peru – bolívia – chile – argentina) por causa da questão da altitude (não entendi muito bem) mas eu queria uma alternativa pq as passagens para Lima estão muuito caras. Tu pode me ajudar?

    1. Florence, a minha viagem foi dividida em 2. A primeira parte (Uruguai, Argentina e Chile) fiz em abril/maio e a outra (Peru e Bolívia) fiz em setembro.

  1. Gisele tudo bem?! Gostei muito do seu post!!! Já tirei muitas ideias e estou montando a minha viagem.. hahahah

    Qual cidade você acha melhor para ser o ponto de partida saindo de SP, estou querendo ir p/ Atacama, Bolivia e Peru

    Obrigado!!

    1. Caio, minha sugestão é que vc comece pelo Peru e vá descendo até o Atacama. Veja se vale a pena comprar só a passagem de ida para o Peru e voltar pelo Chile ou se fica mais barato comprar ida e volta pelo Peru e ir conhecendo outras cidades pelo caminho na volta.

      Espero que sua viagem seja incrível! Depois volte para me contar como foi. Qualquer dúvida, estamos aí!

  2. Esse valor é por pessoa? se não for, por casal ficaria exatamente o dobro, ou tem coisas que o valor para uma ou duas pessoas é o mesmo? desde já agradeço!

  3. Gisele, adorei seu post!!! Você acha que compensa seguir mais ou menos esse teu roteiro, passando por Chile, Peru e Argentina… em época de inverno? (tou me planejando pra julho, no período de férias) Machu picchu deve ficar coberta de névoa, né? será que atrapalha a visualização? O que você me sugere? Mto obg!!!

  4. Nossa, maravilhoso seu post! Eu fiz Peru, Bolivia e Chile e gastei exatamente esse valor pois a passagem saiu bem cara, cerca de R$ 2.000,00. =/ … mas que bom que vc conseguiu fazer essa economia! Parabéns pelo relato!

  5. Oi Gisele, tudo bem? To montando meu primeiro roteiro de mochilão internacional ! e to pensando em Bolívia, Chile e Argentina, 30 dias também ! queria saber se rolava a gente trocar uns e-mails pra ajudar na insegurança de primeira viagem !

    Abs, Jana

  6. Boa noite. Ótimo relato, um dos mais detalhados que já vi. Farei um roteiro parecido agora em Dezembro. Logo, queria te perguntar com qual empresa tu fez o passeio do Salar de Uyuni, Monte Chacaltaya e Vale dela Luna ? Outra coisa, você fazia as compras das passagens de ônibus online antecipadamente ou deixava para comprar na rodoviária mesmo ?

  7. Olá Gisele, estou me programando para fazer minha primeira viagem. Gostaria de saber se você comprou as passagens de ônibus antes de sair do Brasil ou se elas foram compradas durante a viagem.
    Sua experiencia esta me ajudando muito. Obrigada

  8. Gisele boa noite. Esse foi o post mais completo que achei, poderia me enviar seu e-mail par tirar umas duvidas? ou me envie um por favor. pretendo ir em março e acho que estou super em cima [email protected] whats 11 961421094

  9. Gisele, qual agência você pagou para percorrer o Salar de Uyuni? Vou fazer o mochilão no ano que vem e já estou preparando tudo para não correr riscos durante a viagem.

  10. Olá!! excelente o roteiro que você montou aqui, está me ajudando muito. Gostaria de saber se você pode disponibilizar o que você fez em cada cidade?

  11. Oiii, gostaria de saber como funcionou com a questão do câmbio pra você? Pois você comentou que cada país tem uma moeda certo? Como vc fez?

  12. Amei o roteiro e vou utilizar ele completo com certeza, tem todos os destinos que quero conhecer, só uma dúvida, todos os hostel vc reservou antes, aqui do Brasil? E o dinheiro trocou em cada país ou usou dolar em todos? Obrigada, amei mto tudo isso!

    1. Oi, Mariane! Que bom que esse roteiro tem sido útil no seu planejamento! Fico feliz em poder ajudara!

      Reservei os hostels aqui no Brasil mesmo, pra não perder tempo com isso lá e pra evitar ficar sem vagas.
      Nós usamos dois buscadores, o Booking e o Hostelworld.

      Sobre o dinheiro, levei em reais e fui trocando sob demanda. Também levei cartão para saque, porque levar todo o dinheiro da viagem em espécie é arriscado, né?

      Se precisar de mais alguma informação, conte comigo!

      1. Gisele Rocha, li seu post e amei. Mochilão na América do Sul. Uma curiosidade, vc foi somente com uma mochila? O que levou, como roupas e calçados? melhor período para fazer este roteiro? Quero sanar minhas dúvidas.

        1. Que bom que gostou!! Fui com uma mochila de 50 litros e uma de ataque, que usava durante o dia pra levar um casaco, máquina fotográfica, água e comida.
          Na cargueira eu levei:

          • blusa e calça térmicas
          • camisetas, blusa de algodão mais fininha
          • blusas de tricô
          • dois casacos mais pesados impermeáveis (um no mochilão e outro no corpo, mas poderia ter levado um só).
          • 3 calças legging
          • alguns shorts
          • 1 calça jeans
          • uns 3 vestidos que não usei
          • tops para usar como sutiã, 6 calcinhas, um maiô e um biquíni
          • produtos de higiene pessoal (prefiro shampoo e condicionador em barra porque não ocupam espaço e duram muitos meses)
          • cacarecos eletrônicos
          • documentos (entre eles o certificado internacional de vacinação, que é exigido na Bolívia)

          Isso foi tudo o que consegui lembrar agora. Dê preferência a peças fáceis de dobrar, que não ocupem muito espaço e que sequem rápido.
          Quanto ao melhor período para fazer o roteiro, do fim de abril ao início de junho você foge das chuvas e não pega tanto frio. De setembro ao fim de outubro também.

          Se aparecer mais alguma dúvida, estou à disposição!

          Aaaahhhh!!! Não se esqueça do seguro viagem! E pega leve quando chegar às cidades mais altas! 😉

  13. Muito bom o seu roteiro, Gisele!
    Fiquei curioso sobre o que vc fez em cada cidade, principalmente em Mendoza e La Paz. Você pode disponibilizar isso?

  14. Sensacional esse artigo Gisele Rocha! Parabéns!

    Estou planejando fazer o mochilão em Outubro, mas estou perdido por ser o meu primeiro. Normal né? kkkkk
    É possível você compartilhar a planilha que realiza o seu planejamento de viagem?

    1. Oi, Thobias!

      Minha planilha é o próprio post mesmo, onde estão descritas as cidades, as hospedagens e os deslocamentos que eu fiz.
      Mas se você precisar de alguma ajuda específica, pode contar comigo. 😉

      Abraços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo