Coisa boa é poder viajar, conhecer gente diferente, rodar por toda a cidade tirando fotos incríveis e, ao final do dia, dormir o sono dos justos. O que poderia estragar um dia assim? Talvez isto:

Bed bug, um bicho tão pequeno que pode arruinar a sua viagem.

Bed bug, um bicho tão pequeno que pode arruinar a sua viagem. Créditos: AFPMB / Fonte: Flickr

Esses bichos são encontrados em acomodações e lugares de alta rotatividade, principalmente porque se transportam nas malas, roupas e até nos cabelos das pessoas. Não importa se você está em albergues ou hotéis luxuosos, poderá encontrá-los em qualquer lugar.

Como são esses bed bugs? Onde eles ficam?

Bed bugs é o nome mais conhecido dos percevejos. Aqui no Brasil não são tão comuns assim, mas alguns hotéis europeus e norte-americanos estão infestados deles.

São bichinhos pequenos, do tamanho de uma semente de maçã, com corpo arredondado e de cor marrom avermelhado. Parecem piolhos, só que maiores. Eles se reproduzem rapidamente e adoram ficar no canto da cama, nas costuras do colchão, nos estofados, nas cortinas e tapetes. Vez ou outra ficam escondidos nos móveis também, só esperando você dormir pra sugar o seu sangue. Use a lanterna do seu celular para encontrá-los.

As mudanças em um bed bug ao se alimentar.

As mudanças em um bed bug ao se alimentar. Créditos: UGA College of Ag & Environmental Sciences – OCCS / Fonte: Flickr

Antes de se deitar, dê uma olhada nos lençóis e travesseiros pra ver se acha algum indício de manchas marrons ou até pontinhos de sangue. Roupas de cama escuras ou muito estampadas são um sinal de que o staff do hotel ou albergue possa estar tentando escondê-los. Nos sofás, prefira sempre o acento do meio, mas dê uma conferida antes mesmo assim.

Por via das dúvidas, sempre coloque as roupas e sapatos usados em um saco com aquelas bordas de lacrar, separando-os dos demais itens. Assim, se algum inseto ou ovinho estiver escondido ali, ele não vai se alastrar pelo resto das suas coisas.

Continua após a publicidade

Achei bed bugs, o que fazer?

Imediatamente, informe aos funcionários da casa. Com o advento das redes sociais e da facilidade de provar tudo com fotos, todo mundo fica com medo de escândalos. Assim, não arrumarão empecilhos para mudá-lo de quarto ou reembolsá-lo, conforme a sua vontade.

Vá tomar banho quente e use bastante sabão. Lave até os cabelos para tirar qualquer vestígio dos bichos. Verifique se a toalha também não está contaminada antes de se secar.

Em relação à bagagem, tire TUDO de dentro dela e lave o que for possível, depois seque na secadora ou passe com ferro quente para matar possíveis ovo que possam ter ficado agarrados. Inclusive as malas e mochilas precisam ser aspiradas e dedetizadas, com atenção redobrada às costuras. Cadernos e livros também devem passar por uma inspeção rigorosa, já que os bed bugs podem acampar nos seus pertences e depois da viagem se espalharem pela sua casa. Já pensou que tragédia essa praga se reproduzindo no seu quarto? Adeus sossego!

É necessário dedetizar todos os cômodos e móveis afetados pelos bed bugs ou percevejos.

É necessário dedetizar todos os cômodos e móveis afetados pelos bed bugs ou percevejos. Créditos: michael_swan / Fonte: Flickr

Tratando as feridas

A picada não dói na hora, mas em pouco tempo as áreas afetadas começam a ficar bem vermelhas e a coceira é infernal. Pelo menos os bed bugs não transmitem doenças.

Como não sou médica, seria uma irresponsabilidade receitar remédios aqui. No entando, existem algumas medidas simples para minimizar o problema. Se a alergia estiver se agravando, é melhor procurar um hospital.

  • Pomadas com hidrocortisona, livremente vendidas em farmácias e drogarias, diminuem a coceira e facilitam a cicatrização das feridas.
  • Limpar as picadas com água e sabão ajudam a diminuir a coceira. Não esfregue o sabão na área afetada. Basta fazer bastante espuma nas mãos e passá-las ali. Deixe um tempo antes de enxaguar.
  • Aguente firme e não coce as feridas, já que a sujeira armazenada debaixo da unha vai acabar infeccionando a pele e isso pode deixar umas marcas horrorosas, que vão custar a sair. Colocar um pano com água fria ou gelo ajuda a aliviar a coceira.
  • Gel e pomada com Aloe Vera podem ser bons, uma vez que possuem propriedades antifúngicas e antibióticas e evitam que a infecção se alastre.
  • Limão é um adstringente natural e pode ajudar a secar os machucadinhos. Mas não use se você for se expor ao sol, porque sua pele pode manchar.

Ajude outras pessoas

Já que você já se lascou com os bed bugs, faça com que outras pessoas não passem pela mesma situação. Faça avaliações sobre o lugar em todas as plataformas possíveis, entre elas a Fanpage do Facebook, TripAdvisor e Hostelworld (e similares). Assim os proprietários darão a devida importância ao caso e os próximos hóspedes ficarão atentos.

Você já teve algum problema com bed bugs? Onde foi? Conte pra gente!

Leia outras dicas para a sua viagem

Prepare-se para sua viagem

Quer economizar em sua viagem? Conheça então os cupons de desconto oferecidos pelo Viajei Bonito.

É altamente recomendável contratar um seguro viagem para garantir assistência médica em acidentes ou doenças. Você pode fazer sua cotação clicando aqui e utilizando o cupom de desconto VIAJEIBONITO5. Aprenda a contratar um seguro viagem e conheça também o seguro viagem que vale por um ano inteiro. Como alternativa, nós sugerimos que você também faça uma cotação na Real Seguro Viagem.

Pesquise por preços de passagens aéreas para destinos nacionais e internacionais na plataforma da Kayak.

Receba um desconto em sua primeira viagem com a Uber ao utilizar o cupom 9udns9 durante o cadastro pelo aplicativo ou então através deste link.

Adicione ao Pinterest

Clique na imagem para adicionar este artigo em seu Pinterest e veja também nossos painéis. Foto por: U.S. Department of Agriculture / Fonte: Flickr

Gisele Rocha

Formada em Comunicação Social pela UFJF. Andou meio mundo tentando descobrir o que queria fazer, até descobrir que queria mesmo era andar pelo mundo.

Ver mais artigos de Gisele Rocha

Créditos da imagem de capa: U.S. Department of Agriculture / Fonte: Flickr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *