Olhando por alto ninguém imagina, mas há muito o que fazer em Conservatória, um pacato distrito de Valença, na fronteira entre Rio de Janeiro e Minas Gerais. É o destino perfeito para um fim de semana longe do alvoroço dos grandes centros, podendo até ser feito um bate e volta, embora seja recomendável um pouco mais de tempo para conhecê-lo a fundo, sem pressa.

Conservatória é pura tranquilidade e aconchego. Teve o seu passado de glória durante o ciclo do café, do qual ainda restam fazendas e monumentos para recontar a história. Mas não foi isso que tornou o distrito conhecido nacionalmente. O que deu fama ao lugar foram as serestas e serenatas, costumes medievais que chegaram aqui com a corte dos imperadores e virou tradição que perdura até os dias de hoje.

Para ler em seguida

Melhor época para ir a Conservatória

Conservatória recebe turistas de braços abertos em qualquer época do ano. A temperatura média anual é de 24°C e o índice de chuvas também não varia muito.

Embora não haja um período mais favorável ou desfavorável à visita, recomendamos que sua viagem aconteça durante o fim de semana, quando é possível participar das serestas e serenatas. Confira a programação de Conservatória e fique por dentro dos eventos especiais.

Estátua de José Borges Freitas, um dos grandes responsáveis pela tradição das serestas e serenatas em Conservatória
Estátua de José Borges Freitas, um dos grandes responsáveis pela tradição das serestas e serenatas em Conservatória. Créditos: Gisele Rocha

Como chegar a Conservatória

Antes de mostrar como chegar a Conservatória, eu gostaria de te dar um conselho:  A estrada é feita de curvas sinuosas que exigem cautela, então não tenha pressa. Além disso, se você puder escolher, viaje durante o dia, pois as paisagens são lindas e merecem ser admiradas.

Não há grandes aeroportos nas proximidades de Conservatória, então para chegar lá você pode escolher entre duas opções:

De ônibus

Apenas três empresas levam passageiros a Conservatória: Viação Barra do Piraí (que parte da cidade homônima), Útil (que sai do Rio de Janeiro) e Viação Senhor dos Passos (com saídas diárias do terminal de Valença). Consulte os horários de ônibus antes de programar a sua viagem.

De carro

Quem sai de São Paulo e do Rio de Janeiro deve seguir pela Via Dutra em direção a Barra do Piraí. Já quem começa a viagem em Juiz de Fora ou Belo Horizonte pode escolher seguir pela BR-040 ou pela MG-353.

Ainda que o centro histórico de Conservatória seja pequeno e agradável para andar a pé, viajar de carro possibilita conhecer os mirantes e cachoeiras dos arredores. Alugamos um veículo na Rentcars porque os preços eram mais baixos do que os valores praticados pelas próprias locadoras.

Quantos dias ficar em Conservatória

Há muito o que fazer em Conservatória e adjacências, porém, com um roteiro bem planejado é possível conhecer os principais pontos turísticos do centro histórico em um dia. Apesar disso, só quem pernoita durante os fins de semana tem o privilégio de acompanhar as serestas que acontecem nas noites de sábado.

Aproveite o domingo para se refrescar nas cachoeiras da região ou, quem sabe, conhecer uma Cidade Fantasma (que na verdade é uma antiga vila de colonos da Fazenda São Fernando (90)).

O que fazer em Conservatória

O turismo em Conservatória gira em torno do seu passado como pólo cafeeiro, além das tradicionais serenatas. Há música nas ruas 24 horas por dia, ainda que o som esteja vindo de uma casa, restaurante ou de algum grupo se apresentando na pracinha.

Disponibilizamos aqui o roteiro que fizemos durante a nossa passagem pelo distrito, assim você saberá o que fazer em Conservatória e se inspirar para montar o seu próprio itinerário.

Locomotiva 206

Locomotiva 206, principal ponto turístico de Conservatória, Rio de Janeiro
Locomotiva 206, principal ponto turístico de Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Estacionamos o carro ao lado da Antiga Estação Ferroviária e começamos o nosso passeio pelo cartão postal de Conservatória, a Locomotiva 206, um exemplar que rodou entre 1912 e 1926 e presenciou os tempos de glória do Vale do Café.

A linha que levava até a estação de Conservatória foi inaugurada em 21 de novembro de 1883 e contou com a presença do imperador Dom Pedro II. Serviu para carregamento de café e transporte de passageiros durante 78 anos, até que foi desativada, em agosto de 1961.

Antiga Estação Ferroviária

Antiga estação ferroviária e atual rodoviária de Conservatória
Antiga estação ferroviária e atual rodoviária de Conservatória. Créditos: Gisele Rocha

Após o desmonte dos trilhos, a estação de trem deu lugar à atual rodoviária de Conservatória. Nela também funciona um museu e o Destacamento de Policiamento Ostensivo, unidade básica de apoio da Polícia Militar.

Uma curiosidade sobre a Antiga Estação Ferroviária é que sua base foi construída com pedras retiradas durante a escavação do túnel que chora, o ponto turístico que visitamos em seguida.

Túnel que Chora

Túnel que Chora em Conservatória, Rio de Janeiro
Túnel que Chora em Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Caminhando por mais 400 chegamos a outro ponto turístico muito famoso em Conservatória: o Túnel Maria Nossar, mais conhecido como Túnel que Chora.

O túnel possui 100 metros de comprimento e 5 de altura e foi inaugurado em 1883 com objetivo de dar passagem à linha férrea que ligava Conservatória a outros lugares do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

De onde vem o nome “Túnel que Chora”?

Eu poderia dizer que ele chora de tristeza por ter sido construído com mão de obra escrava, mas na verdade suas “lágrimas” têm origem em uma nascente próxima, que faz a água escorrer pelas pedras em determinadas épocas do ano.

Afinal, quem foi Maria Nossar?

O Túnel que Chora por pouco não foi demolido no início dos anos 1980, durante as obras de expansão da rodovia RJ-137. Contam que quando as máquinas chegaram ao local, uma senhorinha chamada Maria Komoid Nassar entrou na passagem e disse que de lá não sairia e que os operários teriam que implodir o túnel com ela lá dentro. O protesto ganhou a simpatia de outros moradores, que se juntaram a ela nessa luta.

Resumo da ópera: a rodovia precisou se adaptar ao túnel e hoje passa por cima dele. Dona Maria Nossar, por sua vez, foi homenageada como a mulher que enfrentou o governo em plena Ditadura Militar para salvar um patrimônio cultural de Conservatória.

Casa de Cultura

Casa de Cultura de Conservatória, Rio de Janeiro
Casa de Cultura de Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Uma visita à Casa de Cultura de Conservatória é imprescindível para quem quer aprender sobre a história das serestas, mas o espaço vai além disso.

O antigo casarão que pertenceu ao barão do café Francisco Leite Ribeiro atualmente se divide em quatro espaços: no primeiro deles está o acervo completo do antigo Museu da Seresta, enquanto o segundo é dedicado a exposições temporárias e o terceiro abriga obras de arte de artistas locais. Já o quarto e último espaço guarda rádios e aparelhos eletrônicos antigos, que vão desde a década de 1920 até 1990.

Sobre o Museu da Seresta de Conservatória

A antiga casa de João Borges Freitas era ponto de encontro dos seresteiros de Conservatória. Durante muitos anos, objetos e fotos foram sendo doados pelos músicos e moradores do distrito, o que deu origem a uma pequena coleção.

Mais tarde, a casa deu espaço ao Museu da Seresta, que sobreviveu até 2009, ano em que o imóvel foi vendido. Desde então, todo o acervo que consistia em quadros, fotos, letras de música e instrumentos musicais foi doado à Casa de Cultura, que agora também serve de ponto de aquecimento para os seresteiros nas noites de sábado, antes da famosa serenata que se inicia oficialmente na travessa Travessa Professora Geralda da Fonseca.

Horário de funcionamento: de quarta a domingo, das 9h às 17h
Preço: entrada gratuita

Museu Vicente Celestino e Gilda de Abreu

Vicente Celestino foi um grande cantor e ator do século 20 e Gilda Abreu, sua esposa, se destacou como cantora lírica, escritora, radialista, atriz e cineasta. O museu dedicado aos dois foi inaugurado em 1999 e não pode ficar de fora do roteiro de quem busca o que fazer em Conservatória.

O acervo conta com figurinos, instrumentos musicais, mobiliário antigo, fotografias, discos, troféus, além de muitos recortes de jornais e revistas selecionados a dedo pelo curador Wolney Porto.

Horário de funcionamento: de segunda a sexa-feira, das 9h às 23h. Aos sábados, das 9h às 23h e aos domingos, das 9h às 14h.

Igreja Matriz de Santo Antônio

Inaugurada em 1868, a Igreja Matriz de Santo Antônio ocupa o lugar onde havia uma antiga capelinha de pau a pique. Foi construída por iniciativa da família Leite Ribeiro com mão-de-obra vinda de Portugal.

Programe-se para visitar Conservatória no quarto domingo do mês, quando os seresteiros se juntam ao coral das cidade nos cantos litúrgicos e os turistas são convidados a ler os salmos, tornando a celebração ainda mais especial.

Horário das missas aos domingos: às 9h e 19h.

Teatro Sonora

Teatro Sonora em Conservatória, Rio de Janeiro
Teatro Sonora em Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Divulgação

O Teatro Sonora é um espaço dedicado à música popular brasileira, um programa ideal para quem procura o que fazer em Conservatória à noite.

O letreiro vintage tem tudo a ver com a atmosfera do distrito, bem como as cadeiras de cinema, que acomodam uma plateia de até 80 pessoas. Os espetáculos são comandados por Juliana Maia, criadora deste espaço e mentora do projeto “Harmônicos de Conservatória”, dedicado ao ensino gratuito de Canto Coral e História da Música para mais de 60 jovens de Conservatória.

Horário de funcionamento: quinta-feira, das 14h às 21; sexta e sábado, das 9h às 22h e domingo, das 9h às 14h.

Cine Centímetro

Cine Centímetro, Conservatória
Cine Centímetro, Conservatória. Créditos: Divulgação

Depois de passarmos pelo Espaço Sonora, tiramos uma pausa para o almoço com direito à música ao vivo no restaurante Do Ré Mi. De lá partimos para o Cine Centimetro, uma réplica idêntica, porém em menor escala, do extinto Cine Metro Tijuca, que funcionava no Rio de Janeiro e foi demolido em 1977.

Este ponto turístico de Conservatória foi criado pelo Ivo Raposo, um cinéfilo que resgatou as poltronas, a tela, o tapete, os lustres, letreiros da fachada e até a bilheteria do cinema demolido para montar uma versão reduzida em um anexo de sua casa. Para deixar a atmosfera ainda mais nostálgica, ele também criou uma réplica do antigo Café Palheta.

Horário de funcionamento: não há horários regulares para visitação e exibição de filmes antigos. Entre em contato com o proprietário através do telefone (24) 2438-1815 ou pelo e-mail ivorapososter@gmail.com.

Marco do Tempo

Marco do Tempo, estúdio que simula fotografias de época
Marco do Tempo, estúdio que simula fotografias de época. Créditos: Gisele Rocha

A essa altura você já percebeu que passear por Conservatória é como entrar no túnel do tempo. E se você quiser ter um registro de como era viver em épocas passadas, recomendamos que visite ao estúdio Marco do Tempo, que fica bem em frente à Locomotiva 206.

Lá você pode se vestir com figurinos de época e posar em um cenário montado com mobília antiga. O fotógrafo edita a foto em tons de sépia e o resultado é extraordinário.

Cachaçaria Vilarejo

Embora pertença ao estado do Rio de Janeiro, Conservatória se parece muito com as cidades do interior de Minas Gerais. E um dos pontos de semelhança são as cachaças. Nesse pequeno distrito a aguardente é vendida em cada esquina, mas apenas um lugar você pode ver como ela é produzida e esse lugar é a Cachaçaria Vilarejo.

Além de aprender sobre a fabricação da cachaça, há uma lojinha onde é possível adquirir muitos produtos da roça, como rapadura, melado, mel, doces em compota, torresmo, café, queijo, linguiça e artesanatos em geral.

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 17h; sábado, das 8h às 16h e aos domingo, entre às 8h e 15h.

Cachoeira da Índia

Cachoeira da Índia, Conservatória, Rio de Janeiro
Cachoeira da Índia, Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Ouvimos tanto falar sobre a Cachoeira da Índia, tantas pessoas nos recomendaram esse ponto turístico, que criamos grande expectativa em cima dele, principalmente porque durante a nossa viagem o calor pedia um mergulho refrescante. Mas a gente sabe que quanto maior a expectativa, maior a decepção. E não deu outra!

Nos deparamos com uma cachoeira pequena e exalando mau cheiro. Também gostaríamos que ao menos houvesse alguém para nos explicar sobre o verdadeiro significado da estátua dourada, sobre a qual ouvimos tantas histórias. Saímos frustrados! Por ora, não vale a pena visitá-la.

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 9h às 20h.

Hotel Fazenda Florença

Hotel Fazenda Florença
Hotel Fazenda Florença. Créditos: Divulgação

O Hotel Fazenda Florença (70) está um pouco afastado dos demais pontos turísticos de Conservatória, o que não deve desestimular a visita. Seguindo pela estrada Cachoeira, chegamos a essa imponente construção inaugurada pela família Teixeira Leite em 1852, período áureo do ciclo do café.

Ocasionalmente acontecem representações com personagens caracterizados, recontando a história da fazenda e de figuras importantes que passaram por ali, como o Imperador D. Pedro II e de sua esposa, a Imperatriz D. Teresa Cristina.

Horário de funcionamento: a visita deve ser agendada através dos telefones: (24) 2438-0124 ou (24) 2438-1195.   

Ponte dos Arcos

Seguindo por mais 7 quilômetros na Rodovia Irmãos Freitas, já no caminho de volta para Juiz de Fora, paramos para observar a Ponte dos Arcos, uma construção centenária que permanece firme de pé.

Ela foi inaugurada em 1883 e fazia parte da Estrada de Ferro Santa Isabel, por onde passava o trem que transportava café e passageiros. A linha foi desativada no início dos anos 1960, mas os arcos continuam intactos para a nossa apreciação.

Restaurante Mirante da Serra

Você pode estar achando estranho um restaurante entrar na lista com o que fazer em Conservatória, mas esse merece. O Restaurante Mirante da Serra tem a vista mais bonita das cadeias de montanhas da região, além de divertir visitantes de todas as idades com brinquedos interativos no jardim.

Além do almoço a quilo com grande variedade de pratos preparados no fogão à lenha, o estabelecimento também vende açaí, biscoitos, doces em compotas e produtos artesanais.

Horário de funcionamento: sábados e domingos, das 9h às 20h.

Mirante Serra da Beleza

Um extraterrestre observando a imensidão da Serra da Beleza, em Conservatória
Um extraterrestre observando a imensidão da Serra da Beleza, em Conservatória. Créditos: Gisele Rocha

A poucos metros do restaurante, seguindo pela Rodovia Irmãos Freitas, paramos no recém-inaugurado Mirante da Serra da Beleza. O nome faz jus aos encantos do local, que também poderia se chamar Serra dos Ovnis.

Segundo pesquisadores da  Associação Fluminense de Estudos Ufológicos (AFEU), essa região possui a maior concentração de areia monazítica do mundo, uma fonte de energia radioativa que poderia servir como tanque de abastecimento para discos voadores. Você teria coragem de ficar ali à noite observando o céu?

Quilombo São José da Serra

Depois de visitar todos os pontos turísticos de Conservatória e ter uma visão romantizada do ciclo do café, é hora de visitar o Quilombo São José, a maior e mais antiga comunidade quilombola do Rio de Janeiro, e conhecer a outra versão dos fatos.

Aqui moram cerca de 200 descendentes de escravos vindos do Congo, Angola e Guiné, e ao contrário do que muita gente pensa, eles não vivem isolados da sociedade. Visitantes são bem-vindos se estiverem abertos a aprender sobre a cultura negra e sobre as lutas que travam até hoje em busca de igualdade.

Continua após a publicidade

Pousadas em Conservatória

O charme das casas de Conservatória, Rio de Janeiro
O charme das casas de Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Ao escolher onde ficar em Conservatória, aconselhamos que você dê preferência a pousadas que estejam localizadas no Centro do distrito, uma vez que os principais pontos turísticos estão situados nessa região. Entre tantas opções, as nossas favoritas são:

Restaurantes em Conservatória

Onde comer em Conservatória, Rio de Janeiro
Onde comer em Conservatória, Rio de Janeiro. Créditos: Gisele Rocha

Conservatória lembra em muitos aspectos as cidades do interior de Minas Gerais. E essas semelhanças ficam ainda mais evidentes à mesa, com comidas saborosas muitas vezes preparadas em fogões à lenha.

Um fim de semana foi pouco tempo para conhecer e degustar tantas opções atrativas disponíveis em Conservatória, no entanto, os poucos estabelecimentos aos quais tivemos oportunidade de ir nos serviram como uma amostra bastante satisfatória.

O primeiro deles foi o restaurante Do Ré Mi, localizado bem no ponto de concentração das serestas. Lá escolhemos um prato de purê com frango e salada deliciosos. Depois passamos pelo Gema da Roça, onde encontramos frango com quiabo, tutu, angu, couve, abóbora, farofa, aquele arroz branco soltinho e mais uma infinidade de quitutes apetitosos.

Por fim, já a caminho de casa, passamos pelo Restaurante Mirante da Serra, de onde se tem uma vista incrível das montanhas. Outra recomendação que nos deram foi o Bistrô do Poeta, disseram que o estabelecimento possui o ambiente ideal para um jantar romântico, porém dessa vez não tivemos tempo suficiente para conhecer o estabelecimento.

Leia mais sobre outros destinos no Rio de Janeiro

Passagens aéreas para o Rio de Janeiro


Prepare-se para sua viagem

Em Rio de Janeiro, nossa sugestão de hospedagem é o Hoshtel (94, diárias a partir de R$60,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, casas e quartos no Airbnb ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 24/10/19 você pode usar o cupom SEGURA para garantir 15% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado! Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Rio de Janeiro é de aproximadamente R$55,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Tem cupom de desconto rolando! Até o dia 31/10/2019 você garante 6% de desconto ao utilizar o cupom OUTUBRO6OFF (confira as condições aqui). Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Rio de Janeiro. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Rio de Janeiro, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak. Aprenda a criar um alerta de passagens aéreas em promoção.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

A ClickBus é uma plataforma para compra de passagens de ônibus no Brasil indicada pela ampla quantidade de itinerários. Utilize o cupom ABUS5 para garantir 5% em sua compra.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

No Rio de Janeiro, o almoço simples sai por volta de R$30,00, já o fast-food sairá por mais ou menos R$25,25. Considerando o cappuccino, podemos dizer que o cafezinho da tarde custa R$6,79. Em restaurantes, a garrafa d'água de 330ml custa R$3,40, o refrigerante - considerando também o de 330ml - custa R$5,37 e o pint de cerveja R$8,00. Descubra quanto custa viajar para Rio de Janeiro.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Gisele Rocha

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *