Nosso terceiro dia em Ushuaia foi cheio, com atrações pela manhã, tarde e à noite. A visita ao Parque Nacional Tierra del Fuego ocupou nossas primeiras horas do dia até a navegação pelo canal Beagle, que também está contada em detalhes aqui no blog. À noite foi ainda mais especial, com a nossa renovação de votos matrimoniais no centro invernal Ushuaia Blanca.

Mas voltando ao assunto, neste guia sobre o Parque Nacional Tierra del Fuego abordaremos todas as maneiras de chegar até ele (incluindo o Trem do Fim do Mundo), a melhor época para ir, quais trilhas fazer e onde se hospedar.

Como nossa visita aconteceu em pleno inverno, achamos que seria mais prudente fazer um passeio guiado para não corrermos o risco de nos perder nesse lugar congelante. Foi uma escolha acertada, pois percorremos o parque no aconchego de uma van quentinha, com um grupo de pessoas simpáticas e um guia experiente, que nos contou detalhes da história local, respondeu pacientemente às nossas dúvidas e nos mostrou detalhes que poderiam passar despercebido.

Sinta-se livre para tirar suas dúvidas na caixa de comentários no fim do texto ou, se preferir, reserve agora o seu tour guiado.

Reservar passeio

Para ler em seguida

O Parque Nacional Tierra del Fuego

Paisagens singulares do Parque Nacional Tierra del Fuego, em Ushuaia
Paisagens singulares do Parque Nacional Tierra del Fuego, em Ushuaia. Créditos: Gisele Rocha

O Parque Nacional Tierra del Fuego (ou Parque Nacional Terra do Fogo, em português) está localizado a 12 km da cidade de Ushuaia e ocupa uma reserva de 630 km², mas somente 3,17% (ou 20 km²) de toda essa área está aberta ao público, sendo o restante considerada uma Reserva Natural Estrita, com acesso proibido.

Visitá-lo é um privilégio, uma vez que ele é o único parque da Argentina que integra em seu território áreas florestais, montanhosas e ambiente marinho. Nas áreas públicas os viajantes se deparam com pântanos, lagos, vales e florestas de lengas, cerejas, coihues e ñires, com troncos finos cobertos por liquens, uma garantia de que aqui se respira o ar mais puro que a natureza pode oferecer.

E se você pensa que o frio extremo torna o lugar inóspito, está redondamente enganado. A vida selvagem é abundante no Parque Nacional Tierra del Fuego, que serve de morada para mais de vinte espécies de mamíferos e noventa espécies de aves. Entre os representantes da fauna local, merecem destaque a raposa vermelha e os guanacos, animais da família das lhamas.

Também não podemos deixar de mencionar os castores, roedores que estão devastando os bosques e desviando os cursos dos rios, causando um verdadeiro desastre ambiental. Culpa do ser humano, que trouxe o animal lá do Canadá a fim de comercializar sua pele e depois perdeu o controle da situação.

Ainda sobre o parque, outra curiosidade interessante é que a parte oeste faz divisa com o Chile, abarcando o extremo sul dos Andes. E também é aqui que termina a Ruta 3, a estrada mais austral do planeta!

Como chegar ao Parque Nacional Tierra del Fuego

Ruta 3, no extremo sul da Argentina
Ruta 3, no extremo sul da Argentina. Créditos: Gisele Rocha

De excursão

Fazer uma excursão guiada pelo Parque Nacional Tierra del Fuego é uma boa opção para quem quer otimizar o tempo e evitar longas caminhadas em baixas temperaturas. A desvantagem desse tipo de serviço é o roteiro engessado, com tempo contado em cada ponto de parada. 

De carro

Alugar um carro em Ushuaia é a melhor alternativa para quem não abre mão de fazer o próprio roteiro e ter o tempo que desejar para visitar os lugares escolhidos. No inverno será necessário colocar correntes nos pneus e ter habilidade para dirigir em rodovias congeladas. 

Para chegar ao Parque Nacional Tierra del Fuego de carro basta seguir pela Ruta 3. Recomendo que você tenha um chip com internet para usar o GPS. Nós usamos o da Easysim4u e ele funcionou bem.

De van

Existem vans que saem do Centro de Ushuaia e levam até a entrada das trilhas. Os horários e frequências podem variar em cada época do ano, então vá até a Secretaria de Turismo (que também fica no centro da cidade) e peça informações atualizadas. Aproveite e carimbe o seu passaporte.

De trem

O Trem do Fim do Mundo é o meio de transporte favorito dos turistas que visitam o parque. Os bilhetes podem ser adquiridos no ato da reserva do passeio ou na bilheteria da estação, que fica a 8 km do centro de Ushuaia.

O Trem do Fim do Mundo

A oito quilômetros de Ushuaia encontra-se a Estação de Trem do Fim do Mundo, que representa uma das formas de se chegar ao parque – talvez a que possui uma imersão mais completa na história da cidade e da região.

O antigo trem que transportava prisioneiros entre 1910 e 1947 agora funciona como atração turística e até mesmo quem já esteja participando de um tour como o nosso pode embarcar pagando uma taxa extra. O ônibus parou na estação faltando 40 minutos até sua partida, tempo suficiente para que os interessados comprassem seus tickets e pegassem a fila de embarque. Nessa hora optamos por pular essa opção e fotografar tanto a estação quanto seus arredores.

Algumas pessoas que estavam conosco no ônibus resolveram ir de trem para nos encontrar já dentro do parque uma hora mais tarde. Assim que ele partiu, deixamos a estação, voltamos para o ônibus e minutos depois adentramos o parque e fomos levados até o terminal onde o trem chegaria.

Nesse trecho do tour não há muito o que fazer a não ser observar as belas paisagens e esperar o trem chegar. Foram 2 horas em função de deixar os passageiros na estação e esperá-los no desembarque, por isso, quem ficou na van acabou entediado, murchando um pouco para o resto do passeio.

Com relação às paisagens, na verdade só víamos a cor branca em tudo, já que havia nevado recentemente. Mas isso não prejudicou nenhuma delas, muito pelo contrário: a neve trouxe um charme a mais.

Preços do Trem do Fim do Mundo em 2019

Maiores de 17 anos: $ 1200 (R$87,36)
Adolescentes de 13 a 16 anos e idosos acima dos 60 anos: $ 750 (R$54,60)
Crianças de 6 a 12 anos: $ 250 (R$18,20)
Criança de até 5 anos: entrada gratuita

Comprar bilhete

A melhor época para ir ao Parque Nacional Tierra del Fuego

Esperando a chegada do trem do Fim do Mundo no Parque Nacional Tierra del Fuego
Esperando a chegada do trem do Fim do Mundo no Parque Nacional Tierra del Fuego. Créditos: Viajei Bonito

As temperaturas são baixas o ano inteiro, com uma média anual de 5,5°C. Julho é o mês mais frio, com temperatura média de -0,3°C (podendo chegar a -8°C em casos extremos) e o mês mais quente é janeiro, quando a média é de 9,5°C.

Embora seja possível visitá-lo o ano inteiro, a melhor época para ir ao Parque Nacional Tierra del Fuego é entre outubro e abril, quando o frio é menos árduo. Entre junho e setembro há ocorrências de nevascas e algumas trilhas são fechadas. Nós fomos em agosto e não fizemos nenhuma trilha, porém a van fazia pausas periódicas para descermos e desfrutarmos dos lugares mais emblemáticos.

O que ver e o que fazer no Parque Nacional Tierra del Fuego

Nossa van percorreu uma grande área do parque, com paradas constantes para apreciar lagos, montanhas, bosques e castoreiras. As paisagens eram sublimes, uma mais bela que a outra. O nosso passeio guiado, como dissemos, durou cerca de 5 horas e contemplou os principais pontos de visitação da reserva. 

Lago Acigami (ou Lago Roca)

Lago Acigami, Parque Tierra del Fuego, Ushuaia, Argentina
Lago Acigami, Parque Tierra del Fuego, Ushuaia, Argentina. Créditos: Adriano Castro

Nossa primeira parada foi no Lago Acigami, anteriormente chamado de Lago Roca. Ele é o maior lago do parque e atravessa a fronteira entre a Argentina e o Chile. O nome “Roca” era uma homenagem ao ex-presidente argentino Julio Argentino Roca. Contudo, em 2008 a Administração dos Parques Nacionais decidiu resgatar o nome original “Acigami”, que na língua dos indígenas yámanas significa “cesto”, que é com o que o formato do lago se assemelha.

O lago possui águas calmas e cristalinas, porém geladas. Dizem que no verão as pessoas andam de caiaque e nadam por ali, depois caminham pela floresta. Durante a nossa passagem pelo parque ventava muito, mas nem o frio foi capaz de impedir nos impedir de admirar esse panorama tão lindo! Observe bem e você conseguirá ver pica-paus bicando as árvores em busca de larvas.

Baía Lapataia

Em seguida fomos levados até a Baía Lapataia – ponto mais austral do mundo onde se é possível chegar de carro ou ônibus, segundo a guia. Aqui você encontrará a emblemática placa que marca o final da Ruta 3. Uma trilha suspensa de alguns metros de extensão nos permite caminhar e observar o fiorde, a vegetação, o relevo e outros elementos da natureza que fazem parte da atração natural.

Com um pouquinho de disposição é possível chegar à Laguna Negra através de uma trilha leve de menos de 1 km de extensão. Outro lugar imperdível é o Mirador Lapataia, que oferece uma vista magnífica da Baía.  Cada passo no frio cortante vale a pena. Também passamos pela Castorera, uma área de bosque devastada pelos castores.

Centro de visitantes de Alakush

Centro de visitantes de Alakush, Parque Nacional Tierra del Fuego, Ushuaia
Centro de visitantes de Alakush, Parque Nacional Tierra del Fuego, Ushuaia. Créditos: Divulgação

Essa teria sido nossa primeira parada caso tivéssemos ido por conta própria. Aproveitamos nossa passagem pelo Centro de visitantes de Alakush para pegar o mapa do parque, mas só para guardar como recordação, já que o passeio estava no fim. 

No interior do centro de visitantes tivemos acesso a fotografias, maquetes e informações sobre los onas e los yaganes – aborígenes que viveram na Tierra del Fuego. Fora do centro, paisagens de tirar o fôlego compõem o horizonte.

Paramos para almoçar, olhamos algumas lembrancinhas e fizemos algumas fotos na área externa. Os banheiros são limpos e a comida era boa, mos o preço é salgado!

Trilhas do Parque Nacional Tierra del Fuego

Com exceção das trilhas que saem da Baía Lapataia, todas as outras ficam fechadas durante o inverno. Sendo assim, não pudemos percorrê-las. De qualquer forma, pegamos algumas informações no centro de visitantes para você se programar.

Trilha Marco XXIV 

Dificuldade: Média
Distância: ida: 3,5 km
Duração: 3 horas (ida e volta)

Caminhada pela margem do Lago Acigami e passando por bosques até chegar na fronteira da Argentina com o Chile.

Trilha Costeira

Dificuldade: Média
Distância: 8km
Duração: 4 horas 

Caminhada pela costa marinha passando por meio de bosques de cerejas e canelas.

Trilha Pampa Alta

Dificuldade: Média
Distância: 4,9km
Duração: 2 horas (ida e volta)

Nessa trilha tem-se uma vista panorâmica do Canal de Beagle e do Vale do Rio Pipo.

Cerro Guanaco

Dificuldade: Alta
Distância: ida: 4 km
Duração: 4 horas até o cume

O pico do Cerro Guanaco oferece uma vista incrível da cordilheira Fueguina e seus pântanos de turfa.

Onde se hospedar dentro e fora do Parque Nacional Tierra del Fuego

Existem quatro áreas de camping dentro do Parque Nacional Tierra del Fuego, sendo três deles gratuitos. 

  • Camping Rio Pipo (gratuito)
  • Camping Ensenada (gratuito)
  • Laguna Verde / Cauquenes (gratuito)
  • Laguna del Caminante (pago)

Continua após a publicidade

Esses espaços só funcionam de abril a março, quando as temperaturas ainda são suportáveis. É necessário pegar uma autorização na entrada do parque para acampar. Mas se essa não for a sua praia, é melhor ficar no centro de Ushuaia (leia nosso guia de hospedagem completo aqui).

Recomendamos o Hostel Yakush (88), um albergue bem localizado, com internet e café da manhã gratuito. Se preferir um lugar com mais conforto, o Hotel Albatros (88) oferece excelente estrutura, com quartos elegantes, sauna, spa e academia.

Seguro viagem para Ushuaia

Mesmo que você não tenha o objetivo de fazer trilhas e atividades na neve, ter a cobertura de um seguro viagem é de extrema importância. Um simples escorregão em uma rua coberta de gelo pode custar-lhe uma fortuna em atendimento médico e exames. O seguro custa menos de R$ 9 por dia, não economize em algo tão importante! Leia o nosso post sobre seguro viagem para a América do Sul e use o nosso cupom de descontos.

Seguros Promo
VIAJEIBONITO5

Cupom que dá direito a 5% de desconto

Ver todos os cupons

Como utilizar este cupom

  1. Acesse a página da Seguros Promo
  2. Preencha as datas de sua viagem e escolha um destino
  3. Selecione a apólice
  4. Utilize o cupom na etapa de pagamento

Passagens promocionais para Ushuaia

Leia mais sobre Ushuaia

💡 Você pode ler mais sobre o Viajei Bonito pelo extremo sul das Américas em nosso diário de bordo, ou assistir ao vídeo que produzimos nesse dia!

Prepare-se para sua viagem

Em Ushuaia, nossa sugestão de hospedagem é o Hotel Albatros (88, diárias a partir de R$495,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

Veja o motivo pelo qual recomendamos o seguro viagem para quem viaja pela América do Sul. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Vai alugar um carro? O preço do aluguel de veículos na categoria Economico em Ushuaia é de aproximadamente R$215,00 por diária (confira mais preços aqui). Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido! Recomendamos que você dê uma olhada no plano Dados Mundi que sai a partir de R$212,26. O Viajei Bonito indica também como alternativa o chip da Yes Brasil.

A GetYourGuide oferece passeios, tours, visitas a atrações turísticas e guias para vários destinos no mundo! Descubra o que ela tem a oferecer para Ushuaia. Você pode conferir também o nosso passo-a-passo sobre como reservar tours e guias pela internet.

Descubra quando viajar para Ushuaia, ou então pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Gisele Rocha

Adriano Castro

Formado em Ciência da Computação pela UFJF, trabalhou durante 10 anos como analista de sistemas até chutar o balde e tocar a vida como freelancer, carregando seus projetos para onde quer que vá.

Ver mais artigos de Adriano Castro

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha

11 comentários em “Parque Nacional Tierra del Fuego, em Ushuaia”

  1. Olá! Adorei o post, sempre tive vontade de conhecer a Patagônica (só conheço Bariloche e s região dos lagos andinos no Chile).. Queria saber se a base de vocês foi apenas Ushuaia e se custo da viagem (passagens, passeios alimentação) é muito alto para uma família com quatro pessoas (casal e dois filhos adolescentes)? Se tiverem alguma informação sobre isso ,agradeceria imensamente. Queremos fazer a viagem entre final de dezembro e início de janeiro. Parabéns pelo blog.

    1. Olá, Suzy, tudo bom? Nessa viagem fizemos Ushuaia, Punta Arenas, Puerto Natales, Torres del Paine e El Calafate. O custo de vida nesses lugares não é um absurdo de caro, mas também não é tão barato. Aqui condensamos tudo que escrevemos e produzimos sobre essas cidades: https://viajeibonito.com.br/diario-de-bordo-viajei-bonito-no-extremo-sul-das-americas/. Para maiores informações a respeito dos custos, por enquanto temos apenas informações sobre Punta Arenas aqui: https://viajeibonito.com.br/quanto-custa-viajar-para/?query=Punta-Arenas/324/BRL.

      Qualquer dúvida é só falar!!

  2. Achei este roteiro incrível, quero muito ir a Patagônia, mas não tive oportunidade! As fotos desta viagem são tão lindas e bucólicas, parabéns pelo post!

  3. Ai que legal ler o teu post e relembrar desta viagem que fizemos a quase 10 anos. Nossa, precisamos voltar urgentemente, porque bateu uma saudade. Ótimo post com ótimas dicas, parabéns!

  4. Conheci o Parque Nacional da Terra do Fogo durante a alta temporada de inverno. Não havia uma parte sequer sem neve e achei aquilo tudo lindo demais… todo branquinho!! A única coisa ruim é que muitas trilhas estavam fechadas.

  5. Ushuaia parece ser um dos destinos mais incríveis da América do Sul. Amo frio e estou louco pra conhecer este lugar super diferente.
    Parabéns pelo relato, as dicas e as fotos estão demais

    Abraços!

  6. Eu achei este texto uma delícia! Fui transportada para estas paisagens lindas. Subi e desci do ônibus e desejei muito que fosse de verdade e não apenas de maneira virtual; Eu me perderia em devaneios nestas paragens, sem dúvida alguma. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *