A vida da gente é marcada por fases. Há períodos em que estamos mais festeiros, receptíveis a conhecer pessoas, encarar multidões, cantar até perder a voz e pular até os pés calejarem. Em outros momentos, prezamos pela calmaria, o som da natureza soa como música para os nossos ouvidos e a multidão é substituída pela companhia da família ou dos amigos. Quem se enquadra no segundo grupo, já deixou os tempos de folia para trás e agora busca lugares tranquilos para passar o Carnaval.

Em um país festeiro como o Brasil, é difícil encontrar cidades em que não haja blocos de rua e festas de salão, mas elas existem. Apresentamos a vocês 10 destinos para fugir do Carnaval em Minas Gerais. Estes não são, necessariamente, destinos isolados, onde você passará dias sem ver ninguém. O objetivo deste artigo é mostrar lugares onde você pode se inserir na natureza e se desligar da rotina, porém é necessário se planejar com antecedência, já que a procura por algumas dessas cidades vem crescendo ano após ano. Sabendo disso, não deixe para procurar hospedagem em cima da hora!

Sem mais delongas, conheça agora 10 lugares celestiais para fugir do Carnaval em Minas Gerais e ser feliz em meio à natureza.

1 Aiuruoca

Cachoeira dos Garcias, Aiuruoca, Minas Gerais

Cachoeira dos Garcias, Aiuruoca, Minas Gerais. Créditos: Adriano Castro

Vamos começar a lista de lugares tranquilos para passar o Carnaval em Minas Gerais com uma cidade que conhecemos bem. Aiuruoca foi o cenário que escolhemos para o nosso primeiro Carnaval juntos, longe da folia.

Em Aiuruoca o Carnaval é antecipado, acontece na semana anterior ao calendário tradicional. Então, durante o feriado os moradores partem para outros centros ou ficam aproveitando o sossego das quase 80 cachoeiras que o município abriga.

Merece destaque a Cachoeira dos Garcias, uma das mais bonitas do Brasil, com 30 metros de altura, um poço delicioso para banho e várias pedras onde a gente pode se esticar e tomar sol.

O Vale do Matutu, a Cachoeira das Fadas, do Tombo, do Batuque, o Poço Joaquim Bernardo, o Pico do Papagaio e a pitoresca Matriz Nossa Senhora da Conceição também merecem uma visita. Leia mais no post Fugindo do Carnaval em Aiuruoca.

Onde se hospedar em Aiuruoca

O Sítio Cambará (85) fica no Matutu, cercado por natureza. Tem churrasqueira, jardim e terraço, além de quartos espaçosos e banheiros limpos. Outras opções bastante agradáveis são: Pousada Nossa Senhora Aparecida (88), Fios da Terra (83) e Pousada Dudu (94).

2 Carrancas

Cachoeira da Fumaça, Carrancas

Cachoeira da Fumaça, Carrancas. Créditos: Paulo JC Nogueira / Fonte: Wikimedia Commons

Por causa de uma tradição religiosa existente há mais de 80 anos, Carrancas também aderiu ao Carnaval antecipado, que acontece 15 dias antes do calendário nacional. Durante o feriado, muitos habitantes se recolhem em retiros espirituais, deixando a cidade por conta dos turistas.

Para os amantes da natureza e do ecoturismo, Carrancas é o destino ideal. Não é à toa que ganhou o apelido de “Cidade das Cachoeiras”, ao todo são mais de 70, algumas de fácil acesso, outras que podem ser encontradas após longas caminhadas e também aquelas com acesso proibido, por estarem em áreas particulares.

A Cachoeira da Fumaça é o cartão postal da cidade, mas infelizmente está poluída e, além disso, a água cai com tanta força que pode provocar acidentes graves. O melhor é conhecer as outras de dentro do complexo, como a Serrinha, Luciano e Véu da Noiva.

O Complexo da Zilda também é imperdível, já que possui um divertido escorregador natural que faz a alegria dos visitantes, porém provavelmente estará tumultuado durante o feriado, então tenha paciência. Ainda dentro do complexo é possível se refrescar com a Cachoeira dos Índios, dos Anjos e da Zilda, além de admirar uma gruta com cerca de 150 metros de extensão.

O terceiro complexo é o Vargem Grande, onde estão os atrativos naturais mais bonitos de Carrancas. Nada se compara à beleza das águas límpidas do Poço das Esmeraldas. Visite também os complexos do Tira Prosa, da Ponte, do Grão Mogol e a Serra de Carrancas. Ah! Também não se esqueça da linda Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Onde se hospedar em Carrancas

Pousada não será um problema em Carrancas. Existem muitos estabelecimentos acolhedores, limpos e bem localizados que oferecem hospedagem a preços acessíveis.

Entre dezenas de opções, as nossas favoritas são: Águas de Carrancas (93), Bio Chalé Carrancas (96), Pousada Além das FormasPousada Luz do Sol (85).

3 Ibitipoca

Janela do Céu, em Ibitipoca, Minas Gerais

Janela do Céu, em Ibitipoca, Minas Gerais. Créditos: Gisele Rocha

Apesar da recente explosão turística, o distrito de Conceição do Ibitipoca ainda mantém um modo de vida tranquilo entre os seus habitantes, por isso ainda é um dos melhores destinos para fugir do Carnaval em Minas Gerais. As estradas são de terra batida com trechos de paralelepípedos, casinhas coloridas embelezam a vila e os produtos artesanais enchem os olhos dos turistas. A culinária nem se fala, é de dar água na boca! Experimente o tradicional pão de canela, uma iguaria local que você vai querer levar para casa.

Sobre o Parque Estadual do Ibitipoca, ele possui três circuitos: Circuito das Águas, Pico do Pião e Janela do Céu, sendo o último o mais requisitado, já que é dele que se tem a vista deslumbrante que deu nome ao atrativo. Alongue as pernas, passe protetor solar, prepare um lance reforçado e leve muita água, pois as trilhas são cansativas (mas a recompensa é garantida)!

Onde se hospedar em Ibitipoca

Publicamos aqui no Viajei Bonito uma lista de pousadas em Ibitipoca. Leia e confira.

4 Monte Verde

Monte Verde é um excelente para fugir do Carnaval em Minas Gerais

Monte Verde é um excelente para fugir do Carnaval em Minas Gerais. Créditos: Rosanetur / Fonte: Flickr

Apelidada carinhosamente de “Campos do Jordão mineira”, Monte Verde é figurinha carimbada dos roteiros românticos e invernais do estado, mas não deixa de ser um destino fantástico para fugir do Carnaval em Minas Gerais, ainda que a folia aconteça durante a estação mais quente do ano.

Apartada das confusões das grandes cidades, Monte Verde também fascina pelo bucolismo de suas construções e pelas ruas arborizadas. Não faltam pousadas acolhedoras, com vista para as montanhas.

Engana-se quem pensa que em Monte Verde só existe lugar para a calmaria. O município vem ganhando destaque pelo turismo de aventura, com possibilidades para trilhas (a da Pedra Redonda e Pico do Selado são as mais procuradas) e até uma Mega Tirolesa, com um quilômetro de queda a 70 metros de altura. Nossos amigos do blog Viajando na Janela fizeram um post sobre a Fazenda Radical, inspire-se no passeio deles.

Onde se hospedar em Monte Verde

São tantas as pousadas e chalés aconchegantes em Monte Verde, que seria injusto indicar apenas um ou dois nomes. Eles variam em locação e nível de sofisticação, mas basicamente todos oferecem wi-fi, estacionamento gratuito, alguns possuem lareira nos quartos e até banheiras. Escolha entre Chalés Vila do Moinho (93), Pousada das Montanhas (85), Chalés Fazenda das Samambaias (89), Tirol Chalés (87) e Pousada Aconchego (83) de acordo com o seu orçamento para o Carnaval.

5 Fervedouro

Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais

Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais. Créditos: Marcio Erli / Fonte: Flickr

Fervedouro é uma cidadezinha de 10 mil habitantes escondida na Zona da Mata que ainda não foi descoberta pelo turismo de massa, o que é ótimo para quem procura lugares sossegados para fugir do Carnaval em Minas Gerais.

O nome teve origem após tropeiros encontrarem poços de águas minerais borbulhantes, como se estivessem em ebulição. Nas Piscinas de Fervedouro é possível presenciar esse fenômeno e se banhar nos poços naturais para sentir a água brotando do solo. Aqui também é uma excelente oportunidade para se lambuzar com as lamas medicinais e trazer um pouco de bem-estar ao corpo. A entrada custa apenas R$2 (janeiro/2019).

Não acaba por aí! Fervedouro é uma das oito cidades que compõem o Parque Estadual Serra do Brigadeiro, na porção norte da Serra da Mantiqueira. Essa é a maior e mais importante reserva de Mata Atlântica de Minas, onde você terá a chance de avistar espécies raras, como os muriquis, os maiores primatas das Américas, além de jaguatiricas, cachorro-do-mato, tamanduás, veados, bicho preguiça, saguis, sapos-bois, papagaios, tucanos e os simpáticos macacos-prego.

Para os aventureiros incansáveis, há várias trilhas no parque. A mais curta é a Trilha do Encontro, que tem apenas 400 metros. Já a mais longa, que vai até o Pico do Matipó tem 6 quilômetros por caminhos sinuosos. Outras opções são Pico do Boné (2,8 km), Pico do Cruzeiro (3 km), Pico do Grama (800 m), Pico do Itajuru (5 km), Serra das Cabeças (4 km), Trilha do Carvão (6,7 km), Trilha da Lajinha (500 m), Trilha do Muriqui (1,1 km), Trilha da Pedra do Cruzeiro (3,3 km), Trilha da Pedra do Pato (3 km) e Trilha Laje do Ouro (2,7 km).

Se sobrar tempo e disposição, visite em Fervedouro a pequena Ermida Antônio Martins, o Rancho do Thomaz e as cachoeiras do Piu, do Adão e Três Quedas.

Onde se hospedar em Fervedouro

Não encontramos hospedagens em Fervedouro no Booking, Hostelworld ou Airbnb, por isso sugerimos que você se hospede na encantadora Fazenda Serra Verde, localizada em São Manuel de Carangola, a pouco mais de 30km de Fervedouro e também próxima aos atrativos da Serra do Brigadeiro.

6 Alto Caparaó

Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó, divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo

Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó, divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Créditos: Frtelles / Fonte: Wikimedia Commons

Conhecida por pelas paisagens estonteantes, Alto Caparaó convida os amantes da natureza a se desligarem do mundo, respirar ar fresco e mergulhar em suas piscinas naturais de águas geladas, porém revigorantes.

O município é uma das portas de entrada para o Parque Nacional do Caparaó, dividido entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Seu principal atrativo é o Pico da Bandeira, o terceiro ponto mais alto do Brasil, com 2.892 metros. No entanto, existem outros atrativos igualmente fascinantes que não devem ser esquecidos, a começar pelo Vale Verde, a 600 metros da portaria, com uma sequência de pequenas cachoeiras e piscinas naturais. Vestígios de Mata Atlântica deixam o lugar ainda mais atraente.

Outro atrativo do parque que tem ficado famoso nas redes sociais é o Vale Encantado, com suas corredeiras e poços de águas cristalinas em meio às pedras, lembrando um ofurô.

Para quem quer realmente fugir do Carnaval em Minas Gerais, acampar no parque é a melhor saída. E só quem o faz pode se dar ao luxo de ver o pôr do sol no Terreirão, ponto de descanso dos aventureiros.

Fora da reserva, é possível visitar ainda o Parque Cachoeira das Andorinhas, que fica na cidade vizinha de Alto Jequitibá, e também a Cachoeira do Egito e Parque Hidrolândia, ambos na cidade de Iúna.

Onde se hospedar em Alto Caparaó

Alto Caparaó é a melhor cidade-base para quem visita o parque e quer fugir do Carnaval em Minas Gerais. Nela indicamos a Pousada do Bezerra (85), com piscina, sauna, café da manhã em estilo buffet e opções de atividades ao ar livre dentro da propriedade.

Uma opção mais econômica é a Pousada Querência (84), um lugar simples e acolhedor, com vista para as montanhas e aquele café da manhã reforçado.

7 Santuário do Caraça

Santuário do Caraça Minas Gerais

Santuário do Caraça Minas Gerais. Créditos: Gisele Rocha

Se existe um lugar tranquilo para passar o Carnaval em Minas Gerais, esse lugar é o Santuário do Caraça, que fica entre as cidades de Catas Altas e Santa Bárbara. Por se tratar de um local religioso, não há a mínima chance de aparecer um grupo de foliões a batucar.

Não estamos falando para você fazer um retiro espiritual durante o feriado. É que além de abrigar a igreja em estilo neogótico mais antiga do Brasil, o Santuário do Caraça possui uma reserva ambiental onde hóspedes e visitantes podem fazer trilhas em meio à vegetação com direito a banhos de cachoeiras e paradas para contemplar a natureza. Veja a lista de atrativos naturais e se surpreenda!

Onde se hospedar em Catas Altas

Só quem se hospeda no santuário tem a chance de ver o lobo-guará sendo alimentado pelos padres à noite, durante o jantar, depois que todos os visitantes já se foram. Todas as refeições estão inclusas no valor da diária. Clique e reserve sua vaga no Santuário do Caraça (90).

Se você chegou tarde demais e não encontrou um quarto no santuário, tente outras opções em Catas Altas e visite o local entre 8h e 17h (última entrada às 15h30). Recomendamos o Solar dos Guarás (94) e a Pousada Portas da Lua (89).

8 Serra do Cipó

Cachoeira Grande, na Serra do Cipó, Minas Gerais

Cachoeira Grande, na Serra do Cipó, Minas Gerais. Créditos: Gisele Rocha

Entre todas as opções de destinos para fugir do Carnaval em Minas Gerais, acredito que a Serra do Cipó seja a mais democrática. O destino possui infraestrutura para receber pessoas de todas as idades e diferentes níveis de disposição. Há trilhas longas que perpassam paredões de pedras, mas há também cachoeiras e balneários de fácil acesso, beneficiando assim crianças e idosos.

O renomado paisagista Burle Marx deu à Serra do Cipó a alcunha de “Jardim do Brasil”, justificável pela variedade da flora e fauna da região. Entre as espécies de plantas típicas da região estão a sempre-viva, canela-de-ema, bromélias e orquídeas, formando um lindo quadro emoldurado por paredões e cachoeiras vertiginosas.

A área do parque ocupa mais de 30 mil hectares, abrangendo as cidades de Jaboticatubas, Morro do Pilar, Itambé do Mato Dentro e Santana do Riacho, onde é aconselhável se hospedar.

Na hora de montar o roteiro, pesquise sobre a Cachoeira da Farofa, do Gavião, das Andorinhas, da Derrubada, do Tomé, da Taioba, do Cornélio, Cachoeira Congonhas, Véu da Noiva, Cachoeira Grande, Poço Azul, Cânion das Bandeirinhas, Circuito das Lagoas, Travessão e Capão dos Palmitos, assim você poderá decidir por sua conta qual se enquadra melhor ao seu ritmo. Outro ponto turístico imperdível é a Estátua do Juquinha, criada em homenagem a um falecido andarilho de Santana do Riachão que sempre andava com flores nas mãos.

Onde se hospedar da Serra do Cipó

A cidade de Santana do Riacho é a que oferece melhor infraestrutura para receber turistas, com uma rua principal repleta de restaurantes e lojinhas de artesanato. O Abrigo Cipó (90) apresenta uma atmosfera rústica sem abrir mão do conforto. Tem chalés de tijolinhos terrosos, jardim florido e aquele café da manhã que todo mundo espera de uma pousada. O preço é inacreditável!

Outras ótimas opções são: Pousada Vila Flores (92), Santa Vila (91) e Veredas do Cipó (88).

9 Milho Verde

A singela capela Nossa Senhora do Rosário é cartão postal de Milho Verde, em Minas Gerais

A singela capela Nossa Senhora do Rosário é cartão postal de Milho Verde, em Minas Gerais. Créditos: Circuito Fora do Eixo / Fonte: Flickr

Em meio às montanhas da Serra do Espinhaço encontra-se Milho Verde, distrito de Serro, um refúgio próximo à agitada Diamantina que soma ecoturismo e patrimônios culturais de valor inestimável, como a singela capela Nossa Senhora do Rosário, uma espécie de cartão postal da região.

Não espere encontrar ruas desertas durante o carnaval em Milho Verde, mas pode apostar que as inúmeras cachoeiras dão conta de espalhar a pequena multidão. Delicie-se com as cachoeiras do Carijó, do Moinho, do Piolho, do Canelau e do Lajeado.

Onde se hospedar em Milho Verde

Com vista para a capela Nossa Senhora do Rosário, a Pousada Luar do Rosário (91) dispõe de móveis rústicos e ambiente acolhedor, mas sem muita pompa. A Pousada Sempre Viva (88) segue o mesmo estilo, sem sofisticação, mas com atendimento exemplar, que nos faz sentir como se estivéssemos na casa de amigos.

Uma terceira opção é a Pousada e Restaurante Refazenda (71), mais nova que as anteriores e com uma ampla área externa. Vai ser difícil se decidir entre as três.

10 São Gonçalo do Rio Preto

Parque Estadual do Rio Preto, Minas Gerais

Parque Estadual do Rio Preto, Minas Gerais. Créditos: Ricardo Solar / Fonte: Flickr

Localizada no complexo da Serra do Espinhaço, no Alto Jequitinhonha, essa cidadezinha de 3 mil habitantes já teve seus dias de blocos de rua e festas de salão. Embora ainda tenha pequenas festas esporádicas, continua sendo um destino tranquilo para passar o Carnaval em Minas Gerais.

Ela é a porta de entrada para o Parque Estadual do Rio Preto, importante reserva de mais de 12 mil hectares que protege as nascentes da bacia do rio Jequitinhonha, uma região lotada de corredeiras, cachoeiras e praias fluviais com águas cor de Coca-Cola.

A paisagem é composta pela vegetação típica do cerrado, com árvores de pequeno porte, retorcidas e ramificadas. Com sorte, você poderá ver as sempre-vivas (ou “chuveirinhos”, como são chamadas na Chapada dos Veadeiros) e usar a sua criatividade para fotografá-las. O parque também serve de morada para animais em extinção, como o lobo-guará, o tamanduá-bandeira e o tatu-canastra.

Entre as principais atrações do parque estão a Cachoeira do Crioulo (6,5 km), Cachoeira Sempre-Viva (4,5 km), Trilha das Corredeiras (5,2 km), Forquilha (2 km), Prainha (20 minutos de caminhada) e pinturas rupestres (1,5 km).

Importante saber: para as trilhas mais longas, é obrigatório estar acompanhado de um guia. O próprio parque disponibiliza profissionais condutores sem nenhum custo, basta estar na portaria entre às 9h e 11h da manhã.

Onde se hospedar em São Gonçalo do Rio Preto

O Sítio Paraiso é a única opção de hospedagem em São Gonçalo do Rio Preto, então é melhor se apressar e garanti-la para o Carnaval. Ele está a 15 km da entrada do parque e a 100 metros da praia do Lapeiro, oferece café da manhã e outras comodidades.

Continua após a publicidade

Outros destinos para fugir do Carnaval em Minas Gerais

Leia os artigos que já publicamos sobre Minas Gerais e descubra outros destinos para a sua próxima viagem.

Passagens baratas para Minas Gerais

Basta trocar a cidade de origem no lado superior direito do quadrinho.

Prepare-se para sua viagem

Em Ibitipoca, nossa sugestão de hospedagem é a Pousada Janela do Ceu (80, diárias a partir de R$270,00). Já em Aiuruoca, recomendamos a Pousada Dudu (94, diárias a partir de R$166,00). Em Catas Altas, nossa recomendação é a Pousada Solar dos Guaras (94, diárias a partir de R$235,00). Aprenda a reservar um hotel pela internet aqui. Você pode procurar outros hotéis através do Booking, ou então se sua preferência é por albergues, acesse o Hostelworld.

Vai alugar um carro? Na Rentcars você compara preços em diversas locadoras no mundo todo com muita segurança, sem taxas no cartão de crédito, 5% de desconto no boleto, parcelamento em até 12 vezes e isenção de IOF. Veja como é simples fazer sua cotação e reservar um carro pela internet.

Receba um desconto de R$10 em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom adrianoc135ue durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

testamos o chip internacional da Easysim4u e aprovamos tanto o serviço quanto a qualidade da internet no exterior. Clique aqui para ver todas as opções de coberturas disponíveis nos EUA e em mais de 210 países! Ainda, utilize o cupom VIAJEIBONITO10 para garantir 10% de desconto em seu pedido!

Se você teve algum voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking, extravio de bagagem ou outros tipos de imprevisto com companhias aéreas, faça aqui uma consulta e descubra se você tem direito a indenizações. A Resolvvi cuida de toda a burocracia e você recebe o valor sem sair de casa, além de pagar apenas se ganhar.

Mesmo sem a obrigatoriedade de contratar um seguro viagem ao viajar pelo Brasil, é altamente recomendável para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiroE se liga que tá rolando promoção! Até o dia 28/02/19 você pode usar o cupom PROTETORSOLAR para garantir 10% de desconto em sua apólice! Aproveite esse descontão porque ele é por tempo limitado!

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Passagens Promo.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem ao lado para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: Gisele Rocha

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: Gisele Rocha. Imagem utilizada nas redes sociais: Sergej Cash / Fonte: Shutterstock.